História Os segredos de minha sombra - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~UmaLady

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Ciel Phantomhive, Elizabeth Midford, Madame Red (Angelina Dalles), Personagens Originais, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker
Tags Ciel, Demonios, Sebastian
Exibições 14
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Drogas, Self Inserction, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pessoal, aqui é a Cormie! Tud b? Eu queria pedir desculpas pelo aatraso!
O cap está mediano, mas no dia 1 estará maior!
Era só isso, beijos e espero que gostem!

Capítulo 4 - Boru to reddo


Fanfic / Fanfiction Os segredos de minha sombra - Capítulo 4 - Boru to reddo

Na manhã seguinte acordei com Sebastian abrindo as cortinas, ele me serviu chá. – Dormiu bem, my lord? – perguntou, como se um demônio que nem ele se preocupasse comigo. – Sim, mas já tive noites melhores! – respondi espreguiçando, eu queria dormir mais um pouco, mas não podia, se eu não levantasse com Sebastian me chamando, seria minha tia Francis, me chacoalhando e puxando.

-O que tens em mente, Bocchan? O senhor parece pensativo! – comentou Sebastian, e de fato após entregar a xícara de chá para ele, eu tinha ficado quieto, olhando para o teto. – Eu... Estava pensando como conseguirei as escrituras da minha mansão! Se mandasse você roubá-las, daria á minha tia a razão, “fraude”! – respondi, Sebastian me arrumou e descemos.

- Ciel, Ciel! Temos uma surpresa para você! – dizia Lizzy empolgada, e eu estava tentando fazer um sorriso convincente, coisa boa não vinha dessa surpresa, ou vinha?

Ciel off

Seus tios decidiram organizar uma festa para comemorar o seu retorno, Lizzy ficou encantada pela oportunidade que teria em auxiliar esse evento, e ele tinha se limitado a concordar visando os benefícios que essa festa boba lhe traria, com a influência dos seus tios sobre a sociedade seria ainda mais fácil ocupar seu lugar de direito. 

Mas, Ciel odiava festas, pois teria que dançar! E como ele era o irmão mais novo, não queria ir, queria seu leite quente com mel, e ouvir as historias que sua mãe contava.
Sebastian tinha passado rapidamente uma aula de dança para ele, corrigindo cada movimento errado e equivocado que o jovem cometia e terminando a aula com um suspiro de decepção. 
- Bocchan tenho de achar um tutor para o senhor e melhorar essa falha tão grave que o senhor tem. - com seu orgulho ferido ele encarou de maneira ousada o demônio a sua frente. 
- talvez eu não seja obrigado a participar de tais festividades! 
- jovem mestre - Sebastian falou em tom de censura - bailes são algo essencial, é neles que muitos acordos podem ser firmado, o senhor pode imaginar negar o pedido de uma jovem influente para uma dança? Isso o deixara mal falado e prejudicar a imagem tão cuidadosamente esculpida, irei encontrar o professor adequado para te ensinar - os olhos pareceram reluzir quando o mordomo se pronunciou junto a um de seus sorrisos característicos - mas até lá, continue treinando comigo. 
 

--


sua paciência se esvaia a cada novo convidado que entrava, sem levar em conta a garota que estava firmemente presa em seu braço e que o havia arrastado para dançar com ela, mesmo não sendo sua intenção acompanha-la sabia que era necessário e deixando as palavras que ela dizia passarem por seus ouvidos sem a menor atenção para elas. 
sentia os olhos do mordomo sobre si e um estranho reconforto se fazia presente nesses momentos, ele detinha do poder do demônio e só precisava usa-lo agora. Uma dança lenta começava, Ciel e Elizabeth dançavam, e eles eram o centro das atenções.
Um homem atrapalhado entrou no salão e quase derrubou as taças com seu jeito estabanado e descuidado, sua voz suplicando pelas desculpas dos presentes convidados. Os olhos assustados por trás da lente do óculo repousaram sobre si e uma estranha inquietude se apossava dele, olhou para o mordomo de maneira significativa e esse compreendendo a intenção se pronunciou. 
- ficarei de olho, my Lord. 
as pessoas que olhavam atentas e curiosas se aproximavam cada vez mais, sempre com perguntas polidas e o cuidado com as palavras que usavam,ouvia uns sussurros ou outro debochado e uns com pena, por ser o único dos Phantomhive e ainda uma criança completamente sozinha, iria mostrar a todos que não deveriam subestima-lo. Ele seria o conde Phantomhive e cão de guarda da rainha.
O ambiente tranquilo ruiu em questão de segundos, os saltos se chocavam contra o chão e um vulto vermelho surgiu ignorando os protestos dos criados da casa, os olhos de sua tia Francis se tornaram frios quando pousaram na figura, os olhos da ruiva se cravavam em si com a mesma raiva da última vez. 

-Cadê o impostor que diz ser meu sobrinho, Ciel Phantomhive? – gritou a ruiva, Ciel ainda assim hesitante se separou da garota e andou até sua tia. Seu mordomo andou até ele e parou ao seu lado, por precaução. – Tia... – Ciel tentou dizer, para ela parar, sussurros debochados já percorriam o salão inteiro, tais como. “O garoto já não tem os pais, e a tia ainda o rejeita! Pobre coitado!”. –Coloque-se no seu lugar, e pare de gritar! – falou Ciel, e Red arregalou seus olhos, essa frase lembrava-a de Ciel, seria mesmo ele?

“-Ahh... Tia, por favor, pare de gritar, coloque-se no seu lugar! Você é uma adulta...” 


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim, beijos e até dia 1!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...