História Our Kids. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Arctic Monkeys, Fall Out Boy, Panic! At The Disco, Twenty One Pilots
Personagens Alex Turner, Brendon Urie, Dallon Weekes, Josh Dun, Patrick Stump, Personagens Originais, Pete Wentz, Ryan Ross, Tyler Joseph
Tags Brendon Urie, Debby Ryan, Josh Dun, Joshler, Twenty One Pilots, Tyler Joseph, Yaoi
Visualizações 37
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


☪ oiii, volteei desenterrando oh, ms believer para vocees ☪
☪ fiquem com o cap e desculpem qualquer erro ♥ ☪

Capítulo 2 - I will tell you, I love you.


Fanfic / Fanfiction Our Kids. - Capítulo 2 - I will tell you, I love you.

"O-O que?" Josh havia entendido sonoramente bem. Só imaginava que agora Tyler estava completamente louco.

"Um filho, Josh. Qual o problema?" A voz do menor soava com tranquilidade e calma, afinal, qual era o problema?

"Olha, Ty, não importa quantas vezes eu... com você mas, nenhum de nós ficaríamos 'grávidos'." Josh recebeu um soco de Tyler deixando escapar um grunhido.

“Adotar, Joshua, eu quero adotar um filho.” Tyler balançava a cabeça em negação.

“Ahh, sim.” Tyler riu ao ver o quanto o namorado – logo, marido – era pervertido.

“E então? O que acha?” Josh engoliu um seco com a pergunta.

“A-Ah...Bom, isso seria bom, Ty.” Josh brincava com seus dedos.

“O que foi? Está tudo bem?” Tyler colocou a mão sob o ombro do colorido marca-texto.

“Estou bem, Ty, mas... Eu não sei. Eu tenho medo. Só acho que...” Josh cortou sua própria fala ao girar o moreno baixinho com os olhos marejados.

“V-Você não quer ter uma família c-comigo, não é? Só está comigo p-por causa do dinheiro da meus pais? Pois eles não é são tão ricos assim, m-muito menos e-eu.” Tyler soluçava, oh, era tão frágil como porcelana.

Tyler era sensível e se machucava emocionalmente muito fácil. Ele é o que as pessoas chamariam de 'a mulher da relação', mas se tivesse uma mulher na relação, Josh e/ou Tyler estariam namorando com uma, certo? Era como Tyler pensava defensivamente.

“Ah, Tyler.” Josh estava sentando em posição de índio, com Tyler entre o espaço de suas pernas cruzadas, apertando fortemente o pescoço do maior e ensopando sua camiseta. Josh enroscava os braços na cintura do pequeno choradeiro “Ty, eu te amo tanto, meu amor. Te amo tanto, tanto, tanto. Nós vamos ter uma filha, uma linda garotinha. E logo, você se chamará Tyler Robert Dun, ok?” Josh acariciava os cabelos castanho-escuro do menor, deixando-o escapar um sorriso com o comentário anterior.

“Você promete, Jishwa?” O maior estremeceu com o apelido e murmurou um 'eu juro' depositando um beijo na testa de Tyler. “Sabe? Eu adorei esse anel.” Tyler sorriu observando o objeto dourado e circular, com os cinco dedos da sua mão direita separados para ter uma visão chamativa de seu dedo anelar, onde o anel estava depositado, também, no mesmo lugar na mão direita de Josh.

“Eu te amo.” Josh disse antes de selar seus lábios e beijar cada centímetro do rosto de Tyler cautelosamente, até o pequeno cair no sono. Ele estava cansado ultimamente, vem dando tudo de si. Josh se sentia tão sortudo por ter Tyler somente para ele; Tyler se sentia tão sortudo por ter Josh somente para si.

                          ☪

O casal estava em seu quarto, tarde da noite, na metade do sétimo filme sobre comédia romântica que assistiam. As pálpebras de Tyler já pesavam, mas Josh conseguiria assistir mais um filme.

“Amor, antes que eu caía no sono de novo, eu queria me desculpar pelo escândalo que eu dei hoje cedo, tudo bem?” Tyler se sentia pesado e culpado, ele sentia ter colocado pressão em Josh.

“Escândalo? Não foi nenhum escândalo, anjinho.’’ Agora, Josh

“Escândalo? Anjinho, não foi nenhum escândalo. Você só fez um pedido, você só pediu minha permissão.” Agora Josh enrolava Tyler com os braços embaixo dos cobertores. “Eu te amo e eu quero ter uma família com você, eu vou casar com você. Vamos comprar uma casa maior e deixar nossos filhos correndo para todos os lados.” Tyler permitiu os olhos marejarem, mas dessa vez, de felicidade. “Vamos ser felizes para sempre.”

“Como você consegue?” Tyler tinha dificuldade em manter os olhos abertos.

“Consigo o que?” Josh acariciava os cabelos do moreno, deixando as ondas de seu sono pesado baterem carinhosamente em sua cabeça, fazendo suas pálpebras pesar toneladas.

“Queria entender como consegue ser tão bom em tudo. Ah, Josh, você só me faz bem.” Tyler foi interrompido por um longo bocejo. “V-Você é tão lindo, tããão perfeitinho, meu amor. Eu te amo muito... Você deve ser meu anjo.” Foi a última frase de Tyler antes de capotar e talvez acordar umas duas horas da tarde no dia seguinte.

“Eu também te amo muito, meu príncipe.” Antes de desligar o aparelho de DVD e a televisão, depositou um beijo na testa do seu amado. Ao retornar á cama, ajeitou-se na mesma e abraçou Tyler fortemente, como se ele pudesse fugir de lá. Adormeceu um pouco depois, com a voz do homem ao seu lado em sua mente: “Você deve ser meu anjo.”

Talvez Josh fosse mesmo o anjo de Tyler; era o príncipe encantado também.



Notas Finais


❇ twitter: @lanepolarizw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...