História Os Sobrenaturais - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo
Tags Solangelo
Exibições 87
Palavras 1.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpa a demora para postar. Espero que voces gostes dessa nova reviravolta bjosss
<3 <3

Capítulo 5 - Morte


Fanfic / Fanfiction Os Sobrenaturais - Capítulo 5 - Morte

POV’S Will

Eu estava preparando o café quando escuto um baque que pelo jeito feio da porta da frente. Eu peguei minha arma corri para frente, pois pensei que podia ser Apolo, mas eu estava errado.

Quando dei conta estava sendo segurado pelo pescoço na parede. Na minha frente eu vi Percy com suas orelhas pontudas, olho vermelho, nariz um pouco achatado e com pelo na cara. Do meu lado tinha uma figura flamejante. Não era uma kitsune então só podia ser...

Um mago de fogo.

Atrás deles eu pude ver todos os outros com seus olhos brilhantes menos a Hazel que era uma banshee.

─ Cadê o Nico? Cadê meu melhor amigo? ─ Leo me olhou com raiva e bem na hora que ele ia me atingir com suas chamas Nico falou no meio das escadas.

─ Will? O que esta acontecendo ai em baixo?

 

POV’S Nico

Eu acordei com o barulho de alguma coisa quebrando e sendo jogado para a parede.  Eu desci correndo as no meio das escadas eu ouvi voz de Leo perguntando a onde eu estava, mas a voz dele estava sombria, o que não significava boa coisa. Então eu resolvi perguntar para ter certeza do que achava.

─ Will? O que esta acontecendo ai em baixo? ─ ele demorou muito para responder, só que sua resposta foi apenas um gemido como se ele não conseguisse respirar.

Eu desci correndo, mas parei no final da escada e vi o Percy prendendo ele na parede pelo pescoço, Leo ao seu lado como se fosse botar fogo no mesmo e todos os outros com olhos brilhantes como se quisessem matá-lo.

Então Hazel gritou. Todos, menos Percy e Will, taparam os ouvidos se dobraram para frente. O grito quebrou todas as janelas do primeiro andar. Quando ela ia cair Frank a pegou.

Eu a olhei com pavor e voltei meu olhar para Percy. Eu não podia deixar que ele fizesse isso.

─ Largue ele Percy. ─ eu falei bem calmo e fui em direção do mesmo e toquei em seu braço, quando eu ia o fazer largar ele apenas apertou mais e me empurrou de leve me fazendo perder o equilíbrio.

─ Não, eu não posso. Ele é um caçador e te seqüestrou. ─ ele não tinha raiva nos olhos, tinha ódio. Eu me levantei e fui até ele e desta vez o segurei comas duas mãos.

─ Percy, eu sei o que ele é, mas ele não me seqüestrou ele me salvou, por favor, não faça nada com ele.  ─ eu estava quase chorando, só de pensar em algo que poderia acontecer com ele.  Eu o olhei e vi que estava quase sem ar, voltei meu olhar para o Percy e implorei com os olhos.

Quando eu pensei que ele iria solta-lo ele abriu de leve suas mãos e em seguida com um movimento rápido fechou-as novamente e abriu seu pescoço. A ultima coisa que eu vi foi o olhar de Will. Um olhar de medo, mas não de morrer, disso eu sabia. Eu só não sabia do que ele estava com medo.

Sangue. Sangue voou por toda parte incluindo meu rosto.

─ AAAAAAHHHHHHHHH ─ Percy o largou fazendo com que caísse como se fosse um saco de batatas.  Eu coloquei as mãos no meu rosto e cai de joelhos no chão, ao lado de seu corpo imóvel. ─ Nã... Não. Não, Will ─ eu comecei a chorar. Eu peguei seu corpo e o abracei. ─ Mas que droga Percy, você não precisava matá-lo.

Ele me olhou com desaprovação e raiva.

─ Ele era um caçador Nico. Entenda, eu não iria colocar a minha, a nossa alcatéia e você em perigo por causa de uma paixonite. Você ira superar. ─ ele deu uma pausa suspirou e arfou. ─ Venha. ─ quando eu não mexi nenhum músculo. Ele veio ate mim e me pegou pelo braço, um pouco forte demais. ─ Vamos Nico, levante daí e vamos sair. Agora. ─ ele foi para me puxar, mas Leo o impediu.

