História Os quatro reinos: Um amor proibido - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~CamusTyrell

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 5
Palavras 387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Outro bonûs. esse tem continuação.
(Ps: Aparencia de Amanda na capa do cap)
Boa leitura

Capítulo 3 - Aventura nas catacumbas do castelo parte 1 (1-2)


Fanfic / Fanfiction Os quatro reinos: Um amor proibido - Capítulo 3 - Aventura nas catacumbas do castelo parte 1 (1-2)

Amanda (Aparência na capa do cap.) On:

 

Depois de algum tempo já ter se passado (Ta apenas dois dias) já tinha me acostumado com regras, costumes, cultura, e blá, blá, blá do reino de Tyrell.

Pedi à servente que agora cuidava de mim naquele palácio 5 vezes maior que o meu, que me acompanhasse num passeio pelo jardim do castelo. Perguntei sobre o rei e ela respondeu-me que ele estava numa reunião com um tal de “Conselho”.

Sentia-me diferente ali. Sentia como se fosse um lar, admito. O jardim do palácio de Camus Tyrell era bem arrumado, organizado, mil coisas.

(quebra de tempo)

Agora, encontrava-me desenhando uma rosa numa folha. Desenhava com cuidado, amor, carinho e um pouco de perfeccionismo admito.

̶ O que tanto desenha Amanda?

Perguntou Camus adentrando o jardim.

̶ Rosas, margaridas,varias flores.

Respondo. Ele chega perto e elogia meu desenho. Coro com o comentário e volto a desenhar.

(quebra de tempo)

Mais dois dias se passaram e Camus não tinha nada para hoje. Eu já tinha uma vontade enorme de conhecer as catacumbas do castelo.

̶ Se queres tanto ir, então iremos.

Camus respondeu e pegou uma espada, e também me entregou uma. O local era escuro, mas eu o iluminava com uma de minhas esferas místicas que sempre levava comigo. Rapidamente um monte de morcegos voou em nós e logo sumiram. Teias e mais teias de aranha. Teve um momento em que quase cai, mas Camus segurou-me.

Achamos uma porta vermelha sangue com os dizeres: Se queres um treinamento digno de um guerreiro entre nesta sala, isso se agüentar o suficiente para não morrer.

̶ Vamos entrar.

Pedi.

̶ Não.

Ele falou.

̶ E porque não?

Acabou que depois de meia hora discutindo adentramos a sala e o que vimos foi horrível, vários esqueletos espalhados pelo chão. a porta atrás de nos fechou-se e um tipo de holograma apareceu a nossa frente.

̶ Bem vindos guerreiros. Aqui a aventura de vocês começara, espero que estejam preparados para perigos que podem causar a morte.

“Fudeu” pensei.

 

Amanda Off.

 

 

 

Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fiz rapidinho porque queria adiantar um pouco o capitulo de amanhã. Vai ter continuação dessa aventura maluca, fiquem de olho, perdoem se foi curto, tenho que dormir porque tem prova amanhã. Quase me esqueço, essa fanfic será postada todo dia a noite. Fiquem espertos!

 

 

 

 


Notas Finais


Goodbye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...