História Os Segredos do Dia-a-Dia - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~Macri

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane, Once Upon a Time, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos, Winx Club
Personagens Afrodite, David Nolan (Príncipe Encantado), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Peter Pan, Princesa Aurora
Tags Caderno, Damien Mattos, Elisa Mattos, Fadas, Linphea, Louise Beaumont, Luna Mattos, Magix, Neinths, Segredos, Segredos Do Dia-a-dia, Vanessa Zom
Exibições 29
Palavras 1.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas!
Muito obrigada por tudo, vocês são demais <3
Então boa leitura, não vou ficar enrolando não.

Capítulo 7 - Brigas


Luna acordou numa casa completamente estranha para ela. Era a casa de Pan em Neverland. Wendy estava lá com o caderno nas mãos folheando-o. A fadinha se levantou do sofá, ganhando a atenção da loira.

- Até que fim acordou. – Wendy disse com desdém fechando o caderno.

- Onde estou? Cadê o Peter? – Luna perguntou um pouco ansiosa olhando detalhadamente a sala de estar luxuosa.

- Você está na casa dele. – Wendy focou nos olhos acastanhados de Luna.

- Aqui não é Londres. Portanto onde estamos? – Soou firme ao olhar pela varanda o céu estrelado e a lua cheia que a chamava.

- Neverland. – Wendy respondeu e andou até a garota. Luna como é sereia ficou hipnotizada pela lua cheia. Ela só queria nadar em Mako, uma ilha na Austrália. – Acho que alguém está hipnotizada pela lua. – A loira riu.

Luna focou em Wendy. – Posso ir a Mako?

- Não Luna, você não pode. – Wendy disse pausadamente.

Um bico foi formado nos lábios da filha de Afrodite. – Mas eu quero.

- E eu quero salvar Neverland, nem sempre podemos fazer o que queremos. – A loira segurou o braço de Luna e a puxou até um quarto subindo as escadas.

- Mas eu vou rapidinho. – Luna ainda tentava influenciar usando o charme dois, o de sereia.

- Não é não! – Wendy perdeu a paciência. Os olhos de Luna foram tomados pelas lágrimas. – Ah por favor não vai chorar igual a irmã. – Resmungou.

- Minha irmã? – Luna ficou surpresa enquanto passava a mão sobre sua bochecha secando uma lágrima.

- Vocês sereias são tão impulsivas. – Comentou assim que chegaram no quarto.

Ele era rosa e bem lindinho conforme o gosto de Luna.

- Não sou impulsiva. – Retrucou ao se soltar de Wendy. – Onde está Peter? Eu quero ele e ir a Mako!

- Ele já deve estar chegando pequena Luna. – Respondeu ao fechar a porta, trancando dessa forma a fadinha no quarto.

Luna se virou para a porta surpresa ao ouvir o barulho da chave. – Wendy! Me tire daqui! – Ela pedia enquanto socava a madeira da porta. – Wendy! Wendy! – Nada foi respondido.

Ela andou até a cama e se sentou sentindo que seus poderes estavam fracos, mas talvez desse para sair dali. A semideusa se concentrou e tentou se teletransportar, mas nada deu efeito. Tentou pegar sua varinha do Duat e nada também.

Ela só queria nadar em Mako ao lado de Peter e nada a mais! Porém estava presa naquele quarto que parecia ser feito para ela. Tudo era de seu gosto. Tinha até elementos do mar, fazendo com que ela se recordasse de seu antigo quarto enquanto morava em Sydney. Ele tinha tanta concha e era azul turquesa.

Luna respirou fundo tentando se lembrar do que tinha acontecido para ela para ali naquela casa.

Ela e Peter estavam se beijando com maestria e Luna estava feliz por completo. Coisa que ela não sentia desde que ele havia sumido.

Pan se separou dela dando um selinho rápido e respirando fundo em seguida encarando os olhos acastanhados de Luna. – Lu já que não temos mais segredos, preciso te pedir um favor.

Luna buscou o ar para os pulmões um pouco nervosa. – Que seria qual Peter?

- Você deve me ajudar a salvar Neverland.

- E como posso fazer isso? – Perguntou relembrando da série favorita dela. Once Upon a Time.

- Me ajude a convencer Louise de

- De que? – Interrompeu surpresa se levantando do sofá.

- Calma. – Peter soou vagaroso. – Eu só vou precisar que ela me ajude a salvar Neverland. Nada complicado de fazer.

- E como ela pode te ajudar? – Luna perguntou de cenho franzido.

- É uma coisa simples. Eu preciso do cora

- Isso não! – Interrompeu Pan nervosa. “Ele não pode estar falando sério sobre usar o coração de Louise!”

