História Os Sentimentos do Amanhecer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Nagato, Obito Uchiha (Tobi), Sasori, Zetsu
Tags Akatsuki, Deidara, Hidan, Itachi, Kakuhida, Kakuzu, Kisaita, Kisame, Konan, Nagakonan, Nagato, Obito, Obizet, Reciprocidade, Sasodei, Sasori, Sentimentos, Zetsu
Exibições 79
Palavras 3.278
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá gente!
Cá estou eu postando mais uma one, ultimamente minha criatividade tem "aflorado" para as ones, ao invés dos capítulos das long-fics, o que é chato mas ao mesmo tempo bom, vcs que já são meus leitores peço desculpas pela demora, logo atualizarei as outras fics!
Está é bem sentimental mesmo, sem lemon e tal, pq eu já disse sou horrível para escrever tais coisas!
Espero que gostem!
Boa leitura! ^-^

Capítulo 1 - One shot - Nuvens Carmesins


Fanfic / Fanfiction Os Sentimentos do Amanhecer - Capítulo 1 - One shot - Nuvens Carmesins

Estas almas corrompidas pelo mal deste mundo, manchadas pelo sangue alheio, destruídas pelas tragédias de uma vida injusta, aos poucos tornaram-se solo infrutífero para os sentimentos, mas agora eles voltaram a poder sentir.

Juntos encontraram o amanhecer desta noite de inverno que se tornou suas vidas, não importa se os acontecimentos mais horrendos aconteceram com eles, amar é um direito concedido há todos os seres, mesmo nas situações mais improváveis, mesmo na terra mais pútrida, mesmo na alma mais obscura, a semente do amor precisa apenas de um lugar para ser plantada.

 

 

As flores deste amor:

 

Você foi minha salvação, em meio aquela noite de chuva, eu estava com medo, com fome e com frio, mas você apareceu, você me salvou, você sorriu para mim.

Eu me juntei a você e a nosso querido amigo, nos passamos por tanta coisa, nos ajudávamos, nos apoiávamos, nós éramos felizes.

Um dia entendi porque tudo em você me cativava, principalmente seus sorrisos, entendi o que sentia, percebi o que era aquilo tão bonito que crescia em mim, mas eu sabia que você não me amava, sempre pude ver que você amava a ele, eu sempre a respeitei, pois eu queria apenas poder vê-la sorrir todos os dias, mesmo que seu sorriso fosse por ele!

Eu queria apenas poder protege-los, vocês eram tudo o que eu tinha, era um motivo para continuar a batalha que é viver, eu sempre quis fazer tudo para você, mas nunca pude fazer o suficiente. Eu não podia deixa-la morrer, eu não queria mata-lo, eu queria poder morrer por vocês, queria que os dois pudessem viver, eu queria apenas poder ver você sorrir.
Mas eu não pude salva-lo, não pude fazer o suficiente por vocês.

Nunca poderei me perdoar por minhas mãos terem sido sujas pelo sangue de Yahiko, nunca poderei me redimir, e este sentimento de culpa e de impotência perante aquele momento me fez mudar, eu me deixei decair, para poder ser mais forte, para poder fazer deste mundo um lugar onde você não pudesse mais sofrer.

Não me importo de ter virado o que sou hoje, pois faço por você, tudo sempre foi por você, eu a protegerei Konan, eu a protegerei minha doce flor azulada de papel, pois você tem o direito de sorrir novamente.

 

Eu lhe encontrei aquele dia caído em meio a chuva e eu o ajudei, você parecia tão frágil e triste, me fazia querer protege-lo, eu o trouxe comigo, eu não queria me afastar, queria que pudéssemos ser amigos, queria poder ver em seu pálido rosto um sorriso.

Eu você e Yahiko, viramos grandes amigos, nos protegíamos, cuidávamos uns dos outros, éramos a família que tínhamos perdido, mas eu não o via como um irmão, como eu via Yahiko, você era diferente, é especial, você fazia de tudo por nós, eu via você tentar nos ajudar e proteger de todas as formas, e quando conseguia eu tinha o deleite de poder vê-lo sorrir.

