História Our dreams - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Dave, Endoskeleton, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Golden Freddy, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Marionette, Mike Schmidt, Nightmare, Nightmare Bonnie, Nightmare Chica, Nightmare Foxy, Nightmare Freddy, Personagens Originais, Phone Guy, Plushtrap, Purple Guy, Sammy, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Amor, Ballon Boy X Ballon Girl, Balloon Boy, Banda, Bonbon, Bonnie, Bonnie The Bunny, Bonnie X Bon Bon, Bonnie X Toy Bonnie, Carl, Chica, Chica The Chicken, Dave, Drama, Família, Fangle, Five Nights At Freddy's, Fnaf, Foxica, Foxy The Pirate, Freddy, Freddy Fazbear, Fritz Smith, Golden, Golden Freddy, Goldie, Jeremy Fitzgerald, Mangle, Mangle-chan, Marionette, Marionette X Golden, Mike Schamidt, Musica, Musical, Phone Guy, Puppet, Puppet X Goldie, Purple Guy, Purple Man, Pushtrap, Romance, Scott Calton, Shadow Bonnie, Shadow Freddy, Songfic, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddica, Toy Freddy, Toy Freddy X Toy Bonnie, Toy Freddy X Toy Chica
Exibições 26
Palavras 2.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Fluffy, Harem, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - A "dificil" vida de uma guitarrista


Está um belo dia lá fora, pássaros cantam flores desabrocham em dia como esse,pessoas como eu,viram escravas.

Exatamente,escrava das circunstâncias,porque outem naquela linda manhã que eu deveria estar descansado depois de uma semana cansativa mas nããoo, teddy tinha que dá a loka e resolver que íamos ensaiar porque sim,mas não deveria continuar reclamando disso e sim disso: minha linda guitarra azul marinho perdeu umas cordas e eu como uma pessoa incrivelmente disposta estou tomando café da manhã e...ei,esse não é o foco.o foco e que tive um dia desgastante ontem,não por escolha minha claro,minha cordas ficaram ruins não tenho uma focking ideia onde em vancouver tem uma loja de música,acordei com pé direito,e com esquerdo claro,e to’ irritada e preguiçosa. E agora sim, eu estou no refeitório tomando café da manhã junto com meus amigos e colegas de banda todos conversam animados e alegres eu também acordo assim de alto astral de bem com a vida achando que tá tudo bem,mas hoje não,estava encarando o chão o barulho que tinha no refeitório estava me irritando também,conversas,barulhos,gritos,a porta sendo aberta,cadeiras sendo arrastadas,risadas altas,tudo estava me irritando naquele momento, mas parece que eles perceberam meu silêncio repentino e alguém me chama,levanto a cabeça

-Oque houve bon bon? Você está quieta-pergunta teddy preocupado,todos na mesa olharam pra mim

-Ah não se preocupe estou só...pensando-respondo, porque eu não falei pra eles? Porque eu sou orgulhosa e estou ja triste comigo mesma por ter arrebentado as cordas.

-Voce pensando? Não tinha outra desculpa não bon?-fala mari debochada,droga,eles me conhecem mais do que eu mesma,o'que é estranho

-Tá eu tipo arrebentei as cordas da minha guitarra e eu to’ puta com isso-digo terminando de comer mas continuei na mesa porque queria minha solução

-Ahhh isso é simples é só pedir pro bonnie emprestado-diz bb terminando também de comer mas saindo da mesa,pirralho atrevido,ah deixa vou fazer isso mesmo,saio da mesa,me despeço das pessoas na mesa,peguei meu telefone do bolso da calça jeans e perguntei onde o senpai está e ele diz no quarto dele falo pra ele sair de lá e vir me encontrar e ele diz não, é impressão minha ou esses moleques estão muito atrevidos?

