História Our hearts are like firestones - - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 92
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mil desculpas por demorar desse jeito ! Meu final de semana foi todo bagunçado porque minha cunhada ficou aqui e eu tive que dar atenção (deixando bem claro que não vou com a cara dela) e estes foram meus três últimos dias de aula. Estou um pouco abalada ainda mas consegui trazer o cap hoje ! Talvez eu poste mais dois mais tarde. Então vamos à leitura !

Capítulo 4 - Capítulo 4


- Com um parceiro igual a você quem não dançaria ? - perguntei e ele me beijou de novo apertando minha bunda.


(Sasuke Uchiha)


Continuamos ali quietinhos até que um cara escandaloso de cabelo cinza chegou.


- Sakura, o que aconteceu aqui ? Preciso de vocês dois no próximo Torneio de Dança do Japão em Dupla (TDJD) ! - ainda estou querendo saber quem é esse cara estranho.


- Não me inscrevi ainda esse ano - disse minha rosada com uma cara de tédio (?).


- Ainda dá tempo, vocês dois são perfeitos juntos ! - os meus tímpanos doeram quando ele gritou, mas tenho que confessar que gostei da ideia. Sorri para Sakura como um ‘sim’ e ela o respondeu.


- Tá, tá. Vê se consegue se controlar, eu eim Hidan - ela deu uma risada gostosa e se despediu dele, fui levar ela para casa mesmo que isso fosse contra a minha vontade.


- Acho que vamos ter que nos ver mais agora - disse e ri malicioso, estou amando a presença de Sakura. E parece que ela entendeu muito bem o sentido da minha frase.


- Vou ter que passar uns tempos na sua casa, tu não sabe muita coisa de dança né ? - ela me perguntou e eu assenti, realmente as únicas coisas que eu estava dando atenção no momento era para fotografia mas eu vou dar um tempo para o concurso.


- Se quiser, vamos hoje. Só pegue as suas coisas - eu disse e ela assentiu.


- Tenho muita coisa pra te ensinar Uchiha - ela me disse pensativa e eu já pensei em uma resposta daquelas.



- Eu também - ela me olhou e eu estava novamente dando o meu típico sorriso malicioso.


Esperei ela do lado de fora de casa e em uns 10 minutos ela saiu com umas malas, jogou elas no banco de trás e eu saí com o carro.


- Temos que fazer um cronograma para não ficar tudo enrolado - ela disse e eu gostei da ideia, odeio bagunças mas teria que sobrar tempo para nós transarmos né.


- Certo, desde que tenhamos tempo para transar está ótimo - ela riu alto e seguimos para o meu apartamento.


Estávamos conversando normalmente até que o telefone de Sakura tocou.


- Alô - ela falou e durante a conversa olhava para mim fazendo caras e bocas.


- Pera, pera, pera, me explica isso direito - arqueei a sobrancelha enquanto ela me olhava.


- ….UM HOMEM, AQUELE FILHO DA PUTA ME TRAIU COM UM HOMEM. SE ERA GAY VIRASSE MEU AMIGO NÃO ME PEDISSE EM NAMORO FILHO DA PUTA - não aguentei e comecei a rir alto, como um cara pode trair a namorada com outro, não tenho nada contra mas essa foi realmente boa.


- Vem pro endereço que vou te mandar - ela desligou o telefone e foi para o Whatsapp, mandou a mensagem e eu ainda estava com a pulga atrás da orelha.


- Uma amiga ? - perguntei ainda rindo e ela assentiu-  sério que o namorado dela traiu ela com um homem ? Meu Deus ! - não consegui segurar e ri de novo mas eu parei quando Sakura me deu um puta tapa que provavelmente me deixou vermelho.


- Quando ela chegar não ri dela e, ah droga ! - ela xingou e eu fiquei sem entender - Ino é superprotetora demais, ela vai querer que você me peça em namoro em uma praia com um bispo - ela me falou e eu ri de novo, tenho que pensar em uma ótima maneira de fazer o pedido.


- Acredito que quando te pedir em namoro vai ser bem melhor do que uma praia e um bispo - soltei enquanto ria ainda. O elevador chegou e entramos com as malas.


- Ah, onde vou dormir ? - Sakura tão inocente.


- Deitada em cima de mim de preferência sem roupa - falei e ela revirou os olhos - no meu quarto.

Tirei minha camiseta e comecei a fazer o jantar enquanto Sakura arrumava as coisas dela. Ela terminou e veio para a cozinha, ficou me secando por um tempo até que a campainha tocou.


- …. Sasukeeee tem visita - ouvi ela gritar e coloquei a panela de lado indo atender.


- O que quer palito de fósforo ? - falei cumprimentando Gaara, realmente considero meus amigos como irmãos. Vivíamos um na casa do outro.


- Acabei de lembrar que não sei fazer comida e quero jantar aqui - ele disse com a maior cara de pau do mundo.


- Entra aí vai - disse e fechei a porta depois de ele entrar.


- Sakura esse é Gaara, ele trabalha comigo e estava no dia da sessão de fotos, lembra ? - ela fez uma cara engraçada mas acho que lembrou dele - Gaara essa é Sakura - eles se cumprimentaram normalmente.

- É um prazer Gaara - disse sorrindo.


- O prazer é meu gatinha - fechei a cara na hora, meu esfolar esse palito de fósforo e é agora. A campainha tocou e eu aproveitei.


- Não toca nela - falei seco e Gaara pareceu assustado.


- Tá, tá, não precisa me esmurrar por isso - ele disse e revirou os olhos.


Vi minha Sakura chegar na sala com uma loira de olhos azuis que parecia meio abatida. Elas vieram para a cozinha e Sakura me apresentou ela.


- Ino esses são Sasuke e Gaara - cumprimentei ela normalmente igual a Gaara que estava secando a moça até o último fio de cabelo, sem vergonha.


As meninas foram para sala e percebi quando a loira tirou uma aliança e estava chorando.


- Ela está realmente mal - Gaara disse e eu assenti com pena - uma gata dessas não merece sofrer - foi uma das primeiras vezes que ouvi Gaara falar assim de uma menina. Sorri feliz e a loira foi para o banheiro enquanto Sakura veio para a cozinha.


- Vem cá Saky, posso te chamar assim ? - Gaara perguntou para ela e fiquei animado em saber que meu amigos está se dando bem com minha futura namorada - sua amiga tá solteira ? - ele perguntou animado e Sakura sorriu


- Se for pra você usar e jogar fora depois, não. Mas se tu quiser cuidar dela, está super disponível ! - sorri com as palavras dela e Gaara foi se sentar no sofá. Quando Ino estava chegando ela pulou em mim e começou a me beijar e quando eles começaram ela me soltou mas eu já estava bem animadinho, é hoje que eu deixo Sakura sem andar.

Notas Finais


Espero que tenham gostado ! Queria agradecer aos favoritos e aos comentários ! Sempre me deixa muito feliz ver que estão gostando e que a fic está dando retorno.
Se gostaram deixem um kokoro ou um comment que, como eu disse ali em cima, sempre me deixa muito feliz e até o próximo cap ! Beijinhos da Coruja


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...