História Our love is written in the stars - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~DuLima29

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Simón, Yam
Tags Gastina, Luna Valente, Lutteo, Matteo Balsano, Simbar, Soy Luna
Visualizações 787
Palavras 1.091
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Fantasia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi oi gente (Kéfera aqui).
ANTES DE TUDO. Três coisas:
* Esse cap ,PROVAVELMENTE, é o último antes do natal.
* Não posso mais escrever caps muito longos. Minha história será bem curta e se escrever caps longos ela acabará logo.
* Antes de comentarem no final que não entenderam: Esse cap era pra sair mais pra frente. Esse acontecimento foi adiantado porque tive uma ideia brilhante assistindo The Flash (NADAVÊ TIO)
Não. Não adianta me perguntar como, quando, porque e de que episódio eu tirei essa ideia (Até pq eu perdi a conta dos episódios a partir do ep 7 da primeira temp.).

Sobre uma pequena parte do cap (A qual não revelarei). É uma dica. Em todo o cap tem dicas da fic e/ou do próximo cap. Prestem atenção e saberão quais são.

LEMBREI!!! ME PERDOEM PELO CAP PEQUENO. Esse acontecimento de hj levaria um cap maior, mas meu foco agora é juntar Simbar e a festa das meninas.

Até as notas finais.

Capítulo 12 - "A Garota do cabelo loiro e comprido."


Leiam as notas iniciais.

 

 

 

 

 

Sério leiam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se não lerem não entenderão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já leu?

 

 

 

 

 

 

 

Ótimo. Leia o cap e boa leitura.

 

 

P.O.V. Autora

Dia seguinte – Quarto da Luna

São por volta das dez da manhã e Luna está gritando e pulando em sua cama. O motivo? Simples: Nina contou sobre o pedido de namoro de Gastón. Nina está rindo do outro lado do quarto, sentada em um puff.

L: EU SABIA! EU SEMPRE SOUBE!

N: Cala a boca sua louca.

L: EU QUERO SER MADRINHA DE CASAMENTO E DE DUAS DAS SUAS FILHAS.

N: Duas DAS minhas filhas? – Perguntou a mais velha com uma sobrancelha erguida.

L: SIM! – Falou se sentando cansada na cama. – Você vai ter quatro filhos. Duas meninas e dois meninos. – A mais velha riu.

N: Quatro?

L: Agustín, Carolina, Camila e Marco. – A mais velha ergueu novamente a sobrancelha.

N: Já escolheu até o nome dos MEUS filhos? – Perguntou incrédula.

L: Não! Eu escolhi os nomes dos filhos de TODAS as minhas amigas.

N: Até da Âmbar? – A mexicana assentiu. – E quais são?

L: Michael, Valentina e Mia.

N: Jim?

L: Lionel e Ana.

N: Yam?

L: Chiara e Jorge.

N: Delfi?

L: Malena e Gastón.

N: Peraí! Gastón?

L: Sim. Por quê?

N: Nada. Jaz?

L: Katja.

N: E você?

L: Segredo.

N: Sei.

L: Agora vamos falar de algo importante.

N: O que seria?

L: Nossa festa. – A mais velha sorriu. – Para isso precisaremos de uma pessoa fria e calculista, mas ao mesmo tempo doce e meiga. Alguém que consiga o que quer num estalo de dedos. – Nina arregalou os olhos. Luna sorriu maquiavélica. – E eu sei quem é esse alguém.

 

Minutos depois

L: POR FAVOR! – Implorou Luna pela décima vez ajoelhada aos pés de Âmbar, quase chorando. – Por favor. Não seja cruel! Nos ajude! Estamos fazendo isso por você! – Suplicou enquanto Nina e Âmbar gargalhavam.

Â: Okay. Eu peço. Eu só queria te ver implorar. – Falou entre risos e Luna se levantou brava.

L: Vai ter volta loira. Você me paga.

Â: Crédito ou débito?

L: Débito. – A loira riu e logo foi acompanhada pelas amigas.

 

No corredor.

 

L: Já sabem o que tem que fazer, né? – Elas assentiram. – Ótimo. VAI. – Cada uma correu para um lado diferente. Nina foi para o jardim, Âmbar para a cozinha e Luna para a garagem.

 

Na Cozinha

Âmbar entrou na cozinha e viu Amanda concentrada no que parecia ser uma torta de frango.

Â: Amanda? – Ela se virou.

A: Sim senhorita Âmbar.