Aquele sentimento especial que tinha por você, mudava, crescia, eu demorei para entende-lo, assim como as flores demoram para desabrochar, mas quando percebi vi que era uma bela flor, e que eu queria cuidar para que ela pudesse estar viva.

Eu nunca soube como dizer o que sentia, nem sabia se realmente deveria, mas nunca o fiz, pois tanta coisa aconteceu e você se afastou.

Eu jamais te culpei pela morte de Yahiko, e jamais o farei, aquele monstro o fez escolher, uma escolha que não devia ser dada a ninguém! Yahiko se sacrificou por nós, mas você tomou a culpa para si, como sempre, quis nos proteger, mas você não precisava se afastar de mim, deveríamos ter ficado mais próximos, mas você deixou-se consumir pelo poder, eu nunca pude entender o porquê, mas nunca saí do seu lado, nunca poderei irei fazer isso, pois eu o amo demais para isso, eu não deixarei está flor perecer, eu a protegerei, eu continuarei te amando Nagato.

 

A arte de sentir:

 

Você apareceu de repente em minha vida, minha vida era simples, até de certa forma monótona, apesar de estar nesta organização, eu vivia apenas para minha arte, vivia para deixar a beleza memorável das marionetes para os séculos, eu vivia para isso, mas aí você apareceu.

Tudo era simples, como uma pintura a óleo, onde foram usados apenas os clássicos tons de terra e os pastéis, eu vivia para minha arte, para torna-la imortal, para torna-la eterna, mas você chegou, literalmente, como uma explosão. Eu sou centrado, quieto e impaciente, você é eufórico, alegre e irritante, você se aproximou de mim, você me ensinou coisas novas, você pintou a tela de minha vida com cores vívidas.

Eu me via admirando internamente sua “irritante” presença, seus cabelos loiros e seus olhos azuis, via coisas novas em mim, via sentimentos, profundos e belos, via amor. Eu me vi tão de repente, mergulhado nesta paixão, totalmente submerso, sem vontade de encontrar a superfície, mas sem coragem de ir mais a fundo e lhe encontrar.

Você me mudou, eu era frio e indiferente, mas você aqueceu as chamas dos sentimentos perdidos, você me ensinou a amar, a te amar, mas eu nunca lhe disse que aprendi, nunca lhe disse que agora já não sei quem seria sem este sentimento que arde dentro desta alma encoberta por madeira, eu nunca lhe disse, eu quero lhe dizer, mas você não me amaria! Amaria? Eu não sei... Não sei se o mereceria, só sei que sempre o amarei Deidara.

 

Desde a primeira vez você atiçou minha curiosidade, eu queria saber quem você realmente era, quem era a pessoa por de trás da marionete, quem se escondia ali, eu só não imaginava que descobriria que você seria a pessoa que mais amo.

Eu me aproximei de você, mas eu não era nem digno de sua atenção, porém eu não ia desistir, queria conhecer você, queria saber sobre o silencioso artista de cabelos rubros, eu só não sabia que você me cativaria.

Você despertou explosões dentro de mim, suas ações, manias, seus olhos, tudo me cativou, me fez sorrir sem perceber, pois eu estava pensando em você. Eu me apaixonei, me deixei apaixonar por você, era algo tão belo, novo e especial, deixei que isto que comecei a sentir me consumisse, e consumiu, você consumiu, meus pensamentos, meus sonhos... Meu coração e minha alma.

Algo tão forte, tão lindo, tão maravilhoso, isto que é amor? Isto é amar Danna?

Este amor me move todos os dias para viver, sim, eu já estou totalmente perdido nisto, não há mais volta para mim, mas sinceramente, eu não quero voltar, você me mostrou, sem ter que dizer nada, um motivo melhor para viver.

Eu sei, sei que isso doerá tanto quanto arde em mim, pois eu sei que não é, nem será recíproco, eu sei Danna, mas eu não quero deixar de amar você, não importa se não me corresponde, pois esse sentimento é diferente de minhas explosões, ele explodiu mas nunca se esvairá, ele ficará aqui pra sempre, pra sempre eu te amarei Sasori.

 

Submerso neste oceano:

 

Desde de que o vi pela primeira vez eu sabia, sabia que era diferente de todos nós, você não merecia estar em meio a nossa podridão, pois você é especial!