─ Cara, assim você vai machucá-lo. Vamos dar um tempo para ele se recuperar.

Percy não entendia. Não era uma paixonite de adolescente. Eu o amava. Eu encostei minha testa na do Will e me desabei em lagrimas.

─ É melhor vocês irem. Leo e eu ficamos aqui por um tempo com Nico.

Todos concordaram com o que Percy disse. Hazel, como ainda esta desacordada foi carregada pelo Frank que era um metamorfo.

─ Vo... Você... Você matou a pessoa que eu amo na minha frente. ─ toda a tristeza e culpa que tinha em mim foi trocada por raiva pelo Percy.

Eu senti uma força inacreditável dentro de mim, uma que eu nunca soube que estava ali, mas sempre pude senti-la. Eu olhei para Percy com raiva e der repente ele começou a se contorcer e gritar de dor.

─ AAAAHAHHHHH O... O QUE TA AAAHHHHHHH OQUE TA AOCTECENDO AHHHHHHH ─ ele se ajoelhou de dor.

─ Percy! Ai meus deuses Percy o que esta acontecendo? ─ Leo correu para ajudá-lo e eu ainda o encarava com raiva.

─ AAAAAAHHHHHHHHHH ─ Percy saiu do chão como se algum ou algo o levantasse. Então o mesmo começou a se dobrar. E pelo barulho ossos estavam quebrando.

Isso. Mate-o Nico

Ele matou seu amado. Então o mate, controle seu sangue e tire sua vida.

Entregue a alma dele como sacrifício. O entregue para a morte

Você é o filho das trevas. Isso esta em seu sangue, em seu destino.

Somente depois que eu escutei essas vozes em minha cabeça que eu pude perceber eu quem estava à ponte de matar o Percy, quem o estava torturando daquele jeito, era eu. Eu suavizei minha expressão e o medo, culpa e a tristeza tomou conta de mim novamente. E aquilo acabou num passe de mágicas assim como avia começado.

Der repente eles olharam para mim com medo, eu pensei que eu estivesse fazendo alguma coisa. Ate que eu vi pelo canto do olho uma sobra se mover de Will.

Era como se fossem tentáculos de sombras saindo do corpo dele. Eu não consegui contar, pois se mexiam muito rápido, antes de eu poder até mesmo raciocinar eu fui acertado por um que me mandou para a outra parede. Leo correu até meu encontro para me socorrer. Já que eu tinha batido minhas costas com tudo no chão.

─ Que merda ta acontecendo? ─ Leo me ajudou a levantar e nos manteve distante, dos tentáculos. Percy, gora, estava ao nosso lado.

Ele se levantou primeiro começou a erguer as pernas e depois o tronco, por ultimo a cabeça. Quanto estava de pé, seu cabelo, antes loiro ouro, agora estava preto e seus olhos azuis céu estavam vermelho sangue.

De suas costas saíram assas negras e os tentáculos de sombra tinham coberto a casa inteira. Ele estendeu o braço para lado e abriu a sua mão, a mesma ficou preta e apareceu a forma de uma foice e dessa mesma forma apareceu uma foice. Com a outra mão, a mão direita ele olhou para nós, e dela começou a surgir uma bola de sombra. Meu pressentimento, minha intuição dizia que isso não iria acabar bem, mas eu estava feliz, pois Will, meu amado Will estava vivo. Eu sai de traz de Leo e Percy.

Eu comecei a andar em sua direção, mas nem por um segundo sequer ele pensou em abaixar a mão, eu apurei o passo e me joguei nele, o abraçando na hora.

─ Will, que bom que você esta vivo. ─ eu coloquei minhas mãos em seu rosto e o beijei. No começo ele no vê absolutamente nada, mais depois de uns quatro segundos ele retribuiu, ele passou as mãos em minha cintura. Então eu só pude deduzir que a foice e a bola tinham desaparecidos. Ele pediu passagem com a língua e eu cedi, ele explorava cada parte da minha boca, só nos separamos pela falta de ar. E por uma tosse forçada de Percy.

Eu olhei novamente para o Will, seus cabelos e olhos já aviam voltado ao normal, e finalmente perguntei:

─ Will, o que exatamente você é?

Ele me olhou analítico e como se pensasse se diria a verdade ou não na frente dos outros dois.

─ Sou William Solace e eu sou o cavaleiro apocalíptico da morte.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...