História Os quatro reinos: Um amor proibido - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~CamusTyrell

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 6
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bem, é isso. Sem criatividade vai qualquer titulo ;-;

Boa leitura

Capítulo 5 - Amor


Fanfic / Fanfiction Os quatro reinos: Um amor proibido - Capítulo 5 - Amor

Amanda On:

 

Enquanto o povo ficava dentro do castelo, eu e Camus seguimos para a varanda da grande janela do segundo andar. Lá, já podíamos ver que as estrelas estavam no céu, o mesmo, límpido sem nuvens a atrapalhar a nossa bela vista. Olhando para jardim, uma bela visão e ao longe, os riachos.

̶ Uma bela vista, não é mesmo Amanda?

Camus tirou-me de meus pensamentos.

̶ Com toda a certeza...

Falei. Sentia algo forte por Camus, isso era fato real. Logo após um tempo observando as estrelas. Camus pega em minha mão e seu rosto ruboriza, o que eu acho fofo acabo por corar também.

̶ Amanda... Eu preciso lhe contar uma coisa...

̶ Camus... Eu também preciso lhe contar uma coisinha...

Digo.

̶ Vamos dizer ao mesmo tempo então.

Ele diz e tomamos fôlego “É 1, é 2, é... 3”

̶ GOSTO DE VOCÊ!

Falamos juntos e ficamos meio que digerindo o que o outro falou, raciocinando ate entendermos que gostávamos um do outro.

̶ Amanda... Desde o tempo em que você ficou em meu reino... Eu tenho a cada dia mais me apaixonado por você... Eu te amo...

Ele falou e beijou minha mão.

̶ Eu também te amo Camus...

Digo e nos beijamos. Um beijo calmo, sincero, apaixonado. Um beijo demorado e cheio de amor, tão quente quanto o fogo e ao mesmo tempo doce como o mel, um choque térmico eu senti quando nossas línguas começaram uma batalha por espaço, mas ao mesmo tempo, um dança sincronizada. Um beijo de amor, mas não um amor qualquer, um beijo de amor verdadeiro que supera barreiras.

Voltamos ao salão e pedi para Nicolly levar os outros ao castelo ao final do baile, pois eu iria mais cedo com Camus.

(Quebra de tempo)

(Ps.: Tentei fazer Hentai, mas não deu muito certo)

 

Estávamos em meu quarto. Eu com minhas pernas abertas, completamente sem roupa e Camus com seu membro em minha entrada, logo após ele me penetra com calma e cuidado, e, quando me acostumo, movimento a cintura para sinalizar que ele já pode se mover.

̶ Amanda... E-eu vou...

E então ele se derrama em meu interior. Caímos na cama abraçados e então, adormecemos.

 

Amanda Off.

 

Yugi on:

 

Eu e príncipe Atem conversávamos muito. Ele contava-me cada uma de suas aventuras, de cada batalha vencida, realmente ele era um príncipe guerreiro. E eu, bem, apenas um poeta. Acho que não daríamos certo, e também, somos dois homens...

̶ Príncipe Yugi? Aconteceu algo?

Aquele lindo príncipe dragão de olhos lilases tira-me de meus pensamentos.

̶ N-não...

Gaguejar, a pior coisa que pode se acontecer a alguém, pois isso entrega que tem algo sim acontecendo...

̶ Se vosso príncipe diz...

E então sentamos no jardim. Olhávamos as estrelas e conversávamos ainda mais sobre suas batalhas e blá, blá, blá...

̶ Mas, parando de falar de mim, o que você faz em teu castelo príncipe Yugi?

Perguntou-me ele.

̶ Vossa majestade pode chamar-me apenas de Yugi. E o que faço, não é nada de importante ou interessante.

Respondo fitando as estrelas, sentindo cada vez mais meu rosto esquentar. “Porque isso acontece comigo?” pensei.

̶ Que papelzinho é este em teu casaco?

Perguntou-me e antes que eu pudesse responder, pegou o papelzinho e começou a ler em voz alta.

̶ “Um dia, um único dia com você queria estar, e poder lhe dizer: É você quem venho a amar...”

Ele olhou pra mim com um sorriso. Um lindo sorriso. Já percebia por seu olhar, que ele já sabia que o poema era para ele.

̶ Você escreve poemas Yugi?

Assenti levemente corado. Ele veio ate mim e sussurrou a meu ouvido:

̶ Tenho um poema pra você...

Ele diz e então começa a falar:

̶ “Olhar dentro de teus olhos, sentir teu calor, tudo que em você me faz feliz, pode acreditar, é amor”

Ele sorri de canto e então nos beijamos. Um beijo calmo, caloroso, apaixonado, ele gostava de mim como eu gostava dele, como o destino é imprevisível... Ou melhor, o amor é...

 

Yugi Off.

 

Camus On:

 

Depois da nossa “Diversão”, Amanda agora dormia lindamente coberta pelo cobertor vermelho. Eu dei um beijo na testa de MINHA rainha e deixei-lhe um bilhete avisando-lhe que teria que voltar a meu reino, mas sempre iríamos nos ver e tal.

̶ Já tem que ir?

Ela pergunta-me enquanto desperta e se despreguiça.

̶ Infelizmente sim meu amor.

Digo. Queria ficar mais tempo com ela.

̶ Promete que vira me visitar às vezes?

Perguntou ela com um sorriso muito fofo.

̶ Prometo se você também me visitar em meu reino às vezes.

A digo e a mesma assente. Ela levanta de sua cama e vem ate mim selando nossos lábios, novamente um beijo doce como mel que é separado pela falta de ar.

̶ Ate breve meu amor.

Grito para ela enquanto volto para meu reino com meu cavalo.

̶ Ate meu rei!

Gritou para mim de volta.

“Como eu te amo Amanda” pensei.

 

 

Continua . . .

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Mesmo que o sol não brilhe mais, mesmo que tudo suma um dia, eu ainda te amarei ate minha morte.

Amanda”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Goodbye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...