Â: Minha prima e eu queremos comemorar minha volta com umas amigas. – A empregada assentiu. – E nós gostaríamos de saber se podemos contar com sua discrição?

A: Como assim?

Â: Meus tios viajaram e nós queremos passar uns 3 ou 4 dias aqui. Só nossos amigos. – A Empregada a olhou desconfiada.

A: Você quer que eu não venha nesses dias?

Â: Pelo contrário. Você virá todos os dias, mas terá folga durante a noite. Poderá sair por volta das cinco da tarde e aproveitar para sair com alguma amiga ou um namorado. Sei lá.

A: Não posso fazer isso Âmbar. Seus tios me matariam.

Â: Por favor Amanda. Não pensa assim. Pensa que é uma chance de aproveitar com minhas amigas antes das aulas voltarem. Com meus tios em casa acho que elas não ficariam à vontade. Se quiser eu posso usar minha mesada para pagar em forma de agradecimento e...

A: Tudo bem Âmbar. Eu faço o que me pediu. Não quero seu dinheiro. Fale com o Tino e o Cato e estará tudo certo. – A loira sorriu.

Â: Muito obrigada Amanda.

A: De nada.

 

Quarto da Luna

As três meninas se encontraram praticamente pulando de alegria (no sentido literal).

Â: CONSEGUIMOS. – Gritou pulando.

N: Agora só temos uma coisa a fazer.

Â/L/N: FALAR COM AS MENINAS.

Luna pegou o celular para falar com Jim e Yam, Âmbar Ligou para Jazmín e Nina para Delfi.

A: Meninas. – Amanda falou aparecendo na porta. Todas direcionaram o olhar para ela. - O almoço está servido. – Luna deu um pulo da cama.

L: COMIDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. O que estão esperando? VAMOS COMEEEEEEEEEEEEEEEEEEERR. – Saiu correndo do quarto deixando as outras rindo.

 

P.O.V. Luna

 

Depois do almoço – Meu quarto

 

Â: Devemos chamar os meninos?

N: Eu acho que sim.

Â: Eu acho que não. – As duas olharam para mim. – A escolha é sua priminha. – Abri a boca para responder mas meu celular apitou. Peguei e vi que o Ramiro mandou mensagem.

“Preciso de ajuda. Quero convidar a Yam para sair e não sei o que fazer. Preciso de um conselho feminino. Me ajuda?”

L: Eu acho que devemos chamá-los. – As duas me olharam assustadas. – Nina, Chame Nico, Pedro e seu namorado. Âmbar, chame o Simón. Eu chamo Matt e o Ramiro. – Falei já saindo do meu quarto. Mas lembrei que esqueci uma coisa.

N: Aonde você vai?

L: No meu Skate. – Ela me olhou confusa. – Não tenho culpa se você não sabe a diferença entre ONDE e AONDE. – Falei e Âmbar riu. – Vou na casa do Matt. – Falei saindo.

 

Minutos depois – Casa do Matteo

 

O: Entre querida. Matteo está no banho, mas disse que você pode esperá-lo no quarto dele.

L: Obrigada Olga. – Falei subindo as escadas.

 Iria entrar no quarto do Matt quando reparo novamente na porta que fica em frente ao quarto dele. A porta com um “M” roxo. A porta mais confusa de toda minha vida. Quantas vezes tentei entrar lá e estava trancada. Mas quem sabe? Coloquei a mão na maçaneta e a girei. Para minha surpresa a porta se abriu. Olhei o quarto. Ele é pintado em tons de roxo, cinza, branco e preto, possui um grande cama de casal, postêrs de bandas, um violão pendurado na parede, alguns pertences, uma TV e um espaçoso closet.  Entrei no quarto do Matt e me sentei em sua cama. Escutei alguma música. Isso é uma maneira do Matteo dizer “Vou demorar umas décadas”. Olhei em volta e encontrei um porta retrato diferente. Um que eu nunca vi na vida. Levando em conta o fato de não ver Matteo desde que cheguei, acredito que o porta retrato foi colocado esses dias. Me aproximei e peguei o porta retrato em minha mão. É uma foto em família normal. Ou seria. Na foto estão Matteo, Tio Enzo, Tia Clara e uma garota diferente. Uma garota baixinha de longos cabelos loiros, olhos azuis e estilo rockeira.

Quando cheguei aqui, minha missão era pedir ajuda do Matteo para juntar Yamiro.

Agora minha missão é descobrir quem é A Garota do cabelo loiro e comprido.

 

 


Notas Finais


Beijos e até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...