História Our Love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 1.243
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amores,
Aqui estou eu.
Não esqueçam de comentar gnt é sério!?
Boa leitura.

Capítulo 8 - Prometa que sempre ficará comigo?


Fanfic / Fanfiction Our Love - Capítulo 8 - Prometa que sempre ficará comigo?

Alice on

Não estava acreditando precisava vê-lo. A Bia dirigiu até o hospital no qual eu entrei que nem uma louca. Fui até o balcão.

-Moça,preciso ver o paciente Caique Gama.-Falo chorando.

-Só familiares entram.-Ela fala com uma voz enjoada.

-Sou irmã dele.-Falo firme.

-Indentidade.-Ela diz.

Pego a Indentidade na minha bolsa e entrego para ela.

-A direita no corredor,quarto 4. Ela está junto?-Aponta para a Bia.

-Sim ela é minha cunhada.-Falo.

-Ok.-Ela diz.

Eu e a Bia corremos até o quarto. Ao chegar lá vejo um Policial conversando com o Caique.

-Com licença.-Falo nervosa.

-Sim?-O policial vira.

-Eu sou irmã dele.-Falo entrando.

-Ah claro, sendo assim vou indo.-Ele diz e sai.

-Meu Deus! -Digo ao ver o Caique.

Ele estava com os braços arranjados, um corte com ponto no super-cílio. E eu novamente choro desesperada.

-O meus amores!-Ele diz sorrindo.-Eu estou bem.

-Ah Claro!-Bia diz.-Eu não veria ter deixado vc ir!

-A culpa não foi sua,foi do playboy!-Ele falo com nojo.

-Como o Paulo está?-Pergunto.

-Ele está...Ele está bem mal.-Caique diz.

-Bom eu vou ficar lá fora pra receber as notícias dele.-Falo.-Daqui a pouco volto.

-Ok!-Bia diz.

Vou até a recepção,estava acabada eu sentia isso. Não queria ficar um minuto se quer longe da sala de espera, e eu precisava logo de uma notícia,precisava de respostas.

-A-Alice!-Ouso a voz trêmula de Alex.

-Oi.-Digo com um sorriso fraco e me levantando.

-O que faz aqui?-Ele pergunta.

-O Caique ele sofreu um acidente.-Falo- Ele e o Paulo.

-O Caique... Ele estava no carro?-Ele pergunta pálido.

-Sim. Mais como vc sabe?-Falo e ele fica calado.-COMO VC SABE!?

-Eu que bati no carro.-Ele diz.

Sem o que pensar dou um passo para trás.

-Não sabia que ia acontece isso.EU JURO!-Ele fala.

-Você fez por querer,Alex isso é crime.-Digo.

-Eu estava irritado,o Paulo tirou qualquer chance minha com vc. Só queria o assustar não sabia que ia sair um caminhão na hora.-Ele fala.

-E o que vc tá fazendo aqui? Querendo saber se ele vai morrer pra ter uma chance?-Falo com os olhos cheios de lágrimas.

-Me perdoa, não foi por querer!-Ele se aproxima.

-É claro que foi!-Digo.-Saia daqui antes que eu chame a Polícia.

-Me... perdoa.-Ele fala e sai correndo.

Sento novamente, sem ao menos ter uma reação. Não acredito nisso, provocar um acidente?

-Família de Paulo Castagnoli.-Chega um senhor falando.

Me levanto na hora.

-Sim! Eu sou...- " a pessoa que quer viver com ele" penso.

-A mulher dele,só posso falar com os familiares realmente.-Ele diz.

-Sim! Sou a esposa dele.- Esposa....

-Bem,ele está muito mal,não vou negar. Fizemos uma cirurgia de emergência no pulso dele. O qual está com um ferro exterior. Teve um ferimento na cabeça,tornozelo machucado...-Ele fala com um suspiro.- amanhã faremos uma cirurgia nas costelas, Uma das que quebrou está com risco de perfurar o pulmão.

-A Cirurgia,ela é de risco?-Pergunto.

-Sim,Se a costela retirada da maneira errada. Teremos sérios problemas.-Ele diz.

-Posso ve-lo?-Pergunto.

-Claro,mas ele está dormindo pro conta dos remédios que ele está tomando.-O médico avisa.

-Ok.-Falo e o acompanho até o quarto.

O médico me deixou no quarto. Eu estava no quarto,sozinha olhando para ele.

Ele estava bem machucado,em volta e sua perna havia faixa.O pulso estava ensanguentado. Um corte cama na sobrancelha. Tudo isso me fez chorar. Talvez ele fosse o meu homem,talvez ele me amasse,talvez pudéssemos ter uma família.... todos os talvez me faziam pensar que a vida de quem eu.... AMAVA  estava realmente em risco. E vai por mim, a pior coisa e você não poder fazer nada.

Me sento ao seu lado e seguro sua mão,à mesma que estava com o soro. E olhando para ele quis poder dizer que eu o amava. A minha esperança era que,ele sabendo disso tudo iria ficar bem.

-Amo vc....-Falo baixinho.

Olhava para ele a espera de uma resposta. Nada.

-Amanhã,vc fará uma cirurgia,por favor fique comigo. Eu deixo vc cozinhar aquele arroz e não vou reclamar dele estar queimado,e vou deixar vc me incomodar...-Falo chorando.-Só fica comigo.

Ponho minha cabeça em seu ombro. Bia entra no quarto.

-Oi amiga!-Ela fala.

-Oi.-Digo limpando as lágrimas.

-Como ele está?-Ele pergunta.

-Mal....muito mal!-Falo.

