História Our Beloved Error - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Esquadrão Suicida, Jared Leto, Logan Lerman, Margot Robbie
Personagens Cara Delevingne, Jared Leto, Logan Lerman, Margot Robbie, Personagens Originais
Tags Cara Delevingne, Harry Leto, Jared Leto, Jargot, Logan Lerma, Margot Robbie
Exibições 339
Palavras 1.797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLHA EU AQUI DESVIANDO DAS PEDRAS.

Queria desejar um feliz dia das crianças, pra todas e todos, até aqueles que já tem seus 18 e tal...Ser criança e muito bom, eu amava brincar na rua com meus primos e meus amigos (que nem me lembro mais nome e nem nada huehueheue)

Então, só sei dizer que é muito bom, ser criança e tal, desde pequena eu tenho dois sonhos e eu espero um dia conseguir realizar os dois, EU AMO VOCÊS VIUUUUUU.

Capítulo 51 - Dia das crianças


Fanfic / Fanfiction Our Beloved Error - Capítulo 51 - Dia das crianças

Ponto de vista Autora.

Especial, dia das crianças.

Harry levantou da cama sonolento, parecia um zumbi andando no corredor com seu coberto azul na mão arrastando o mesmo no chão, ele abriu bem devagar, sem fazer barulho, a porta do quarto de seus pais. Os dois dormiam abraçados e o menino sorriu, subiu na cama e deitou ao lado de Margot, acariciou a barriga da mãe e sorriu com o chute que a irmã deu.

- Mamãe. - Harry chamou e quem levantou a cabeça foi Jared.

- Harry?

- Papai. - Ele ficou de pé na cama e passou para o outro lado.

- Acordado tão cedo campeão?

- Eu queria conversar com a Sophie, mas ela disse que está com soninho e chutou minha mão. - Deitou no peito do pai que agora se encontrava reto e acariciando as costas do pequeno. Jared achava estranho essa história do Harry conversar com a barriga da mãe como se pudesse ouvir a voz da irmã que era tão pequena e ainda estava na barriga da mãe.

- Sophie?

- Sim, é nome da minha irmãzinha papai, ela gostou desse nome eu escolhi quando ela me disse que era menina, mas eu não contei pra mamãe ainda . - Ele sorriu.

- E? Belo nome. - Beijou a cabeça dele. - Vamos levantar para não acorda sua mãe. - Jared levantou da cama com o menino no colo, foi ao banheiro e o deixou sentado na pia, escovou os dentes e lavou o rosto. - Esta com fome? - Perguntou saindo do banheiro com ele nos braços.

- Eu quero comer torrada com geléia de amora.

- Geléia de amora?

- E muito gostoso, a mamãe me deu de lanche ontem de tarde. - Ele fechou a porta do quarto e foram para a cozinha, Jad sentou no menino no balcão, abriu as duas janelas e procurou as torradas.

- Harry, você sabia, que hoje no Brasil e comemorado o Dia das crianças?

- Não, como sabe? - O menino estava distraído com o celular do pai que achou ali pelo balcão.

- Eu já fui ao Brasil algumas vezes.

- Lá é legal? - Ele deixou o celular da lado.

- Sim. No Brasil tem muitas crianças carentes, que precisam de brinquedos, amor e comida. -  Jay sorriu. - Eu e seus tios, Shannon e Tomo, demos vários brinquedos a eles.

- Eu também posso dar brinquedos pra eles papai? Eu tenho aquele boneco do Max Still que não brinco mais, também tem aqueles dinossauros e carrinhos, eles ficariam felizes em ganhar esses brinquedos pai? - Harry perguntou eufórico.

- Claro que ficariam meu anjo. Bela atitude. - Margot entrou na cozinha com a cara inchada por estar dormindo a minutos atrás.

