História Os segredos da Dama - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Charles Phipps, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Earl Charles Grey, Elizabeth Midford, Madame Red (Angelina Dalles), Sebastian Michaelis, Undertaker
Tags Ciel, Crossover, Demonios, Sebastian
Exibições 22
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Drogas, Sadomasoquismo, Self Inserction, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiie! Como vão? Eu sei era para postar ontem, mas... Eu... Dormi!
Gomen ne...

Capítulo 10 - Voltando á Inglaterra e colar.


Fanfic / Fanfiction Os segredos da Dama - Capítulo 10 - Voltando á Inglaterra e colar.

Dama on --

Após prender o assassino, arrumamos as nossas coisas, voltaríamos para a Londres, mais ou menos ás 5 horas da tarde. Eu estava no meu quarto, esperando Black, ele estava preparando o meu chá de rosas selvagens. Tomei um banho demorado tirando o cheiro de sangue do meu corpo, quando sai Black já estava lá com o carrinho, nele havia meu chá e um bolo de amora, me sentei na cama e ele me vestiu com, um vestido roxo, pegou um curativo e pôs no meu olho direito, enfaixou minha perna, colocou outro curativo dessa vez perto do meu olho esquerdo

" Eu peguei minha espada, e lutei com o assassino, e ele acertou-me um pouco acima do meu olho direito, grunhi de dor, continuamos a lutar, eu desferi um ataque em seu braço esquerdo, mas ele ignorou a dor e continuou a luta , acerto perto do meu esquerdo e num momento de distração acertando minha perna, e nesse momento finalmente Black chegou para me resgatar, ter que me infiltrar numa festa ridícula dessas foi a pior parte, não Angelis, a pior parte foi dançar com esse coitado!".

-Para agora temos chá de rosas selvagens... - interrompendo ele. - E bolo de amora com chocolate, eu sei pelo cheiro, agora chega de tantas formalidades. - disse batendo de leve em seu peito e após ele me serviu o chá, peguei e bebi, comi o bolo aproveitando cada mordida, sabendo que esse chaato, vulgo Black, não me deixaria comer doces novamente, mesmo sendo imortal, ele se preocupa que eu tenha diabete e cárie, demônio idiota! Termino de comer e entrego tudo ao Black, e me deito para descansar um pouco, ainda teria 3 horas para ficar aqui em Brighton. E algo que chamou minha atenção foi, que eu senti a presença da bruxa. 

-Black, preciso dizer que, senti a presença de Akalaia ?

 

-- Conde

Finalmente eu encontrei o colar dela, mas está diferente do que ela disse, era uma gargantilha com um cadeado com um simbolo e algumas pedras, acho que ela ficou tanto tempo sem ver esse colar que até esqueceu como era. 

Uma semana se passou e com certeza a Dama já está a caminho, enquanto ela estava fora, eu e Sebastian investigamos ela e um pouco da sua história, mas bem pouco, pois em seu escritório não tinha muitas informações, levaremos ela a Undertaker e ele nos contará tudo o que sabe. Após tomar meu chá.

Não tem nada acontecendo de interessante hoje, entrego a Sebastian o pires e a xícara, vou andando até a estufa calmamente, são quase 5 horas e ela ainda não chegou, as nuvens já avisam que logo choverá junto ao vento frio que sopra a pouca brisa, na mansão tudo sempre estava em constante silêncio, era raro, alguém dizer que viu ou ouviu a Dama dando uma festa ou sendo visitada, isso me deixou incerto se eramos ou não um incomodo para a garota, e também me fez pensar, o que aquela cabeça de vento é? Um demônio? Seria, meio que ilógico, um demônio servir outro sem contrato, como no meu caso, o meu contrato com Sebastian é eterno,mas e se ela for Lucífer... O que acho pouco provável! Por que se fosse esse o motivo Sebastian estaria ao lado "dela" puxando o saco, e elogiando ou coisa do tipo, como não é o caso, 

Andando impaciente a espera pela volta, eu pensava e repensava em tudo, me sentei numa cadeira perto da flores amadas dela, e fiquei a observar o tempo, as flores, a entrada, o jardim, e assim foi até eu avista o cocheiro.  A carruagem em poucos minutos estava parada na entrada da mansão, a garota descia da carruagem, sendo ajudada por seu mordomo, este segurava duas caixas, possivelmente de presentes que eram para mim e Sebastian. Seus passos silenciosos não ecoavam conforme vinha andando até mim, isso me deixava incomodado algumas vezes, eu sou um demônio e não posso ouvir seus passos, por que?

-Ciel... - ela me abraça feliz. - I'm back! -falou ela me soltando, ela me contou que um tempo atrás morava no Japão e eles tinham a mania de dizer " Tadaima" quando chegavam e quem quer que estivesse em casa, deveria por educação responder, "Okaeri". - Welcome home! - respondo, ela sorri parecendo estar feliz por eu ter lembrado. 

------- Alguns minutos depois, após ele terem arrumado tudo....

 

-Ciel, Sebastian, são presentes para vocês! - diz ela aparecendo na sala de estar e logo atrás o demônio dela aparece, com as mesmas caixas que eu vi. - Espero que gostem! - Angelis disse sorrindo. Abri o meu presente e era uma roupa, minha expressão era de pura curiosidade, o que ela queria me dando essa roupa? - É para um baile, a rainha me pediu para organizar uma festa para seu parente, ela está doente e não poderá recebé-lo! E bem.... Eu pensei que você poderia ajudar,se quiser... - ela disse a última parte, como se eu não fosse querer ajudar, mas só havia um problema, Bailes não são feitos para pessoas como eu! Eu sou péssimo em dançar, mesmo que eu nunca vá admitir uma coisa dessas! Mesmo assim, tem vantagens! 

-Sim, eu ajudo! - respondi dando um sorriso mínimo,  queria parecer gentil. - Obrigada, nesse caso, eu devo dizer que o parente dela chega no dia 30! - falou a Dama. - Mas... São daqui dois dias! - exclamei, por que essa cabeça de vento, vulgo Dama e vulgo Angelis, não me disse antes?

-Não reclame, vamos conseguir, ah sim, Blackkk entregue a caixa para o Sebastian-san! -disse, olhando para Sebastian e depois para seu mordomo.


Notas Finais


Gostaram? Espero q sim, beijos e até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...