História Os sobreviventes (Simbar) - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Amanda, Ámbar Benson, Gaston, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nina, Ramiro, Ricardo, Sharon, Simón, Yam
Tags Âmbar, Darken, Simbar, Simon
Exibições 81
Palavras 2.530
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi oi pessoas!! Mais um capítulo pra vocês!!
Spoiler: teremos personagem nova! Mas acho que já perceberam né? Mas ela será de grande importância como poderão ver lendo o capítulo!
Gente a fic alcançou os 30 Favoritos e bateu recorde de comentários no último capítulo! sem contar que já são mais de 1500 exibições! Uhulllll!!
Então é isso obrigada a todos os leitores pelo carinho e que continuem lendo! Então é isso e boa leitura!

Capítulo 22 - Tamara


Fanfic / Fanfiction Os sobreviventes (Simbar) - Capítulo 22 - Tamara

Um mês e meio depois...

POV ÂMBAR

Eu realmente fiz o que tinha prometido. Depois daqueles acontecimentos eu não falei mais com o Simón. Foi o pior um mês e meio da minha vida. Mas valeu a pena. Ele tentou falar comigo pelo menos umas três vezes. E em todas eu o ignorei.

O Ramiro estava se recuperando muito bem. Eu perguntei se ele se lembrava de alguma coisa do que aconteceu, mas ele só se lembra de ter pegado no braço do Simón e depois não se lembra de mais nada. Mas ele disse que teve a impressão de ter voado. Eu falei pra ele que ele realmente bateu a cabeça forte no chão. Todos nós “autografamos” o gesso dele, e ficou muito mais legal e colorido do que aquele branco sem graça.

Ele também parou de falar com o Simón depois daquilo. Ele disse que estava muito magoado com ele. Primeiro por ter duvidado dele, e depois por ter feito ele quebrar o braço e ficar desmaiado por horas. Simón também nem tentou falar com ele. Não se foi pela culpa ou porque não quis mesmo. Prefiro acreditar na primeira opção.

Mas se pensam que eu fiquei todo esse tempo apenas ignorando o Simón vocês estão muito enganados. Apesar de tudo, eu estava também tentando desmascarar aquela ruiva desengonçada de uma vez por todas. Apesar de tudo, eu ainda amo o Simón. Ele é tão vítima quanto eu. Vítima de um jogo sujo pra conquistar alguém. E como eu já disse tantas vezes, eu não ia deixar a Jazmin vencer. JAMAIS!

POV SIMÓN

Eu não sei o que eu fiz com a minha vida!

Desde que eu fiz aquilo com o Ramiro, ele não tem mais nem olhado na minha cara. Até nas aulas ele passou a se sentar longe. A única que ainda está por perto é a Yam. Pois é, parece estranho. Eu achei que ela tinha perdoado ele depois que viu o que tinha acontecido com ele e também não iria mais olhar na minha cara. Mas não. Estranhamente, ela continuou sem falar com ele. Parece que apesar de tudo ela não o perdoou, e nem a Âmbar. Âmbar! Eu sinto tanta saudade dela! Ela tem me ignorado sem dó. Tentei falar com ela algumas vezes, mas sem sucesso. Ela ainda está com muita raiva de mim. Esse tempo todo sem falar com ela me fez refletir no que eu fiz. E nas consequências desastrosas que isso teve pra mim. Fez eu me afastar dos meus amigos.

A Jazmin não tem mais sido a mesma desde que começamos a namorar. Ela parece mais arrogante e fria. Ela parece não gostar de nenhum dos meus amigos. E sinto que ela me afasta ainda mais deles. Mas de resto ela continua tratando bem a mim e a Yam também. Parece que a Jazmin confia nela.

Falar nisso ela me convidou a passar o recesso com ela em sua casa. Eu sinceramente não queria, mas ela insistiu e disse que eu tinha que ir, pra reecontrar os pais dela.

              J: Eles não vão acreditar quando te virem! Eles sempre gostaram de você! Estou tão animada!

              — Pois é!

              J: Algum problema amoreco?

              — Não nenhum. Vamos?

              J: Claro!

