História Our love are timeless. - Capítulo 20


Escrita por: ~ e ~BiebsMendeslove

Postado
Categorias R5
Personagens Ellington Ratliff, Personagens Originais, Riker Lynch, Rocky Lynch, Ross Lynch, Rydel Lynch
Tags Ross Lynch
Exibições 40
Palavras 1.858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA COMENTEM MUITOOOOOOOOOOOOOOOOOOO <3

Capítulo 20 - Letter


Courtney Eaton ON

Acordei no mesmo horário de sempre, tirei o pijama, vesti uma roupa de treino e desci para o saguão.

- Bom dia senhorita Eaton. - alguém me cumprimentou, respondi com um aceno de cabeça.

- Senhorita Eaton, uma carta para você. - a mulher me entregou um envelope.

Abri, era um envelope bonito, na cor creme e o papel era pesadinho, a carta vinha num papel amarelinho, escrito o seguinte:

Ainda não cheguei, mas já quero festa! Venha participar do meu chá de bebê!

Presente: um pacote de fraldas tamanho M.

Data: 16 de Maio.

Horário: 2p.m as 6p.m

Local: Xxxx-Xxxx

Assinado

Niina Smith

Espero que compareça, amiga

Senti a ironia do “amiga”, mas um sorriso maldoso não deixou de escapar pelos meus lábios, se ela acha que me engana com essa farsa, eu vou fingir cair, e na hora certa, colocar todas as cartas na mesa.

Ross está comigo, o amado filhinho dela, agora me ama, todos os fãs gostam de mim, ela era uma Zé Ninguém, sem importância.

Eu e Ross formamos um belo casal, um casal apresentável, de futuro, quase uma Selena Gomez e Justin Bieber, só que uma versão bem melhor.

Guardei o convite no envelope, eu não contaria nada ao Ross, espero que seja tudo surpresa, e quando ela descubra que essa vagabunda está supostamente grávida, jogue na cara dela que eles não transam já tem mais de três meses! Como ela engravidaria? Do vento? Óbvio que não! O traindo é claro! E então eles vão terminar e Ross finalmente irá me amar! Tudo conspira a meu favor.

Pequena Niina, me aguarde, eu vou fazer um belo estrago na sua vidinha.

Mais um sorriso maldoso tomou conta do meu rosto, mas dessa vez, ele era largo.

Niina Smith ON

Me senti bem ao enviar aquele convite a Courtney, espero que ela fique intimidada, só falta ela contar pro Ross e nada sair como planejado.

Respirei fundo e voltei para meu quarto, Rydel estava lá, estirada na cama, com o computador nas pernas.

- Me lembre de nunca mais querer organizar nada? É tão trabalhoso! - ela bufou, soltando os cabelos.

- Vou pagar um dia no spa pra você! Sério, você é um anjo Rydel! - beijei sua bochecha.

- Eu sei queridinha, ou você acha que eu ia aguentar você e a louca da sua irmã como? Só sendo um anjo mesmo.

- Seus irmãos não são, e nos aguentam.

- Por que amam vocês.

- E você não ama não? - levantei uma sobrancelha, ela deu de ombros e voltou a mexer no computador.

- Você e sua irmã são tão parecidas, que até no sexo do bebê copiam uma a outra! - ela mudou de assunto.

- Não podemos escolher! Simplesmente acontece ué!

- Ah nossa sério? Achei que cegonha vinha a te perguntava “querida futura mamãe e querido futuro papai, vocês querem que essa criança seja uma menina ou um menino?”.

- Ia ser legal! - ri.

- Idiota. - ela revirou os olhos. - Ainda não acredito que você foi tão cara de pau em enviar aquele convite para Courtney!

- Fui tão cara de pau quanto ela! Envia um convite para a festa de comemoração das fotos deles? Onde eles vão estar juntos? Agora vou esfregar na cara dela que quem está grávida do Ross sou eu não ela!

- É amiga! Isso aí! Mostra quem manda nessa porra! - comecei a rir histericamente, Rydel falando palavrão? Essa é nova. - Virei palhaça?

