História Os sentimentos não mudam tão facilmente - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Drama, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Naruhina, Naruto, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Romance, Sakura, Sakura Haruno, Sasuke, Sasuke Uchiha, Sasusaku, Shikamaru, Temari, Tenten
Exibições 161
Palavras 3.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Esse capítulo vai ser baseado no ponto de vista de Sasuke Uchiha sobre toda a situação do capítulo anterior e mostrar com mais detalhes o que aconteceu. Então aproveitem *-*

Capítulo 17 - Ela tem muitos amigos


Fanfic / Fanfiction Os sentimentos não mudam tão facilmente - Capítulo 17 - Ela tem muitos amigos

Sasuke:

5 dias se passaram desde que um homem levou a Sakura. Um homem que como eu no passado está cego pelo ódio e o desejo de vingança. Há 5 dias eu não durmo,eu não consigo nem pensar em comer.  Eu arrastei a organização Taka comigo em todas as vilas,aldeias,países e mesmo eles estando cansados querem procurar comigo. Eu disse a eles para descansarem que eu iria na frente mas eles disseram que querem proteger a Sakura também, eles disseram que se apegaram a ela e eles por gostarem de mim querem me poupar de qualquer dor e sofrimento.  No primeiro dia eu fiquei cego pelo medo...o medo de perdê-las, Sakura e Sarada. Mas Jugo me acalmou quando disse que a dona de uma pousada na aldeia da nuvem disse que os viu. Ela disse que eles passaram uma noite lá. A mulher disse que Sakura estava inconsciente. Eu ao menos consegui me acalmar um pouco por saber que Sakura ainda estava viva. Se ele não matou ela é porque tinha algum plano para ela mas isso não quer dizer que ele não vá matá-la, afinal, ele quer me atingir...quer me fazer sofrer.

Eu me odeio por isso ter acontecido. Logo após a guerra contra Kaguya eu sai em uma viagem de redenção...eu queria ficar sozinho, eu me convenci que deveria ficar sozinho. Depois de tudo o que eu fiz eu deveria dar tudo de mim para ajudar as pessoas e conviver com a solidão. As pessoas pelas ruas tinham medo de mim. Elas jamais se esqueceriam do que eu fiz não importa o quanto eu as ajudasse. Inclusive depois de voltar para Konoha e me estabelecer com a Sakura as pessoas de lá me olhavam como se eu fosse um monstro prestes a fazer estrago a qualquer hora. Eu não culpo elas. Felicidade era algo que eu não deveria ter. Sakura me proporciona felicidade, eu não deveria ter ela. Mas eu preferi ser egoísta...eu preferi voltar a Konoha e ter a Sakura. Eu estava sendo o homem mais feliz do mundo, casado com a mulher que amava e prestes a ser pai. Isso estava errado, eu não merecia isso. Talvez por isso essa tragédia tenha acontecido. É por minha causa que minha esposa e minha filha estão em perigo prestes a morrer e eu nem sequer consigo achá-las. A minha única esperança de que elas podem ainda estar vivas são as pessoas das pousadas que afirmam ter visto eles. Todas elas afirmam que Sakura estava inconsciente. Aquele desgraçado está mantendo ela assim.

Eu tento manter a calma e raciocinar para tentar achar a tática do inimigo. Ele está fazendo um caminho de retrocesso. O mesmo caminho que nós iríamos fazer antes quando estávamos voltando para Konoha. Isso signifca que ele está indo para Konoha? O que ele pretende? Será que ele pretende invadir Konoha e tentar matar outras pessoas importantes para mim? Mas então por que ele ainda mantém a Sakura viva? De um coisa é certa, ele está indo em direção a Konoha.

Sasuke: “-Ele está indo em direção a Konoha. Não temos tempo para descansar! Vamos!”

Karin: “-Sasuke...são 3 horas da manhã. Nós não paramos a dias. Você nos deixa dormir no máximo 3 horas e depois voltamos a procurar. Nós estamos exaustos...vamos dormir um pouco e então partimos.”

Sasuke: “-Eu vou na frente.”

Suigetsu: “-Mas que droga Sasuke! Nós queremos achar ela tanto quanto você mas se nós encontrarmos ela assim como vamos lutar contra o Hayato? Nós não nos alimentamos,não dormimos. Estamos todos fracos! Raciocina!”

