História Our Forbidden Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Cana Alberona, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lucy Heartfilia, Mavis Vermilion, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Sting Eucliffe, Yukino Aguria, Zeref
Tags Fairy Tail, Gale, Gruvia, Jerza, Locksterr, Nalu
Exibições 110
Palavras 2.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii gente!!!
Olha só quem voltou com mais uma historia Nalu? Eu mesma Locksterr Mello.

Bom, para quem não me conhece sou a Locksterr, prazer conhecer vocês e para os que já me conhecem, que já acompanham as minhas historias: olha eu aqui de novo, com mais uma fic!!
Tenho que dar uns avisos antes de começar:

- Os personagens pertencem a Hiro Mashima e a Fairy Tail, mas vai ter alguns originais ao longo da história.

- A historia é de minha total autoria, no caso pode ter fics com o mesmo tema dessa, pelo menos do casal Nalu,mas o enredo que vai ser seguido e a formação da historia é totalmente minha.

- A historia vai tratar de vários temas do cotidiano, então vai acontecer algumas coisas que vocês podem não gostar, mas é só minha forma de retratar a realidade.
- E por fim, vai ter Calu na fic (Cana e Lucy), só para deixar avisado mesmo.

É só isso gente, boa leitura, desse cap que eu considero chatinho, mas é apenas um prólogo, a coisas melhoram no próximo. Desculpe qualquer erro e espero que gostem.

Titulo: The Days - Avicii

Capítulo 1 - Capítulo 1 - The days


Our Forbidden Love

Escrito por Locksterr

 Capitulo 1 – The Days

~ Lucy ~

 Era mais um dia comum na minha vida, exceto por uma coisa, hoje era o primeiro dia de aula, isso significava de volta para escola. Não acredito que tive que deixar minhas férias maravilhosas, naquele resort maravilhoso, para estudar. Mas infelizmente tudo que é bom tem que acabar.

 Me levanto da minha cama calmamente, vejo no meu relógio e o mesmo marcava 9:00 da manhã, me espreguiço ainda em cima da minha cama e saio dela. Sigo em direção ao banheiro um pouco sonolenta ainda, assim que entre me olho no espelho e observo minha aparência.

 Mesmo cansada eu continuava linda. Tenho 18 anos, meu corpo é de dar inveja a qualquer uma, ele é cheio de curvas perfeitas, sou loira com meus cabelos indo até abaixo da minha cintura e tenho olhos castanhos achocolatados, abro um sorriso me admirando no espelho e logo após começo a encher a minha banheira.

 Me sento na banheira calmamente já despida, a água quente estava relaxando meu corpo, amava tomar banho é relaxante e maravilhoso. Fico uns trinta minutos na banheira quando eu resolvo sair dela. Visto um dos meus roupões e saio calmamente do banheiro e sigo em direção ao meu closet.

 Entrando nele pego o uniforme da minha escola, é uma blusinha social, que tinha no lado direito o emblema da escola, que fecha com botões na frente, uma saia azul e uma gravata também azul, nunca entendi o motivo das garotas terem que usar gravata, mas é a vida. Visto calmamente meu uniforme ouvindo música, estava ouvindo “Something That We’re Not” da Demi Lovato, simplesmente amo essa música, ela lembra tanto a minha vida.

 Saio do closet já vestida e vou arrumar meu cabelo, penteio eles rapidamente, deixo eles soltos com um presilha para deixar mais bonito, faço uma maquiagem básica, apenas rímel, lápis, delineador e um batom do tom da minha boca, estava pronta para ir a escola.

 Desço as escadas da minha casa e vou até a sala de jantar onde com certeza estariam meus pais e minha irmã mais nova. Meu pai é loiro também e bem alto, ele trabalha muito mas mesmo assim consegue dar atenção para mim, minha irmã e minha mãe.

 Minha mãe é loira também, eu sou a replica dela, nós somos super parecidas, só que ela já esta mais velha, mas não deixa de ser linda, ela trabalha bastante também mas também está bem presente na minha vida e por fim minha irmã Mavis, ela tem 15 anos e é loira( sim, a família inteira é loira), a única diferença é que o cabelo dela é maior que o meu, vai até o seus pés e é mais ondulado e também seus olhos são verdes e do resto da família é castanho, mas só isso que a gente tem de diferente, o resto somos todos iguais.

 Entro na sala de jantar e vejo que meus pais e minha irmã já estão tomando café da manhã, me sento na cadeira que estava vaga e minha mãe fala comigo:

 - Está ansiosa para o primeiro dia de aula filha?

