História Os Super heróis (imagine Park Jimin - BTS) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Bts, Colegial, Comedia, Heróis, Jesoo, Jimin, Lisa, Markson, Namjin, Poderes, Samipvg, Suga, Vocêxjimin
Visualizações 352
Palavras 1.908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo aamores!! AAAAAH Espero que gostem, que dêem boas risadas por que é isso que me mantém sempre motivada ♡
Eu amo cada um de vocês e agradeço imensamente todo o carinho comigo, com as fics ♡♡♡♡♡ Desculpas por qualquer erro, ainda vou corrigi-lo ^.~ ♡

Boa leitura ♡♡♡♡

Capítulo 3 - Fudeu, fudeu


Fanfic / Fanfiction Os Super heróis (imagine Park Jimin - BTS) - Capítulo 3 - Fudeu, fudeu

Enquanto eu corria sem olhar para trás o grande estouro se fez presente. Eu sessei meus passos e comecei a rir imaginando a cara de Jimin e todos os outros. Ouvi o riso de Lisa e constatei que ela estava ao meu lado.

— Vamos voltar ! — disse rindo.

Senti sua mão rodear meu braço e assim começamos a correr de volta. Fiz minha melhor cara de assustada-que não-tem-haver-com-o-corrido e me aproximei do quarto. Alguns alunos cercavam o dormitório e se abanavam ao mesmo tempo. O cheiro era terrível, nossa senhora. Abaixei a cabeça e tentei segurar aquela gargalhada altíssima que te entrega no mesmo instante que você é a autora da trolagem. Não demorou muito e Jimin apareceu na porta tossindo feito louco, logo atrás todos os outros, menos o branquelo gelado do grupo. Me escondi entre o amontoado de garotos e respirei fundo, nenhum deles poderiam me ver, iriam desconfiar na hora. Vou te falar que não está sendo fácil segurar a risada. 

— Lisa, tá aqui? — sussurrei.

— Do seu lado. — sussurrou de volta.

— Vamos esperar todos saírem pra você entrar. Provavelmente eles vão para a enfermaria.— disse, baixo, bem baixinho pra não chamar a atenção de ninguém.

— Tudo bem. — respondeu no mesmo tom.

A cara do Jimin era a melhor. Eu realmente estava sendo firme para não rir. Os alunos se perguntavam como aquilo tinha acontecido e eu não resistia em soltar risinhos cúmplices. 

— Nós somos de mais! — disse Lisa.

Eu sorrir largo para vento, concordando com a cabeça repetidas vezes. 

— Amiga, do outro lado. Eu tô na sua direita. — disse. Eu voltei a sorrir, agora na direção da mesma.

Olhei para trás e vi a figura do diretor se aproximar.

— Lisa eu vou me esconder.. O diretor está vindo aí. — sussurrei.

— Vou junto. — disse.

Nos afastamos o máximo e me escondi entre um armário.

— O que houve aqui? — Ouvi o homem perguntar.

— Alguém colocou uma bomba de fedor no nosso quarto! — disse Jimin, tossindo e fazendo vômito. Não ri! Se controla!

Coloquei a mão sobre a boca e abafei a risada.

— Quem é o autor dessa palhaçada? — gritou.

Todos ficaram em silêncio.

— Vão para a enfermaria vocês. — disse.

Vi os meninos passarem pelo corredor e junto deles o diretor, que fumaçava de raiva. Os curiosos voltaram para os seus quartos e o corredor parecia vazio novamente. Sai do meu esconderijo e limpei minha roupa que ficou um pouco empueirada.

— Essa é a sua deixa. O corredor está vazio e o quarto também. — disse, verificando o movimento.

— Tá, fique de olho.


POV LISA

Andei até o quarto e adentrei devagar, olhando para os lados. O lugar estava preenchido de fumaça com cheiro de defunto e quase deixei escapar o vômito. Tampei meu nariz e andei até onde eu coloquei o meu celular. Olhei para os lados e vi um corpo estendido sobre a cama no canto. Arregalei os meus olhos e fiz o sinal da cruz. Meu Deus será que ele morreu?

Comecei a tremer de medo.

Desprendi o aparelho o mais rápido que consegui e me aproximei do garoto na cama. Balancei seu corpo e ele estava muito gelado. Puta merda.

— Será que ele tá gelado por que morreu ou por que é basicamente o gelo? — me perguntei. Eis a questão.

Era pra ser só uma trolagem épica, me perdoa Deus. Sacudi o garoto mais uma vez e ele se quer mexeu. Puta que pariu, morreu. 

