História Our Love Story. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Personagens Originais
Tags Jason, Jercy, Luckercy, Luke, Percy, Romance
Exibições 70
Palavras 1.016
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meu queridos.
Bom eu tinha postado este capítulo pelo celular, mas eu vou corrigir.
Então quem já leu, e estranhar, não se preocupe, pois eu vou editar o texto pelo computador.
Espero que gostem deste capítulo.
Musica do capítulo: Angel - Massive Attack
Deixarei o Link nas notas finais.
KIsses. <3

Capítulo 3 - Capítulo III


Fanfic / Fanfiction Our Love Story. - Capítulo 3 - Capítulo III

Percy

 

Eu estou me sentindo um lixo, já não agüento mais tudo isso. Viver sem ele está se tornando uma tarefa difícil, na época do colégio eu queria terminar e ficar com o Jason... Mas não queria magoar o Luke. Sempre fui muito fiel a todos e isso sempre me causa as piores dores, porque eu ajudo todos, mas quando eu, mas preciso de ajuda... Ninguém está lá... E eu não quero ajuda física, e sim psicologia.

Agora que o Jay voltou, e eu estou feliz... Mas eu não sei como ele vai reagir, e a esta altura o Leo já deve ter contado que eu estou bebendo e me drogando. Ninguém tem nada haver com isso, seu quiser me drogar eu vou me drogar... Mas como sempre há um, porém, eu me corto todas as noites, para sofrer pela morte de Luke... Por que se não fosse por minha causa ele não teria se matado, e isso será um peso no qual eu terei de carregar sozinho.

Nós estávamos felizes, Luke tinha me pedido em casamento, mas depois de um tempo ele começou a agir de forma agressiva... Lembro como se fosse ontem que isso aconteceu.

_____________7 meses atrás_____________

.Flash back on.

Eu estava na cozinha preparando nosso jantar, quando ouço a porta se abrir, e revelar o meu Luke, com aquela farda de policial que eu tanto gostava. Ele me abraçou por trás e me deu um beijo na nuca, me fazendo arrepiar. Entenda que Luke é policial, e também é gay... Ninguém discrimina, pois isso já é normal nos dias de hoje, pelo menos aqui em New York.

-Boa noite meu amor. –Diz Luke roubando um pedaço de cenoura que eu estava cortando.

-Boa noite. –Digo me virando e lhe dando um beijo na boca. –Como foi hoje lá na delegacia?

-Hoje por incrível que pareça, foi tranqüilo... Nós até estranhamos um pouco, por que geralmente é muito agitado. –Diz Luke me segurando pela cintura. –E como foi o seu dia?

-Foi bom, Hazel veio aqui hoje lhe deixar sua encomenda... E me disse que eu ia gostar, deixei na geladeira, pois ela disse que se ficasse fora iria estragar. –Digo dando-lhe um selinho logo em seguida.

-Percy... Amor... Você sabe que dia é hoje? –Pergunta Luke sorrindo, aquele sorriso que tanto me encantava.

-Não! Que dia é hoje? –Pergunto mordendo o lábio inferior em seguida.

-Hoje faz um ano que compramos nossa casa. -Diz Luke sorrindo.

-Ah, é verdade eu havia me esquecido... E o que você acha de aproveitarmos essa noite, hum? –Digo e mordo seu lóbulo, lhe causando arrepios.

-Claro que eu aceito... E eu pensei em sairmos para jantar amanhã, o que você acha? – Pergunta Luke beijando o meu pescoço.

-Desculpa amor, amanhã é a festa de despedida do Charlie, e eu não posso faltar... Você sabe que ele é meu amigo, e como amigo não posso faltar. –Digo me virando e pegando a travessa de salada a pondo na mesa.

-Olha aqui, eu já disse para você ficar longe daquele cara, ele não quer ser apenas seu amigo, ele quer te fuder e depois fingir que não te conhece. –Diz Luke agarrando meu braço e me virando para ele. -Você entendeu? –Perguntou Luke, me apertando mais forte.

-Luke me solta, você ta me machucando! –Sussurro para ele me soltar.

-VOCÊ ENTENDEU?  –Grita Luke apertando meu braço com mais força, o que deixaria marcas depois.

-Entendi. –Digo cabisbaixo e com os olhos marejados.

-Agora liga para ele diz que não pode ir, inventa uma desculpa qualquer. –Disse Luke soltando meu braço. -Sabe que eu faço isso para o seu bem, Percy... E você sabe que eu não gosto de ser desafiado, não é?

-Sim eu sei... Mas não precisava me tratar assim, eu não sou uma puta qualquer que você fala do jeito que quer. –Digo e vejo Luke fechar os punhos em sinal de pura raiva.

-Eu falo do jeito que eu quiser com você, Percy... Eu que sou seu noivo e é a mim que você deve respeitar e obedecer. –Diz Luke segurando meu rosto com uma das mãos. -E é bom você começar a me respeitar, por que se não, eu vou deixar de ser bonzinho.

Luke me soltou e saiu a passos largos da cozinha, subiu as escadas e bateu a porta do quarto, aproveitei que ele saiu e fui para sala ligar para Charlie. Liguei e esperei um tempo, até que ele atendeu.

-Oi Charlie... Tudo... Não, não aconteceu nada, eu to ligando para avisar que não poderei ir amanhã à sua festa... Desculpa... E que surgiu uns imprevistos, e eu não poderei ir... Okay manda um beijo para os seus pais ta... Tudo bem, quando eu tiver tempo eu vou te visitar... Tudo bem... Tchau.

Desliguei o telefone, e vejo que Luke estava atrás de mim com um sorriso triunfante.

-Você sabe que é melhor assim Percy, e ele não é muito confiável, nunca se sabe. –Disse Luke se virando e indo para cozinha. -Você não vai jantar?

-Perdi a fome. -Respondo seco e ríspido, e saio a passos largos da sala e vou para o quarto e me tranco lá, e choro toda a minha mágoa desta noite.

__________7 meses depois__________

.Flash back off.

E agora, depois de sete meses, depois de tudo o que eu passei. Os tapas, os socos e todas as outras coisas que Luke me fazia, as ofensas que ele me dizia, tudo... Tudo isso eu agüentei.

E agora eu não passo de um bêbado e drogado sado-masoquista, que fica o dia inteiro trancado na porra deste quarto, sangrando por alguém que não merece. Mas o que eu posso fazer, se eu ainda o amo.

E eu bebo, me drogo e me corto, para tentar esquecer a dor que eu sinto. Mesmo depois de tudo, mesmo depois de todas as surras que eu levei... Eu ainda sinto falta do seu toque, eu sinto falta dos seus beijos, do seu carinho, do seu sorriso.

Ah Luke... Por que você  não está aqui meu amor... Por você tinha que partir...


Notas Finais


Olá meu queridos.
Espero que tenham gostado deste capítulo.
Deixarei o link.
link: https://www.youtube.com/watch?v=hbe3CQamF8k
Kisses. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...