Você sempre foi silencioso, misterioso, sempre guardou tudo para si, seus problemas, angústias, medos, tudo! Eu sentia vontade de poder lhe abraçar, de poder carregar o peso para você, mas eu não podia, este é um fardo que eu nunca poderei carregar por você, eu queria com todas as minhas forças, mas não posso.

Você é puro, é inteligente e altruísta, você escolheu carregar todo o ódio de sua família sozinho, você decidiu sujar suas mãos com o sangue dos seus pelo lugar onde nasceu, pelo lugar que amava, pois você sabia o que era uma guerra, você não queria ter que ver aquilo de novo, você não queria isso pro seu irmãozinho, então você decidiu caminhar em um caminho escuro para que todos os outros pudessem viver á luz do Sol.

Você é diferente de todos, você se importa com todos os outros antes de si, você fez de tudo, e até mesmo morrerá pelas mãos de seu irmão para que ele possa ser um herói.

Eu não pude evitar, eu me apaixonei por você, me apaixonei tão profunda e intensamente quanto as águas dos oceanos, e apenas me deixo mergulhar mais, pois a última coisa que quero é perder a única coisa boa que me resta, este amor que sinto por você.

Eu sei, você nunca olhará para mim, mas eu queria poder ao menos protege-lo, você já fez tanto, e continua fazendo, mesmo estando doente agora, você não quer se curar não quer melhorar, quer apenas viver o suficiente para que seu irmão possa triunfar ao final... E isso me dói tanto... Mais tanto Itachi!

Você deixou de viver a sua vida, deixou tudo por motivos maiores, eu queria que apenas desta vez você pudesse olhar para si, ao menos um pouco Itachi, você não merece ir tão cedo, não merece! Eu não quero nem ser correspondido, quero apenas que você viva, queria lhe impedir sobre está loucura, mas você não me perdoaria.

Eu apenas espero ter coragem para dizer que te amo, antes que seja tarde.

 

Desde sempre perguntei-me qual seria o sentido desta vida, ela nasce, cresce e se esvai, mas por que estamos aqui? Qual os sentidos de nossas existências?

Aos poucos entendi qual era o sentido da minha vida, aprendi com o meu primeiro amor que os verdadeiros ninjas são aqueles que lutam nas sombras, aqueles que se sacrificam pelos outros, e era essa a resposta que eu precisava, eu queria poder fazer tudo para que a palavra “paz” pudesse ao menos uma vez ter um sentido literal.

As coisas começaram a mudar, pois o mundo resolveu me dar totalmente esta tarefa, eu perdi o Shisui, ele me fez mais forte, mas para isso deu sua própria vida! Depois me colocaram diante a decisão mais difícil que tive que tomar, ficar ao lado de minha família e lutar em uma guerra civil, ou ficar ao lado de minha amada vila e matar todo o sangue do meu sangue, eu tinha apenas catorze anos, mas eu decidi levar todo este fardo comigo, decidi que se eu tivesse que caminhar nas sombras, para que meu irmão e todos os outros pudessem andar na luz, eu o faria de bom grado.

Deixei que aparentasse que eu realmente tinha sucumbido completamente, eu deixei que todo o ódio caísse sobre mim... Eu matei todos eles! Minha família, meus amigos, meus pais... Eu deixei o Sasuke para viver sozinho.

Não há um dia que isso não doa, doí e muito, mas eu decidi e irei com isso até o fim, fiz o que fiz e tudo deu certo até agora, só me resta esperar o dia em que Sasuke possa estar pronto para me vencer.

Eu planejei tudo, e por isso eu não esperava por você, não esperava que aparecesse em minha vida, muito menos que eu pudesse me apaixonar perdidamente por você!

Este amor veio silenciosamente a mim, plantou-se e enraizou-se em meu coração, eu não posso, nem quero arrancar estas raízes, pois elas são meus últimos fios de luz.

