História Our Little Surprise - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Ravi
Tags Abo, Gravidez, Hyuken, Leobin, Navi, Romance, Vixx
Exibições 36
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Está é uma fanfic ABO ( Alfa, Beta, Ômega). Se não é um assunto que te agrade, não leia.

A fanfic não começará a ser postada agora, porque meu celular quebrou e não ando podendo escrever.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Our Little Surprise - Capítulo 1 - Prólogo

A primeira coisa que Leo vê ao abrir os olhos, são os cabelos escuros de Hongbin espalhados no travesseiro ao seu lado.

Num movimento involuntário olha para baixo, logo constatando que está sem roupas, tal como o homem resonando ao seu lado parece estar.

Leva as mãos aos cabelos, em sinal de frustração. Sua cabeça dói, mas nada se compara a dor que sente no corpo. E é nesse exato momento que flashs da noite passada passam a rondar sua mente.

Hongbin beijando-o, suas roupas voando de seus corpos, o gosto de Hongbin em sua boca, os gemido finos que escapavam cada vez mais alto de sua boca, seus corpos suados movendo-se em sincronia absoluta.

"Eu transei com o Hongbin?" Leo suspira ao se levantar e catar suas roupas no chão, vestindo-as em seguida, e logo saindo do quarto.

Hongbin sente o sol bater em seu rosto e uma leve brisa gélida tocar sua pele, e é essa combinação de fatores que faz com que o homem abra os olhos. Senta-se rapidamente ao notar que está nu. Sua cabeça está um borrão, sua mente fervia, e sobretudo, seu corpo inteiro doía.

Olha ao redor do quarto e confirma que certamente está em um dos quartos da vasta casa de Hyuk e Ken. Irritado por não lembrar de nada, levanta-se apressadamente da grandiosa cama, arrependendo-se logo em seguida ao sentir seu interior se reprimir dolorosamente.

" Que porra eu fiz? Eu transei com alguém?" sussurra ao caminhar em direção ao banheiro.

Já dentro do box, parado em frente à um espelho mediano, observa seu corpo e constata todas as marcas arroxeadas presentes ali. Seu pescoço, clavícula, barriga e coxas estão totalmente marcados.

Abre o registro usando força demais no que as lembranças o atingem. Ele havia transando naquele box na noite anterior, e logo após, haviam partido para a cama, onde transaram mais algumas vezes.

Ele rapidamente se recorda da testa suada colada a sua, das mãos grandes percorrendo seu corpo, da boca cheinha mordiscando sua pele e dizendo o quanto esperou por aquilo. Ele se recordava do cheiro que produziram juntos, de todo o suor que havia sido lavado pelas águas vindas do chuveiro, do sabor, dos toques, das carícias, de tudo. Ele havia transando com seu melhor amigo.

O ômega não entendia o que estava acontecendo. Seu cio havia passado há uma semana, e ele nunca fica com ninguém logo depois dos cios. Frustrado, lentamente vai para debaixo do chuveiro, deixando a água quente adormecer seus sentidos.

Hyuk e Ken como sempre estavam aos beijos na cozinha. Hongbin queria partir de fininho, mas antes precisava saber o que tinha acontecido. Sorrateiramente penetra a cozinha, achando que havia passado despercebido, o que não aconteceu.

"Bom dia, Binnie." Ken saúda o homem rindo ladino.

"Bom dia." responde.

"Como está se sentindo?" Hyuk questiona.

"Dolorido." suspira. Ele queria se sentar a mesa que seus amigos tomavam café, mas a dor e o desconforto não deixavam.

"Também, não é? Todo mundo sabe que o Leo é super dotado. Eu diria uns 22 centímetros no mínimo." Ken estava se divertindo com a situação do amigo.

As bochechas de Hongbin estavam vermelhas. Altamente vermelhas. Ele estava com muita vergonha. Todos ali sabiam? Se questionava.

"Como você sabe?"

"O quarto em que vocês estavam, divide parede com o nosso. Então, nós fomos obrigados a ouvir seus gemidos escandalosos." diz Ken.

"Meus gemidos não são escândalos". Se defende.

"Ah..! Isso! Me fode Leo! Assim! Bem assim..!"

Ken gritava a plenos pulmões, arrancando gargalhadas do marido, enquanto Hongbin ficava ainda mais vermelho.

"Tá! Tá! Já entendi! " suspira cansado. "Você parece uma criança." bufa.

"Querido, crianças não são o ativo da relação, e eu sou!" solta um gritando no final da frase, batendo palmas logo em seguida.

"Quantos anos você tem?" pergunta Hongbin irônico.

"Doze!" grita o homem, fazendo a sua melhor imitação de bebê.

"Desisto de vocês. " Hongbin estava ficando irritado com as criancices do amigo, mas havia algo que queria perguntar. " Onde está Leo?"

Os homens a sua frente que até então sorriam, rapidamente fecham seus sorrisos. Aquilo não era bom sinal.

"Ele foi embora. Ele disse que tinha uma reunião importante em Londres, e precisa ir." explica Hyuk, se arrependendo no que o pequeno sorriso de Hongbin se desmancha.

"Ah.." diz tentando não parecer tão decepcionado. "Reuniões são muito importantes. Preciso ir". E antes que os amigos possam dizer algo, ele já caminha em direção a porta principal.

Ele havia ido embora. Ele simplesmente foi embora depois de tudo. Ele nem se despediu, não conversou com ele, nem tentou explicar. Ele nem ao menos havia deixado um cartão ou um pedaço de papel. Nada. Ele simplesmente tinha ido embora.

Na semana decorrente, Hongbin ligou para Leo três vezes por dia, e sempre caia na caixa, até que no final dessa semana, ele percebeu que Leo havia bloqueado seu número. Hongbin se sentia traído e usado, mas não é como se pudesse mudar algo. Ele lembrava perfeitamente de como havia sido a noite que tivera, e na sua opinião, não poderia ter escolhido outra noite para perder sua virgindade.






Notas Finais


Espero que tenham gostado. Não sei quando volto. Beijos de luz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...