História Other Fox - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Derek Hale, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Personagens Originais, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski
Tags Scott, Stiles, Teen Wolf
Exibições 152
Palavras 2.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey galera da terra!
Espero que gostem.
Obrigada por todo o apoio.♡
Até as notas finais.

Capítulo 31 - Under the Alpha Control.


Fanfic / Fanfiction Other Fox - Capítulo 31 - Under the Alpha Control.

   POV Foxy

  Nós deixamos Scott em sua casa e fomos para a nossa, ao menos por enquanto eu não iria falar com Lydia ou Stiles, sabia que ambos estavam no hospital e meu medo daquele lugar se intensificou depois da morte dos meus pais. A parte boa de ter alguém morando comigo agora era que a casa quase nunca ficava silenciosa, nem mesmo quando eu queria, mas isso não me incomodava, não mais que o silêncio que cercava essas paredes antes.

  Na noite antes de Lydia voltar para a aula eu fui falar com Derek, como fiz desde que entramos em guerra, nós dois não tínhamos muito assunto, mas sempre havia um silêncio confortante, aqueles que eu sempre dividia com a minha família. Eu passei esse tempo jogando qualquer coisa aleatória no meu celular ou ouvindo música, algumas vezes Derek me fazia uma pergunta, eu respondia e voltamos a ficar em silêncio, digamos que nenhum de nós estava no clima para grandes conversas filosóficas.

  - Derek! - Ouvimos a voz de Isaac gritar e eu me levanto parando ao lado de Derek.

  - Oque aconteceu? - Derek pergunta assim que Isaac para na nossa frente.

  - É o meu pai. - Responde Isaac e eu passo a pensar em um milhão de coisas que podem ter acontecido. - Eu acho que ele morreu. - Completa e eu suspiro.

  - Oque você fez? - Pergunta Derek nervoso.

  - Aí é que tá, não fui eu. - Isaac diz e Derek olha para mim.

  - Ele não está mentindo. - Digo e passo por Isaac no caminho para a casa.

  Na manhã do dia seguinte Lydia e eu fomos para a aula juntas, ela estava linda e sorridente como sempre, nem mesmo parecia a garota louca que correu nua pela floresta por três dias, no caminho ela me disse oque os médicos a contaram, como no meu caso eles erraram o diagnóstico, mas eu não podia dizer isso a ela. Logo que chegamos encontramos Allison no estacionamento, não havia ninguém lá e eu sabia que Lydia, mesmo parecendo confiante temia os olhares que a lançariam, sei como ela se sente, eu me senti da mesma forma depois da morte dos meus pais.

  - Vai dar tudo certo. - Eu sussurrei sorrindo para Lydia, ela sorriu para mim e eu segurei a mão dela, tentando a passar confiança.

  - Vamos lá. - Lydia diz levantando a cabeça e nós abrimos a porta antes de entrar na escola, assim que a porta se fecha atrás de nós literalmente todos param para olhar em nossa direção.

  - Acho que são os quatro quilos. - Comento risonha e Lydia sorri antes de arrumar o cabelo e me arrastar confiante pelo corredor.

  O período foi divertido e passei a maior parte dele conversando com Lydia, contando sobre Berlim e Roma, ela quase ficou maluca quando soube que fui a loja oficial da Prada e eu prometi dar a ela alguns dos sapatos que havia comprado lá. Contei que Fred havia vindo comigo para Beacon e ela sorriu insinuando que nós estávamos namorando, eu não pude evitar fazer uma careta com a idéia, nós éramos como irmãos e isso tornava a situação toda estranha, além disso eu tinha certeza de que não era ele quem eu amava dessa forma.

  - Olá garotas. - Comprimenta Fred aparecendo atrás de mim. - Lydia, se importa se eu roubar sua amiga por alguns instantes? - Pergunta sorrindo.

  - Claro que não Fred, fique a vontade. - Lydia responde antes de sair para procurar Allison com os saltos finos batendo no chão.

  - Oque aconteceu? - Eu perguntei enquanto ele me levava para o campo de Lacrosse.

  - Lembra que me pediu para ficar de olho em Jackson? - Ele pergunta e eu concordo. - Então, acho que Scott sabe que Derek mordeu Jackson. - Ele completa.

  - Oque isso tem de ruim? - Pergunto quando atravessamos as portas para o campo.

  - Ele descobriu sobre Isaac e a polícia o levou. - Fred responde.

  - Oque? - Pergunto desesperada e corro até o Scott. - Você contou? Por favor não diz. - Eu peço e ele me olha confuso.

  - Você sabia do pai dele? - Scott pergunta.

  - Eu... Em parte. - Respondo vendo a polícia levar Isaac. - Que saco. - Suspiro nervosa.

  - Acham que ele é um suspeito? - Pergunta Stiles e eu finalmente o vejo ali.

  - Telvez, porque? - Dizemos eu e Scott juntos.

