História Our Love Is Unconditional - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alfredo Flores, Chaz Somers, Justin Bieber, Pattie Mallette, Ryan Butler, Selena Gomez, Vanessa Hudgens
Personagens Alfredo Flores, Chaz Somers, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez, Vanessa Hudgens
Tags Amigos, Amor, Casamento, Drama, Jelena, Romance
Exibições 232
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


POSTEI E SAI CORRENDO!

Capítulo 2 - Nem em meus maiores sonhos imaginei ser tão feliz.


Fanfic / Fanfiction Our Love Is Unconditional - Capítulo 2 - Nem em meus maiores sonhos imaginei ser tão feliz.

Selena POV´s

 

Gargalho quando Justin dá um tapa na cabeça de Chaz pelo mesmo está mexendo na mesa de doces. Estou sentada na mesa principal. A festa acontece no mesmo salão de festas que Justin pediu-me em casamento. 

Três anos se passaram. Anos maravilhosos assim como todos desde que o conheci. Vejo-o vir até mim e sorrio para ele. Estamos casados, unidos pela lei do homem e de Deus. Não que não fossemos unidos antes.

―Permita-me dizer, mais uma vez, o quão linda você está, Sra. Bieber. –Sorrio largo, Desde que saímos da igreja Justin se refere a mim como Sra. Bieber.

―Permita-me dizer o mesmo, Sr. Bieber. –Respondo-o.

―Tenho certeza que vai ficar ainda melhor quando eu rasgar esse vestido e lhe foder inteira! –O sorriso cafajeste moldado em seu rosto impede-me de sentir raiva.

Gargalho negando com a cabeça e o beijo terna quando ele ajoelha-se a minha frente. Sua língua rodopia a extensão da minha boca em um carinho gostoso.  Mesmo tendo passado tantos anos cada beijo nosso é como se fosse o primeiro. Mordisco seu lábio quando encerramos o beijo.

―Eu te amo, babe! –Sua voz ricocheteia meu rosto.

―Eu amo você todos os dias, querido!

 

Ouço uma música agitada começar a tocar. Olho para além do ombro de Justin podendo ver Jazmym dançando com um garotinho. Arregalo os olhos em surpresa e diversão, Justin confuso vira-se tendo uma visão ampla da pista de dança por cima de seu ombro largo.

Sua boca carnudinha e vermelha abre-se em um perfeito “o”. Engulo uma risada ao ver o quão afetado meu marido fica em ver sua irmã mais nova ter contato com um garoto.

―O que cacete significa isso? –Por fim, solto o riso que estava entalado. ―Você ri, vagabunda?

―Pode parar com a palhaçada, casei com você pra ser rainha e não vagabunda! –Digo não perdendo o humor. Seus olhos transbordam. ―Ela só está dançando, querido. –Meu timbre dócil o derrete, eu sei. Acaricio seu rosto. ―Que tal fazermos o mesmo?

Ainda que enciumado, Justin e eu infiltramo-nos entre as pessoas da pista de dançar. Gargalho quando em uma tentativa falha Justin tenta dançar de forma sexy, seu dedo na boca e biquinho fazem-me negar com a cabeça e achar-me ainda mais sortuda por tê-lo, agora, como marido.

 

―Boa noite, pessoal! –A voz de Vanessa eclode pelas caixas de sons posteriormente a voz de Selena cantando Bidi Bidi Boom Boom cessar. ―Não que eu tenha muito costume em ir em casamentos, no entanto, sei que tem aquele momentos em que os noivos falam os tais votos. –Encaro seu corpo moldado no perfeito vestido rosado de madrinha em cima do palco. ―Muitos, tenho certeza, notaram a falta desse momento na cerimonia, mas a querida Sra. Gomez, quero dizer, Sra. Bieber não deixaria isso em branco. –Ela olha para mim, sorrio assentindo suas palavras seguintes. ―Selena, por favor, faça o ridículo do seu marido chorar.