Jugo: “-Desculpa Sasuke mas eu concordo com ele.” –ele diz triste. Eu sei o quanto ele se apegou a Sakura.

Sasuke: “- 5 dias. É o tempo que a minha esposa grávida está nas mãos de uma pessoa que me odeia. Como vocês querem que eu descanse e pare de procurá-los? Eu perdi todas as pessoas que eu amava. Eu já perdi a minha família antes e eu não posso permitir que isso aconteça comigo de novo! Vocês não entendem? Eu não me importo de chegar lá fraco e sem forças eu só me importo de conseguir chegar lá!”

Todos eles me encaravam. Eles pareciam que iriam começar a chorar a qualquer momento. Eu sei o quanto eles estão se esforçando,eu tentei convencê-los de ir sozinho mas eles não me escutam...eles querem ir comigo.

Eu pego um pergaminho e começo a escrever nele apressadamente. Os outros olham para mim sem entender nada. Depois eu faço um justu de invação e invoco um falcão. Depois entrego o pergaminho a ele.

Sasuke: “-Leve isso até Konoha e entregue somente nas mãos do Kakashi.” –eu digo para o falcão.

Karin: “-O que você está fazendo?”

Sasuke: “-Eu avisei a situação para o Kakashi. Contei a ele tudo sobre o inimigo e que ele está indo em direção a Konoha com a Sakura mantida inconsciente. Disse para ele mandar patrulhas por todas as vilas próximas a Konoha e me ajudarem a achá-la. Disse para mandar os melhores ninjas que ele puder.Mas não sei se eles conseguirão chegar a tempo. É um caminho muito longo mas precisamos de ajuda, não estamos em condições de lutarmos sozinhos.”

Suigetsu: “-Boa Sasuke! Como não pensamos nisso antes?”

Karin: “-Sasuke, por favor, eu não consigo mais continuar. Preciso me alimentar e dormir um pouco.”

Eu apenas acento.  Mesmo não querendo admitir, também cheguei ao meu limite. Alugamos um quarto para cada um, me alimentei e fui dormir sabendo que meu sono seria repleto de pesadelos.

~

Acordo com batidas na porta do quarto e abro imediatamente.

Jugo: “-Sasuke temos ótimas notícias.” –olho para baixo e vejo Pakkun, um dos cães de Kakashi.

Sasuke: “-Pakkun o Kakashi te mandou aqui. Então ele tem informações, certo?”

Pakkun: “-Sim. Nós conseguimos localizar o alvo. Kakashi mandou os melhores ninjas para o local mas eles não querem começar sem você. Não fica longe daqui, se formos agora conseguimos chegar ainda hoje.”

Sasuke: “-Como vocês conseguiram chegar tão rápido?”

Pakkun: “-Depois que Kakashi se tornou Hokage teve acesso a muitos livros, inclusive de jutsus proibidos.Ele fez algo parecido com o jutsu de invocação e conseguiu nos trazer aqui. Mas não é a toa que é um jutsu proibido. Kakashi está muito fraco, deixamos ele repousando. Ele gastou quase todo o seu Chackra trazendo tanta gente.”

Fomos todos ás pressas seguindo Pakkun e finalmente chegamos ao local. Eu me estremeço ao ver quem são os ninjas que vieram nos ajudar. Shikamaru, Joji, Ino,Gaara, Sai, Hinata e claro...Naruto.

Naruto: “-Hey Sasuke! Eu achei que quando fui embora deixei bem claro que era pra você cuidar dela! –ele diz sorrindo. “- Todos queriam vir mas Kakashi não poderia trazer todos. Você sabe,a Sakura tem muitos amigos.”

Eu sorrio ao ver o pessoal aqui. Até mesmo o Gaara que é Hokage na Aldeia da Areia veio nos ajudar.

Sasuke: “-Agora que eu cheguei vamos lá.”

Ino: “-Espere! Eu vou entrar na mente de todas as pessoas que estão lá dentro da pousada e vou fazê-las sair. Temos que poupar vítimas . Shikamaru use o seu Jutsu Imitação das Sombras para eu conseguir me conectar a elas.”

Ino então se concentra e começa a entrar na mente de cada um dentro daquele local. Logo se pode ver todos saindo de lá de dentro.

Naruto: “-Hinata, use o byakugan para saber onde eles estão e o que estão fazendo.”