Vou bufando até os dormitórios indo na parte masculina dando um perdido nos “seguranças” que estavam lá para ter certeza que nenhuma garota vai pra lá, tadinhos,devem nem ter visto o'que passou por eles,cheguei no quarto do senpai e ele estava jogado de qualquer jeito na cama mexendo no telefone,fechei a porta atrás de mim e chamei atenção do bonnie

-Olha quem escapou de 3 seguranças sem ser vista-grito pro bonnie que toma um susto olha pra mim ajeitando o óculos,sim ele usa óculos,um perfeito nerd,um lindo perfeito nerd

-Eles não são seguranças são..-diz cansado já que eu sempre digo que são seguranças mas hoje eu não to’ com paciência pra ouvir o mesmo papo chato então o interrompi

-Tá tá,não tenho tempo pra isso, tem cordas para me emprestar? As minhas arrebentaram mais rápida esse mês então não comprei-explico começando outro assunto,ele se levanta em silêncio faz um sinal pra mim ficar quieta e vai até sua mesinha de estudo onde tinha sua guitarra acho que ele poliu hoje já que aquilo tá um brinco

-acho que tenho para te dar….-fala bonnie vago enquanto procurava uma caixinha onde eu sei que ele guarda as cordinhas,ele pareceu desistir de procurar porque tipo,o bonnie e muiiito organizado então se não está onde ele deixou,já pode ir procurar em outro lugar porque ai,com certeza,não tá

-hum,acho que esqueci na sala de ensaio já que fui trocar as cordas lá-termina bonnie com o mistério,foi em direção da cama novamente,pegando seu telefone e guardando no bolso,desviei o olhar me virando pra porta atrás de mim quando percebi que estava o secando com o olhar

-já podemos ir….acho-disse bonnie ficando do meu lado e logo depois abre uma frecha da porta e bota a cabeça para fora. para ver se tinha alguém que pudesse nos ver

-podemos ir senhor general?-perguntei brincando fazendo ele rir de leve e tirar a cabeça do lado de fora e me fita

-claro senhora burladora de regras!-afirma e ambos rimos

 

-----------quebra do tempo----------

 

tuuutu tuuruuu-digo cantando uma música qualquer que tinha grudado na minha cabeça estava também dançando um pouco,já tínhamos saído de perto dos dormitórios a tempos,mas ainda não tínhamos chegado porque a sala reservada para os ensaios e perto das salas de aulas, que se encontram trancadas,nós ficamos quietos depois de um tempo sei lá não tem quando você conversa tanto que fica sem assunto? então foi isso

-bon bon para de cantar, jesus-reclama bonnie,posso entender o lado dele porque estou cantando a mais de uma hora,mas de novo,posso entender mas não entendi

-me deixa caramba-respondi parando de andar ficando com um bico nos lábios ele ri e pega minha mão e entrelaça nossos dedos e me puxa para continuarmos andando eu acho que corei com isso,mas ele não viu pois estava me orientando,droga, me odeio por gostar dele mas do que deveria, somos melhores amigos temos intimidade desde criança,temos gostos parecidos para tudo praticamente perder sua amizade por uma paixonite seria pior do que só,esconder e fingir que tudo está normal e que não ligo pras garotas que se atiram nos seus pés,é,definitivamente é pior mas só esperar eu esquecer ele não é a melhor opção,saio rapidamente desses pensamentos antes que se tornam mais complexos

-chegamos finalmente-diz bonnie soltando minha mão e indo em direção ao estúdio,já estou sentindo falta de segurar a mão dele,o sigo fazendo o'que posso para tirar esses pensamentos,ele bate na porta,sempre educado,quem atende acaba com o sorriso que eu tinha quando vejo quem era

-oiii bonnie,olá bon bon-comprimenta alegre ela é uma das muitas das garotas que gostam dele mas não conseguem dizer então fazem coisas sugestivas algumas desistiram dentre várias quando ele dizia não estar interessado mas ela é persistente chegou até me pedir ajuda não sei seu nome nem nada sobre ela só que ela gosta do meu senpai mesmo, eu faço amizade com todo mundo mas esses tipos de garotas gosto de manter distância

-olá stafy, está usando a sala para ensaiar ou podemos entrar?-perguntou educado eu me mantenho em silêncio me limitando a apenas um aceno