Gargalho e sigo em direção ao palco mediano. Subo no mesmo segurando o vestido branco feito sob medida para meu corpo. Vejo o olhar de Justin seguir cada movimento meu. Sorrio para ele e por ele.

―Olá, queridos, obrigada por estarem presentes em um dos dias mais felizes da minha vida; o dia em que finalmente tornei-me a Sra. Bieber. –Digo sentindo meu coração bater rápido e em descompasso. ―Será que apenas eu que acho inacreditável o fato de, dentre bilhões de corações existentes, há apenas um que será responsável por bombear o sangue da pessoa que te fará feliz para o resto da vida? Eu lembro perfeitamente do dia em que almejei amar alguém: foi no dia em que vi meus pais felizes e extasiados por descobrirem que nossa família iria crescer. Foi notável o brilho de amor mutuo nos olhos de cada um enquanto se olhavam. Eu quis aquilo para mim, quis que eu pudesse olhar nos olhos de alguém e ver sua alma e coração, bom, simplesmente aconteceu. –Suspiro e mordo os lábios. Justin sorri. O sorriso mais lindo e que faz meu coração se encher de alegria e da mesma forma doer por sentir tanto amor. ―Eu lembro-me da forma como meu coração pulsou quando o vi pela primeira. Cruzes, eu pensei que vomitaria, mas era apenas uma manada de elefantes saltitando no meu estomago. Era simplesmente maravilhoso e espetacular seu rosto. As pintinhas, a boquinha em formato de coração, mas do mesmo modo que amei sofri com a tristeza que aquele par de orbes cor de mel transmitiam. Eu curei-te, não foi, amor? –As lágrimas descem, todavia, não importo-me com as mesmas. Justin chora, também. ―Sempre, desde que trocamos menos de meia dúzia de palavras, soube que eu estava predestinada a ser a sua garota, a sua esposa, a dona do seu amor, a merecedora dele. Não tenho a intenção de prolongar essa fala porque nos sabemos o quanto somos importantes um para o outro, está casada contigo é a maior definição de felicidade que se possa existir para mim, para nós, alias. A partir de hoje, não menos do que antes, obviamente, eu irei te amar e te mostrar o quanto merecedor de amor você é. Eu te amo todos os dias, desde o nascer do sol ao crepúsculo. Eu amo as suas manias, as suas qualidades, até aqueles defeitos que fazem-me ficar brava, mas sorrio e derreto três segundos depois de ver o teu rosto perfeito. –Encaro cada um dos convidados que focam seus olhares em mim e sorriem, sua grande parte emocionados, mas seu olhar terno e amoroso é o que me prendem. ―Obrigada por fazer-me passar a viver assim que te conheci e pedi ajuda para encontrar a sala três. A partir de hoje um novo ciclo se inicia e estaremos juntos daqui para o resto de nossas vidas partilhando cada momento juntos, somos um, ainda que em dois, eu te amo, meu querido, obrigada por torna-me a Sra. Bieber.

Quando termino de falar todos batem palmas e All You Need Is Love começa a tocar. Justin pega-me e gira-me no ar. Grito, porém, tamanha é minha felicidade que o que realmente quero é me abraçar.

―Você definitivamente fez-me chorar. –Sua voz rouca profere enquanto encaramo-nos. Sorrio terna e seco com os polegares os resíduos de lágrimas que marcam seu rosto. ―Eu te amo, babe. Te amo desde de sempre e eu quem deveria agradecer por tudo que já fez por mim.

Calo-o com um beijo. Enlaço seu pescoço e, mesmo com as camadas de panos que envolvem minha cintura, sinto suas mãos abraçarem esta. Ainda com os lábios grudados começamos a dançar uma música lenta. Seus braços acolhem-me de forma que tenho certeza que ali dentro, do seu abraço, é o meu lugar.

 

Saio do banheiro feminino sendo seguida por Vanessa, Cher e Diana. As mesmas me arrastaram para o mesmo alegando que minha maquiagem estava desgastada e como noiva eu deveria ficar intacta e perfeita durante toda festa.

