História Our New World, Our New Lives - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Drama, Guerra, Sobrevivencia
Visualizações 15
Palavras 2.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, eu não estava conseguindo escrever esse capítulo, só Deus sabe porque e ainda não me agradou tanto, mas não quero deixar mais um dia sem postar, então me esforcei e aqui está um resultado até que aceitável
Espero que gostem! 。◕‿◕。

Capítulo 6 - Party and Threat


Os corredores do hospital estavam mais tranqüilo, com a noite se aproximando, as pessoas começaram se arrumar para a pequena festa que teria pela entrada dos novos integrantes do grupo, claro que ele iria, se algo acontecesse com seu pai, ele que ficaria responsável pelo grupo, então deveria ter um bom relacionamento com todos da cidade, queria ser digno de poder ser o líder das pessoas, porém naquele momento, Nathan queria apenas checar se Aileen estava bem, mesmo que ela tivesse tentado o matar usando um facão, de agora em diante eles teriam que sair em missões juntos e ele não precisava de mais problemas por conta de discussões

Ao entrar no quarto, viu a garota em pé, as faixas do braço estavam um pouco sujas de sangue, a garota tinha uma arma em mãos que estava apontada diretamente para a cabeça de Nathan e a expressão no rosto de Aileen era ameaçadora, como se estivesse avisando que não pensaria nem uma vez se precisasse atirar nele

Nathan apenas levantou as mãos ainda dentro do quarto

-O que estou fazendo aqui?

Aileen perguntou com a voz baixa, mesmo que a fala da garota tenha saído um pouco falha pois já fazia algum tempo que ela não tomava água, as palavras saíram agressivas fazendo com que um arrepio passasse pelas costas de Nathan

-Olha...meu irmão menor acabou atirando em você, e nós trouxemos você para cá, e enquanto você ainda estava desacordada eu e alguns amigos saímos e encontramos seu grupo! Eles estão bem...quer que eu chame eles?

-Quero, mas vou continuar com a arma e se alguma coisa der errado, pode dar adeus para o seu amiguinho

Aileen falou apontando para as partes intimas do rapaz que arregalou os olhos e saiu do quarto rapidamente em busca dos amigos de Aileen, ok, ela era mais agressiva do que realmente parecia ser, como Anelise conseguia sobreviver ao lado dela e ainda serem melhores amigas? Isso parecia algo impossível na cabeça de Nathan

Ele correu até o prédio onde os adolescentes estavam, por sorte estavam os três no mesmo lugar, isso ao poupar tempo para ele

-A Aileen acordou, suponho que queiram ver ela

Nathan falou e logo os três levantaram passando por ele rapidamente, Nathan apenas suspirou indo atrás do três e rapidamente chegaram no quarto da garota, que estava sentada na cama ainda segurando a arma

-Aileen!

Anelise abraçou a amiga com força, diferente de Bailey e Hans, Anelise não conseguia disfarçar a preocupação ou tristeza de ver a amiga daquele jeito na cama, parecia que as duas compartilhavam dos mesmos sofrimentos como duas verdadeiras irmãs

-Finalmente acordou bela adormecida

Bailey falou se aproximando das duas e recebendo um soco até que fraco na barriga de Aileen que logo em seguida abraçou Anelise tentando acalmar a garota

-Pois é, temos tantas coisas para contar para você, tipo as relações que o Bailey já ta criando com o pessoal daqui

-Cala boca Hans!

-Não fui eu que fiquei me engraçando foi?

Aileen sorriu vendo os amigos começarem uma discussão como duas crianças e Anelise começar a cuidar do ferimento que tinha aberto quando ela acabou fazendo muito esforço na hora de levantar, ali estava a sua família, todos estavam bem

-Então, já podemos ir embora?

Aileen perguntou e o quarto ficou silencioso de repente

-Na verdade, nós fazemos parte desse grupo de agora em diante, quero dizer, eles te ajudaram e aqui tem pessoas que estão cuidando do Adrian! Eu conversei com o líder da cidade e ele disse que poderíamos ficar se ajudássemos

-Se ajudássemos com o que Bailey?

Aileen perguntou estreitando os olhos na direção do amigo, que desviou o olhar, as vezes as expressões de Aileen faziam com que as pessoas se sentissem desconfortáveis e os amigos não era uma exceção, no máximo, Anelise se salvava

-Nós só precisamos ajudar eles a conseguir comida e materiais, eles precisavam de pessoas que pudessem fazer isso

-E você concordou?

