História Os sentimentos não mudam tão facilmente - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Juugo, Kakashi Hatake, Karin, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Drama, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Naruhina, Naruto, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Romance, Sakura, Sakura Haruno, Sasuke, Sasuke Uchiha, Sasusaku, Shikamaru, Temari, Tenten
Exibições 125
Palavras 2.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Agora Sakura e Sasuke são pais....

Capítulo 19 - O começo de algo novo


Fanfic / Fanfiction Os sentimentos não mudam tão facilmente - Capítulo 19 - O começo de algo novo

2° temporada

Sakura:

6 semanas se passaram. Eu queria voltar imediatamente para Konoha e ficar perto das pessoas que amo mas o Sasuke não quer me deixar ir. Nós estamos todos ainda no esconderijo do Orochimaru. Karin disse que uma mulher precisa de muito repouso e cuidados depois do parto, principalmente eu que não tive o meu parto com um médico ou alguém profissional.

Sasuke foi até Konoha e trouxe uma médica do hospital de lá em que eu trabalhava para vir ver eu e Sarada. Ele trouxe a minha mãe também para me ajudar. Ela fica o dia aqui e antes de escurecer é acompanhada até em casa. Eu disse para ela não se preocupar e ficar em casa cuidando da casa e do papai mas ela insistiu e me deu uma tremenda bronca por não ter voltado a Konoha quando fiquei sabendo da gravidez. Mamãe me ajuda com a Sarada, me ensinando a alimentar,dar banho,colocar para dormir e etc. Ela também me ajuda quando estou cansada. A médica que veio nos visitar disse para continuarmos aqui no esconderijo pelo menos até completar oito semanas, ai sim poderei voltar para a nossa casa em Konoha.

Meus amigos insistiram em vir me ver mas eu disse para a minha mãe avisá-los para não virem. Eu não quero que eles me vejam assim... eu pareço acabada,ainda estou me recuperando. Já basta o Sasuke ter que me ver assim. E ,além disso,daqui a 2 semanas estarei de volta em casa e eles poderão ir me ver o quanto quiserem.

Eu estava deitada no quarto e a minha mãe estava com a Sarada no colo tentando colocá-la para dormir.

Sakura: “-Como está tudo lá na vila mamãe?”                                                                          

Mebuki: “-Ah querida. Tudo vai tão bem desde aquela guerra. Estamos todos em paz! Você deve estar ansiosa para voltar a vila e ver os filhos dos seus amigos. Você ficou fora por tanto tempo...eu e seu pai sentimos muito a sua falta.”

Sakura: “-E eu senti a de vocês. Fico imaginando a vila quando eu voltar....cheia de bebês para eu apertar! Haha”

Mebuki: “-E imaginou certo! Parece que todas vocês resolveram ficar grávidas juntas! Haha”

Sasuke entra no quarto.

Mebuki: “-Ah Sasuke. Chegou a tempo antes da Sarada dormir. Venha cá, pegue ela no colo um pouco.”

Sasuke: “-Eu acho que não é uma boa ideia. Não sei se eu vou conseguir segurá-la com apenas um braço...ela é muito pequena e frágil.” –ele diz constrangido.

Mebuki: “-Bobagem! Eu te ajudo!” –ela coloca Sarada no braço do Sasuke e segura a cabeça da Sarada com a sua mão enquanto Sasuke beija a bochecha da pequena.

Eu fico feliz em ver aquela cena. Sasuke Uchiha,meu marido com a nossa filha em seu colo beijando a sua minúscula bochecha. Se alguém tivesse me dito isso a alguns anos atrás eu teria achado que seria impossível de viver um momento como esse. Se eu pudesse ver a minha antiga eu...se eu pudesse falar comigo mesma quando era mais nova e contar todas as coisas maravilhosas que eu fui capaz de fazer e que me aconteceram eu teria me poupado de tanta dor, insegurança e incerteza que sofri quando criança.

Sasuke se deita na cama com a Sarada entre nós dois. Ela parece gostar de segurar as coisas com a sua mãozinha. Ela segura o tecido da camisa do Sasuke e eu dou a minha mão para ela segurar com a outra mãozinha. Sasuke a olhava com um sorriso estampado em seu rosto sereno. Ela estava vestindo um macacãozinho com o símbolo Uchiha. Ela era o melhor presente que Deus poderia ter nos dado.

Mebuki: “-Bem...vou partir agora para cuidar da minha casa e do meu marido. Vou deixar o resto para a Karin te ajudar. Amanhã eu volto querida. Tchau Sasuke.”

Sakura: “- Ta bom mamãe. Manda um beijo pro papai!” –eu disse enquanto ela partia.

