História Our Life Our Way - Capítulo 67


Escrita por: ~ e ~IAMTheWarrior

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, One Direction, Your Life Your Way, Zayn Malik
Exibições 30
Palavras 1.136
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 67 - Have You Begging To Think In The Name?


"Todos nós temos nossa própria gurra particular" - Tumblr

...No capítulo anterior

Ele sempre vai estar comigo, e sempre vai ter uma parte no meu coração, o meu primeiro amor e o primeiro a tocar meu coração.

-Camila? - toco o ombro dela. - Nenhuma lágrima que derramarmos vai ajudar ele, ele precisa seguir, mas sempre vai estar com a gente - ela limpa a lágrima.

Permanece no chão e eu me levanto. Theo sai e eu ofereço a mão pra ela. Ela sabe tudo que está na minha cabeça neste momento, e assim como em toda morte nos precisamos de alguem para nos apoiar nos vamos precisar uma da outra não só para superar a morte deles, mas tambem para superar todos os nossos traumas.

Nos saimos praticamente uma apoiada na outra enquanto Theo aguarda com a porta do carro aberta. O caminho até o condominio é silencioso e assim que o carro para estamos na porta da vó da Camila.

-Ela pediu para vocês virem almoçar aqui - ele vira a cabeça e encara Camila - Todos vocês

Camila olha pra casa tentando decidir se sai do carro e Theo sai abrindo a porta dela. Ele oferece a mão e depois de uns minutos ela aceita. Desço do carro atras dela a arrastando em direção a porta e antes que eu toque a campainha a porta se abre revelando dona Celly

Depois de seis anos esta é a primeira vez em que as duas estão se olhando.

Continuando...

Cams on

Ela se afasta da porta permitindo que nos entremos mas não fala uma palavra. Quando entro vejo Giulia brincando com Claire. Deus eu vi essa menina nascer e ela já está com cinco anos. Harry olha as duas pronto pra a qualquer momento pegar nossa filha. Liam está entretido olhando com a Sophy as fotos da casa.

Minha vó passa direto pra cozinha e eu controlo meu impulso de ir atras.

-Vai Cams

-Ela nem me deu "oi", conheço ela o suficiente pra saber que estamos aqui porque ela queria conhecer a bisneta - falo em um suspiro.

-Ela vai aceitar o que aconteceu, quando as coisas acontecem nos precisamos culpar alguem, é algo natural do ser humano, sei que ja foram seis anos, mas ela vai aceitar - ela sorri de canto e anda até o Liam.

Martin diria exatamente isso, agora em vez de dois conselheiros eu tenho uma e que é mãe -e eu só acho - que mães dão os conselhos que nos ficamos mal por não ter feito antes.

Depois de uns minutos minha vó nos chama para o almoço e nós nos acomodamos na mesa e pego Claire sentando no sofá. Minha pequena cresce cada segundo mais e eu vou me arrepender o resto da vida por ter perdido quase dois meses da vida dela.

Depois de amamentar Claire que dorme no meu colo eu a deito no sofá pegando varias almofadas e colocando ao redor dela. Quando minha filha está segura me levanto e vou pra mesa.

-Mila sabia que o Thiago ficou falando que a Gê levou ele pra Londres e que vocês dois ficaram passeando? Eu tambem quero Mila - Giulia cruza os braços

Sorrio pra ela.

-Giu, vou falar com seu pai pra quando a Claire fazer um aninho vocês irem pra lá, o que acha? - a olho

-Ebaaa - sorri

-Já volto - Gê deixa a Sophy com Liam e levanta

Minha vó sorri de canto e nos voltamos a comer. Olho pra sala apenas para verificar que minha filha ainda está lá e Gê volta a mesa pegando Sophy de volta. O silêncio nunca foi uma caracteristica dos almoços nessa casa e se está assim é porque eu estou aqui.

-Então Georgia - minha vó chama e eu olho

Depois de seis anos ela vai mesmo ficar falando com a Gê em vez da neta dela que está aqui?

-Já começou a pensar em nomes? - ele nunca fala em ingles mas teve esse prazer para ver a reação dos meninos, do Liam pra er mais especifica.

Olho pra Gê e em seguida olho minha vó.

-Que? - Gê a olha.

-Oras, vai falar que não sabia? - Ela ri

-Não, eu não estou - Gê fala encarando minha vó.

-Está -fala simples.

-Do que vocês estão falado? - Liam as olha.

-Está preparado para ser pai rapaz? - Minha vó o encara.

Harry sorri de canto olhando a cena, eu seguro minha vontade de rir da cara da Gê que parece estar contando mentalmente e Liam encara a Gê formando um sorriso.

- Parabens Minnie - Harry é o primeiro a falar e sorri

Gê tampa a boca já sabendo que minha vó esta certa e Liam sorri como um idiota a beijando. Os olhos da Gê exibem duas coisas: felicidade e medo.

Droga, já sei até o que é.

-Eca- Giu fala e nos rimos

Graças a isso minha vó fica um pouco mais redutível e fala um pouco comigo enquanto terminamos o almoço. Cerca de uma hora depois saimos em direção a casa da Gê e quando passamos pela porta dou uma desculpa a arrastando pra parte de trás da casa.

-Gê - ela me olha enquanto colocamos apenas as pernas na piscina.

-Cams - ela suspira olhando pra água - eu não to com medo de estar grávida..

-Eu sei qual é seu medo Gê - a corto.

-E se essa porra fazer mal pra essa criança? Camila eu posso tentar esquecer o que aconteceu lá mas se isso atingir meu filho eu vou me sentir culpada por...

-Georgia, você não pediu para estar lá, a Pietra é uma louca, você não devia se culpar, ela justificou o que estava fazendo comigo com uma ideia de um amor não correspondido, você fez o que? Ficou com o Tomas? Porra não é sua culpa, até porque se dependesse de você ele se quer teria sabido que você gostava dele, e se vocês ficaram juntos foi porque os dois quiseram, se você falar que a Pietra tinha razão em fazer isso eu juro que ja começo minha lista de surras pra te dar quando essa criança nascer, fazem quase três meses, não é como se fosse muito tempo mas se fosse acontecer algo com a gente por causa dessa injeção já teria acontecido, querendo ou não os meninos terem quase nos obrigado a fazer um zilhão de exames é bom, a gente viu que não teve nada, não vai agora que você está gravida que vai dar alguma coisa, essa criança vai nascer bem e você vai parar de preocupações, você falou isso metade da minha gravidez e agora é a sua vez de fazer isso.

Continua....

Gê tá grávida #BabyPayne

Próximo capitulo fofissimo haahahha

Até terça amores <3



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...