- Claro que ficariam meu anjo. Bela atitude. - Margot entrou na cozinha com a cara inchada por estar dormindo a minutos atrás, foi até Jared e lhe deu um selinho, logo após esse ato foi até Harry e lhe deu um beijo na cabeça.  - Mas que tal você juntar todos os brinquedos é sapatos que não dão mais no seu pé para essas crianças em? - Ela sentou em uma cadeira por conta do peso de sua barriga gigante de oito meses. - Mas vamos dar primeiros as crianças daqui, o Brasil está muito longe eu não estou em condições para uma viajem. - Sorriu e comeu uma das torradas que Jared passava geléia de amora.

- E JÁ QUE HOJE É O DIA DAS CRIANÇAS...- Margot levou a mão ao coração quando Cara gritou. - Desculpa gorda.

- Sua vaca. - Margot deu um soco nela. - Você tem que parar de entrar assim na minha casa, vou tomar essa chave de você.

- Como eu estava dizendo...- Cara deu uma piscadela para Margot e guardou a chave. - Podíamos sair com as crianças.

- Certo, eu sou o vovô. - Jared entregou as torradas a Harry.

- COMO SABIA QUE EU IA TE CHAMAR DE VOVÔ?

- Não grita. - Jared riu. - Eu sabia porque é normal você falar essas coisas.

- A Margot e a...

- Tia gorda chata....- Ela revirou os olhos.

- E eu o Diamante. - Harry sorriu, o mesmo sorriso de Jared.

- Exatamente! - Cara disse com um sorriso e Harry sorriu também.  - Então, o que vocês  acham de irmos à praia? - Cara pergunta. - Ah, melhor não, Margot parece uma mamute, olha o tamanho dessas tetas. - Margot e Jared a ignoram.

- Vamos ao parque! - Diz Harry.

- Boa ideia, diamante... - Diz Cara. - Vamos? Ou a Margot está tão gorda a ponto de nem ver os próprios pés e não conseguir nem andar? - Margot e Jared rolam os olhos e ignoram a moça novamente.

- Que tal Jared? Tem alguma coisa pra hoje? - Jared faz que não com a cabeça respondendo a pergunta da esposa.

- Então vamos! - Diz wla e Harry bate palmas.

-Obaaaaaaaa! - Comemora o garoto.

- Wow! - Margot põe a mão na barriga.    - Parece que alguém aqui ficou animada! - Harry desceu de onde estava e correu até a mãe!

- Oi Sophie? - Harry pergunta. - Hanhram... - Cara, Jared e Margot se encaram sem entender o que estava acontecendo. - Mamãe a Sophie disse que quer ir.

- O nome dela é Clara! - Resmungou Cara.

- É Sophie, ela gosta de ser chamada assim!

- É Clara! - Cara.

- Sophie!

- Clara.

- Sophie.

- Sophie!

- Clara!

- Rá, é Clara! - Harry ia falar algo, mas se calou e voltou sua atenção para a barriga da mãe.

- Sophie disse que não quer se chamar Clara, que o nome dela é Sophie porque fui eu quem escolheu.

- Chega os dois, vamos ou não para o parque?

-*-

- Tem certeza que consegue, Margot? - Pergunta Cara. - Você está gorda como uma vaca.

- Para de chamar minha mãe disso. - Diz Harry, ele estava com uma bermuda jeans, uma camiseta branca com um dinossauro desenhado no peito e um boné que também tinha dinossauro. E uma sandália preta.

- Você não sabia Harry? Sua família é um zoológico, sua mãe é uma vaca e seu pai um dinossauro. - Diz Cara.

- Para com isso! - Diz Jared empurrando Cara levemente. Harry riu.

- Porque dinossauro?

- Seu pai e um animal velho e histórico. - Riu enquanto o menino tentava entender.

Cara levava a pequena Jasmine em um carrinho, a menina prestava bastante atenção ao seu redor, estava com uma touca rosa e branca, uma chupeta na boca e um casaco escrito "30 seconds to mars".

- E sua filha esta com uma roupa estampada com o nome da banda do meu marido porque mesmo? - Pergunta Margot.

- Ela é fã número um da banda.

- A Sophie disse que é ela! - Margot rolou os olhos.