Sasuke: “-A sua mãe tem ajudado bastante com a Sarada.”

Sakura: “-Sim, ela é experiente.”

Sasuke: “Logo estaremos em casa. Só mais 2 semanas.”

Sakura: “-Temos que arrumar a casa. Arrumar o quarto da Sarada. Não quero uma obra quando a minha filha estiver lá. É muito barulho e sujeira.”

Sasuke: “-Eu já cuidei disso.”

Sakura: “-Como assim?”

Sasuke: “-Eu pedi ajuda a Ino. Fiquei sabendo que ela é boa com essas coisas.Quando voltarmos pra casa o quarto da Sarada já vai estar pronto.”

Sakura: “-Sasuke de onde tirou dinheiro para a obra?”

Sasuke: “-Eu tenho muito dinheiro, você não sabia disso? Sakura o meu clã inteiro morreu. Isso significa que todos os seus bens veio para mim,o único sobrevivente.”

Eu fico chocada. Nunca me ocorreu isso. Eu nunca me perguntei como ele arrumava dinheiro para sair em suas viagens e missões ou se sustentar. Eu pensava que ele ganhava dinheiro apenas pelo que pagavam em suas missões mas depois que se juntou ao Orochimaru e virou um renegado não tinha como arrumar dinheiro com missões. Agora eu sei. Imagine todas as riquezas de um clã inteiro para uma única pessoa?

Sakura: “Eu não sabia. Acho que ninguém sabia.” –eu digo ainda incrédula.

Sasuke: “-Na época o Hokage quis assim. Ele disse que eu era muito jovem e que precisaria do dinheiro. Hoje eu entendo que ele fiz isso apenas pela culpa do que fizeram com o meu irmão.”

Sakura: “-Itachi ficaria encantado com a Sarada. Os seus pais também. Eles adorariam ver o homem que você se tornou.”

Ele apenas dá um sorriso triste para mim mas nosso momento é atrapalhado pelo choro baixinho da Sarada. Então eu pego ela no colo e dou de mamar.

Sakura: “-A mamãe te acordou falando auto não foi? Desculpe querida. Vejo que você vai ter um temperamento forte igual ao papai.”

Sasuke se levanta e já ia saindo pela porta.

Sakura: “Aonde você vai?”

Sasuke: “-Vou até a vila buscar mais comida. Qualquer coisa chame a Karin. Vou deixar o Suigetsu ai caso aconteça algo e vou levar o Jugo comigo.”

Sakura: “-Não vai acontecer nada. Você se preocupe a toa.”

Sasuke: “-Da última vez que você disse isso quase teve a nossa filha no meio do mato.”

Eu penso em pedir um beijo antes dele ir mas prefiro não dizer. Sasuke não é do tipo que é carinhoso e seus carinhos são algo raro.Mas eu sei que é apenas o jeito dele. Ele me ama da sua maneira e eu aceitei isso. Eu aceitei ele do jeito que ele é.

Alguns minutos depois de Sasuke ir embora Karin entra no quarto.

Karin: “-Como vai a Sarada? Quero segurá-la um pouco.”

Sakura: “-Tome. Vou logo avisando que ela não acordou de bom humor.”

Karin: “-É claro que não, ela é filha do Sasuke.” –eu rio com o comentário dela.

Karin: “-Eu gosto muito dela, talvez por ela ser filha do Sasuke. Você sabe que eu o amo né?”

Eu faço uma longa pausa antes de responder.

Sakura: “-Sim,eu sei. É impossível não amá-lo. Todos amam ele de sua maneira mesmo depois de tudo o que ele fez.”

Karin: “-Eu nunca vou me perdoar por ter chutado a sua barriga. O amor que eu sinto por ele me cegou naquela hora e me transformou em um monstro ao ponto de fazer aquilo. Se algo tivesse acontecido a Sarada eu não precisaria do Sasuke para me matar. Eu mesma me mataria.”

Sakura: “-São águas passadas Karin. Eu sempre vou ser muito grata a você por ter me ajudado na minha gravidez e ter feito o parto. Eu sei o quanto foi assustador pra você.”

Karin: “-Você já sabe que eu, Suigetsu e Jugo não vamos morar em Konoha né? Eu estou pensando em ir para uma aldeia talvez não tão longe daqui e trabalhar em algum hospital. Afinal, também posso curar né?! Haha”

Sakura: “-Que ótimo. Vou torcer por você!”

Karin: “-Talvez eu nunca mais veja a Sarada. Por isso, quis ficar com o cordão umbilical de lembrança. Se tudo der certo vou deixá-lo na minha sala.”