-Visto que eles cuidaram de ti, do Adrian mesmo depois de você ameaçar o filho mais velho do líder da cidade, sim, eu aceitei

-E ele também achou o líder da cidade um gatinho e quer ver se ele tem chance

-Cala boca Hans!

-Vocês dois aquietem, temos que nos arrumar ainda para a festa

Anelise falou repreendendo os dois que pararam rapidamente

-Que festa?

Aileen perguntou

-Meu pai vai fazer uma festa para comemorar a entrada de vocês no grupo, não é algo tão grande, mas acho que seria bom se todos estivessem lá

-Não se preocupe, nós vamos

Bailey falou, Nathan encarou Aileen por alguns minutos e saiu, deixado a garota ali com os amigos desconfiada

-Bem, vamos lá, eles deram um apartamento para nós, eu e você vamos dividir

Anelise falou levantando junto com a amiga e todos voltaram para os apartamentos, Aileen ainda estava desconfiada de tudo aquilo, quer dizer, mesmo que eles fossem ajudar em troca de ficar ali, isso não parecia o suficiente, eles provavelmente iriam pedir algo a mais, mas o que seria?

-Estou vendo fumaça saindo da sua cabeça Aileen, não pense tanto, pode ficar com dor de cabeça e nós não queremos isso, pare de pensar em possíveis situações e vamos nos divertir, são poucas as vezes que isso acontece e temos que aproveitar ao Maximo quando elas aparecem

Anelise falou indo para o guarda roupa e tirando de lá uma muda de roupa nova para a amiga, Aileen sorriu, talvez Anelise tivesse razão, eles estavam seguros, ela poderia baixar um pouco a guarda certo? Nada de ruim iria acontecer, pelo menos era isso que desejava

-Ali é o banheiro, tome um banho rápido e depois vamos chamar os meninos, eles conseguem demorar mais que a gente para se arrumar

Aileen deu uma risada e fui para o banheiro, ficou um pouco espantada ao perceber que tinha um chuveiro ali, geralmente quando tomava banho, tinha que ir pegar água em um lugar especifico e usar canecas ou copos para jogar água no corpo, fazia anos que não via um chuveiro

Shasta gostava de tomar banho...

O pensamento fez com que o coração da garota se apertasse, as lembranças dela dando banho no irmão quando ele era apenas um bebê ou quando gritava por si pois tinha esquecido a toalha no quarto preencheu os pensamentos da garota, logo as lagrimas começaram a rolas pelas bochechas dela, sentia tanta falta do irmão, queria poder estar com ele ali, criar novas lembranças

Aileen suspirou limpando as lagrimas do rosto e deixou a roupa limpa em cima do balcão, se despiu e tomou um rápido banho, tentava afastar qualquer lembrança ou pensamento, queria apenas aproveitar a chance de se sentir segura, de talvez poder comer algo que ela não tenha matado antes e conversar com amigos sem que a qualquer momento tenha que levantar e apontar sua arma para a cabeça de alguém

Fechou o registro e se secou rapidamente, colocou a muda de roupa sorrindo a ver as roupas que Anelise tinha escolhido para si, a garota sabia como gostava de se vestir, quais roupas ela usava para cada situação, as vezes pensava que a amiga a conhecia melhor do que ela mesma

Saiu do banheiro vendo que os amigos já estavam ali, nunca tinha visto eles tão bem vestidos, Bailey tinha conseguido dar um jeito nos cabelos rebeldes e só de olhar ela já percebia que ele estava perdido em pensamentos, Hans também estava muito bonito, vestia uma jaqueta jeans que ele apenas usava em situações realmente precisas, Anelise usava uma blusa que Aileen tinha dado de presente de aniversário, infelizmente a blusa era um pouco decotada o que fez com que Aileen já soubesse que a amiga iria atrair a atenção de alguns homens, bem, eles podiam tentar, depois de passar por ela e os outros dois amigos, porém o que mais impressionou Aileen foi ver Adrian ali, o garoto sorria enquanto conversava com Hans, ele tinha algumas faixas enroladas nos braços e nas pernas e um machucado aqui e ali que já estava quase curados, mas ver o sorriso dele fez com que o coração de Aileen se alegrasse

-Finalmente, você quebrou o meu recorde de banho Aileen

Bailey falou recebendo um olhar não muito contente da garota, porém ele apenas deu uma risada e saindo, Aileen correu atrás de Bailey para dar uma boa lição naquele cabeça oca, e mais longe podia ouvir Hans e Anelise rindo