 Ela pergunta calmamente, mesmo sabendo qual vai ser minha resposta para ela, então respondo ela:

 - Sabe mãe, a única coisa que eu não quero hoje é ir para a escola.

 Respondo ela pegando o café que estava sobre a mesa e colocando na xícara, eu amo café puro é a melhor coisa do mundo, então Mavis dá risada e diz:

 - Até parece que ela não vai querer ir para escola e ver o...

 Antes que Mavis pudesse terminar de falar, meu pai interrompe ela e diz:

 - Ver quem Lucy?

 Ela me encara e minha mãe faz o mesmo, só que com um sorriso tentando segurar a risada, lanço um olhar mortal para Mavis a mesma apenas começa a assoviar como se não fosse com ela, volto a olhar para meu pai e respondo ele:

 - Não é ninguém pai, a Mavis fala muita merda isso sim.

 - Olha aqui Lucy espero que você não esteja namorando escondido, senão você vai ficar de castigo.

 Ele diz lançando um olhar intimidador, que não me deu medo, mas a parte do castigo é verdade, que sorte que ele não sabe que eu estou namorando escondido dele, sendo que só minha mãe e a fofoqueira da Mavis sabe, mas disfarço e continuo a tomar calmamente meu café.

 Assim que termino de tomar aquela xícara me levanto da mesa e falo:

 - Vamos logo Mavis que a gente vai chegar atrasada na escola e eu não quero isso no primeiro dia de aula.

 - Atrasadas? Ainda falta uma hora para dar o sinal e a escola é daqui a 20 minutos e você fala que vamos chegar atrasadas? Deixa eu tomar meu café da manhã em paz.

 Ela responde de forma grossa para mim e eu rapidamente respondo ela, ainda mais grossa:

 - Mavis Vermillion Heartifilia, você ainda é uma criança e não pode falar assim comigo, eu vou indo você que se vira para ir depois, tchau.

 Respondo ela pegando as chaves do meu carro e indo em direção a porta que dava para a saída, mas antes de abrir minha mãe fala:

 - Lucy Vermillion Heartifilia pode esperar a sua irmã e pode voltar agora.

 - Mas mãe...

 - Mas mãe nada, pode sentar aqui e esperar ela tomar seu café da manhã.

 Desisto não te como ir contra minha mãe, todos devem achar que meu pai manda na casa, mas é bem ao contrario é minha mãe, manda até mesmo no meu pai, sempre que ela fala ele não faz nada, só obedece, espero ser assim também com o meu marido. Volto para a mesa e me sento e fico apenas olhando para eles enquanto eles tomavam café.

 Se passaram cinco minutos e Mavis finalmente havia acabado de tomar o seu café, ela se levanta calmamente da mesa e eu me levanto junto com ela, ambas pegamos no mochila e nos dirigimos em direção a porta, quando estávamos saindo meus pais falam juntos:

 - Juízo vocês duas.

 - Juízo eu tenho, já a Lucynda eu não sei.

 Ela solta uma risadinha quando diz, eu apenas fico brava com ela por ter me chamado de Lucynda e respondo:

 - Lucynda? Você sabe muito bem que eu odeio esse apelido e vamos logo engraçadinha.

 Nós duas passamos pela porta e fomos em direção ao meu carro, entro nele e Mavis se senta junto comigo no banco da frente e juntas vamos para escola.

~/~/~

 Depois de uns 17 minutos finalmente chegamos a escola, o nome dela é Fairy Tail e não me pergunte porque se chama isso que eu não sei. Estaciono meu carro em uma das vagas e procuro minhas amigas. Saio do carro e vejo que as duas estão encostadas no carro delas, tranco meu carro e vou seguindo em direção a elas, Mavis vai a procura de suas outras amigas.

 Assim que chego perto delas, pego e aperto os peitos de Juvia por trás( sim, nós temos intimidade para fazer isso uma com a outra), ela se virá assustada e nervosa para mim, logo ela diz:

 - Lucy Heartifilia por que você fez isso comigo e não com a Levy?

 - Eu ia apertar o que na Levy?

 Quando digo isso minha smurf chamada Levy, lança um olhar mortal para mim e eu continuo a falar:

 - Calma Levy, foi só uma brincadeira. Mas e ai meninas preparadas para mais um ano na escola?

 - Eu não obrigada, estou com saudades de Nova Iorque, mesmo ela sendo uma bagunça era maravilhosa as lojas de lá.

 - Olha eu amei muito Londres, mas deve confessar que a escola é a minha fascinação e eu estava louca para poder voltar para cá esse ano, vocês sabem eu amo estudar né?

