História Os Viajantes - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Romance, Sexo
Exibições 7
Palavras 1.752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oiiiiiii meus bolinhos...sz
sentiram saudades.
agora as postagens ficaram mais freguentes. desculpem a demora.
a imagem dos personagens vai ficar pra proxima
boa leitura.

Capítulo 13 - Visitas - Parte 2


Esta na hora do café, o casal esta na cozinha, eu estou no setor de mecânica com as meninas. Lilian esta debruçada sobre uma moto, fazendo um milhão de perguntas para Will e lhe entregando ferramentas. Amber esta do meu lado mexendo no computador de Will, ela esta lendo os planos de uma nova arma, que será embutida na nave. As duas estão usando um macacão cinza, com um cinto e botas pretas. A única diferença entre elas e que Amber ainda esta com o lacinho na cabeça e Lilian com uma “coleira” no pescoço.

- Tio. Pra que colocar uma arma nova se ninguém nos ataca?

- So por precaução. E as vezes precisamos explodir um asteroide sabe... – digo sorrindo e faço cosquinha nela.

- Paraaa... Não tio. Vai me desarrumar!

Paro e olho para ela arrumando o cabelo (que esta impecável). Ela faz bico e se olha no espelho que tirou do bolso, ate parece uma mocinha. Pego o espelho dela e verifico o meu cabelo, ela reclama e o devolvo dando língua, repetindo o gesto ela diz.

- Por que você ainda não se cassou, tio Dex? – ela diz e sorri.

- Bom. E que, eu ainda não tenho certeza de umas coisas.

- Você gosta de meninos? – ela inclina a cabeça erguendo uma sobrancelha.

- Não. Eu gosto de menina, querida. – ela faz menção de falar mas ergo a mão a silenciando. – Ainda estou resolvendo algumas coisas com a garota que eu gosto.

- Ata. E aquela fada né tio? Você parece um bobo perto dela. – ela começa a rir. Eu a agarro e bagunço (so um pouco o cabelo dela). Mas já e o suficiente para ela reclamar muito e voltar a arruma-lo – Tio. Não. Vou ficar toda feia.

Ela desce da cadeira e vai correndo para um dos banheiros ali perto. Levanto-me rindo e vou ate Lilian, que esta descosta para mim. Chego a tempo de ouvi-la dizer.

- Ele e lindo e não vou deixar a Amber ganha-lo. Ela vai ser meu namorado.

- Como e que e? Você também Lilian ?! – digo colocando a mão em seu ombro, a virando.

- Tio. – ela me olha espantada, mas em um instante se recupera e me olha irritada. – E feio ouvir a conversa dos outros sabia. Isso e coisa de enxerido.

Will levanta a cabeça e começa a rir. Lhe dou um olhar de aviso e ele disfarça limpado a garganta, concentrando-se na moto novamente. Olho para Lilian que esta com um semblante sério.

-Quem e esse garoto Lilian?

-Se a Amber não falou eu também não falo. – ela diz e sai batendo o pé ate o banheiro. Olho para Will que diz.

- Ela não me disse o nome. So ficou falando que ele e lindo, esperto, carinhoso e o máximo. Nada de útil.

Depois daquilo passei a tarde tentando faze-las falar. Não deu em nada, mas descobri que ele pelo menos não as desrespeitou. Isso o ajudaria um pouco, quando eu estiver dando uma surra nele.

Na ora do jantar, fiz questão que as meninas sentassem entre Will e Nick. Pedi a eles para conversarem com elas sobre esse tal garoto, e os intimei a descobrir quem era o sujeito.

Sento-me a mesa e reparo que Nick esta com um curativo no pescoço, Deryan estava com um galo na testa e uma marca vermelha no rosto (como se tivesse acertado uma barra de ferro no rosto!). Deryan repara que eu estou o encarando e parece furioso. Faye tem um aranhão na bochecha e Lúcios com o antebraço esquerdo enfaixado.

- Vocês devem ter se divertido muito hoje em... Me digam, o que rolou? – digo sorrindo encarando Deryan, que me encara com raiva.

- Tivemos um pequeno contratempo na hora da... de mexer nos aparelhos – Lúcios responde.

- Tipo o que? Uma explosão?! Kkkk – rio, mas eles parecem sérios demais.

Barão limpa a garganta chamando nossa atenção. Ele se levanta e diz.

- Mesmo com as adversidades, vejo que conseguiram nos proporciar um ótimo jantar. Belo trabalho senhores.

 

Deryan.

 

Vou matar o Dex por isso. Se ele estivesse no meu lugar, eu não estaria nesse estado. So de me lembrar do meu descuido eu fico RRR (rosnado), quase joguei tudo a perder. Idiota.

 

 ~~ lembrando ~~

 

Estou na cozinha sentado á mesa, Nick do meu lado comendo gomifes, Lúcios na despensa vendo o que tem e Faye no computador da cozinha. Eles estão conversando sobre o que fazer.

- Que tal lasanha? – Lúcios diz segurando um pedaço de queijo.

- O que seria exatamente isso? – Faye pergunta.

- E um macarrão com camadas de queijo, presunto e molho. E muito gostoso. – ele responde sorrindo.

- Vamos ver se temos tudo primeiro. – Faye começa a digitar no computador – E vamos fazer também Vojuys.

Lúcios sai de dentro da despensa, faz uma cara engraçada de duvida para Faye e antes que possa dizer algo, ela diz.

- E um tipo peixe recheado com molho picante.

- Lasanha e peixe não combinam. Escolhe outra coisa! – ele fala e volta pra despensa.