POV YAM

Eu tenho que admitir que isso está sendo muito emocionante! Estou dando uma de agente dupla! Isso mesmo! Deixa eu explicar:

Depois que eu e a Âmbar fizemos as pazes, a gente começou a planejar o que faríamos pra desmascarar a Jazmin. Eu realmente achava que ela era uma boa pessoa, que era minha amiga. Mas depois do que eu soube, parei de achar. Eu sempre fui boa em ler as pessoas, mas confesso que a Jazmin conseguiu me enganar diretinho. Mas como eu conheço a Âmbar há muito mais tempo, eu prefiro acreditar nela. Mas enfim, o plano é que eu e ela temos que fingir continuar brigadas. E assim eu conquistar ainda mais a confiança da Jazmin. E ficar assim até ela admitir que no mínimo ela odeia a Âmbar e todo o resto do pessoal.

Eu sei que o lance de ter sido ela quem postou o vídeo manipulado ela jamais confessaria pra mim, já que isso de certa forma me prejudicou também e seria um tremendo tiro no pé. Mas isso eu já estava resolvendo...

POV ÂMBAR

Eu precisava provar de qualquer jeito que a Jazmin foi quem postou o vídeo manipulado meu e do Ramiro na internet. E que também foi ela quem mandou a mensagem pra mim pra que eu fosse encontrar o Simón e ver ele e ela se beijando. Mas isso não era difícil. Eu ainda tinha a mensagem. Mas eu precisava de mais provas concretas pra derrubá-la com estilo e de uma vez por todas, sem ela ter nenhuma chance de defesa!

Meu celular está tocando. É uma mensagem da Yam. Ela está me ajudando no plano. Sua missão é espionar a Jazmin pra mim.

 “Amiga, achei uma pessoa que vai poder nos ajudar. Marquei um encontro pra aquela cafeteria que você sabe qual. Não podemos correr o risco de sermos pegas. Então vamos separadas e nos encontramos lá. Vai ser no próximo sábado às 10h. beijos Yam”

Ótimo! Então a partir desse sábado vou poder dar início a operação Jazmin no chão!

***

Hoje eu vou encontrar com a tal pessoa que a Yam disse que iria poder me ajudar. Como combinado eu vou sozinha. Por sorte Luna e Dani ainda estão dormindo. E não acordaram por nada. Consegui tomar banho e me arrumar sem problemas. Saí delicadamente.

POV YAM

Achei que não iria conseguir, ufa! Ainda bem que a Jazmin tem sono pesado. Assim consegui sair antes que ela percebesse alguma coisa.

       — Durma, durma muito... Pois esse seu sossego já vai acabar!

E eu consegui sair sem problemas. Fiquei esperando o Ramiro que não demorou muito.

       R: Oi gatinha, dormiu bem?

        — Muito bem e você? E o braço?

        R: Muito bem! Eu não vejo a hora de me livrar logo desse gesso! Os banhos tem sido horríveis!

Eu ri muito. Não deveria, mas eu ri.

        — Rápido, temos que ir, antes que nos vejam. Âmbar já deve ter ido.

        R: Não tão rápido!

        — O que você quer?

        R: Você sabe o que eu quero...

        — O que?

Ele então me puxou pra bem perto dele. Ficamos com nossos rostos bem colados. Senti meu coração disparar. Então ele colou os lábios nos meus. Eu coloquei meus braços em volta dele e começamos a nos beijar apaixonadamente. Como ele beija bem!

Pena que bem nessa hora fomos interrompidos.

       A: Atrapalho?

       — Não, imagina! — Eu fiquei muito sem graça e ele deu uma risadinha.

        A: Ainda bem que quem viu fui eu, mas poderia ter sido outra pessoa sabia? Vocês sabem quem!

         R: Calma Âmbar! Tomamos cuidado! Calma que sua hora vai chegar também, não precisa ficar assim!

Eu dei um tapa do braço dele. Mas o braço bom.

          R: Ai, o que eu fiz?

          — Vamos logo! Éramos pra ir separados. Mas agora deixa! Então vamos logo, não podemos nos atrasar!

Então fomos em direção ao ponto de ônibus.

***

POV ÂMBAR

Eu confesso que estava muito nervosa. Eu ainda não sabia quem era essa pessoa que a Yam tinha conseguido pra ajudar. Mas seja quem for, deve ser boa e a Yam confia nela. Então devo confiar também.

Já estávamos no café. Eu aproveitei e pedi um capuccino com torradas. Yam e Ramiro também pediram um café cada um.