Hinata: “-Sim.” –ela diz concentrada olhando para o local. “-O homem está em uma espécie de sala e a Sakura está em um aposento próximo amarrada. Ela parece mal temos que nos apressar!”

Shikamaru: “-Isso não vai ser problema! Joji quer bater na porta e anunciar que ele tem visitas?”

Joji apenas ri e utiliza o seu golpe Tanque de Bala Humana para destruir todas as paredes da pousada. Logo vemos Hayato correndo vindo ao nosso encontro. Ele fica surpreso ao ver todos nós aqui mas então dá um sorriso.

Hayato: “-Isso foi um erro Sasuke. Você deveria ter ficado aonde estava. Eu planejava poupar a sua filha, eu mataria apenas a sua esposa. Agora eu não terei piedade. Matarei as duas.”

Eu corro na direção dele e tento atacá-lo mas ele rápido demais, consegue se desviar e tenta me eletrocutar mas antes que pudesse uma camada forte de areia me cerca. Era o Gaara me ajudando.  Gaara imediatamente lança areia para ele mas como esperado ele consegue se desviar. Qualquer Jutsu que Ino ou Shikamaru poderiam usar seria inútil agora pois ele teria que estar parado ou muito lento para alcança-lo. Joji tenta acertá-lo com o seu Tanque de Bala Humana e Hayato é quase acertado, escapa por pouco. Naruto então utiliza os Jutsu Multi Clone das Sombras. Tinha Naruto pra tudo quanto era lado. Hayato parecia incomodado com isso e utilizou longas cargas de eletricidade para eletrocutar tudo ao seu redor. Eu usei o Susanoo para impedir o pessoal de serem eletrocutados. Depois Sai tentou atacá-lo mas foi inútil sua tentativa.

Sasuke: “-Temos que achar um meio de segurá-lo sem sermos eletrocutados.”

Naruto: “-Bem...acho que meus clones podem ajudar.”

Naruto manda todos os seus clones em cima do homem enquanto ele luta contra eles mas ainda sim se movimentando. Conforme Hayato acabava com o clones do Naruto ele não percebeu Hinata chegando por trás e ela o acerta com o seu Passo Gentil dos Punhos de Leões Gêmeos. Ele paira no ar e Naruto então tenta o acertar com o seu rasengan mas eu utilizo o braço do meu susanoo para jogar Hayato no chão e assim o Rasengan não pegar.

Sasuke: “-Esperem. Deixem o resto comigo.” –eu digo demonstrando a minha raiva em minha feição. “-Obrigado por me ajudarem mas isso ficou pessoal para mim.”

Ino ia dizer alguma coisa mas Sai a impede. Hayato então finalmente levanta.

Hayato: “-HAHAHA Nossa! Essa sua cara de garoto malvado é pra tentar me assustar Uchiha?”

Sasuke: “-Você vai me implorar para eu ter piedade de você e te matar.” –eu digo e o coloco sobre domínio dos meus olhos.

Ele já sobre o meu domínio cai de joelhos no chão e começa a gritar apavorado e chorando.

Naruto: “-O que você está fazendo?”

Os outros pareciam assustados com o modo que eu estava deixando o homem.

Sasuke: “-Eu estou fazendo ele ver repentinas vezes a pessoa que ele amava morrer. Eu estou fazendo ele sentir o que sentiu na hora só que um pouquinho mais intensificado e várias vezes. Uma vez atrás da outra. Estou trazendo todos os medos dele a tona. Eu quero que ele sofra sobre o poder dos meus olhos.”

Naruto: “-Sasuke para. Nós podemos levar ele pra cadeia. Tudo bem, cadeia não. Eu sei que você jamais vai querer isso. Então simplismente mata ele. Não tem por quê ele sofrer mais, só mata!”

Hinata: “-Sasuke a Sakura não iria querer isso. Não deixa a raiva tomar conta de você. Tudo isso começou justamente por causa da raiva. Acabe com isso e dê paz a esse homem.”

Sasuke: “-Eu só vou parar quando ele me implorar pra matar ele.”

Hayato: “-Por favooor! Faz isso parar! Me perdoa! Eu nunca mais vou tentar nada contra você! Só me deixa ir embora!”

Sasuke: “-Te deixar ir embora não é uma opção que eu te dei.”