- A Sophie não nasceu ainda! - Disse Cara fazendo voz de criança mimada e Harry mostrou a língua pra ela.

- Tá bom... Parem! - Disse Jared. - Harry que tal ir brincar um pouco? - Jared falou. Margot se sentou em um banco de mármore que tinha por ali.

- É Harry, escute o seu avô! - Diz Cara.

- Cala a boca Cara... - Diz Margot.

- Porque? Ele é um grande vovô, mas pelo visto ele ainda manda a ver, afinal você está grávida de novo! Mas me diz ai... - Cara se senta no banco onde Margot se sentou. - Como é fazer sexo com um idoso.

- CARA! - Jared e Margot falaram juntos.

- O que? - Ela pergunta olhando de Jared para a Margot.

- O que é sexo? - Pergunta Harry.

- Viu o que fez? - Pergunta Jared.

-Relaxem, Harry, Sexo é quando...

- CARA! - Cara levanta as mãos em sinal de rendição ao protesto dos pais do menino.

Ponto de Vista do Harry Joseph

É meio estranho sair com a tia Cara, ela fala coisas estranhas como punlheta e virosca, papai e mamãe falam para eu não dar ouvidos a ela e que ela é louca e eu apenas ignoro, tia Cara é meio louca mesmo.

- A Jasmine pode ir comigo? - Pergunto

- Ela ainda não pode ir brincar assim! - Diz mamãe.

- Hey, você quer me trocar? - Pergunta a Sophie da barriga da mamãe.  Tia Cara disse uma vez que era coisa da minha cabeça conversar com ela, mas eu já até sonhei com ela. Ela era careca.

- Não Sophie! - Fui até a barriga da mamãe e a beijei. Quando fui saindo ainda ouvi meus pais e tia Cara se perguntando se não era estranho eu falar com a Sophie. Claro que não, a Sophie ta sozinha lá dentro, não tem com quem conversar.

- Oi! - Um menino se aproximou de mim enquanto eu ia para o balanço.

- Oi! - Respondi.

- Como é seu nome? O meu é Ocean King.

- O meu é Harry Joseph.

- Você quer brincar na gangorra? - Ele pergunta.

- Quero!

A gente corre até a gangorra e enquanto estamos lá ele me fala que esta com a tia porque a mãe dele foi ter neném, ele vai ganhar mais uma irmã. Ele me disse que o papai dele fazia uma série Bigi Time Rush (Carlos), e que a mamãe dele fez um filme de espiões.

- Você escuta sua irmã na barriga? Eu escutava a minha. - Eu contei pra ele que ia ganhar uma irmã.

- Escuto, minha tia Cara acha estranho. - Ele ri.

- Minha tia Makenzie me chama de maluco! - Ele diz rindo e eu rio também.

-Harry! - Ouvi a Sophie me chamando e olhei para trás vendo meu pai com a Jasmine no colo e tia Cara tirando uma foto, enquanto minha mãe sorria.

- O que foi? - Meu amigo Ocean perguntou.

- Pensei que minha irmã tava me chamando.

- Harry! Harry! Eu quero nascer! - Parei a gangorra e desci.

- Tchau Ocean, minha irmã quer nascer. - Corro até a mamãe, Jasmine estava chorando e tia Cara tava falando que foi culpa do papai e tava falando pra Jasmine que o papai era malvado.

- Harry? O que foi? - Pergunta a mamãe vendo que eu tava sem conseguir respirar. - Hey, calma...

- A Sophie... - Digo respirando fundo. - Ela quer nascer.

- O q... AAAAH! - Mamãe põe a mão na barriga e me olha estranho. - Como você?...

-Você está bem? -Pergunta o papai.

- A Sophie... Uh... - Mamãe fecha os olhos.  - Está na hora...


Notas Finais


Belo dia para nossa Miss Sophie nascer não é? Jsksnfkd

Mais uma vez, Feliz dia das crianças para todo mundo, que a luz da inocência nunca se apague ❤ amo vocês ❤ Obrigado Fairy pela ajuda novamente, sem você eu não sei onde estaria.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...