Sakura: “-Seria um pouco assustador. Mas quem sou eu para julgar?”

Karin: “-Você ganhou na vida Sakura.”

Sakura: “-Você também vai ganhar, tenha fé nisso.”

Karin: “-Você acha que algum dia os meus sentimentos pelo Sasuke possam acabar e eu tenha a chance de ficar com alguém que me ame?”

Sakura: “-Eu acredito que tudo pode acontecer!”

~

Karin:

Eu fiquei com a Sarada no colo até ela dormir de novo e deixei ela na cama com a Sakura. Depois fui para o lado de fora do esconderijo e sentei para pegar um pouco de sol. Minutos depois vi o Suigetsu saindo de dentro da floresta com uma flor hibisco vermelha e se aproximando de mim.

Karin: “Arg o que você quer? Não estou nem um pouco a fim da sua companhia ou de ouvir as suas provocações.”

Suigetsu: “Você é uma bruxa mesmo garota. Não me admira não ter conseguido o Sasuke.”

Karin: “-Você veio até aqui para ficar me dizendo essas coisas seu bastardo?! Saia da minha frente!”

Suigetsu: “-Eu já estava indo mesmo. Só vim te dar isso. Eu achei na floresta e lembrei de você. É da cor do seu cabelo.” –ele me entrega a flor. “-Agora estou indo. Não aguento ficar perto de alguém idiota como você.”

Eu fico surpresa pelo gesto do Suigetsu e não sei por quê mas fico intimidada.

Karin: “-O que é isso?” –eu digo corada mas com raiva.

Suigetsu: “-Isso é uma flor. Você nunca viu uma flor antes na sua vida?” –ele diz de deboche.

Karin: “-Você entendeu muito bem o que eu quis dizer. Por que você me deu isso?”

Suigetsu: “-Eu já disse que estou te dando só porque lembra você. Agora me dá licença que eu vou entrar para comer algo.” –ele diz e vai embora.

Por que o Suigetsu me deu uma flor? Ele nunca me demonstrou nenhum gesto de afeição com a nossa amizade controvérsia. E por que eu estou pensando tanto nisso? Talvez eu deva estar apenas surpresa por ter ganhado uma flor de alguém que vive implicando comigo. Mas isso não significa nada. Talvez ele tenha feito isso na mais pura inocência apenas por ter lembrado de mim quando viu ela por causa do meu cabelo vermelho. Ele deve ter aprendido com o Jugo e a Sakura que tem mania de colher flores. Mas eu tenho que admitir que ninguém nunca se lembrou de mim em nada, e ninguém nunca me deu uma flor antes. Talvez eu devesse tratar ele melhor, talvez assim a nossa amizade fosse melhor. Mas aquele idiota me irrita tanto.

Suigetsu: “-Karin?”

Droga eu estava tão perdida nos pensamentos que não vi ele chegar aqui fora e ele ainda interrompeu o meu raciocínio.

Karin: “-O que é?” –eu digo irritada.

Suigetsu: “-Sakura está te chamando. Ela pediu para você ajudá-la a tomar banho. Vá que eu fico aqui fora vigiando até o Sasuke voltar.” –ele diz sério.

Karin: “-Ta” –eu digo séria.

Mas quando eu passo por ele, ele sério me pergunta:

Suigetsu: “-Você não gostou da flor não é? Foi idiotice minha trazer ela para você.”

Eu sinto algo dentro de mim estremecer. Por que eu estou sentindo isso? O que isso significa? Que pergunta idiota a dele. Que garota não gostaria de ganhar uma flor e ainda ouvir que lembra ela?! Eu gostei. Eu só achei estranho de ter sido ele que me deu.

Karin: “Eu gostei. Eu só estranhei.”

Suigetsu: “Por que? Somos amigos não somos? Mesmo com as nossas implicâncias.”

Karin: “Sim, nós somos.” –eu digo corada.

Ele me surpreendeu hoje. Ele nunca disse que éramos amigos. E ele me deu uma flor. Uma flor da cor de meu cabelo.E ele disse que quando a olhou lembrou de mim.

Eu vou até o quarto em que estou ficando e coloco a flor sobre um móvel que tem do lado da cama. Fico olhando para ela por alguns segundos e depois vou ao quarto da Sakura para ajudá-la a tomar o seu banho antes que o Sasuke volte ou a Sarada acorde.

                                                                                                  ~ continua ~

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E essa coisa ai do Suigetsu e da Karin hein? Alguém shippa? Será que eles vão ter algo? hehe... espero que tenham gostado. Obrigada a todos por continuarem acompanhando <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...