Ino e Hinata foram atrás da Sakura, pegaram ela e a levaram para o hospital. Sakura estava desmaiada. Elas disseram que depois a levariam para a pousada mais próxima e era para eu encontrá-las lá.

Passei horas torturando ele com o poder dos meus olhos. Eu não entendia porque ele não me pedia para matá-lo. Eu não entendia o que ainda o prendia aqui quando finalmente ele falou.

Hayato: “Me mate. Eu não consigo mais suportar.”

Eu então paro com a tortura e meus olhos voltam ao normal.

Sasuke: “-Me peça novamente. Mas peça de uma forma que me convença.”

Hayato: “-Eu tentei lutar para não morrer porque antes que ela morresse eu prometi a ela que tentaria viver a minha vida. Eu vi quando você a matou com a sua espada e depois foi embora como se uma morte não significasse nada para você. Vocês e seus amigos entraram em minha aldeia e a destruíram. Eu peguei a Kiyoko nos braços e vi que ela ainda se encontrava viva mas não duraria por mais alguns minutos. Ela disse para eu não deixar a raiva me consumir e para tentar viver minha vida, até achar outra pessoa que pudesse me fazer feliz. Mas como eu poderia achar outra pessoa se era ela que eu amava? Como eu poderia não deixar a raiva me consumir se era a Kiyoko que me tirava da escuridão e sem ela só havia trevas. A única promessa que eu pude tentar cumprir a ela foi a de viver. Mas infelizmente não poderei cumprir essa promessa também. Eu jamais conseguirei ser feliz sem ela. Eu quero me juntar a ela. Eu quero estar com ela de novo. Então Sasuke Uchiha se você tem algo de bom no seu coração,por favor,me mate!”

Ele ainda caído de joelhos continua chorando sem parar. Ele estica os seus braços tocando com as mãos o chão e abaixa a cabeça junto . Eu ando calmamente na direção dele e já com a minha espada nas mãos estava preparado para matá-lo. Mas eu ainda não estava disposto a fazê-lo parar de sofrer. Com um só golpe da minha espada eu corto os dois braços dele. Ele começa a gritar de desespero e dor. Todos os outros ficam chocados.

Sasuke: “-Eu,no mínimo, devo arrancar esses braços imundos que pegaram a minha esposa e a tiraram de mim.”

Naruto vem correndo na minha direção apavorado.

Naruto: “Sasuke! Por Deus, pare! Foi por sua culpa que estamos todos nessa situação! Não se esqueça disso! Se você não tivesse matado a pessoa que ele ama sem razão alguma ele não tentaria matar a Sakura que todos nós amamos! Você foi o culpado! Não tem razão para continuar fazendo esse pobre homem sofrer.”

Eu encaro o Naruto e depois viro o meu olhar para o homem que caído no chão gritava com tanta dor. Então eu acerto a minha espada no coração dele enquanto ele diz suas últimas palavras.

Hayato: “-Kiyoko, finalmente ficaremos juntos de novo”. –e então ele morre.

Naruto: “-Não acredito que você fez isso.”

Sasuke: “-Você faria o mesmo.”

Naruto: “-Não Sasuke. Eu apenas o mataria. Essa é a diferença entre mim e você.Você deixa o seu ódio te cegar. Ele te cega tanto que te torna alguém diferente.”

Gaara: “-Precisamos voltar logo para Konoha.Além disso, deixamos o Kakashi sozinho naquela pousada.”

Sai: “- Vamos até as garotas.”

Vamos todos procurar a pousada que elas devem estar. Sakura já deve ter voltado do hospital. Penso que ela deve estar com fome mas não sei ao certo o que levar então levo um monte de comida. Peço aos outros para me ajudarem a levar a comida. Chego na pousada e pergunto a mulher da recepção qual quarto elas estão e vou ao encontro delas.

Bato na porta e Ino me atende. Hinata estava sentada ao lado da cama em que Sakura estava deitada dormindo.

Ino: “-Ela ainda não acordou. A médica disse que é por causa da fraqueza. Ela ficou no soro por algumas horas e a médica checou se a bebê está bem. Sakura deve acordar logo.”

O pessoal então entra no quarto e coloca as comidas sobre a cama.

Shikamaru: “-Vamos todos esperar lá fora. Assim quando ela acordar vai ter um tempo com o Sasuke.”