Acho estranho o silêncio e o a pouca a iluminação, entretanto, quando penso em questionar o motivo de tais coisas as garotas, estas já não estão ao meu lado. Um daqueles ecos proporcionados por microfones fazem-me direcionar o olhar para o palco. Engulo o seco quando vejo-o parado em cima do mesmo palco em que estive minutos antes.

Seu sorriso é a maior dadiva da minha vida.

―Babe, eu realmente não esperava que você fosse fazer-me chorar como o fez. –Sua voz rouca irrompe meus ouvidos de forma hipnotizante. ―Eu sempre digo que você salvou-me e não minto, a maioria das pessoas aqui presentes sabem que, se não você, eu estaria morto. Eu estava apenas existindo antes de te encontrar, você, morena, me mostrou como vale a pena viver a vida. Meu amor, você salvo-me de ser apenas uma matéria no mundo. –Eu sei que ele mal começou a emocionar-me, no entanto, já estou desmanchando-me em lágrimas. ―É impossível pôr em palavras tudo que você significa para mim, Selena. Porque por mais que se passem os anos eu nunca vou acreditar que eu realmente te tenho ao meu lado, você parece ter sido inventada nos meus melhores sonhos. Eu amo você todos os segundos da minha vida e com cada célula que formam o meu ser, o coração que bate ao lado esquerdo do meu peito é seu, apenas seu. Obrigada por salvar-me de todas as formas que alguém pode ser salvo. Você é minha esposa, minha amiga, amante, parceira, minha garota, está tatuada na minha pele, alma e coração e, como você mesma disse: estaremos juntos para o resto da vida, não importa o que aconteça porque quando eu tenho você, eu tenho tudo e nada mais importa.

 Fungo e sinto que ter retocado a maquiagem foi em vão tendo em vista que a mesma deve está toda borrada, todavia, não ligo para isso. Choro tanto que sinto-me quase fraca por isso, embora, o consolo seja que meu choro é apenas uma forma de transmitir minha felicidade. Penso que finalmente poderei abraçar meu marido, porém, ao vê-lo segurar o microfone com sua mão esquerda e afrouxar a gravata com a direita posteriormente juntando-se aos amigos já fora do palco, tenho a certeza que ainda não é o memento de abraça-lo e dizer o quanto o amo.

Meus olhos arregalam-se, mais uma vez, quando os acordes de uma música começa e Justin começa uma dança sincronizada junto aos demais garotos. Todos riem e sorriem, inclusive eu que nem em meus maiores sonhos imaginei ser tão feliz.

 

Eu tenho a luz do sol num dia nublado

Quando está frio lá fora

Para mim é mês de maio

Eu acho que você diria

O que pode me fazer sentir desse jeito?

Minha garota (minha garota, minha garota)

Falando sobre minha garota (minha garota)

 

Eu tenho tanto mel

Que as abelhas me invejam

Eu tenho uma canção mais doce

Do que os pássaros na árvores

 

Bom,eu suponho que você diria

O que pode me fazer sentir desse jeito?

Minha garota (minha garota, minha garota)

Falando sobre minha garota (minha garota)

 

Ooooh, hooooo

 

Hey, hey, hey

Hey, hey, hey

 

Ooooooooo yeah

 

Eu não preciso de nenhum dinheiro fortuna ou fama

Tenho todas as riquezas baby

Que um homem possa exigir

 

Bom, eu suponho que você pense

O que pode me fazer sentir desse jeito

Minha garota (minha garota, minha garota)

Falando sobre minha garota (minha garota)

 

Falando sobre minha garota

Eu tenho o brilho do sol num dia nublado

Com minha garota

Eu tenho até o mês de maio com a minha garota

Com minha garota


Notas Finais


Perdão pela demora. Nada a declarar, realmente. Eu estou sem criatividade alguma para escrever essa fic, embora, já a tenha completamente feita em minha cabeça.
Fiquem com Deus, queridas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...