  - Porque se ele for um suspeito podem o prender por vinte e quatro horas. - Stiles responde.

  - Em uma noite de lua cheia. - Lamento e Stiles concorda.

  - Acha que uma cela pode segurar uma pessoa? - Pergunta Scott.

  - Pessoa sim... - Responde Stiles.

  - Lobisomem nunca. - Completo e ele sorri para mim. - Não podemos deixar ele lá. - Completo.

  (Salto temporal)

  - Acha que podem o prender? - Eu pergunto e Stiles me olha sorrindo.

  - Eles precisam de uma testemunha. - Stiles responde e eu suspiro aliviada.

  - Cadê o Jackson? - Pergunta Stiles a Danny quando percebemos que ele não está na sala.

  - Na diretoria, falando com o seu pai. - Danny responde.

  - Porque? - Scott pergunta confuso.

  - Porque ele mora na frente do maluco. - Responde Danny voltando a atenção ao caderno.

  - Temos que ir para lá. - Diz Scott.

  - Que? - Pergunto vendo Stiles transformar uma folha qualquer em uma bolinha de papel e a jogando na cabeça do professor Harris.

  - Quem fez isso? - Ele pergunta olhando para Stiles, ele aponta para mim, eu para Scott e Scott para Stiles. - Para a diretoria, os três. - Harris manda e nós guardamos as nossas coisas antes de sairmos.

  - Ao menos é o nada assustador senhor Thomas. - Digo me sentando entre Scott e Stiles.

  - Silêncio. - Diz Scott, Jackson diz algumas coisas, pouco tempo depois o xerife sai acompanhado de um policial e Stiles esconde o rosto enquanto o senhor Stilinski nós olha.

  - Olá Scott, Reddy, bom te ver aqui. - O senhor Stilinski diz e eu sorrio.

  - Não exatamente aqui, mas fico feliz por estar em Beacon. - Digo e ele se despede saindo.

  - Olá criança. - Ouço a voz de Gerald e me arrependo muito de ter vindo, começo a sentir o coração acelerar enquanto ele nós convida para entrar na sala. - Scott McCall, um aluno não tão exemplar mas vejo que se tornou um atleta e tanto. Stiles Stilinski, notas perfeitas mas sem atividades extra curriculares, porque não tenta Lacrosse? - Pergunta olhando nossas fichas enquanto estamos sentados em frente a ele.

  - Na verdade... - Stiles começa e Gerald o interrompe.

  - Zola Red DuBois, notas excelentes no primeiro bimestre mas vejo que não tem estado muito presente no último, oque aconteceu? - Gerald pergunta.

  - Meus pais morreram. - Respondo séria e Stiles segura minha mão entrelaçando nossos dedos.

  - Sinto muito. - Ele diz com aqueles olhos de serpente brilhando em falsidade. - Vocês entendem que por mais que eu seja o diretor não quero que me enxerguem como inimigo, não é? - Ele pergunta e Stiles revira os olhos.

  - Sério? - Stiles pergunta sarcástico.

  - Sim, mas vocês também entendem que temos que punir um de vocês, para servir de exemplo? - Ele pergunta e Scott olha para Stiles.

  - Eu fico. - Digo baixo.

  - Ótimo, garotos vocês estão liberados. - Gerald afirma e nós levantamos. - Você não senhorita DuBois. - Completa e Stiles me olha assustado.

  - Ajudem o Isaac. - Peço em sussurro enquanto beijo a bochecha de Stiles, ele me solta e os dois saem.

  - Você é amiga da minha neta, Allison, não é? - Ele pergunta quando eu me sento novamente.

  - Sim, ela é uma pessoa muito doce. - Respondo sincera, ainda com o coração martelando contra o peito.

  - Você também parece ser. - Ele diz.

- Não tenho nada de especial. - Digo mexendo nos dedos nervosa.

- Aposto que você tem. - Rebate ele sorrindo. - Pode se retirar. - Completa indicando a porta e saio correndo com o coração a mil.

  Pouco antes da detenção Fred me disse que teria que sair da cidade para resolver alguma coisa com os pais dele, era uma emergência, e Stiles disse que me esperaria até eu poder sair, eu estava feliz por falar com ele outra vez. Foi a primeira detenção que já tive na vida e sinceramente espero não era outra, logo quando cheguei o senhor Harris pego meu celular então tudo oque eu pude fazer foi olhar para a janela e dar tempo ao tempo.

  - Me desculpe, o senhor Harris só me deixou sair agora. - Digo segurado a alça da mochila ao ver Stiles encostado no jipe.

  - Vem, temos que ajudar o Isaac. - Ele diz abrindo a porta para mim.

  - Que cavalheiro. - Digo sorrindo para ele e entrando no jipe.

  - Allison disse que eles estão com um cara disfarçado de policial, ele vai tentar matar o Isaac com uma injeção de acônito. - Explica Stiles.

  - Ah, isso não é bom. - Digo.

- Vamos buscar o Derek, Allison vai prender o Scott e depois buscamos Isaac. - Termina.

