História Os Paranormais - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Luta, Magia, Romance, Sobrenatural
Visualizações 8
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Narrado por Isabela:

Oi eu sou a Isabela e num momento estou de férias eu na verdade estou muito triste porque em dez dias recomeçam as aulas que droga eu quero mais ferias agora .

- Filha vem aumoçar !

- Já vou mãe .

Depois que eu vencer essa partida esqueci de falar que eu adoro LOL sou uma jogadora muito boa mas na escola sofro buling por isso não quero voltar eu me entristeço só de lembrar do ano passado um garoto fingiu gostar de mim só pra rir da minha cara foi uma humilhação enorme .

Narrado por Marcos: 

- Jame o que a Hilda veio fazer aqui ? Eu perguntei exaltado .

- Eu não sei cara ela apareceu aqui com alguns outros arcanjos - Ele disse afoito - É melhor vc ir pro salão do rei agora .

- Ta legal mas você vem comigo .

Tomamos o caminho para a sala do trono ao chegarmos na porta havia dois arcanjos na porta e um deles se assutou ao me ver .

- Filho ?! 

Eu nem  liguei ali ele não era meu pai era meu inimigo e devia ser tratado como tal .

- Saia da minha fernte lixo alado . Eu disse com despreso .

Ele saiu da frente e eu entrei na sala do trono e dei de cara com a Hilda ela se assustou mais ainda ao me ver .

- Naberius pensei que havia destruido essa aberração . Logo o ódio me subiu a cabeça . 

- Quam plumis abditus tenebris . Minhas asas se abriram e a ilusão do maior medo dela foi formada a queda dos arcanjos pelas minhas mãos .

- Solve fasciculos .

Ela conjurou sem dificuldade .

- Não use sua magia suja contra mim monstro miseravel . Ela disse me lançando um olhar de desprezo .

- Então não o insulte na casa dele esse garoto é meu protegido o tenho como neto assim como tenho a mãe dele como filha . Se pronunciou com autoridade meu mestre .

- Como foi sua caçada noturna Marcos ?

- Bastante proveitosa mestre encontrei uma jovem muito bonita perto de uma igreja e me alimentei dela mas uma porcaria de arcanjo me atacou e eu tive que matar ele pra me defender . Falei sorrindo sarcastico para Hilda que me olhou com mais despreso ainda .

Foi quando o arcanjo que estava ao lado dela me atacou transpaçando meu peito com uma espada .

- Mosntro imundo você matou meu irmão . Ele disse com uma furia monstruosa .

- Você se precipitou nesse ataque arcanjo repulsu reiectae tenebris . As sombras o lançaram perto da porta .

- Uma espada divina contra mim machuca tanto quanto uma picada de formiga . Eu disse risonho enquanto tirava a espada do peito o que assustou aos arcanjos na sala pois geralmente um demônio ferido gravimente por algo com a marca da ordem dos arcanjos morre na hora .

- Chega Marcos . minha mãe entra na sala .

- Agora que eu estava começando a me divertir . Eu disse fingindo tristeza .

- Naberius me encontre na fronteira dos mundos quero lhe propor algo .

- Esta bem logo estarei lá .

- Mestre eu também vou .

- Não você não vai - Ele disse com um olhar severo - Vai ficar aqui e esperar meu retorno e ponto .

- Sim mestre . eu disse desanimado e ele saiu .

(...)

Algumas horas depois ele volta .

- E então o que ela disse majestade . Perguntou minha mãe .

-  Daqui a dez dias Marcos,Jame e outros jovens da nossa raça iram estudar junto aos arcanjos mais novos numa escola do mundo humanos . Ele falous sem mostrar qualquer tipo de reação .

- Estejam na sala do trono daqui a cinco dias que eu lhes dareis mais instuções .

Eu não entendia mais nada e pelo que parece eu vou ter que esperar .




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...