Todos saíram e eu me sentei exausto na cadeira que havia  perto da cama. Bastou alguns minutos para eu vê-la se mexer e a admirar enquanto ela acordava. Ela me vê e eu sorrio para ela.

Sasuke: “-Achei que vocês duas poderiam estar com fome. Não soube o que trazer então trouxe tudo.”

Como eu estava feliz por tê-la sã e salva ao meu lado novamente. Eu não sei o que eu fiz para merecer a felicidade que ela me proporciona. Eu me sento ao lado dela na cama e ela se joga em meus braços então eu a abraço.

Sakura: “-Eu pensei que nunca mais fosse te ver.” –ela diz aos prantos.

Sasuke: “-Está tudo bem agora.”

Sakura: “-E o homem? O que aconteceu?”

Sasuke: “-Ele está morto.”

Ela come e depois vai tomar banho. Assim que ela sai do banheiro eu procuro dar o recado antes que os outros invadissem o quarto para vê-la.

Sasuke: “-Venha. Os outros querem te ver.”

Ela olha para mim sem entender.

Sakura: “-Jugo, Karin e Suigetsu?”

Sasuke: “-Também.” –eu digo com um leve sorriso no rosto.

Levo ela para fora e ela se emociona ao ver o pessoal. Todos então vão abraçá-la. Eu fico feliz em saber que ela tem tantas pessoas que se importam com ela. Eu nunca vou deixar de ser egoísta por querê-la. Ela é ouro. Ela foi capaz até de fazer a Karin se aproximar dela.

Ino: “-Tudo bem, Sakura preciso te soltar antes que eu chore mais ainda e borre de vez a minha maquiagem. Testuda, nós deixamos os nossos filhos com a Temari e a Tenten não podemos ficar por muito tempo. E infelizmente você não poderá voltar com a gente. A médica foi bem clara.”

Hinata: “-Fique no mínimo umas 2 ou 3 semanas aqui nessa pousada repousando sem fazer absolutamente nada! Só assim você vai conseguir melhorar. Você nem deveria ter levantado da cama.”

Eu fico preocupado em saber que a Sakura não poderá voltar com eles. Isso só afirma a minha teoria de que não conseguiremos voltar pra casa antes da Sarada nascer.

Sakura: “-Pode deixar. Obrigada a todos, eu amo tanto vocês. Até você veio me ajudar Gaara.”

Gaara: “-Sem problemas. Eu já estava em Konoha resolvendo um assunto com o Kakashi então quando soube quis vir.”

Ino: “-Mas olha..é pra você se cuidar em Testa de Marquise. Quero ver a minha sobrinha bem forte e saudável quando ela nascer.”

Sakura: “-Podem deixar. Logo eu e Sasuke vamos retornar a Konoha com a Sarada nos braços.”

Naruto se aproxima dela e a abraça com ternura, ela retribui.

Naruto: “-Se cuida Sakura. Qualquer coisa estarei sempre a disposição para te ajudar.”

Sakura: “-Eu sei. Eu te amo idiota.”

Naruto: “-Eu também te amo.”

Hinata olhava para eles com carinho. Ela não se incomodava com aquela retribuição de afeto dos dois, eles pareciam irmãos. Mas eu me incomodava, ainda mais ouvindo a Sakura dizer que o amava. Ela estava se referindo a amor de amizade ou irmandade mas mesmo assim me incomodava muito ouvir isso e vê-los assim.Porém, tentei disfarçar para não acabar com o momento. Eles foram embora e então levei Sakura de volta ao quarto para ela repousar.

                                                                   ~ continua ~

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Achei super legal a ideia de mostrar o ponto de vista do Sasuke e como ele conseguiu derrotar o Hayato e resgatar a Sakura. O Sasuke não é muito de demonstrar o que sente então é importante esse ponto de vista dele pra saber o que se passa na mente dele né? Estou anciosa para começar a escrever o próximo capítulo. Talvez ele demore mais um pouquinho porque eu estou pensando em fazer dele o último então estou pensando em como vou concluir essa fanfic. Mas eu estou pensando em mais pra frente fazer uma outra fanfic com a continuação da história (: Ainda estou pensando em tudo. Obrigada a todos pelas ideias e sugestões que vocês tem me dado. Beijos e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...