História Otherworldly - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Katherine McNamara, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Exibições 112
Palavras 1.305
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei mas estou aqui.
Espero que gosteeeem

Capítulo 9 - Eu posso ajudar com uma coisa.


Fanfic / Fanfiction Otherworldly - Capítulo 9 - Eu posso ajudar com uma coisa.

Blair POV

Após minha conversa com Leon, vim para o meu quarto e tomei um banho relaxante e demorado.

Já estava quase na hora da festa, optei pro vestir uma blusa na cor vinho, um decote V, uma saia de coro bem curta e apertada, deixando minhas coxas a mostra e minha bunda maior que o normal, coloco um colar que eu amo, uma maquiagem básica, já que não gosto de maquiagem forte, um batom na cor vinho –Matte para beijar a vontade.– deixei meus cabelos naturais, com as ondas que eu acho lindo. Ponho um sapato preto, não gosto de saltos. Eu estava pronta e logo bateram na porta, abro e Leon me olha da cabeça aos pés.

—Porra. –Falou de boca aberta.

—Se for babar avisa que eu pego um balde. –Falei saindo do quarto e fechando a porta.

—Hoje não é seu aniversário, mas você está de parabéns. –Sorriu sapeca e eu sorri.

—De parabéns eu estou todos os dias. –Joguei meus cabelos para trás e sai andando pelo corredor.

—A gente não pode dar a mão que a pessoa já que o braço. –Falou e eu podia jurar que ele revirou seus olhos. Ri e chamei o elevador. –Mas é sério, você está espetacular.

—Eu sempre estou. –Brinquei e entramos no elevador.

—Para de ser convencida. –Falou, me puxou e nossos corpos se chocaram.

—Leon... –Disse e respirei fundo, Leon fitava meus lábios. Afastei-me dele e por sorte as portas se abriram. –Nick já está por aqui? –Indaguei enquanto saiamos e chamávamos atenção por onde passávamos.

—Já, deve estar com seu namoradinho, eu te levo até eles. –Falou e claro, agarrou minha cintura. Não hesitei e continuei andando, haviam trilhares de pessoas espalhadas pela central, fomos para perto do palco e lá estavam alguns dos meninos, Shawn e Nick. Nick sorriu ao me ver e veio diretamente até a mim.

—Você está linda. –Me abraçou e eu sorri para o mesmo. Puxou-me gentilmente até os meninos, que ficaram de boa aberta me olhando de cima a baixo.

—Caralho. –Matthew diz.

—Mais gostosa que o normal. –Gilinsky diz e leva dois tapas, um de Shawn e outro de Nick, me fazendo rir e abaixar a cabeça.

—Você está maravilhosa. –Shawn diz e me puxa para um abraço.

A festa não havia começado há muito tempo, mas as pessoas já dançavam muito, bebiam e se pegavam, estava parecendo uma festa de colegial.

—Vamos beber alguma coisa. –Leon pega minha mão e me leva até o bar mais próximo, já que tinha uns quatro espalhados pela central. Leon pediu duas bebidas com álcool. Entregaram-nos e nós viramos todo o liquido. –Você me prometeu uma dança. –Ri e ele me puxou para a pista. Estava tocando uma música agitada e puxada mais para uma dança sexy.

Sorri para Leon antes de ele colocar suas mãos em minha cintura, eu remexia meu quadril conforme a batida, nossos corpos estavam colados e eu podia sentir os lábios de Leon esbarrar em meu maxilar algumas vezes. Sentia olhares sobre nós, mas eu não me importava. Ele passava suas mãos em minha coxa e apertava minha cintura de vez em quando. Mais duas músicas se passaram e eu finalmente sai da pista com Leon. Juntei-me aos garotos e Leon foi fazer algo para Nick.

—Arrasou dançando. –Matthew falou e eu sorri.

—Cadê Shawn? –Perguntei e Aaron apontou para o palco, Shawn estava se preparando para cantar.

Ele cantou Closer olhando para mim e eu só sabia sorrir, me lembrando de hoje mais cedo. Cantou mais três músicas e todos aplaudiram, algumas garotas fizeram comentários do tipo ‘’Lindo’’ ‘’Gostoso’’ ‘’Maravilhoso’’ e essas coisas, revirei meus olhos. Shawn saiu do palco e se juntou a nós.

—Meu cantor. –Hayes pulou em cima dele. Shawn riu.

—Gostou? –Shawn perguntou para mim, se aproximando e eu sorri assentindo.

—Arrasou como sempre. –Amelia pulou em seu pescoço, fazendo Shawn rir fraco.