- Nada disso, escolhe você. Vamos fazer Vojuys sim. – Faye diz indo atrás dele na despensa.

Então eles começam a discutir, gritar, se ofender e antes que comecem a se agredir eu e Nick intervimos. Depois de muita discussão resolvemos que, Lúcios fara o prato principal e Faye a sobremesa.

Tudo estava indo bem, não sei muito bem oque cada um estava fazendo, mas dava pra ver que estavam empenhados. As vezes eles nos perguntavam onde estavam certas coisas ou como usa-las. Ate que Faye foi mexer na “batedeira”, tentei oferecer ajuda, mas ela disse que sabia usar uma dessas, ou pelo menos achava. Ela ate consegui liga-la, o difícil foi desligar.

- Haa.... Essa merda tem vida própria. – Faye grita apertado os botões dela.

A batedeira era grande e estava desgovernada, jogando massa para os lados e soltando fumaça. Lúcios já tinha terminado de fazer a comida e estava sentado a mesa com Nick observando Faye. Eu me levanto e vou ate a parte de trás da batedeira a desligando no interruptor de emergência. Ela para de bater e olho para Faye, que esta suja de massa.

- Vai querer ajuda para limpar a bagunça ou também sabe como usar o Aspter?

- Usar o que? – ela pergunta me encarando.

- Pelo cosmo... Você não sa...- paro de falar quando ouso a batedeira voltar a funcionar. – Mas como e que... ?

Ela agora esta soltando muita fumaça e faíscas. Vou me afastando e puxando Faye para longe dela, mas ela explode jogando peças e massa pra tudu quanto e lado. Sou acertado no rosto por uma peça e quando estou caindo bato a cabeça na cadeira. Assim que a poeira vai abaixando e a batedeira já esta em chamas, pego o extintor e apago o fogo.

- Deryan, me ajuda aqui! – Lúcios me grita.

Ele esta debaixo de Nick, parece que Nick se jogou em cima dele para protege-lo. Ajudo Lúcios a levantar Nick e vejo que ele tem um ferro atravessado entre o seu pescoço e o ombro, ele esta meio desacordado. Olho para Lúcios e vejo dois pedaços de ferro atravessados em seu antebraço.

- Eu to bem. – Lúcios se mantem sentado ao lado de Nick e sorri. – Será que você podia chamar o socorro. Assim que a adrenalina passar, isso vai começar a doer pra caramba!

Chamo o socorro pelo comunicador e vou á procura de Faye. Ela se jogou dentro da despensa, esta meio tonta e so com um aranhão na bochecha. Em cerca de 2 minutos o socorro chega com o Barão logo atrás, ele olha pra mim e diz.

- Depós quero um relatório disso. Levem eles para a enfermaria. Faye e Deryan, quero que limpem essa bagunça a terminem de fazer o jantar.

- Senhor nos... – digo mas barão me interrompe.

- Eles vão ficar bem, vocês não estão tão mal assim e não devem abandonar a tarefa do jantar.

Ele vai embora, nos deixando sozinhos em uma cozinha parcialmente destruída. Começamos a arrumar a bagunça. Em pouco tempo tudo já esta no lugar e limpo, menos a batedeira que jogamos forra, Faye vai ate o computador e eu vou beber água.

- Bolo de cenoura.

- O que? – pergunto a olhando.

- Vamos fazer Bolo de cenoura para eles. – ergo uma sobrancelha e ela continua. - Receita da Terra, Lúcios disse que adorava o bolo que a irmã fazia pra ele.

- Pensei que ele não tivesse irmãos.

- E não tem. Ele era de um orfanato.

Olho para a receita e noto que não e muito complicada, então começo a ajuda-la. Após o bolo estar no forno notamos que, fizemos uma leve bagunça o preparando, mas nada que um paninho não resolva. Começamos a arrumar de novo, mas acabamos nos atrapalhando na correria de limpar e eu escorrego no óleo, caindo no chão. Faye tentar não rir de mim, mas quando tento me levantar segurando na bancada, acabo puxando a tabua de cortar que esta com o balde de agua suja.

Resultado. O balde vira na minha cabeça, Faye não resiste e começa a rir.

Eu devia ficar com raiva mais acabo me distraindo com sua risada, alegre, contagiante, despreocupada. Sem notar começo a rir, Faye estende a mão para me ajudar. Ao tentar me levantar, ela acaba escorregando no óleo também e cai em cima de mim.

Ela ainda esta com um leve sorriso nos lábios. Encaro seus lábios, eles parecem tão macios, suculentos e o canto da sua boca esta sujo de chocolate.

Ela sorri mais ainda percebendo o meu olhar e diz.

- Eu sei o que você quer, quatro olhos.

Ergo o olhar e noto um brilho passar entre seus olhos. Faye se inclina e me beija, no começa fico paralisado, mas logo em seguida retribuo o beijo. O beijo começa suave, ela pede passagem com a língua e eu permito, e quando elas se encontram sinto o desejo que tanto tento ignorar e esquecer.

Nós beijamos por um tempo. Sem pensar ou parar. Aperto seu corpo ao meu, ela se ajeita em cima de mim me provocando. Já excitado e enlouquecendo aos poucos, ela morde meu lábio e solta um leve gemido.

- Isso e serio?! Logo vocês dois!?!

Levamos um susto e Faye rola para o lado. Olhamos para cima e vemos Sacha, debruçada sobre a bancada sorrindo.

- Podemos explicar. – digo me sentindo o cara mais ferrado do universo ferrado.


Notas Finais


espero q tenham gostado...
desculpem os erros...
bjs...sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...