-Vc sabe que foi?-Ela se aproxima.

-Sim, foi o Alex, ele estava aqui e me disse.-Digo com uma mistura de tristeza e irritação.

-Meu pai!-Bianca fala surpresa.

-Eu vou descansar,está tarde. Vc fica com o Caique?-Pergunto.

-Sim, Boa noite amiga.-Ela diz beijando minha cabeça.

-Boa noite, diz pro Caique que eu o amo.-Falo e ela sai.

-Boa noite.-Digo e dou um selinho  seu lábio machucado.

Me incolho na cadeira e adormeço.

Dia seguinte...

-Senhora?-Uma enfermeira me chama.

-Sim?-Falo cossando os olhos.

-Aqui estão os pertences de seu marido.-Ela sorri.

-Obrigada,ele irá para a cirurgia quando?-Pergunto pegando o celular.

-Daqui uma hora.-Ela consulta o relógio.

-Ok.-Falo e ela sai.

Desbloqueio o celular dele e ligo para os seus pais. Que por coincidência já sabiam e estava a caminho. O Nathan me substituiu para que eu pudesse tomar café da manhã.

-Como vc está?-Liv pergunta.

-Cansada.-Digo.

-Vai ficar tudo bem,falei com o médico.-Ela diz.

Liv era médica,qier dizer fazia faculdade de Medicina.

-Ele me disse que era muito arriscado.-Falo.

-Sim é, e ele acordou vamos lá?-Ela diz me abraçando.

-Sim.-Digo.

Subimos até o 3 andar onde ficava o seu quarto. Abro a porta devagar,assim me mostrando ele no celular.

-Serio?! Já no celular?- Brinco.

-Aly!-Ele fala.

-Oi!-Digo me aproximando.

-Minha mãe disse que vc falou com ela.-Ele comenta.

-Ela o mínimo! Até pq o médico a há que eu sou sua esposa.-Falo me sentando na cama.

-Perdi nosso casamento?-Ele fala.

-O pedido de namoro,do de noivado e o casamento.-Falo rindo.

-Que droga.-Ele ri.

-Vc vai fazer uma cirurgia agora.-Falo olhando o relógio.

-Eu sei.-Ele diz em um tom cansado.

-Eu vou te esperar,e espero que vc volte bem.-Digo com as lágrimas  meus olhos.

-Não posso prometer nada,mais se algo acontecer,saiba que eu te a...-Ele Não termina.

-Vamos? Vou o preparar pra cirurgia!-Diz o médico que entra no quarto.

-Sim!-Ele diz.

-Eu ou estar no quarto 4 com meu irmão.-Falo olhando para o médico.

-Ok,Vou dar um tempo para se despedirem.-Ele fala encostando a porta.

Chego perto do ouvido do Paulo e falo.

-Eu amo vc,e sempre vou amar.-Dito isso selo nossos lábios e saio de la.

♡♡♡♡

Estava esperando no quarto do Caique,que já estava se recuperando muito bem.

-Tenho que falar  com nossos pais!-Caique diz.

-Eu ligo.-Falo pegando o celular.-E vc descansa.

-Ok.-Ele sorri.

Ligação on

"Mãe?"

"Oi Alice!"

"Só pra avisar que o Caique está bem melhor!"

"Melhor do que?"

"Ele não contou!?"

"Oque!?"

"Ele e o Paulo sofreram um a acidente,o Mano está muito bem,mais o Paulo está horrível no momento está um uma cirurgia de risco,a Tia Rosângela está aqui."

"MEU DEUS!"

"MÃE CALMA ELE ESTA BEM!"

"Tá mais me avisa qualquer coisa do Paulo!"

"Pode deixar,Amo vc!"

"Tchau!"

Ligação off

-Da próxima vez me avisa que não contou pra ela! Quase matei a velha do coração!-Falo.

-Desculpa!-Ele ri.

Me sentei no sofá,e no mesmo momento a porta de abre revelando o médico e os pais de Paulo.

-Aqui está vc,quis dar a notícia com todos juntos...-Ele fala cansado.

-Sim?-Digo.

-A cirurgia estava correndo muito bem estávamos na metade dela quando por um momento ele teve uma emorragia muito grande e a perda de sangue foi maior que o esperado.-Ele faz uma pausa.-Sinto muito,ele não resistiu....

-NÃO!-Grito.

Alice...

-Não, por favor não!-Digo chorando.

-Alice acorda!-Ouso alguém me chamar.

E por um instante sinto a transição de algo tão real para algo que era apenas um sonho.

Abro meus olhos e vejo que estava chorando,em meio a tudo isso vejo minha amiga e a luz do sol entrando na janela.

-O que ouve?!-Ela diz.

-Não posso falar agora!-Digo me levantando.

-Onde você vai?-Ela fala.

-Pra casa.-Digo.

-Eu levo vc.-Ela fala.

Cheguei em casa e entrei porta adentro,Bia ficou para trás,provável que para fazer um café para quando os meninos acordassem.

Subo as escadas e entro no quarto do Paulo. Ele por outro lado estava sentado na cama mexendo no celular.

-Alice está tudo bem?-Ele pergunta assustado.

Fecho a porta e vou sua direção.

-Vc chorou?-Ele pergunta de novo.

Sento em seu como e faço o beijo,eu precisava disso.

-Me prometa,que nunca vai me deixar...-Digo com nossas testas juntas.

-Prometo.-Ele fala.

-Eu amo vc.-Digo para não só minha surpresa como a dele.

-Eu tbm te amo....


Notas Finais


Então!?!? O que acharam? Cometem!
Erros?ignorem.

Amo vcs beijokas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...