História Our lives Taekook vkook - Capítulo 37


Escrita por: ~

Exibições 86
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Já faz um tempinho né???
Disgurpa ;--;
Naum me deixem

Capítulo 37 - Capítulo XXXVII


Fanfic / Fanfiction Our lives Taekook vkook - Capítulo 37 - Capítulo XXXVII


Sandara, Chae, JiYong e Seung estavam ainda no quarto deitados olhando para o teto.
- Já são duas horas da tarde. Não vamos levantar? Eu estou com fome.
Sandara reclamava enquanto abraçava sua namorada e cutucava JiYong com seu pé.
SeungHyun pareceu ter levado um choque quando Dara disse "Já são duas horas da tarde".
- Droga!
Ele se levantou o mais rápido que pôde.
- Eu preciso ir buscar a Yoona.
Ele colocou os sapatos as pressas, já que havia dormido vestido não precisava de muito luxo para se arrumar.
- Quer que vamos com você?
ChaeRin perguntou e ele negou com a cabeça.
- A gente se fala depois. Tchau!
Ele deu um beijo na testa de Chae, na bochecha de Dara e um selinho acidental em JiYong.
- Tcha-u.
Ele saiu correndo pela vergonha de ter beijado JiYong mas voltou logo em seguida para dentro do quarto.
- Eu esqueci minhas chaves.
Ele pegou as chaves em cima do criado mudo e mais uma vez correu em direção a porta.
- Tchau.
Depois dele sair do quarto JiYong fitou Sandara.
- Uau!

╥﹏╥ ╥﹏╥ ╥﹏╥ ╥﹏╥ ╥﹏╥ ╥﹏╥

Depois de Tae e Kook largarem Jiminie em sua casa, eles voltaram junto com a pequena Yoona até a casa de JungKook.
- Eu quero ver meu irmão.
Yoona se sentou no sofá com um ar de tristeza.
- Ele disse que viria me buscar meio-dia, mas ele esqueceu de mim. De novo.
Yoona cruzou os braços e fez uma cara de choro.
TaeHyung se sentou ao lado da pequena garotinha que estava prestes a chorar.
- Como assim "de novo"?
- Quando nós jogamos futebol na escola eu desmaiei por falta de ar. Ligaram para o meu irmão e ele foi correndo até a escola e me levou para o hospital.- Tae estava vidrado acompanhado a história da menina- O médico disse que eu teria que ficar de repouso e só poderia voltar para casa no dia seguinte e depois de ouvir isso eu apaguei completamente. Quando eu acordei no dia seguinte a enfermeira disse que meu irmão iria me buscar às duas da tarde, mas ele não foi. Ele foi me buscar as dez horas da noite. Eu chorei muito naquele dia.
Ela dizia isso com um pouco de tristeza e ódio carregados em suas palavrinhas inocentes.
A relação de SeungHyun com Yoona era uma das piores que já pôde existir.
Eles mal conversam e Yoona acha que isso é porque Seung a culpa pela morte de seus pais ou até mesmo por causa de suas alergias.
Os pais de Yoona e Seung foram assassinados na véspera do seu aniversário de casamento, e Yoona se sente culpada porque ela estava junto com os dois no dia apesar de não se lembrar do que aconteceu.
Ela levou uma pancada na cabeça e vários chutes de algumas pessoas, desmaiou e quando acordou estava no hospital chamando por seus pais.
Ela nunca entendeu o porquê, ninguém nunca entendeu.
Ninguém sabe o  porquê daquela violência gratuita, mas ela sabe o quanto doeu, não os chutes que ela havia levado, mas a dor de ver quem você ama bem na sua frente e ser incapaz de fazer qualquer coisa para impedir.
Mas de qualquer jeito, Yoona não poderia ter feito nada, ela tinha apenas cinco anos de idade quando isso aconteceu, e hoje ela não se lembra de mais nada.
Ela fechou essas memórias e simplesmente as esqueceu, aceitando o que todos diziam para que ela não se lembrasse da cena horrível de sua mãe implorando para que não a machucassem enquanto apontavam uma arma para sua cabeça.
Ela acredita que sua mãe e seu pai morreram em um acidente de carro, isso depois de ter feito varias consultas e tratamentos com psicólogos,e ter tomado altas doses de metirapona.


Notas Finais


Eu to mal, mas to bem 👍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...