 Quem disse isso foi Levy e essa é uma coisa que ninguém pode negar, ela ama estudar, de nós quatro, isso mesmo quatro porque está faltando ainda uma garota no nosso bando, ela é a que mais ama estudar e ela quer ser uma diretora de uma escola futuramente, mesmo sendo rica.

 Devo dizer que acho estranho isso, mas nenhuma de nós é uma patricinha mimada, a que chega mais próximo disso é a Juvia, de resto nós apenas nos consideramos adolescentes normais. Eu nunca fui um pessoa de querer esbanjar muito o meu dinheiro.

 - Mas e ai Lucy como está você e o Sting? Amo vocês dois juntos sabia?

 Juvia pergunta para mim e eu apenas dou uma risadinha e logo em seguida respondo a pergunta dela:

 - Olha eu sinceramente não sei, sabe eu gosto muito do Sting, mas nessas férias a gente ficou tão distante que eu não sei mais o que fazer, bom mas nada que uma boa conversa não resolva não é gente?

 - Concordo Lu - chan, você e o Sting já estão juntos a tanto tempo que eu ainda não sei como você ainda não contou para o seu pai, você sabe que uma hora ele vai descobrir né?

 Levy pergunta para mim e eu tinha que concordar com ela, eu e Sting já namoramos a um tempinho e meus pais ainda nem sabiam da existência dele, na verdade eles sabiam da existência dele como meu amigo e não como namorado.

 - Sim eu ainda tenho que contar, mas eu tenho muito medo da reação do meu pai sabe, vai que ele não gosta do Sting e essas coisas, mesmo ele sendo muito legal e se depender da Mavis um dia ele vai ficar sabendo, aquela garota é fofoqueira demais.

 - Olha Lu, ela é exatamente a você no passado, você era exatamente assim, uma pessoa que saia espalhando os segredos dos outros em troca de favores e ...

 Naquele momento em que Juvia falou aquelas coisas para mim meu sangue ferveu, aquele era um passado meu que eu odiava, mas eu mudei muito. Levy dá um beliscão nela e nesse momento Juvia finalmente caiu na real, mas isso não me impediu de começar a gritar com ela.

 - Olha aqui Juvia, você acha que eu não me arrependo pelo meu passado? Se eu pudesse voltar no tempo eu nunca mais seria aquela Lucy Heartifilia, eu não preciso de ninguém que fique jogando na minha cara essas coisas e que fiquem me julgando pelo o meu maior pecado Juvia, eu já me arrependi.

 Meus olhos já estavam lacrimejando e eu sabia que ia chorar a qualquer momento, isso era uma das coisas que eu mais odiava, chorar, principalmente na frente dos outros. Juvia fica sem reação ao ouvir minhas palavras, eu sabia que ela estava arrependida, eu podia ver isso nos seus olhos mas mesmo assim, eu não queria falar com ela não agora.

 Então saio correndo de perto das duas, nesse momento eu só queria uma coisa que era isolamento, corri o mais longe que pude, mas aos poucos para não chamar a atenção dos outros, tudo que eu não queria naquele momento era chamar a atenção deles.

 Corro até um corredor onde estava vazio e então entro na primeira sala que encontro, as luzes estavam apagadas então pude acreditar que não tinha ninguém nela. Assim que entro nela fecho a porta rapidamente e desço calmamente até o chão, encostada na parede me sento no chão e nesse momento minhas lágrimas começam a sair, estava chorando descontroladamente e naquele momento eu só queria sumir do mundo, mas isso era algo que eu não podia fazer no momento.

 Eu sinceramente acreditava que estava sozinha naquela sala mas isso muda quando eu percebo uma mão tocar o meu ombro, levanto meus olhos assustada afim de querer saber quem era que estava ali e me vendo chorar. Mas nesses momento penso em como essa pessoa entrou aqui? A porta não fora aberta em nenhum momento e então isso só podia significar que ele já estava aqui dentro comigo esse tempo todo.

 - Você está bem?

 A tal pessoa pergunta para mim, então finalmente tenho coragem de olhar na cara dela e vejo que era um homem, um homem de cabelos rosas e ele não era um garoto da minha idade não, aparentava ser mais velho e maduro, mas nele mesmo o que me chamou atenção foram os cabelos estranhamente rosas.

 Mas agora eu me pergunto. Quem é ele?


Notas Finais


Essa historia por enquanto vai ser atualizada uma vez por semana, então próximo cap vem no dia: 02/12
Espero que tenham gostado e até a próxima sexta, lá eu vou explicar um pouco mais da historia para vcs.
Bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...