História Os quatro elementos (interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Alastor Moody, Alice Longbottom, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Argo Filch, Arthur Weasley, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Carlinhos Weasley, Cassandra Trelawney, Cedrico Diggory, Cho Chang, Colin Creevey, Córmaco Mclaggen, Cornélio Fudge, Dênis Creevey, Dino Thomas, Dobby, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Ernesto Macmillan, Evan Rosier, Fenrir Greyback, Fílio Flitwick, Fineus Nigellus, Fleur Delacour, Fred Weasley, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Gregory Goyle, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Katie Bell, Lilá Brown, Lino Jordan, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Penélope Clearwater, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Quirinus Quirrell, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Sirius Black, Ted Lupin, Valter Dursley, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Zacharias Smith
Tags Amor, Harry Potter, Interativa, Risadas, Tragedia
Exibições 21
Palavras 1.883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pronto ta ai o próximo talvez só talvez daqui a alguns caps ha mais vagas eu ainda to pensando OK ? Bjos

Capítulo 3 - Os guardiões das casas


O teto do salão principal refletia a escura noite de estrelas as luzes fracas das velas incomodavam os olhos dos alunos, eles ainda andavam pelo grupo e pararam na metade do caminho olhando assustados para onde fosse aquele medo era irracional mas plausível.

Todos olhavam para as quatro mesas ainda um pouco assustados e para um chapéu velho e encardido em uma cadeira,a tensão era palpável entre todos,então começou devagar um ha um foi chamado a primeira do grupo foi Eleonora que andou travada como um robô se sentou no banquinho de madeira talhada e sorriu para os amigos esperando ser tocada pelo chapéu.

Mas antes mesmo dele tocar em um cabelo castanho dela os olhos azuis brilharam em um imenso amarelo e negro e ela se pos de pe os cabelos pareciam flutuar na água todos,inclusive alvo Dumbledore, olhavam para ver oque ela faria,a mesma esticou a mão direita para a bandeira da lufa-lufa. De início nada ocorreu,passaram alguns segundos e então o grande texugo balançou as patas e todos escancaram a boca quando viram o animal pular da bandeira e cair na mesa andando tão suave quanto podia e chegou perto da menina.

Enrolou o corpo Negro no da garota que agora flutuava no ar e se explodiu em uma fumaça amarela e negra a colocando de sopétão no banco a fazendo negar com a cabeça sorrindo como se não soubesse oque havia ocorrido minutos atrás.

A lufana olhou em volta esperando algo uma voz ou comemoração mas só ouviu aquela voz retumbante como um trovão que dava medo en alguns e conforto para outro:
_Senhorita Jones poderia vir por favor ate a minha sala apos o jantar?-a voz do diretor soava calma mas pensativa ela concordou com a cabeça e se direcionou para a mesa da lufa-lufa mesmo não sabendo se era a certa,estranhamente quando se sentou parte dos alunos cochichavam entre si.

Então a seleção continuou devagar e calma sem imprevistos ate chegar ao próximo do grupo gary que da mesma forma foi duro como uma pedra mas quando ouviu um sonoro boa sorte vindo da lufana relaxou.

Quando se sentou no banquinho amadeirado e fechou os olhos esperando sentir o couro do chapeu ele abriu subitamente de novo os mesmos o olho direito criava um forte brilho de cor azul escura enquanto direito uma cor dourada e leve ele se pôs de pé e andou devagar até a ponta da escada e continuou andando como se não houvesse uma escada e sim uma plataforma para baixo da bandeira da corvinal e quando chegou próximo subiu como se fosse escadas invisíveis esticou a mão e tocou no rosto do corvo Que do nada move o rostos e asas colocando rente ao corpo e se curvando para o rapaz,o mesmo entrou dentro da bandeira e se sentou sobre o corvo que bateu as asas partindo da própria Bandeira girando no ar duas vezes e por fim pousando ao lado do banquinho deixando que ele sair cima desse e se sentar o corvo se explodiu em uma fumaça azul deixando o Pobre Menino Confuso com o que acabara de vir.


Dumbledore fez o mesmo pedido que havia feito para Eleonora e se sentou um pouco mais rígido olhando cada vez mais para cada um que se sentar lá no banco esperando outra coisa estranha acontecer como se ele já soubesse que aquilo ocorreria mais duas vezes.