Eu já não esperava poder amar de novo, me sentia vazio para tais sentimentos desde de o falecimento de Shisui, achei que nunca mais amaria, ainda mais depois de tudo o que tive que fazer, eu não esperava, mas quando vi já estava todos os dias pensando em você, o observando discretamente, pensando em como isso nunca poderia dar certo, pois eu já não vivo, eu apenas existo para o dia em que o Sasuke possa me matar.

Eu não posso te amar, mas eu vou, continuarei nadando neste amor que sinto, até o dia que eu tiver de ir, até o dia de dizer adeus Kisame.

 

Suportar-te-ei no eterno:

 

Em todos os meus anos de vida, nunca imaginei que meu interior mudaria, nunca imaginei que minha frieza, indiferença e barreiras contra os desnecessários sentimentos seriam todas destruídas por um moleque!

Eu já tive inúmeros corações, por isso prolonguei e prolongarei minha vida pela eternidade, tive inúmeros mas todos foram obscuros, eu era uma pessoa obscura, escolhi ser assim, pessoas são desnecessárias e não confiáveis escolhi não sentir nem ao menos compaixão por ninguém, a única coisa pela qual valia sentir era o dinheiro, era única coisa da qual me importava, mas você chegou, chegou e mudou isso.

Você virou meu parceiro apenas por estar condenado a eternidade, apenas por eu não poder te matar, eu só não esperava que um dia a vontade de fazer isso passasse! Você ê irritante, mal educado e escandaloso, há mais defeitos e incômodos do que eu possa contar e mesmo assim você fez algo comigo, você me enlouqueceu.

Eu comecei a sentir algo estranho, eu sentia que você estava aquecendo-os, cada um de meus corações, você chegou a todos eles.      Comecei pensar em você, a não achar tão incomoda sua presença, a me preocupar com essas suas manias ridículas de se mutilar... A desejar-te!

Como posso ter me deixado a chegar a esse ponto? Eu odeio você Hidan, te odeio! Pois você está me fazendo ama-lo, eu estou amando! Amando um moleque desprezível, este que aguentarei até depois do fim dos dias, até o fim terei de te aguentar, até o fim terei de sentir este ridículo amor.

 

Eu entendia melhor a vida quando o único propósito da minha era dar sacrifícios a Jashin-sama, sentir o êxtase da dor alheia, sentir o viscoso liquido carmesim escorrer pelo meu corpo e ouvir os deliciosos gritos de agonia, para depois serem substituídos pelos sons fúnebres, tudo era mais simples e prazeroso, até que veio você.

Eu nunca me importei com as pessoas, nunca as respeitei, nunca perdi meu tempo com tais coisas, mas com você foi diferente, eu de repente comecei a me importar com você, como toda a atenção que você dá a esse seu dinheiro ridículo, em como você seria sem essa máscara, eu me via pensando em você, me distraindo de meus afazeres para observa-lo, me via agindo feito um idiota para que ao menos você percebesse minha presença.

O que você fez comigo? Por que estou assim? Por que você é tão importante? Por que eu não para de pensar em você, seu velho avarento!?

Eu não sei o que é, mas há coisas diferentes em mim, eu não me reconheço, olho para mim e me vejo diferente, o que ele fez comigo? Por que não consigo parar de pensar nele Jashin-Sama? Por favor me responda! O que está acontecendo comigo? Eu só penso nele, quero sua atenção, quero que ao menos um pouco ele olhe para mim, e não para aquele dinheiro ridículo, quero... Não deseja-lo, eu não quero nada disso! Queria poder mata-lo se isso fosse tirar este... Sentimento de mim!

Mas eu não quero realmente mata-lo, no fundo eu não quero, pelo contrario, no fundo quero que ele continue vivendo, quero que ele viva a eternidade comigo... Eu não sei o que está acontecendo, eu não sei o que fez comigo Kakuzu, sei apenas que não consigo reverter isto.

 

Os mistérios de te amar:

 

Há muito tempo que não pensava como eu mesmo, que meus pensamentos eram voltados para meu verdadeiro eu, pois a muito tempo eu tomei este personagem, esta máscara para mim inteiramente, pois para concluir nosso propósito eu não deveria ser eu mesmo eu deveria ser outra pessoa.