Ao sair do prédio viram que tinham algumas pessoas na rua indo para o prédio que era a prefeitura daquele lugar, elas pareciam alegres e felizes de estarem recebendo novas pessoas que estavam dispostas em sair nas buscas

O grupo seguiu para o prédio e ao entrarem viram muitas pessoas, todos conversavam, algumas crianças corriam aqui e ali e tinha uma mesa com comida, o ambiente era muito alegre e leve, eles ficaram um tempo ali parados tentando absorver a informação de que aquilo estava acontecendo em meio a um pós-guerra, as pessoas pareciam em paz mesmo diante das situações perigosas que deveriam encarar dia após dia

Bailey olhou para os amigos sorrindo, mas antes mesmo de abrir a boca para falar alguma coisa, um braço passou por cima dos ombros do rapaz

-Que bom que encontrei você, estava precisando conversar mesmo com você, ah, espero que gostem da festa

Erick falou sorrindo e saiu dali levando consigo um Bailey muito corado e próximo de ter um ataque de pânico

-Então, esse é o cara que o Bailey está interessado?

-Pois é né, mas ele não é o único que parece estar querendo algo, mas não vamos falar sobre isso, vamos nos divertir!

Hans falou para as amigas, e logo em seguida foi arrastada para a mesa de doces por um Adrian que tinha os olhos brilhando, o garoto nem lembrava mais como era o gosto de um chocolate, e ao ver a mesa com alguns deles, não iria perder aquela oportunidade nunca

-Ok, o que vamos fazer?

Anelise perguntou para Aileen que encarou as pessoas da festa sem saber o que fazer, ela não queria conversar com ninguém ali, queria apenas ficar com os amigos, mas provavelmente isso seria difícil

-Bem, vou pegar algo para a gente beber, me espere aqui

Anelise falou indo para uma mesa onde tinha alguns copos com sucos

-O que está achando da festa?

Aileen olhou para o lado e viu Nathan sorrindo com um copo de suco na mão, ele parecia feliz de ver ela e os amigos ali na festa

-Ah...eu não sou muito de festas, quem curte essas coisas é o Bailey, mas ele foi arrastado por um cara

-Sim, meu pai que arrastou ele, parece que os dois se deram bem

-É...acho que sim

Aileen falou tentando terminar logo o assunto, não gostava de falar com pessoas desconhecidas, ela era grata por Nathan ter salvado ela, porém isso não queria dizer que eles se tornariam amigos, longe disso, trocaria poucas palavras com ele

-Por que você é assim?

-Como?

Aileen perguntou o olhando confusa

-Desse jeito sabe? Toda reservada, o tipo de pessoa que só se abre e se permite sorrir quando está na presença da família ou dos melhores amigos no caso, por que você é assim?

-Eu tenho meus motivos para ser assim, estamos em um pós-guerra, queria que eu saísse por ai sorrindo para qualquer um que passe por mim?

Aileen falou irritada e Nathan apenas deu uma risada diante da garota

-Eu ainda vou te fazer sorrir, guarde minhas palavras Aileen

Nathan falou saindo logo em seguida, porém não antes de sorrir para a garota de um modo convencido, e a única coisa que a garota pode fazer foi levantar uma sobrancelha e sorrir como se o desafiasse a isso

Minutos depois uma garota foi até ela, o olhar de raiva na garota era perceptível, ela se aproximou perigosamente de Aileen com um canivete na mão

-Escuta aqui garota, eu não me importo que você tenha recebido uma bala no braço ou se vai ajudar a cidade, mas escute bem, Nathan é meu namorado, não ouse se aproximar dele, eu já saquei o seu tipo, você é a garota rebelde que sofre por algum motivo idiota e faz coisas estúpidas para chamar a atenção, então-

A garota foi interrompida quando Aileen segurou o pulso dela apertando com força e tirando o canivete facilmente da mão da garota, o rosto de Aileen tinha uma expressão ameaçadora, o olhar era no mínimo sombrio

-Olha aqui, você acha que me assusta? Eu não sei que merda ta passando por essa sua cabeça de merda, mas nunca, ouviu bem?! Nunca ouse falar alguma coisa de mim ou do meu passado, o que eu passei ou o que eu vi, seria o bastante para fazer com que você não dormisse pelo resto dessa sua vida insignificante, então não venha me ameaçar -Aileen falou de forma assustadora, colocou o canivete novamente na mão da garota e soltou o pulso da mesma- ainda mais usando um canivete que não corta nem folha

Aileen saiu dali procurando Anelise, deixando a garota parada com os olhos arregalados


Notas Finais


Até o próximo cap! Beijos! (๑・ω-)~♥”


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...