História Os Viajantes - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Romance, Sexo
Exibições 4
Palavras 1.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Helloooo my brotinhos...sz
Sentiram saudades?!
Desculpem o atraso dos desenhos, prometo posta-los logo, mas resolvi postar a fanfic mesmo sem eles prontos.

Boa leitura.

Capítulo 22 - A outra nave.


Fanfic / Fanfiction Os Viajantes - Capítulo 22 - A outra nave.

Deryan.

A viagem estava indo calma, paramos em uns lugares para deixar alguns tripulantes e resolvemos parar no próximo planeta para fazer umas comprar. Foi ai que rolou a confusão.

Dex e Will estavam com o casal, e dois guardas, em um mercado comprando “artigos femininos” e umas coisas que Barão pediu. Pelo que entendi, um cara tentou cortejar Faye e Lúcios brigou com ele. Os caras que estavam com o individuo entraram na briga e Faye e os guardas também. Dex e Will ficaram observando tudo de fora, atentos apenas a coisas letais. Após todos serem presos, Dex e Will terminaram as comprar e pagaram a fiança dos nossos.

O casal passou a tarde na enfermaria e os guardas tiveram o resto do dia de folga. Dex não levou bronca pois o seu relatório foi muito satisfatório.

- Eu não interferi na briga, pois o casal estava em harmonia, defendendo um ao outro e agindo em conjunto. Mesmo assim eu e Will permanecemos próximos, os guardas foram muito eficientes mantendo certa distancia do casal. Acho que eles percebem a interação deles e so deixavam os oponentes menos perigos se aproximarem do casal.

Barão pareceu analisar e concordou com ele, mas mando evitarmos futuras brigas. Quando todos se reuniram no jantar, dava para notar o lado esquerdo do rosto de Lúcios meio vermelho, Faye estava com um curativo na testa e o punho enfaixado.

- Se divertiram no mercado? – Nick pergunta rindo.

- Digamos que botamos em pratica o que aprendemos mais cedo. – Lúcios responde com um meio sorriso.

- E como botaram! Eram os quatro contra 10. – Dex da socos no ar e diz – Lúcios e forte, ele lutou conta um Carpaniano enorme. Ate pensei que ele ia levar uma baita surra, mais parece que o treino valeu a pena.

- Verdade! Ele distribuía socos rápidos e fortes, não dava tempo nem espaço para o Carpaniano revidar. - Will fala.

Todos ouvem com atenção, menos Lúcios que fica encarando o próprio prato com expressão de duvida.

- Já a Faye parecia tão pequena perto deles que eu tinha certeza que teríamos que entrar na briga, mas então ela deu um espetáculo. Pegou um esfregam que estava na prateleira e partiu pra cima do outro cara. – Will diz e se levanta tentando imitar alguns golpes – No começo ela apenas parecia querer irrita-lo, mas do nada ela foi girando e acertando o cara em todos os lugares, ate que acertou os seus países baixos e girou o esfregam acertando sua cabeça, com tanta força que o cabo de ferro entortou.

Todos riem enquanto Will continua contando luta. Eu fico observando Lúcios, ele não me parece bem.

Após o jantar resolvo levar Lúcios para seu quarto. No caminho eu pergunto.

- O que esta acontecendo? Pensei que estaria feliz pela luta de hoje.

- Estou, mas isso me deixa preocupado, sabe.

- O que exatamente?

- Quando eu e Faye nos casarmos, onde iremos morar? Tenho certeza que o dinheiro vai ajudar muito, eu não tenho por que voltar para a Terra e Faye provavelmente iria gostar de ficar no próprio planeta....

Paramos enfrente ao seu quarto, mas não entramos. Eu fico em silencio apenas escutando.

- Eu não entendo nada. Naves, alienígenas, armas, criaturas meio lagarto, rocha, inseto gigante ou ferras... Eu costumo gostar de filme de terro e ficção cientifica, mas confesso que estou nervoso. – ele passa as mãos no cabelo e fica andando em circulo – E isso e so o começo. As comidas bizarras, as ropas... Dentro disso tudo e mais algumas coisas o pior e eu estar sempre perdido. Eu quase não entendo nada quando saímos da nave. Por que isso?