Passei a mão na testa, suando frio. Meu deus do céu não era pra isso ter acontecido. Eu vou parar na cadeia e nunca mais vou ver a piroca dos garotos no vestuário depois da aula de educação física. Comecei a tremer e tentar achar uma solução para aquilo.

— Certo, será que alguém nessa escola tem poder de ressuscitação? — me questionei. Até onde eu sei só existe um Jesus no mundo. Eita Caralho. 

Me sentei na cama mais próxima e tentei pensar em outra solução. Olhava o cadáver a minha frente e sentia um puta remorso. Quando a ______ escobrir isso vai ficar mal. Nunca tivemos a intenção de mata-los, só dar aquele susto trolante. Poxa vida. 

— Aish que merda, virei uma assassina. — choraminguei e abaixei a cabeça.

Ouvi um resmungo alto e olhei para a frente. O defunto — não mais defunto — bosejava alto enquanto se espreguiçava. Coloquei a mão sobre o coração e agradeci Jesus por não ser mais uma assassina. Enquanto o garoto parecia voltar a durmir novamente eu me agilizei a caminhar até a porta do quarto. Com aquele fedor todo e o garoto conseguia durmir, credo. 

Sai do quarto e vi o Jungkook a alguns passos de mim. Por pura conhesidência ele parecia olhar bem nos meus olhos, mas era só uma conhesidência. Afinal, estou invisível. Quando ele se aproximou e ficou ao meu lado senti como se estivesse enfaquecido, uma sensação que nunca havia sentido. O olhei confusa e vi um sorriso sacana brotar em seus lábios. Ele parecia me enchergar? Espera, como? 

Olhei para baixo e meu corpo estava totalmente visível. Meus olhos se arregalaram e de imediato levei minhas mãos para cobrir a área dos meus seios e a... Vocês sabem. Pelo menos só havíamos nós no corredor.

O fitei assustada e com raiva, enquanto ele ainda sorria. Ah, mas eu vou quebrar esses dentes  de coelho é agora!

— Eu sabia que tinha dedo seu nessa história. — disse ele, me fitando enquanto sorria ladino.

— Como você fez isso seu desgraçado? — ignorei-o, brava e o encarando com os dentes trincado.

— Eu consigo te ver invisível e tenho influência sobre o seu poder, só isso.— respondeu, sorrindo. Como se isso fosse a coisa mais normal do mundo.

— Desde quando? — perguntei assustada.

— Desde pouco tempo, eu me empenhei bastante nessas férias e desenvolvi isso. Sabe Lisa, era tão bom te ver invisível.

— Ya! Seu tarado, safado! — Respirei brava. — Te odeio!

— Eu odeio mais! — rebateu.

— É sério que ainda tem rancor por mim? Colega, foi mal aí. — disse, gesticulando com a mão enquanto minha expressão era de puro desdém.

— Lalisa Manobam, saiba que tudo o que você me fez passar no passado eu vou te fazer passar agora. — ditou com um sorriso sugestivo.

— Estou pagando pra vê, Jeon Jungkook.

Ouvi passos rápidos em minha direção e logo minha amiga tentava me cobrir com seu corpo. Seus olhos estavam arregalados e sua respiração bem desregulada.

— Aish.. aconteceu o que eu mais temia. — disse. — Veste suas roupas! — ______ jogou minhas roupas em meus braços.

Ela encarava Jungkook por cima dos ombros enquanto eu me vestia.

— O que aconteceu aqui? — perguntou em um sussurro.

— O Jeon está tendo influência nos meus poderes. — respondi.

Atravessei a blusa em meu pescoço e a encarei totalmente vestida.

— Vamos ? — perguntei.

— Você acha que vai aonde? — interferiu Jungkook.

— Não te interessa palhaço.— rebati. Cadê o prêmio de melhor patada? Mereço.

— Você vai é para a sala do diretor. — Cutuquei minha amiga e entreguei cautelosamente o meu celular para ela. Vi a mesma franzir o senho não entendendo a minha atitude.

— Ah é? — perguntei. — Mas só se conseguir me pegar. — Eu comecei a correr o mais rápido que podia. Olhei para trás e vi o moreno disparar em minha direção. Desviava de todos que surgiam na frente e tentava a todo custo ativar a invisibilidade, mas era como ele impedisse.

— Você não vai conseguir correr por muito tempo! — o ouvi gritar.