Passaram-se mais 10 minutos e todos os alunos não faziam nenhuma das reações que os outros dois haviam feito e chegou finalmente a vez de sorcha ela se levantou jogando os cabelos longos e vermelhos para trás das costas andando tranquila até o banco se sentou cruzou as pernas e deu um sorriso para os outros dois que estavam sentados em suas respectivas casas e esperou o chapéu seletor tocar a Cabeça Ela tinha a plena certeza que aquilo não ocorreria com ela.

estava redondamente enganada antes mesmo de Minerva pegar o chapéu os olhos de sorcha ficaram prateados e verdes Ela simplesmente olhou na direção na mesa da sonserina e para cobra que concordou com a cabeça devagar deslizou da Bandeira para mesa se rastejando sinuosamente até a escada onde só parou quando chegou no pe da mesma,enrolou próprio corpo sobre ela e abriu a gigantesca boca antes mesmo de tocar ou envolver a garota a cobra se explodiu em pedaços de papel sorcha abri os olhos novamente não queria acreditar no que havia acabado de acontecer.

Sabia o que dumbledore falaria só se levantou virou para os professores e fez uma pequena reverência andando diretamente para mesa da sonserina e simplesmente olhou para o solo envergonhada do que havia acabado de fazer.

Faltava agora apenas mais uma bandeira a tão esperada Grifinória faria um grande show mas aquilo demorou muito tempo até que chegou na vez da pequena coreana yuki que estava extremamente nervosa e animada pois havia acabado de ver o que os amigos estava fazendo talvez só talvez ela sorte ela também conseguiria fazer aquilo, quando foi chamada quase caiu no meio de todo mundo mas por sorte havia feito uma estrelinha arrancando Aplausos de todas as casas incluindo da sonserina subiu as escadas e se sentou Balançando os pés para frente e para trás esperando o chapéu tocar a cabeça ou outra coisa acontecer.

Todos esperavam algo ou alguma coisa qualquer coisa,o chapéu já estava na metade do caminho para encostar na cabeça da loira e quando ela desistiu um rugido foi ouvido.

O leão da grifinoria sempre fora o orgulho daquela casa todos usavam uma coisa dele,por ser o único animal realmente perigoso muitos invejavam um pouco os grifanos,imagine então a reação deles quando o animal pulou no chão de pedra para simplesmente espreguicar as patas douradas,e balançar a juba.

O animal da bandeira parecia muito cansado e bem sonolento já que havia dormido por mil anos e aquilo para ele não era nada, vasculhou com os olhos o lugar vendo os olhos assustados dos grifanos ele andou calmamente ate onde yuki estava se sentou em sua frente e deu lhe uma lambida balançando o rabo,a loirinha riu e acariciou a parte do pescoço daquele gato que se desfez como areia ao vento.

Yuki ainda esperava o chapéu mas como ele não se aproximou a coreana andou tranquila ate a mesa de onde o leão havia saido e então se sentou ao lado de Harry Potter mas não parecia ligar muito.

Dumbledore só falou uma frase uma única frase que todos os mais velhos esperavam ouvir :
-Podem comer-a frase desencadeou as conversas principalmente pelos quatro amigos que tiveram que responder,cada qual a sua maneira,as perguntas dos curiosos e com certeza por um tempo eles e o menino que sobreviveu seriam os centros das atenções.

O jantar acabou os rosto de cansados de todos apareceram e devagar casa a casa foram para os dormitórios,Eleonora obedeceu o diretor mesmo não sabendo onde ficava a sal ficou sentada por alguns minutos ate todos sumirem e só sobrarem os 4.