- Dentro da nave temos um dispositivo ativado em que todos falam a mesma língua sem perceber. Eu havia ate esquecido de implantar um tradutor em você.

- Nada de agulhas, serras, objetos cortantes ou que me perfuram! A enfermaria e realmente assustadora. Pra que tantas coisas que aparecem sair de um filme de tortura? – ele me encara.

- O Dex e o medico e não eu, pergunte a ele. Mas voltando ao assunto, vou ajuda-lo a se adaptar melhor. – ele ia-me interromper mais prossigo – O tradutor e aplicado de forma indolor e rápido, amanha pedirei a Sacha para lhe explica algumas coisas que podem ajuda-lo a se virar bem.

Ele parece um pouco aliviado, nos despedimos e eu vou embora. Ao chegar ao meu quarto, faço minha higiene e vou dormi. Após um tempo o comunicador toca, era o Nick e o Barão me chamando na sala de controle.

Ao chegar lá, eles me informam que uma nave da SPAR esta sendo atacada bem próxima a nos. Decidimos ajudar e chamamos o resto do pessoal. Assim que chegamos ao local encontramos apenas a nave toda destruída e apagada.

- Sacha, tente fazer contato. – Barão diz.

- Nenhuma resposta senhor. Apenas o pedido de socorro repetindo de volta.

- Nick, deixe as armas e o pessoal preparado. – Dex diz para Nick. – Sacha, reconhece essa nave?

- O leitor da nave ainda esta analisando os registros e a outra nave esta com a inscrição do casto destruída.

- Will. Alguma informação? – pergunto vendo no monitor alguns detalhes da nave.

- Modelo de 2KTIS, 2 anos de lançamento, aprece ter sofrido muitos ataques, mas nenhum critico. Registro sinais de vida e pouca movimentação em seu interior. As armas não aprecem funcionar mais.

- Aquilo e uma nave de fuga ou um tipo de míssil? – Dex pergunta indicando um pontinho verde no monitor.

Sacha e Will mexem nos paínes e constatam que era apenas uma nave de fuga, vindo ate nos com 9 tripulantes. Barão manda Nick e Dex recebem, enquanto eu os de mais ficam conseguindo mais informações. Não conseguimos levantar muita coisa, e os sobreviventes estavam desacordados. Após colocarmos todos na enfermaria com alguns guardas e Nick de olho, Sacha descobre as identificações da nave.

- Nave S.P.A.R. 72, 2 anos de funcionamento, Capitão Akites, Buscadores Cart e Sara, estão desaparecidos.

- A quanto tempo? – Pergunto.

- Cerca de 1 mês. O pedido de socorro consta que estavam reabastecendo e foram atacados por estarem perto de uma guerra entre naves criminosas.

- Dex, Vá ate a enfermaria com Nick e analise os sobreviventes. Will, acorde o casal e leve-os para uma capsula de fuga, prontos par parti quando eu der meu sinal. – digo mexendo no painel principal. – Barão preciso que acompanhe o casal, se for preciso, você e nossa ultima linha de defesa.

- Deryan você não esta achando que... – Dex diz segurando meu braço.

- Estou apenas pensando nas possibilidades. – me solto de sua mão e continuo – Vou ate o setor de arquivos com alguns guardas, Sacha mantenha a linha aberta para chamadas de emergência e permaneça na sala.

Saio da sala com Dex atrás de mim tentando me parar.

- Vamos ver primeiro quem realmente são antes de joga-los em um buraco negro! Acalme-se! – Dex fala.

- Vou investigar uma coisa, tome cuidado e deixe o comunicador ligado. – vou indo na direção oposta.

No caminho vou rezando para o que eu esteja erado.


Notas Finais


Espero que gostem e não esqueçam que eu amo muito vocês...sz
desculpe os erros... estou fazendo aulas de reforço em português!!!

Obrigado por lerem e não esqueçam de comentar... isso ajuda muito!

Kisses my little buds...sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...