         — E então Yam, quem é essa pessoa misteriosa que você achou e que pode nos ajudar?

          Y: Calma amiga, você já vai ver! Ela já deve estar chegando, nós chegamos antes do horário.

Então continuei esperando. Nossos pedidos chegaram, e nós começamos a tomar. Nossa que capuccino delicioso! Aproveitei pra perguntar a Yam o que ela já tinha conseguido.

           Y: Ai amiga, ela é difícil, mas eu consegui alguma coisa. Ela admitiu que não gosta de você e que te achava péssima influência pro Simón.

           R: Mas que vaca! Desculpe o termo.

Nós gargalhamos.

            — Não precisa se desculpar! Não é nada que já não saibamos!

            Y: Ah, chegou!

A Yam se levantou e foi receber uma mulher. Ela usava um coque, mas seus cabelos eram castanhos, assim como seus olhos. Ela usava um batom rosa e parecia muito simpática. Yam a abraçou e a trouxe pra nossa mesa.

            — Âmbar, Ramiro, essa é a Tamara, minha irmã. E uma hacker de primeira!

Ela disse a última frase sussurando. Mas irmã? Yam nunca me falou que tinha uma irmã.

            — Muito prazer Tamara!

            T: O prazer é todo meu!

            R: Não sabia que eu tinha uma cunhada, e pelo visto tão linda quanto você Yam. Já vi que beleza é de família. Muito prazer!

Percebi que Yam o fuzilou com o olhar, mas depois deu um sorriso bobo.

             T: Mas a Yam falou muito de você, e bem! E muito obrigada pelo elogio! Já vi que minha irmãzinha escolheu muito bem. E o seu braço?

              R: Ah, vai muito bem! Semana que vem devo tirar o gesso! O que é ótimo, pois assim poderei fazer as provas finais tranquilamente. 

Isso é verdade. As provas finais já estavam chegando. Por isso tenho que resolver logo esse assunto antes do recesso.

              T: Mas então, não me chamou aqui só pra tomar um café e matar a saudade né maninha? O que foi maninha?

Eu só fiquei esperando a Yam contar tudo. E foi o que ela fez. Tamara ouviu tudo atentamente.

              T: Então deixa eu ver se eu entendi: Vocês querem que eu descubra quem foi que postou um vídeo manipulado fazendo parecer que sua amiga e namorado estavam tendo um caso? Hackeando e rastreando o endereço de IP?

               Y: É! Por favor mana! Você é a nossa única esperança! E eu sei que você é a melhor do mundo! Então por favor, me ajuda!

               T: Você sabe fazer um drama né? Tudo bem! Eu faço! Mas não é algo rápido!

               — Quanto tempo?

Não sei. Eu sou uma pessoa muito ocupada. Não sei quando terei um tempo livre pra fazer isso.

                Y: Mas irmã, temos que fazer isso antes do semestre acabar!

                T: Sinto muito Yam, mas eu não vou consegui fazer isso no tempo que está me pedindo. Você sabe que não é má vontade, eu quero muito ajudar! Mas você sabe como meu emprego toma muito tempo de mim.

               — Tá, tudo bem, mas consegue fazer isso pelo menos até o próximo período começar?

                T: Consigo! Mas antes infelizmente não dá! E outra: Eu só consigo rastrear o endereço de IP, mas não o dispositivo usado. Mas posso localizá-lo.

                — Ótimo, perfeito! Isso vai bastar!

                T: Bom, agora eu tenho que ir pessoas, to atrasada pra um compromisso muito importante. Foi muito bom poder te ver antes do recesso irmãzinha, e foi ótimo conhecer vocês também!

                 — Digo o mesmo Tamara! Muito obrigada! Eu nem sei como te agradecer!

                 T: Não tem de que querida!

                 R: Prazer em conhecer, cunhada!

                 T: Prazer também, cunhado! E vai se preparando pra conhecer os sogros também!

Ele arregalou os olhos e eu e Yam rimos.

                 Y: Não se preocupe amor, meus pais são tranquilos! Eles vão gostar de você!

Ele pareceu se acalmar. Então ela acompanhou Tamara até a porta da cafeteria. Elas se abraçaram e então ela se foi. Yam voltou pra nossa mesa.

                 — Eu não acredito que vou ter que esperar até depois do recesso. Eu não queria que o Simón passasse o recesso com a Jazmin. Serão duas semanas inteiras com ela! Eu não acredito!

