História Os Ragnaroks e a epidemia dos Zumbis - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ragnarök
Tags Deuses, Ragnarok, Zumbi
Visualizações 4
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tava tão ansiosa para isso ><
Vamos ao capítulo.

Capítulo 11 - Primeira aparição direta de Ades na Terra.


Fanfic / Fanfiction Os Ragnaroks e a epidemia dos Zumbis - Capítulo 11 - Primeira aparição direta de Ades na Terra.

Estevam todos se divertindo até que o carro de Antonio chega em alta velocidade e o loiro sai gritando:

_ANDRESSA, ME AJUDA POR FAVOR. _ O Shura estava chorando.

_MEU DEUS, O QUE OUVE?_Andressa disse indo correndo até ele.

Antônio tira Dylan do carro n o colo, vai correndo para dentro do presidio e coloca o rapaz em cima da primeira mesa que viu. Dylan estava desacordado e com uma ferida enorme em seu abdomen.

_O que aconteceu?_ Andressa pergunta desesperada.

_Depois te conto. Pelo amor de deus, ajuda o Dylan. Por favor._Antonio não parava de chorar.

Andressa vai correndo lavar sua mão e volta para curar Dylan, ela tentava curar o garoto mas a ferida era muito profunda e enorme, a cura estava sendo muito de vagar e Dylan não iria aguentar tanto tempo assim, Antonio estava desesperado e chorava muito pelo amado.

_Não to conseguindo curar rápido, a  ferida é muito intensa, acho que não vai dar tempo de cura-lo, Dylan esta quase morrendo e falta muito, não vou conseguir, alguém pensa em algo para me ajudar.

Todos começaram a pensar em alguma coisa enquanto Andressa tentava curar, até que Bruno se levanta de onde estava sentado e fala:

_Espera!! Andressa não é a unica que tem a habilidade de cura._Todos olharam para o Arcano_Antonio também é sagrado como Andressa, mesmo sendo um Shura, ele tem a habilidade "Curar", é mais fraca do que de uma Arcebispa mas mesmo assim pode ajudar.

_Isso é verdade. Uma vez Antonio curou um gato que ele tinha mas foi atropelado, faz muito tempo._Disse Samuel.

_Antonio vem e me ajuda. Dylan vai morrer._Andressa disse.

Antonio vai rápido ao lado de Andressa e coloca suas duas mão acima das dela, nada mudava, ele não estava conseguindo se concentrar, o modo de perder Dylan estava o consumindo.

_Se concentra. Andressa falou,calma._ Sinta a dor dele em você, sua vontade de curar o ferido, vai ativar a sua habilidade.

Antonio fechou os olhos e se concentrou, um pouco depois a luz da cura aumentou muito e acelerou a a velocidade da cura, em uns 5 minutos depois, Dylan abre o olho de vagar, Antonio começa a chorar novamente e abraça o Sicário, Andressa se senta cansada em uma cadeira e Gustavo foi pegar água para a Arcebispa.

_Dylan tem que descansar agora, ele ainda esta fraco._ Andressa disse para Antonio.

_Isso é verdade primo._Bruno falou colocando a mão no ombro do loiro._Leva ele para a cama para descansar, mas volta e fala tudo o que aconteceu.

Antonio pegou Dylan no colo e o levou para a sela, ele coloca o rapaz deitado na cama, de vagar, assim que ele iria sair do local, Dylan segura o pulso do maior e diz:

_Vai não. Fica aqui comigo até eu dormir, não vou conseguir dormir sem você aqui.

Antonio se deitou ao lado de Dylan, colocou sua cabeça no peito do moreno e o abraçou, Dylan sentiu gotas quentes em seu peito e disse:

_Ta chorando? Chora não, eu estou aqui.

_Fiquei com tanto medo de perder você._Antonio não aguentou segurar e acabou soltando sua magoa._ Perder você iria me deixar morto por dentro. Eu te amo muito. E quero te proteger, não deixar nada de mal acontecer com você._Antonio deixou o abraço mais forte e se derramou em lágrimas.

Dylan se levantou fazendo Antonio sentar em eu colo, colocou uma mão no rosto dele e o beijou, no começo, o beijo era calmo mas logo depois o Shura o deixou mais preciso e quente, os dois pararam com o beijo quando o ar foi necessário, Dylan sorriu e secou o rosto molhado de Antonio com uma blusa que estava ao seu lado, Antonio abre um sorriso e Dylan cala colocando as mãos no rosto do maior.

_Não precisa ter medo mais, eu estou aqui com você e sempre vou estar. Te amo muito, muito, muito mesmo.

Os dois deitaram novamente e se abraçaram, Dylan fazia cainho nos cabelos de Antonio enquanto recebia carinho do mesmo em seu abdomen, onde estava a mordida. Em dois minutos depois Dylan cai no sono,  Antonio se levanta, da um beijo na testa do amado e sai da sela indo até os outros.

_Ele dormiu?_Perguntou Rafaela.

Antonio acenou com a cabeça que sim e se sentou na cadeira ao lado de Samuel. 

_Quem fez aquilo com o Dylan? Um zumbi nunca faria uma ferida daquele jeito._Eduardo disse.

_Aquilo era uma mordida. Estou certa, Antonio?_Andressa falou.

_Era._Antonio respondeu olhando para baixo.

_Mas que zumbi faria aquilo?_Emily perguntou assustada.

_Não foi um zumbi._Antonio informou.

_Foi o que?_Pedro pergunta.

_Cérberus._Antonio respondeu olhando para os outros assustado.

_COMO? CÉRBERUS?_Samuel pergunta não querendo acreditar.

_Cérberus, o Guardião do Submundo? O "Cãozinho" de Ades?_Alice perguntou.

_Ele mesmo. Eu e Dylan estávamos tomando banho e Ades aparece em cima de uma pedra bem no meio da água, ele se sentou e disse:"Olha se não é o casal gay da família de Atena." eu e Dylan ficamos em posição de ataque, até que Dylan falou: "O que quer conosco? Não fizemos nada para irrita-lo" Ades começou a rir e disse que tinha vindo até nós para dar um recado de que ele viria novamente mas que viria atrás de todos nós para acabar conosco. Dylan pensou de Ades tinha baixado a guarda e o atacou, mas antes de conseguir encostar no deus, Cérberus apareceu das sombras e o abocanhou na barriga e ficou o segurando, Ades se aproximou dele e disse que ele era um rapaz bonito e corajoso, ele começou a rir e olhou para mim e disse: "Você tem um companheiro bonito, que pena que ele pode morrer, pode não ser com essa mordida, mas quando eu voltar eu matarei ele, você e todos os outros, principalmente Atena." Cerberus ataca Dylan em uma arvore e tanto ele quanto ades desaparecem, eu fui o mais rápido que pude até Dylan, o peguei no colo, coloquei ele deitado no carro e vim o mais rápido possível.

_Perai, mas Atena não esta entre nós. Atena está com os outros deuses não está?_Alice disse não entendendo nada.

Maria e Andressa se olham e Maria faz um sinal com a cabeça para que Andressa contasse a verdade de uma vez, a Arcebispa abaixa a cabeça e fala:

_Não. Ela não esta com os outros deuses.

_Como assim? Como você sabe?_Gustavo pergunta.

_Atena. Sou eu._Andressa diz colocando a mão em seus olhos.


Notas Finais


Opa, vão ter que esperar o próximo capítulo para verem o que vai acontecer.
Só pra falar, Angusta(Andressa e Gustavo) vai acaba. Pode ser no próximo ou mais pra frente.

Obrigada e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...