História Our love is written in the stars - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Personagens Originais, Ramiro, Simón, Yam
Tags Gastina, Luna Valente, Lutteo, Matteo Balsano, Simbar, Soy Luna
Exibições 333
Palavras 2.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Fantasia, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
Dei a loca e resolvi postar hoje. O cap é gastina com partes lutteo.
Boa leitura.

Capítulo 6 - Um Passeio, Uma Aposta e Um Pedido - Gastina



P.O.V. Âmbar
  Já tínhamos acabado de comer tem algum tempo. Depois disso Simón pagou a conta e agora estamos caminhando pelas ruas até minha casa.
Â: E então ela simplesmente disse que eu tinha demorado para acordar e ela queria me deixar de banho tomado.- Estava contando para ele o que Luna fez comigo há dois anos.- Aí minha tia deixou ela sem mesada, e minha gnoma de estimação teve que trabalhar para compra o presente de natal.- Sim. Eu e o Matt chamamos a Luninha de gnomo(a). quando falei isso Simón começou á gargalhar.
S: Por que você chama sua prima assim?- Perguntou se recuperando da crise de risos.
Â: Porque ela é bem baixinha. Tipo muito mesmo. Parece uma criança.- Exagerei? Óbvio.
S: Coitada dela Âmbar!
Â: Ela leva numa boa.- Fiz uma pausa.- Quando não quer nos matar.- Ele gargalhou novamente.
S: Acho que ela sofre nas suas mãos.
Â: Já eu acho o contrário. Eu sofro nas mãos dela. Ela me acordou com um balde d'água gelada.
S: Isso é um clássico.- Ele falou e eu sorri.- E eu tenho certeza de que você já acordou alguém assim!
Â: Talvez eu tenha acordado um certo italiano assim!- Ele soltou uma risada nasal.- Mas ele mereceu.- Me defendi.
S: E o que o Matteo fez pra você?
Â: Pegou o último pedaço da pizza quando eu estava na TPM, com fome e brava.- Falei como se fosse um crime.
S: Me lembre de nunca fazer isso com uma mulher!- Exclamou um pouco assustado pela maneira como falei.
Â: Eu sou um doce Simón.
S: Não discordo, mas nem sempre deve ser assim.
Â: Ei! Só fui malvada uma vez na semana!- Falei como se fosse o maior recorde da minha vida.
S: Eu acho que as pessoas que se metem no seu caminho, teriam sorte de morar perto de um hospital.- Gargalhei tão estranho que quase pareceu uma foca com asma, que crusou com uma hiena e estava parindo uma baleia maior que ela. Quase.
Â: Bom.- Falei parando em frente á mansão.- Chegamos.
S: Uau! Que mansão de férias!- Ri.
Â: Isso é uma coisa da minha madrinha. Ela sempre quer o melhor, mais luxuoso e confortável.- Falei rindo.- Até Simón.- Falei o abraçando.
S: Até Loira.- Retribuiu o abraço. Me separei dele e abri o portão acenando para ele.
P.O.V. Luna
  Matteo me encarava esperando uma resposta.
M: Vai Luh. Me conta o motivo de estar estranha!- Falou acariciando minha mão.
L: Você!
M: O que?
L: Lembra do dia que a Âmbar chegou?- Ele assentiu. Eu respirei fundo.- Nós quase nos beijamos Matteo. Eu sei que não nos beijamos mas, e se tivéssemos nos beijado? Eu fico pensando nisso e tenho medo.- Ele escutava atentamente.- Eu tenho medo de que se tivéssemos nos beijado, você deixasse de ser meu amigo.- Nessa altura já estava com lágrimas nos olhos.- Fiquei com medo que me abandonasse. Não nos beijamos, mas fiquei com medo do que aconteceria se tivéssemos. Eu te amo Matteo e não quero te peder por uma atitude boba.- Falei derramando lágrimas.
M: Não chora pequena.- Falou secando minhas lágrimas.- Eu nunca vou te abandonar. Isso é uma promessa.- Falou me abraçando.- Se tivéssemos nos beijado seria sim estranho, mas acontece. E eu nunca deixaria de ser seu amigo por uma coisa dessas.- Falou enquanto acariciava meus cabelos.- Você nunca vai me perder, entendeu? NUNCA!- Isso de certa forma me acalmou. Por mais que não o tivesse da maneira que gostaria, não queria perder sua amizade. Ter ele por perto me conforta.
L: Você é o melhor Matteo.
M: Eu sei disso. Todos sabem.- Falou e eu gargalhei.- É assim que eu gosto de te ver Luna. Sorrindo. E não chorando por bobagens. Somos amigos. Nada e nem ninguém irá mudar isso.
L: Promete?
M: Prometo.