Mas com o passar do tempo você me fez querer mudar isso, me fez querer voltar a ser a mim mesmo, pois eu estava sentindo algo que achei que havia perdido com a morte dela, achei que nunca amaria novamente, tampouco que isso seria mais profundo e avassalador do que antes, nunca pensei que sentiria algo assim por outra pessoa novamente, mas aos poucos você sem ao menos se esforçar para isso, reverteu este quadro.

Você atiçou minha curiosidade, estava comigo a tanto tempo e mesmo assim eu não sabia quase nada sobre você, era tão misterioso para mim, quanto eu sou para os outros, eu queria saber mais sobre você querido esverdeado, pois quando vi você já havia feito nascer flores em uma terra sórdida, como havia virado a de meu coração.

Não sabe quantas vezes quis desistir disto tudo, pois ter algo assim em minha alma novamente, sim em minha alma, era como uma salvação para alguém perdido como eu, uma luz em meio ao crepúsculo, amor em meio a todo o ódio, mas eu não o fiz, pois não valeria a pena desistir por algo não recíproco, eu sei que não é, e eu não sou ninguém para pedir a Kami que seja, já é muito eu poder estar perto de você, que eu possa vê-lo todos os dias, que eu possa sorrir para você, mesmo que você não veja... Já é muito eu poder te amar em silêncio Zetsu.

 

Eu estou a tanto tempo neste mundo, nasci e vive todo este tempo para apenas um propósito, nunca me desviei dele, mas a algo dentro de mim que quer profundamente que isto mude.

Em todos estes anos de minha vida, vi amores nascerem, se distanciarem, voltarem e morrerem, eu apesar de ver, não acreditava em coisas tão sem importância quanto sentimentos, mas agora começo a entender o que aquelas pessoas sentiam, começo a entender o significado da palavra “amor”.

Sim, você está fazendo alguém tão desprezível e pecaminoso como eu amar, mas por ser quem seu sentir isto há seus preços, estou tão perto de ti, mas também tão longe, nem ao menos posso admirar teu lindo rosto, pois eu te impus a está vida que tens, sou um monstro completo! Todas as coisas ruins que aconteceram contigo foi por eu ter influenciado outros, a culpa de você ter sofrido é minha, a culpa de ter se tornado quem é, é minha, a culpa de ter perdido sua luz, ela é totalmente minha!

Não sabe quantas vezes desejei deixar tudo de lado por sua causa, como poderei deixar-te ser condenado a ilusões até virar algo ridículo como eu? Como posso estar dando continuidade a isto? Por que não paro com isso? Minha existência não faria mais sentido se o fizesse, mas você poderia ter a oportunidade de ter uma vida novamente.

Na verdade eu sei o porquê... Não quero ter de me afastar de você, tu és a única coisa boa que já tive, fui criado tão pútrido quanto o próprio crepúsculo, para um propósito horrendo do qual eu prossigo apenas para poder vê-lo todos os dias, mas isso condenará você, Kami eu preciso parar! Me de forças eu preciso ao menos uma vez fazer algo bom, não posso fazer isso com você Obito, você me fez ama-lo tanto que já não aguento mais vê-lo assim, sem ser você mesmo.

 

 

Eles ensinaram uns aos outros a sentir, a amar, a sorrir por apenas pensar, eles aqueceram estes corações frios, corrompidos e melancólicos. Mal sabem que tudo que precisam fazer é aceitar, aceitar este amor, arriscar senti-lo inteiramente, dizer o que queima e move suas almas, o caminho é tão simples quanto imaginam, mas eles mesmos levantam estes impedimentos, estas barreiras que impedem a reciprocidade foram eles que as criaram, sua falta de felicidade deve-se a sua falta de coragem em arriscar por este amor, estas nuvens carmesins ainda tem chance de poder sorrir, eles precisam apenas aprender que todos os sentimentos que são compartilhados, são melhores, mais intensos, mais envolventes, eles precisam apenas dizer as históricas palavras dos amantes, apenas “eu amo você”.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Obrigada por lerem!
Espero ter retratado bem os sentimentos de cada casal! ❤
Espero que tenham gostado, deixem suas opiniões e criticas construtivas ai, são sempre bem vindas!
Até a próxima senpais!
Bjs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...