-não,pode entrar fique a vontade vim só pegar uma coisa mesmo-responde saindo da porta e deixando ela aberta para passarmos,bonnie passa primeiro e eu vou em seguida fechando a porta atrás de mim olhei pela sala procurando a garota ela estava sentada no palco fingindo estar prestando atenção no seu violão mas na verdade estava olhando bonnie de canto de olho que foi em direção ao canto da sala onde tinha várias mesas uma do lado da outra fazendo parecer uma mesa larga eu o segui e tentei ignorar a presença da garota e agi normalmente

-achou?-perguntei e ele negou

-vamos procurar juntos talvez achemos assim-pensa bonnie olhando tudo em cima das mesas que estavam uma zona,acho que ele tava pensando em se controlar para não arrumar aquilo,só acho

-gente vou ali almoçar e já volto-fala a garota chamando nossa atenção por um instante depois voltamos nossa atenção a mesa,é será difícil eu tocar hoje.

--------2 horas depois--------

Perdi meu almoço aqui procurando junto com bonnie mas se você acha que foi só nessa mesinha saiba que está muito enganado pois olhamos toda prateleira,gaveta e qualquer outra coisa que sirva para guardar daqui,estamos muito cansados,preciso repor minha energia mas valeu cada segundo já que aquela garota não voltou ainda e eu tava quase comemorando mas o bonnie disse que ela voltaria porque ela esqueceu o violão aqui,porrrrr que? alguém me responde oque eu fiz de errado

-ei bon-bonnie chama minha atenção que se resumia basicamente de:comida,a vadia,o senpai e minha guitarrinha

-que-respondi parando de fitar a parede e dando atenção pra ele

ele respira fundo antes de continuar-eu-foi cortado pela porta que foi aberta bruscamente pela mesma garota ela tinha uma caixinha na mão e era a de bonnie, que eu reconheceria a quilômetros de distância meu queixo foi ao chão junto de bonnie ela pareceu ficar confusa

-como você-bonnie tenta falar até se cortado de novo pela garota ainda confusa

-você me emprestou esqueceu?ai eu esqueci e vim te devolver,por que? vocês estavam procurando?-explica a garota ainda confusa bonnie parou de fazer careta que fazia antes e olhou pra mim envergonhado parei também de fazer minha cara confusa e olhei pra ele com as orelhas levantadas

-bem...não foi só porque eu esqueci que vim te devolver..eu não ainda sei trocar as cordas do meu violão, bonnie poderia me ajudar?-diz por fim,fingindo claro,serio isso? a garota nasceu com aquele violão e não sabe trocar corda, tudo apenas pra conquistar um garoto? o bonnie seria muito burro de acreditar n..

-claro,eu até conheço esse molde já que uma amiga minha tem um igual será rápido-disse sorrindo ele gosta mesmo de ajudar,eu até acharia fofo se ele não tivesse me deixado de lado

-----1 horas depois-----

fiquei um bom tempo sentada barra jogada em cima de uns quatro puffs que estavam guardados sim,meus amigos nossa turma e organizada, mesmo alguns se sentirem mais a vontades tocando num lugar desarrumando basicamente uma garagem,voltando fiquei sim bastante tempo aqui mexendo no meu telefone ouvindo risadinhas e o bonnie explicando o'que era para fazer eles teriam terminar a muito tempo se ela não ficasse se fazendo de burra não sei mas se sou eu que to com ciumes,ela que ta forçando a barra,bonnie que parece estar gostando, eu nem olhei pra eles fiquei jogando e falando com as migs que xingavam o bonnie pra mim e também peguei o numero da goldie e passei pro resto das meninas com consentimento dela claro,até que finalmente eu ouço

-terminamos-diz bonnie acho que pelo tom de voz estava feliz,não desviei o olhar do telefone acho que já disse que sou orgulhosa né

-bonnie…-fala a garota com a voz baixa provavelmente com vergonha

-sim?-diz bonnie

-eu queria falar algo com você..é muito importante-diz com a voz ainda baixa já sabia oque ela queria e sei que bonnie também sabe,ver anime serve para algo

-em...particular-completa um pouquinho mais alto,apaguei a tela do meu celular e finalmente olho para eles que estavam se encarando,até que bonnie olha pra mim,ah não sério que você vai me expulsar?

-bon bon poderia nos dar licença?-pergunta bonnie,tá eu fiquei paranoica ou essa dai sorriu?

