História Os riscos em dormir com seu melhor amigo - Wolfstar - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Remo Lupin, Sirius Black
Tags Comedia, Remus Lupin, Romance, Sirius Black, Wolfstar
Exibições 49
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Slash
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá Leitores! Mais um capitulo essa semana já que outro foi tão curtinho...
Boa leitura!
-jessy :)

Capítulo 9 - Família


Sétimo ano em Hogwarts...
Em um de seus encontros no meio da madrugada no Salão Comunal, Sirius falava sobre como havia sido morar com James no ultimo verão depois de ter fugido de casa.
- Nunca tive tanta paz, é serio! Eles são realmente de mais! Sabe, na verdade parece que eles são realmente meus pais, eu vou até apresentar você oficialmente pra eles. - Disse rindo.
- Pad, eles me conhecem a sete anos.
- E dai? Não como meu namorado! Relaxa, eles vão ficar numa boa.
- Você não pode estar falando sério. - Remus parou de rir para encarar o namorado.
- É claro que eu estou! E eu quero conhecer a sua família também, preciso pedir a sua mão para os pais. - Sirius disse rindo como se fosse óbvio.
- Eu não tinha pensando nisso. - Na verdade, Remus não queria nem pensar em qual seria a reação de seus pais. - Sirius, ele não sabem nem que eu sou gay, eu não sei como eles vão reagir.
- Você não precisa contar agora, só estou dizendo que quando você contar eu faço questão de ir conhecer eles, pra eles saberem que eu tenho as melhores intensões do mundo! - Sirius riu e beijou um Remus um pouco mais aliviado.
O beijo avançou e nenhum dos dois queria interromper, até que Sirius se manifestou:
- Remmy, o que você acha de mudar de ambiente? - Disse o olhando com segundas intenções.
- Ficou louco, Sirius? Alguem pode descer!
- O que é a vida sem risco, Moony?
*****
 Depois que as aulas acabaram Remus decidiu resolver de uma vez esse problema, como tirar um band-aind, voltou para casa de seus pais e definiu aquele jantar como o momento certo.
- Mãe, pai... Eu tenho uma novidade pra contar pra vocês. - com toda a atenção voltada para si, ele continuou - Eu estou namorando.
Esperou todos os sorrisos e reações boas se acalmarem e completou:
- Na verdade é alguém que vocês já conhecem.
- Mas nós não conhecemos nenhuma garota da sua escola. - sua mãe se mostrou um pouco confusa.
- Bem, antes de qualquer coisa eu quero deixar claro que eu não poderia estar mais feliz e que nós nos amamos de verdade. Vocês se lembram do Sirius? Então... é dele que estou falando. Nós dois estamos juntos.
Seu pai foi o primeiro a sair do estado de estupor.
- Sirius? Seu amigo? - Remus confirmou com a cabeça, suando frio para saber qual seria a reação deles.
- Filho, você tem certeza de que é isso que você quer? - sua mãe já não parecia mais tão chocada.
- Absoluta.
Após uma troca de olhares, talvez um pouco preocupados, os dois voltaram a dar os parabéns a Remus e disseram que "pelo menos já sabiam que Sirius era uma boa pessoa, e que já havia dado provas de que cuidaria bem de Remus" , lamentaram por que não teriam netos, mas Remus disse que talvez pudesse adotar uma criança dali uns anos.
Assim, na semana seguinte, Sirius se encontrava batendo na porta da casa de Remus, não havia muita novidade nisso, já conhecia os pais dele a muito tempo, apenas nunca havia entrado ali como o namorado do filho deles, mas Remus disse por carta que sobre isso eles haviam reagido bem.
Remus abriu a porta e o beijou.
- Senti sua falta. - disse entre beijos.
- Eu também. - Sirius respondeu entregando as flores que estavam em suas mãos à Remus.
- Oh Merlin! Jura, Sirius? Isso é realmente necessário? - Remus perguntou sorrindo.
- Passei por uma floricultura no caminho e lembrei de você.
- Meus pais não estão em casa, devem chegar em uns vinte minutos. - Remus disse enquanto colocava as flores em um vaso.
Não se lembravam de como haviam chegado no sofá, mas continuaram se beijando até serem interrompidos:
- Ah okay! Eu não preciso ver isso não é? Já podem parar agora!
Os dois se separaram no susto e encontraram a mãe de Remus entrando na sala.
- Desculpe senhora Lupin! - Sirius se levantou rapidamente para cumprimenta-la. - É um prazer revê-la.
- Tudo bem, querido, o prazer é todo meu. - Ela sorriu para Sirius e se dirigiu ao filho. - Deu sorte por não ser seu pai a entrar na sala, ele jogaria água em vocês.
O resto da noite correu tranquilamente, respondendo perguntas do tipo "e quando vocês vão se casar?" , e com Sirius tentando ignorar os olhares avaliatórios do pai de Remus e tentando mostrar que era bom o suficiente para o filho deles, o que na opinião dos dois, não era uma tarefa fácil.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Comentem para eu saber o que vocês estão achando! Sugestões são sempre bem vindas também.
Até o próximo!
-jessy :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...