- Ah nada não! Continue ai! Vou descansar um pouquinho aqui.

Me deitei ao seu lado e fiquei vendo algumas coisas no celular.

Eu preciso concertar tudo com Ross, senão essa criança vai nascer no meio de uma batalha, eu não vou ter como cuidar dela, precisarei trabalhar, terminar minha faculdade - que eu não poderia mudar novamente, só daqui um ano - cuidar de uma criança, e provavelmente teria que cuidar do Pedro também, por que qualquer juiz em sã consciência, não deixaria o Pedro com Ross, que não tem tempo nem pra respirar - Ok, que eu também não terei... Quer saber? Eu não vou trabalhar com a possibilidade de um dia eu e Ross terminarmos! A gente se ama, já temos um filho - mesmo não sendo do meu sangue - teremos outra filha, vamos nos casar, compramos uma casa juntos em Miami.

Isso não pode simplesmente acabar certo?

- Éguinha do meu coração, vamos tomar um Milk Shake? - perguntei me sentando na cama.

- Niina! - Rydel guinchou. - Nós estamos no inverno queridinha.

- Mas eu só quero um Milk Shake. - fiz bico.

- Niina meu amorzinho, você não pode ficar doente.

- Tá! Mas quando minha filha nascer com cara de Milk Shake, a culpa vai ser toda sua!

- Eu quero muito saber como é uma criança com cara de Milk Shake. - ela riu.

- Besta! - dei risada. - Beleza, algum progresso aí?

- Pouco... Niina, eu estava pensando, seu aniversário está chegando...

- Não Rydel! Nós não vamos fazer nada!

- Por que? A gente podia fazer algo só pra nós...

- Não Delly! Sério. A gente já tem muita coisa na cabeça ok?

- Beleza. - ela fez careta.

- E o show hoje à noite?

- Ah meu Deus! - ela puxou o celular desesperada. - Merda. A gente tem ensaio. Saímos em vinte minutos! Droga. - ela pulou da cama e correu pra tomar um banho e se trocar.

Comecei a rir igual doida, a Delly é toda atrapalhadinha.

Decidi deixar ela se arrumar em paz, desci as escadas correndo, encontrando Lilly e Riker brigando pelo pedaço de um chocolate, Maluh e Rocky estavam deitados no sofá, dormindo e Ryland no celular.

Me sentei ao lado de Ryland, dando uma espiada em seu telefone.

- Falando com muitas garotas?

- Ficou maluca? - ele perguntou rindo. - Claro que não. Estava mexendo no Snap. - ele me mostrou a câmera. - Se ajeita aí vai.

- Pra que?

Ele não respondeu, apenas levantou o celular, ativando os efeitos.

- Qual você quer? - ele me deu o aparelho, para que eu pudesse escolher.

Escolhi o famoso efeito de cachorrinho, e tentei fazer uma cara sexy, igual a Ariana Grande ou Demi fazem.

- Olha, que linda que você ficou nessa foto. - ele sorriu, pegando o aparelho, para digitar alguma legenda.

Ele apenas colocou um emoji de coração e outro da carinha apaixonada.

Dei uma risadinha e peguei o meu próprio celular, vendo a tela toda rachada.

- Tenho que trocar essa coisa. - fiz careta.

- Hello family! - ele levantou o celular, apontando apenas para o seu próprio rosto. - Estão prontos para o show de hoje à noite? Vai ser demais! Espero vocês lá. - ele disse rápido, antes que acabasse os 10 segundos. - E olha quem vai nos acompanhar! - gravou outro vídeo. - A minha cunhada linda, Niina. - ele apontou o celular para mim e se esticou para beijar minha bochecha.

Dei um sorriso tímido e o olhei.

- Obrigada.

- Por que?

- Depois das minhas amigas, você é o único que consegue me fazer rir de verdade. Me faz esquecer um pouco toda essa bagunça.

Ele sorriu e olhou para o celular, postando o vídeo.

- Você sabe se a Rydel já está descendo? Nós vamos acabar nos atrasando.