-mais b-ele me interrompe

-bon bon porque não vai pegar sua guitarra?vamos trocar as cordas lembra?-falou forçando um sorriso,então me levanto alterada indo sem nem olhar pra eles na direção da porta,nem a fecho deixo aberta mesmo porque se não, acho que quebraria a porta com a força que eu a fecharia,vou em direção ao meu quarto tentando manter algum pensamento que não tenha o bonnie enquanto fala tudo pras garotas pelo telefone bem resumido

----quebra do tempo----

não sei exatamente quanto tempo eu demorei só sei que foi o suficiente para ver quando eu voltei a garota corada e um bonnie paralisado com os rostos muito perto,só engoli o choro e entrei normalmente assustando ambos deixando a garota ainda mais corada do já estava, peguei a caixa que estava no palco caída no chão me sentei perto da onde a caixa estava e comecei a lentamente tirar as cordas da minha guitarra meu coração estava doendo e minha garganta ardendo sempre ficava assim depois de ver essas cenas do bonnie com outras garotas,dói...dói tanto

-quer..ajuda bon?-disse bonnie,depois de minutos de silêncio e eu não olhei pra eles em momento algum nesses minutos eu não tinha coragem

-não,eu já terminei-respondi me levantando e indo em direção a porta mas disse algo antes de sair senão ia ficar na cara que eu tava sentida com aquilo

-podem terminar o'que começaram não vou mais atrapalhar-digo antes de sair pela porta indo em direção ao meu quarto, é...o'que eu não dava para estar ensaiando agora.... .

Eu estava quase deitando na minha cama quando alguém bate na porta,me levanto e vou ver quem era óbvio que era o bonnie

-oi bon,então... a algum tempo atrás você meio que viu uma cena não muito boa e bem...eu vim te explicar-diz bonnie fazendo várias pausas,acho que pra não gaguejar

-não precisa você não me deve satisfações-digo simples,enquanto me imagino rasgando minha esperança com as minhas próprias mãos

-aahh então agora que sua guitarra ta bem agora,você tá afim de sair?-fala um pouco envergonhado

-tipo da uma volta?-pergunto pra ter certeza,por fora eu tava normal e por dentro eu tava pirando,e ele assente mexendo um pouco nas orelhas

-posso chamar alguém para nossa volta?-pergunto e ele assente pego meu cell de novo vamos ver:

-marionette tentando ensinar algum instrumento pro bb tocar,

tá ocupada hoje e amanhã-

-puppet saiu com goldie,

shippo com certeza-

-freddy mulherengo saiu pra uma festa,vou nem comentar-

-teddy e tc estão ensaiando, e eu não quero acabar com o clima-

-foxy por incrível que pareça não foi numa festa com o freddy foi cuidar da chica que tá dodói,que fofos né-

-mang não tá online e roxy também não,que “conhecidencia”-

Legal vai só nós dois,que ódio não quero ficar a sós com ele pelo menos sentindo esse sentimento

-vamos só nós,o pessoal estam ocupados-digo guardando meu telefone

-podemos ir numa praça aqui perto?-pergunta animado dando um sorriso gigante me fazendo sorrir também,parece que essa tarde vai ser longa.

Estávamos na pracinha daqui do centro comendo alguns salgados porque passamos sem almoçar,então isso era apenas até o jantar,é estava me divertindo muito entre piadas sem graças e ameaças de spoilers “fiz as pazes”com o bonnie e era incrível que nesse tempo que passamos juntos esse sentimento não me deu paz nem um pouco parece até que a cada dia mais que passo com bonnie ele aumenta,mas,também não me imagino sem ele,bom depois deu o horário de voltar para o internato (que é um horário que tem de voltar pro internato quando você sai,mas não foi visitar parente e pretende dar uma volta)voltamos comemos e claro que meu humor estava normal denovo o'que gerou uma guerra de comida inocente óbvio, depois de ser obrigada a limpar tudo,voltei e vi anime com o bonnie até umas dez da noite aí ele voltou pro quarto dele e eu passei a madrugada comendo e vendo anime, é minha vida e dificil mas gosto assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...