Virei-me e fui até o bar, pedi uma bebida e assim que me entregaram, virei o liquido todo.

—Me concede uma dança? –Cameron pergunta ao meu lado, me fazendo rir.

Assinto com a cabeça e ele me puxa gentilmente pela mão. Tocava uma música animada, Cameron estava animado, eu estava animada, todos estavam animados. Dançávamos de corpos colados e nos remexíamos conforme a música. Virei-me dançando de costas para ele. Cameron colocou suas mãos em minha cintura e apertava de vez em quando.

—Alguma chance de ficarmos? –Sussurrou em meu ouvido e eu ri.

—Não. –Neguei o encarando, ele deu de ombros e continuamos a dançar. Assim que cansamos fomos nos sentar junto aos garotos.

—E aí. –Jake se sentou ao meu lado e passou seus braços por cima de meus ombros.

—Oi. –Sorri e me aconcheguei em seus braços. –Alguém viu Nick?

—Está com Leon no bar. –Shawn diz e bebeu um pouco do liquido em seu copo.

—Vou lá. –Falei me levantando. Fui até o bar e os achei.

—Arrasou dançando com Cameron. –Leon comentou e eu ri.

—Você dança bem. –Nick comentou sorrindo.

—Obrigada. –Agradeci com um sorriso nos lábios.

—Vamos conversar, vem cá. –Nick falou e me pegou pela mão, me guiando até a parte de fora. Nos sentamos em um banco mais distante e então ele voltou a falar. –Você mexeu muito com alguns dos meninos daqui.

—Impressão sua. –Sorri de canto.

—Não, é verdade. Leon, Shawn, Gilinsky, Cameron, Jake... Enfim, todos muito loucos para ficar com você. –Falou e eu engoli seco.

—Como sabe?

—Eu converso muito com todos aqui, sei de tudo. –Mandou uma piscadela e eu ri pelo nariz.

—Jake é só um amigo, não rolaria nada. Leon é meu treinador e amigo. Gilinsky e Cameron eu nem converso, Shawn... Amigo. –Nick arqueou as sobrancelhas.

—Sei... –Falou. –Já fez amizades femininas aqui?

—Não. –Respondo firme. –As meninas daqui me parecem mais focadas em outros meninos, do que fazer mais amizades com outras meninas.

—Isso é. –Riu. –Mas com o tempo você faz amizades femininas.

—Eu não preciso de amizades femininas. –Digo e ele levanta suas mãos em forma de rendimento.

—Não está mais aqui quem falou. –Rimos. –Shawn! –O mesmo se aproximou, fazendo Nick sorrir. –Senta aqui. –Puxou o garoto, que ficou entre nós dois.

—Espero não estar atrapalhando. –Sorriu amarelo.

—Não está. –Respondo sorrindo de canto.

—Vou deixar vocês sozinhos, preciso dar uma olhada pela central. –Nick falou antes de sair, nos fazendo rir fraco.

—Então... –Falei.

—Parece que nunca conseguimos ficar conversando quando os garotos estão pertos. –Comentou.

—Verdade. –Ri pelo nariz. –E quando fomos nos falar, aquela menina apareceu pulando em seu pescoço.

—Amelia é louca. –Revirou os olhos. –Não consegue ver nenhuma garota comigo. Já não sei o que fazer para ela cair na real que eu não quero ela.

—Não olhe, mas ela está ali e não está com uma cara nada boa. –Ri baixo e ele riu pelo nariz. –Eu posso ajudar com uma coisa. –Sorri sapeca.

—O que? –Perguntou com o cenho franzido.

Ri fraco e me aproximei dele, o puxei pela nuca e selei nossos lábios. Shawn apertou minha cintura e pediu passagem, cedi e o puxei mais para mim. Shawn puxou minhas pernas e eu me sentei em seu colo, colocando minhas pernas para um lado só. A falta de ar veio a tona e nos separamos, com a respiração ofegante. Respirei fundo e olhei em direção onde Amelia estava, e ela não estava mais lá.

—Acho que ajudei um pouco. –Ri baixo e voltei a me sentei ao seu lado.

—Só não ajudou em outra coisa. –Coçou a nuca e olhou para suas calças, tapei meu rosto por vergonha.

—Me desculpa. –Ri.

—Tudo bem. –Pousou suas mãos em minha coxa.

—Acho que Amelia deve estar muito brava agora. 

—Verdade. –Riu. –Mas eu não ligo, eu e ela não temos nada. E eu quero outra menina. 


Notas Finais


Me perdoem se ficou pequeno
deu bloq de criatividade
mas tudo bem
é nós
comentem
beijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...