— Jeon Jungkook vai tomar no meio do seu cu. — Estava quase atravessando a escola, desviava de das pessoas, mas meu corpo se estacou no lugar, eu não conseguia mover um músculo mais.

Avistei Namjoon ali e bufei de raiva. Jungkook parou de correr e foi até o amigo.

— Valeu Nam.. — disse ofegante, levando as mãos até o joelho. 

— Vamos levar ela pro direitor.

Eu tentei me debater, tentei chutar o Jungkook, mas eu estava totalmente paralisada do pescoço para baixo. Emburrei a cara e encarei o Jeon.

O mesmo sorriu para mim e se aproximou.

— Quer dizer alguma coisa ? — perguntou com aquele sorriso irritante nos lábios.

— Você está bem fudidinho. — fiz minha pior cara de psicopata.

POV _____

Depois que Lisa desatou a correr e Jungkook foi atrás, eu não tardei em caminhar para o nosso quarto e verificar a gravação. Conectei o cabo no celular e transferi o vídeo para o nosso computador. Assisti o vídeo e ri tanto da cara que todos fizeram que deu até vontade de fazer xixi. A forma como o Jimim gritou foi perfeita! só havia um problema. Ele estava de só de coeca na hora do estouro. A gravação exibe perfeitamente a hora que ele e os outros entram no quarto e Jimin foi para o banheiro, menos de três segundos ele reaparece usando apenas uma coeca box preta e pega uma toalha e uma outra bermuda. E foi nesse instante que a bomba estourou. O pulo que ele deu foi tão alto que eu achei que ele tinha o poder de voar também. Jungkook faltou pouco atravessar a porta. O Min que dormia, tampouco acordou. Aquilo estava engraçado de mais.

— A escola precisa ver isso! — disse rindo.

Abri a página de jornal on line da escola e publiquei o vídeo. "Os machões da escola revelam suas verdadeiras identidades." Sorri feito uma maníaca.

— Se fudeu Park Jimin! — disse, vendo o número de visualizações crescer no vídeo.

Uma batida na porta se fez presente, me tirando a atenção da tela do computador. Levantei e abri a mesma, vendo o moreno ao lado de fora me fuzilar com o olhar.

— Tudo bom Jimin? Quer alguma calcinha emprestada? — Sorri cínica.

— Eu já sei que a bomba no quarto foi obra sua. — disse sério. — Sua e da Lisa.

— Quero ver você provar. — ri.

— Quero ver você provar pro diretor que não foi você.

E inesperadamente Jimin me segurou pelas pernas e me colocou sobre seu ombro.

— Me coloca no chão! Seu retardado! — disse socando suas costas. O Park ignorava e continuava a me carregar. Eu bufava de raiva.

— Jimin eu te odeio tanto você não faz idéia.

— Digo o mesmo.

O moreno desceu as escadas e me carregou até a porta da sala do diretor. Quando me colocou no chão os seus amigos tiveram que me segurar. Ah, mas eu ia voar no seu pescoço e não teria santo que me fizesse soltar o Park. Tentava soltar os meus braços a todo custo para pelo menos lhe acertar um soco no meio das fuça. 

— Senhorita controle-se. — disse o diretor.

Olhei para frente e encontrei Lisa tentando segurar a risada. Os garotos foram me soltando aos poucos ao constatar que eu não iria agredi-lo. Caminhei até minha amiga e sorri sugestiva.

— Eles já viram o vídeo? — perguntei baixinho.

— Oi? Já conseguiu publicar? — sussurrou empolgada. A olhei de lado e afirmei com a cabeça.

— Que porra é essa aqui? — Jimin encarava seu celular incrédulo.

O aparelho passou de mão em mão até chegar no diretor, que nos escarou sério.

— Mocinhas vocês estão encrencadas.

Fudeu, fudeu.


Notas Finais


Eeeitaaaa e então, gostaram?
Estou esperando vocês nos comentários ^.~
Perdoe os erros, eu ainda vou corrigir
Até Sábado que vem meus amores ♡♡♡♡♡♡

Link de outras fics minhas:

https://spiritfanfics.com/historia/vizinho-imagine-jung-hoseok--bts-9909811

https://spiritfanfics.com/historia/vizinho-imagine-park-jimin--bts-9200333

https://spiritfanfics.com/historia/thirst-for-sex-imagine-hot-park-jimin--bts-10278704

https://spiritfanfics.com/historia/o-fazendeiro-imagine-kim-taehyung--bts-10558981

Para conhecer mais histórias : @Samipvg

Beijos ^3^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...