  - Bom plano. - Digo e ele me olha arqueando a sobrancelha. - Melhor que nada. - Completo e ele sorri.

  - Você tem razão. - Ele diz e eu coloco minha mão sobre a dele, ele sorri e volta a olhar para a frente.

  Depois que pegamos Derek e deixamos as correntes na casa de Isaac dirigimos até a delegacia, não queriam ninguém machucado e sabíamos que Derek provavelmente poderia o segurar assim como segurou Scott durante a primeira lua cheia dele. Paramos no estacionamento e Stiles explicou a Derek onde estavam as chaves para a cela, mas algo me dizia que não iríamos precisar delas, afinal estava tarde e a lua já brilhava alto no céu.

  - Vocês pegam a chave, eu vou distrair ela. - Derek diz.

  - Você não pode, é procurado. - Diz Stiles.

  - Eu fui inocentado, podem ir pegar o Isaac. - Derek explica.

  - Como vai a distrair? Vai dar um soco na cara dela? - Pergunta Stiles segurando a jaqueta de Derek e ele lança um olhar mortal a Stiles. - Está bem, já soltei. - Completa levantando as mãos em sinal de rendição.

  - Eu tive outra idéia, porque eu não soco a sua cara? - Derek pergunta irritado.

  - Caras, lua cheia, lobisomem descontrolado, caçador aqui, se lembram? - Pergunto me apoiando entre os bancos.

  - Você pega a chave, Zola, você procura o caçador e o segura e eu vou distrair ela. - Diz Derek.

  - Você vai dar em cima dela? - Pergunto com vontade de rir.

  - Vou perguntar sobre você. - Ele responde saindo do carro e entrando no prédio.

  - Ele sabe sorrir. - Diz Stiles surpreso quando vemos Derek sorrindo para a mulher na recepção.

  - Ele sorri para mim. - Digo o puxando para o corredor com dois caminhos. - Vamos seguir o plano. - Digo saindo correndo a procura do caçador.

  Depois de alguns minutos ouço o alarme de emergência ser disparado e corro para a área das celas encontrando o caçador arrastando Stiles para a sala, eu o chamo e os dois me olham, o caçador solta Stiles e começa a andar para mim. Antes que ele se aproxime de mim Isaac transformado o puxa e eu tenho tempo de correr te Stiles, que estava atrás de uma mesa, Isaac desmaia o caçador e se vira para nós.

  Eu me levanto e paro em frente a Stiles, o protegendo, Isaac se aproxima e me puxa pelo braço para longe dele, me arrastando pelo chão e me machucando com as garras, eu grito de dor e tento o afastar de mim com o braço livre. Em um momento sinto como se tivesse lavado um choque e levanto a mão livre apertando um pouco o braço de Isaac e o afetando com uma pequena carga elétrica.

  Ele se assusta e me joga contra a parede violentamente, no lado oposto da sala no qual o caçador está desmaiado, ele começa a se aproximar novamente e eu me sento no chão sentindo minha cabeça latejar com força. Derek aparece correndo e para entre ele e mim, se mostrando como alfa, com os olhos vermelhos e dentes afiados, ele solta uma espécie de rugido e Isaac volta ao normal.

  - Como fez isso? - Pergunta Stiles se levantando.

  - Eu sou o alfa. - Derek responde se abaixando ao meu lado e vendo meus ferimentos.

  - Era assim que Peter chamava Scott. - Completo e Derek confirma com um aceno.

  - Vem, vamos embora. - Derek diz se levantando e me puxando com ele, me segurando até que eu esteja estável.

  - Até amanhã Stiles. - Digo saindo com Derek e Isaac antes que ele diga alguma coisa.

  - Me desculpe. - Pede Isaac baixo.

  - A culpa não é sua. - Digo sorrindo confortante. - Vai aprender a controlar. - Completo e ele sorriu para mim, era um sorriso lindo.

  - Pare de dar em cima da minha sobrinha. - Derek diz irritado.

  - Ela é sua sobrinha? Achei que fosse sua primeira beta. - Diz Isaac surpreso me olhando.

  - Eu sou uma fada, não uma lobisomem. - Digo saltitante.

  - Isso é incrível. - Suspira Isaac me encarando.

  - Eu te disse para parar. - Diz Derek puxando Isaac pela camiseta para longe de mim e ficando entre nós dois.

  - Você é chato. - Resmungo cruzando os braços.

  - Você é muito nova pra ele. - Rebate Derek e eu abafo um riso junto com Isaac.

  - Entendi senhor alfa. - Digo enquanto vamos para o novo esconderijo de Derek, hoje ainda é lua cheia.


Notas Finais


Hey galera da terra!
Espero que tenham gostado.
Desculpe por ser tão curto.
Eu amo tanto Isaac Lahey.
Eu preciso saber o que vocês acham de Reddy e Isaac?
Beijos e lambidas (hahaha) da Alma.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...