P.O.V. Nina
  Estava lendo um livro em "meu" quarto quando Gastón entra sem bater na porta.
N: O que foi Gastón?
G: Vamos sair Nininha. Visitar a cidade.
N: Por que não chama a Luna ou o Matteo?
G: Lutteo está no quarto da Luna e não quero nem imaginar o que estão fazendo.- Gargalhei com o duplo sentido da frase.
N: Ouvi a voz da Âmbar. Por que não chama ela?
G: Tentei chamá-la mas ela disse que iria fazer maratona de Pretty Little Liars. E você sabe o que ela fez da última vez que alguém interrompeu a maratona de PLL.- Gargalhei novamente. Foi o Matt a pobre alma que interrompeu ela. A Âmbar tacou o salto alto na carea dele. Seria cômico se não fosse trágico. O garoto ficou com a cara inchada uma semana.
N: Vai sozinho. Eu quero ler um livro.
G: Você está em outro país de férias, sem seus pais, pode fazer qualquer coisa, e você vai ler?- Perguntou incrédulo.
N: Qual o problema?
G: Qual não é o problema. Nina, VAMOS PASSEAR!
N: Me convença!
G: Te dou o livro que quiser quando voltarmos para B.A.- Bufei.
N: Tá.- Ele sorriu vitorioso.- Agora saia para eu me arrumar.- Ele saiu e eu fui me trocar.
                           20 minutos depois - Praça
N: Não acredito que me convenceu á isso.
G: Ah Nina. Vamos lá, se diverte. O que quer fazer?
N: Tomar sorvete.
G: Então vamos.- Falou caminhando comigo em direção à uma sorveteria perto da praça. Chegamos e Gastón falou que ia comprar os sorvetes.- Vai querer de quê?
N: Morango.- E foi comprar os sorvetes. Ele voltou cinco minutos depois com um sorvete em cada mão.- Obrigada.- Saímos da sorveteria e fomos caminhar pelo parque enquanto tomávamos os sorvetes e conversávamos.
N: Nem vem! Relíquias da Morte Parte 2 é muito melhor!- Falávamos sobre as melhores adaptações de livros para filmes ou até mesmo séries.
G: A Parte 1 não é ruim!
N: Não disse que era ruim. Disse que prefiro a Parte 2. Mas convenhamos, TODOS os filmes da saga são ótimos.
G: Prefiro os filmes de terror.
N: Eu prefiro os de ficção científica.- Ele me olhou feio.- Tá. Romance.
G: Você e a Luna são duas irmãs. Sério? Tem que gostar de romance? Ficção científica? Só falta me dizer que sua série favorita é Breaking Bad!
N: Na verdade, minha série favorita é PLL.
G: Não suporto outra Âmbar na minha vida.
N: A Âmbar é obcecada, já eu, só gosto da série.
G: Toda menina fala que a série preferida é Prety Little Liars!
N: A da Luh é AHS.
G: A Luna é estranha.
N: Deixa ela ouvir você falar isso. Ou pior. O Matteo.
G: Acho que se ele ouvisse seria pena de morte. Ele não gosta que ninguém fale mal da Luh.
N: Quando os dois vão assumir que se amam?
G: Acho que quando deixarem de ser orgulhosos.- Falou enquanto jogavávamos os potes de sorvete fora.
N: Então acho que nunca. Luna deixar de ser orgulhosa?
G: Acho mais fácil ela assumir do que o Matteo.
N: Quer apostar?
G: O que quer apostar?
N: Se você perder. Vai falar para os seus pais e pro Matteo que é gay e está apaixonado por ele.
G: E se você perder, vai ter que falar pra Luna que tá apaixonada pela Âmbar mas se sente sexualmente atraída por ela.
N: Fechado.- Falei apertando a mão dele.
 
                              Horas mais tarde. - Quarto da Nina
  Estávamos deitados em minha cama assistindo um filme qualquer quando sinto o olhar de Gastón sobre mim. Olho para ele.
N: Que foi Gastón?
G: Você é linda.- Ok. Tenho certeza que corei.
N: O-o-brigada.- Gaguejei abaixando a cabeça.
G: Ei.- Falou segurando meu queixo e levantando minha cabeça.- Não precisa ter vergonha.- Falou olhando em meus olhos, mas seu olhar logo desceu para minha boca. Ele se aproximou ainda mais. Senti nossos narizes se roçarem e ele logo acabou com o espaço entre nós. Ele me beijou. Ele pediu passagem com a língua e eu concedi. Nossas línguas dançavam em perfeita harmonia, mas infelismente o ar se fez necessário. Nos separamos ainda de olhos fechados e grudamos nossas testas.- Eu te amo Nina.
N: Também te amo Gastón.