Eu ia começar a chorar, mas me segurei.ao invés disso eu simplesmente coloquei os braços na mesa e a cabeça entre eles, frustrada.

                  R: Eu também queria resolver esse problema antes maninha, mas infelizmente vamos ter que esperar. Mas não fique assim! Uma hora ou outra o Simón vai abrir os olhos! Até lá, vamos continuar com o plano.

                  Y: Falar nisso, teremos que nos separar pra voltar. Afinal a essa hora já deve estar todo mundo acordado. Vamos combinar uma desculpa qualquer, pra caso alguém pergunte onde estávamos.

A Yam tinha razão. Então nós combinamos nossas desculpas e voltamos separadamente.

***

Ao chegar no campus, eu fui logo pro refeitório. Só aquele capuccino e torradas não mataram minha fome. Lá encontrei o resto do pessoal.

                  D: Onde você estava?

                  — Não consegui dormir direito, então fui andar por aí...

Ela pareceu acreditar. Ainda bem. Ela e os outros sabiam que eu estava ignorando o Simón, mas não sabiam do meu plano de desmascarar a Jazmin. Eu não queria ter que esconder essas coisas deles, afinal são meus amigos também. Mas quanto menos gente souber, melhor.

Peguei minha comida e fui me sentar com eles. De soslaio eu vi Simón, Jazmin e Yam na outra mesa. Mas logo virei a cara antes que percebessem.

                   — Vou lavar a mão, com licença.

Fui no banheiro lavar as mãos. Aproveitei pra lavar o rosto também. Hoje é um dos raros dias em que estou sem maquiagem. Mas até que não fico nada mal. Fiquei me encarando no espelho por longos segundos me perguntando como foi que eu perdi o controle de tudo. Como isso me irrita! Detesto perder o controle da situação! Mas isso vai mudar! Eu prometo!

***

Alguns dias depois...

Como essa semana passou rápido! E mais um semestre se foi... Dessa vez vou passar as férias com meus pais, e viajar como sempre! Eu realmente preciso espairecer e relaxar! Esse semestre foi muito louco! Mas mais uma vez passei em tudo com louvor, mesmo com todas as turbulências! Agora é só esperar a Tamara conseguir fazer o trabalho dela que vai dar tudo certo! consegui me despedir da Yam escondido, assim como o Ramiro. É horrível termos que esconder que fizemos as pazes, mas é para um bem maior.

                  L: Vou sentir sua falta amiga!

                  — Eu também Luninha! Se cuida hein!

                  L: Você também!

                  — O mesmo pra você Dani! Vou sentir saudades de você também!

                  D: Também Âmbar!

E demos um abraço coletivo. Depois virei pros meninos e os abracei também! Falei pro Gastón e Matteo cuidarem das meninas, e eles disseram que fariam isso como sempre! Depois abracei o Ramiro e falei no ouvido dele só pra ele escutar pra ele fazer o mesmo com a Yam. Depois eu me encaminhei pro carro.

E lá estava ele. Com aquela ruiva falsificada a tiracolo como sempre! Ela não desgrudava dele! Ela parecia sempre fazer questão de marcar território, principalmente pra mim. Mas essa alegria em breve iria acabar. Era evidente que ele não estava feliz. Mas foi ele quem procurou isso. Agora que aguente!

O Ricardo estava me esperando no carro. Me recebeu com um grande sorriso no rosto e eu logo o abracei muito forte.

                 — Que saudade Ricardo!

                 R: Que saudade senhor... Quer dizer, Âmbar! Como foi o semestre?

                 — Esplêndido como sempre! Vamos embora?

                 R: Claro! Entre por favor!

Ele abriu a porta pra mim e eu entrei. Ele colocou minha bagagem na mala, fechou e entrou no carro.

                  R: Pronta?

                  — Sim! Podemos ir!

Ele deu a partida e mais uma vez me despeço daquele prédio. E bem baixinho eu falo:

                   — Te vejo em duas semanas. 

               

                  

             

                             

 

 

 

 

 

 

 

 

                

                      

                         

                           

                         

 

               

                      

 

                         

                     

 

 

               

               

               

                          

                     

 

                

               

 


Notas Finais


Então o que acharam? Beijinhos no ar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...