Ela não aguentou mais aquele silêncio total que se estendia por ali,virou se para a saída do banco e andou tranquila ate a mesa do meio,e se senta ao lado de yuki,os outros dois seguiram os seus passos :
Gary: Então como vocês fizeram aquilo?
Eleonora: aquilo oque? Ah dos animais? Eu não sei
Sorcha: Isso e tao estranho,como pudemos retirar eles de dentro da bandeira?
Yuki: Eu lembro de uma coisa
Os três: Oque?
Yuki: lembro de uma voz masculina calma mas autoritária falando que eu era uma encarnação ate que bonita mas frágil demais
Eleonora: Engraçado eu ouvi uma voz calma e doce dizendo que eu não precisava me esforçar tanto
Gary: Eu ouvi alguem resolvendo alguma coisa
????:Isso que ouviram foram os criadores da escola-todos tomaram um susto ao olharem para a ponta da mesa o diretor ali parado e sorridente:
Dumbledore: Devo dizer que eles escolheram uma má hora para reencarnar,passaremos por tempos difíceis mas não posso falar o porque,porem eu dou as boas vindas aos novos guardiões das casas
Todos: Éoque? -todos os 4 gritaram juntos como eram guardiões das casas?

Dumbledore deu um breve suspiro não explicaria aquilo agora mas se desse tudo certo os próprios criadores explicariam,mandou eles para ad casas,como nora era uma traça de livros havia lido metade de hogwarts uma historia e chegou rápido ao dormitório.

Quando chegou lá entretanto ela só tocou no primeiro barril e ele estremeceu ao toque e se abriu, ela não ligou r entrou sem pensar. Ela chegou em um quarto único com uma cama de solteira e um guarda roupa de madeira era simples mas aconchegante.

Ela se jogou na cama fechando os olhos ainda associando aquilo a noite engolfou seu corpo a deixando dormir.

Sorcha não cabia a si de alegria havia entrado na Sonserina e o melhor ninguém havia descoberto que não era humana,ninguém a olhava torto ou algo do tipo,ela subiu as escadas rindo e dançando animada até que chegou na parte da entrada.

Ela só to parou na frente e a entrada se abriu devagar,a mesma deu nos ombros e devagar entrou.

O quarto que ficaria era algo gigante com o próprio banheiro a cama era de solteira com o cobertor estava ali feito e parecia um hotel a parte do travesseiro estava um pequeno doce ela riu estava um pouco impressionada,já que estava ali sozinha deixou sua verdadeira forma,os cabelos encolheram na boca um bico afiado dourado os braços se encheram de escamas e balançou a cabeça e se jogou na cama sorrindo devagar e entrou no mundo dos sonhos.

Gary não conseguia acreditar que aquele quarto era o dele,havia uma enorme estante cheia dos mais variados livros,em baixo dela uma cama que se ele aprendesse rápido o wingardiun leviossa conseguiria pegar o quanto pudesse para ler,ao lado da cama um armário simples mas bonito tinha ainda algumas roupas de quebra.

Ele girou três vezes no quarto rindo baixo o londrino nao conseguia parar de RI aquele quarto era um sonho que ele sempre tiver um quarto bonito com uma grande estante para poder ler Quantos livros pudesse ele se joga na cama os pés balanço com o impactoEle olhou para o teto pintado em branco de um suspiro e fechou os olhos castanhos esverdeados e se entregou ao sono e o cansaço da viagem.
Yuki se impressionou ao entrar pela mulher gorda ela não perguntou sem e nem nada só concordou com a cabeça e se abriu para o lado direito a pequena coreana entrou sem medo ou perguntar quando chegou lá viu uma enorme beliche três camas Ela poderia chamar todos os amigos entrou jogando a mochila na cama mais perto de si e começou a explorar o quarto tinha um pequeno banheiro na parte norte e no teto o desenho de um gigante Leão que parecia correr para cima dela ela viu com a pequena imaginação e agora que olhava direito a beliche percebi que tinha no escorrega então resolveu testar subiu na escada que era acoplada ao próprio beliche até a última cama foi até o escorregador se deitou e deixou-se não era muito grande tinha algumas Curvas e divertir fez isso nas três vezes e por fim se pós de pé limpando e ajeitando a roupa um pouco amarrotada ela olhou para cama onde tinha mochila se deitou e chutou a coitadinha para hoje fechou os olhos estava animada estava feliz sim entrada na escola que havia estudado por dias .


Notas Finais


Hey talvez mais tarde vau ter uma bela cena de Amorzinho dentre os casais eu decidi se aqueles que fizeram os personagens não quiserem e só falar nos comenta:

Gary e Luna
Yuki e Harry
Sorcha e Olívio


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...