P.O.V. Matteo

  Estou de boas deitado em minha cama quando meu Gnomo de estimação entra no quarto.
L: Matt.- Falou com voz manhosa.
M: O que você quer?
L: Nossa! Não posso mais ser fofa com você?- A olhei com uma sobrancelha erguida.- Eu assisti um filme de terror.
M: E?
L: E daí que eu to com medo e você é meu melhor amigo.
M: Onde pretende chegar?
L: Posso dormir aqui hoje?- Falou juntando as mãos na frente do rosto e fazendo um biquinho muito fofo.
M: O que eu ganho com isso?- É óbvio que vou deixar ela dormir aqui, mas vou juntar o útil ao agradável.
L: O que você quiser.
M: Quero um beijinho.
L: Te dou vários.- Dito isso sentou no meu colo com uma perna de cada lado e começou á encher meu rosto de beijos. Beijos no nariz, na bochecha, testa, queixo e até no canto da boca.- Pronto.
M: Faltou um.- Falei e lhe dei um selinho demorado.- Agora acabou.- A olhei e vi que estava corada.- Você fica fofa com vergonha.- Falei apertando sua bochecha.
L: Vai se fuder Matteo.
M: Nossa! Que agressiva!- Ela se sentou ao meu lado e me mandou o dedo do meio.- Vem cá.- A chamei de braços abertos. Ela se aconchego em meu peito. Comecei á fazer cafuné.
L: Desse jeito eu vou dormir.
M: Pode dormir. 
L: Matteo.- Me chamou com voz doce.
M: Pode falar pequena.
L: Se você tivesse uma namorada que não gostasse de mim e pedisse para você se afastar de mim, o que você faria?
M: Acho que o óbvio.- A vi ficar meio triste. Afinal o óbvio da maioria é a namorada.- O óbvio para mim.
L: O que?- Perguntou se sentando de frente para mim.
M: Terminaria com ela.- Ela sorriu largamente.- Você chegou na minha vida antes, ela teria que te aturar.- A vi fazer uma careta.- Ninguém vai me separar de você.
L: Já te disse que você é o melhor amigo do mundo?
M: Já, mas eu adoraria ouvir de novo.
L: Você é o melhor amigo dessa Galáxia, desse universo, dessa dimensão e dessa existência.- Ri pelo modo como ela falou.
M: Desse jeito vou ficar ainda mais convencido. Aí você não vai me aturar.
L: Aí é que você se engana senhor Maurício. Eu te adoro do jeito que você é, Convencido ou não.
M: Desse jeito nem preciso de namorada. Você já me dá tanto amor e carinho.
L: Fofinho.- Falou beijando a ponta do meu nariz.- Mas agora vamos dormir que eu estou com sono.- Falou se deitando ao meu lado.- Boa noite Matteo.
M: Boa noite Luna.- Puxei ela para meu peito e beijei o topo de sua cabeça. Abraçando-a logo depois.

P.O.V. Nina

  Continuávamos sem falar nada. Ele apenas me olhava e eu o olhava de volta.
G: Nina. Sei que pode não ser o lugar certo, mas- Fez uma pausa.- Aceita namorar comigo?- Meu coração parou.
N: Aceito Gastón.- Falei e pulei em cima dele o beijando.
G: Sei que você merece um pedido mais decente, mas não aguentaria esperar.- Falou quando nos separamos.
N: Só de saber que você me ama, foi especial.- Ele me abraçou forte. Fomos interrompidos por palmas e gritos. Nos viramos para a porta, onde vimos uma loira eufórica.
G: O que foi Âmbar?  
Â: GASTINA IS REAL!
N: Fala baixo loira. Desse jeito vai acoradar Lutteo e os pais da Luna.- Ela parou de gritar.
Â: Já que estou sobrando vou para meu quarto. Com licença.- Falou se retirando.- USEM CAMISINHA.- Gritou e eu ri pela mente da loira.
G: Acho que já vou.
N: Fica aqui comigo?- Falei fazendo biquinho.
G: Tá bom.- Falou se deitando ao meu lado. Fiquei de costas para ele e ele me abraçou pela cintura. Dormimos assim. De conchinha.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Gente o que foi aquele selinho lutteo?
Se o cap tiver 10 comentários até amanhã á noite o próximo cap, que sai segunda, vai ter beijo Lutteo.
Agora eu quero ver


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...