- Ela estava começando a se arrumar quando desci, ela já deve estar vindo.

Senti meu celular tremer, o puxei do bolso e vi o que era.

Vôo 1286, com destino a Califórnia acabou de pousar. Ver mais detalhes?

- O que aconteceu? - Ryland perguntou tentando olhar meu celular.

- O vôo do Ross acabou de pousar. - larguei o celular no sofá. - Vocês vão se encontrar lá ou ele ainda vai vir pra cá?

- Encontrar lá.

- Ah... - peguei meu celular de novo, colocando na câmera.

Tiramos algumas fotos, mais para passar o tempo mesmo, logo Rocky e Maluh acordaram, Lilly saiu da cozinha xingando, e Riker atrás, explicando alguma coisa e Rydel desceu as escadas, correndo.

- Já podemos ir? - Rydel suspirou, cansada pela corrida.

Me levantei, indo para a porta.

- Lilly, não podemos deixar a Luna com a sua mãe o dia todo!

- Aí que droga Riker! Eu acabei de vir ok? Minha mãe só vai ficar com ela algumas horas. Eu quero muito ir no show!

- Lilith! - Riker disse bravo.

- Tá, quer saber? Eu não to nem aí pra você! Tchau. - ela veio até a porta, e saiu batendo o pé.

- Ela vai ficar muito puta? - Riker me perguntou.

- Com certeza. - sorri como se pedisse desculpas.

- Mas vamos lá, você não acha errado deixar a Luna com a sua mãe? Ela é nossa responsabilidade.

- Sim Riker, mas ela queria muito ir nesse show... Mais tarde eu converso com ela ok?

- Tudo bem. - ele sorriu. - Vamos pessoal?

Saímos em filhinha e em poucos minutos já estávamos no lugar onde seria o show, vi um carro estacionar atrás de nós, ninguém saiu, deve ser alguns seguranças. Sai do carro e fiquei olhando o carro preto atrás, a porta se abriu e eu quase cai no chão.

Abri a boca várias e várias vezes incrédula com a cena que vi, eu não conseguia acreditar na cara de pau dos dois.

- Niina... - Rydel parou de falar assim que colocou os olhos na cena junto comigo.

- QUE PALHAÇADA É ESSA ROSS? - ouvi Rocky gritar.

- Oi pra vocês também. - ele se aproximou cabisbaixo e falando realmente baixo.

- O que essa garota está fazendo aqui? - Riker perguntou baixo.

- Ela pediu pra vir Riker... Você sabe o que está em jogo.

- Essa menina é muito baixa. É o seguinte, quero ela a cinquenta metros de mim ok?

- E ai dela se ela vier falar merda pra Niina. - Ryland me abraçou pela cintura, beijei sua bochecha em forma de agradecimento.

- Vou mantê-la o mais longe possível Ryland. - Ross tentou sorrir.

- MAMÃE! - ouvi o pequeno Pedro gritar.

Coloquei o melhor sorriso que consegui e o tirei do colo daquelazinha.

- Oi amor da mamãe! - beijei suas bochecha e o apertei em um abraço. - Eu senti tanta saudade você meu amor. - meus olhos estavam marejados.

- Eu também mamãe... O papai estava cholando esses dias... Por que você não estava lá? Você não ama mais o papai?

- Amo meu amor, amo muito!

- Volta lá pra casa mamãe... - ele fez um bico fofo e eu tive que me segurar para não chorar.

- Vamos entrar antes que as fãs nos vejam. - Riker me empurrou gentilmente para dentro do lugar.

Pedro continuou me olhando com aquele bico de cortar o coração, olhei para Ross e ele estava quase da mesma forma, mas ele segurava a mão de Courtney.

Suspirei e balancei a cabeça, não posso me abalar com isso, preciso ser forte para ajudá-lo.


Notas Finais


Como prometido, dois capítulos em um dia huheuheuheuheuhe bom, o próximo ainda não tá pronto, mas já tenho ele esquematizado na cabeça
Saranghae meninas <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...