- Mas eu nem falei o que eu ia fazer. – Ele soou baixo.

- Você não vai usar o coração da minha amiga! – Luna gritou, ela estava nervosa.

Peter fechou a cara. – Mas você quer salvar Neverland certo?

- Não desse jeito! Eu sei muito bem o que quer fazer e eu não vou deixar! – Ela soou firme.

- Como você sabe Luna? – Peter estava um pouco surpreendido com a pequena Mattos.

- Você quer o mal de todos igual na série. – Aos poucos a ficha foi caindo para ela e assim as lágrimas brotavam em seus olhos. – Você me usou! Você

- Ta! – Pan a interrompeu. – Eu fiz isso mesmo! – Ele segurou firme o braço de Luna. – Estou cansado desse lenga, lenga Luna, cansado! Você é idêntica à sua irmã!

- De quem você está falando? – Luna tentava se soltar dele. – Que irmã!?

Peter a empurrou para o sofá. – Mais tarde conversaremos sobre isso. – Disse e tudo começou a escurecer na visão da semideusa.

Lágrimas e lágrimas rolavam sobre o rosto angelical de Luna. Ela se lembrou de tudo e aquilo a fazia mal. Ela estava cada vez mais se sentindo fraca e a cada minuto que passava a chance dela sair dali diminuía.

 

Louise estava se sentindo um pouco ansiosa e nervosa. A conversa que teve com Pan ainda estava fresca na sua memória. E ela até se sentia lisonjeada por ele precisar da ajuda dela. Mas a princesinha ainda não sabia o que estava por vir. Ela estava na sala conversando com Miguel e Vanessa estava ocupada beijando John. Louise ria ao ver a amiga já tão entregue ao garoto.

- Do que está rindo princesa? – Miguel perguntou.

- Só Vanessa que como sempre está indo a fundo em tudo. – Ela explicou e direcionou com a cabeça para a amiga.

Miguel fechou a cara ao notar que John não estava apenas aproveitando da situação. – Melhor vocês irem para um quarto! – Alertou assustando os dois que se separaram risonhos.

- Vamos então? – Vanessa perguntou direta como sempre, Louise ficou surpreendida.

John ficou sem graça e notou o olhar reprovador de Miguel. – Melhor outra hora. – Soou baixo.

- Você ia mesmo? – Louise perguntou a ela.

- O que? – Vanessa perguntou.

- As regras de Magix Nessa! – Louise se alterou um pouco.

Vanessa deixou escapar uma risada. – Desculpa Lou, mas ninguém segue as regras.

- Eu sigo! – Louise protestou.

- Por isso que é assim. – Vanessa resmungou.

- Eu ouvi! – Louise gritou.

Vanessa se virou para ela. – Que bom que ouviu! Porque você tem que ser a certinha, santinha sempre?! – Gritou.

- Só porque eu sigo regras não quer dizer que eu seja santa! – Louise gritou.

- Lou calma. – Miguel pediu a ela passando a mão sobre os ombros dela.

- É Nessa, não queremos ninguém brigando aqui. – John soou firme.

- Estou farta! – Louise gritou se soltando de Miguel.

- Eu também estou farta de você! – Vanessa gritou.

- Ora sua

- O que?! Não pode falar palavrão ou a santinha fala? – Vanessa debochou.

Louise fechou os olhos firmemente e focou em sua respiração. Já Vanessa saiu para a varanda da casa e John foi logo atrás dela.

- O que foi isso Lou? – Miguel perguntou um pouco espantado.

Ela abriu os olhos. – Vanessa como sempre querendo aparecer.

- Hum e que regras vocês duas estavam falando?

- De Magix. Deixa para lá, onde está Luna? – Ela se virou para ele.

- Passeando com o Peter. – Respondeu vagarosamente.

- Tem certeza? – Perguntou de cenho franzido.

- Sim. Gostou do passeio? – Mudou logo de assunto.

Louise sorriu. – Muito! Não me divertia assim há muito tempo! Obrigada! – Ela abraçou ele.

- Não foi nada.

 

Vanessa estava de saco cheio de tudo. Louise sempre tinha que ser a Louise em primeiro, ela não entedia o porquê. Estava olhando a luz da lua que estava brilhante lá em cima. John estava ao seu lado.

- Que regras vocês estavam falando? – Perguntou a princesa de Zeeds.

- De Magix, mas vamos focar em outra coisa. – Ela disse entrelaçando seus braços sobre o pescoço dele.

- E o que seria? – Perguntou risonho.

- Um pouquinho disso. – Ela sorriu selando os lábios deles em seguida num beijo voraz.


Notas Finais


Então o que acharam?
Até o próximo!
Beijoooooooooooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...