História Our Secret - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Bts, Jhope, Jikook, Jimin, Jungkook, Top!jimin
Exibições 337
Palavras 3.805
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá coelhooooss! (coelhos, sério?! sim ;-;)
Bom, essa é minha primeira fanfic, e minha primeira oneshot, não tenho muita experiência, BUT me esforcei bastante <3
Eu espero de verdade que gostem <3
Enfim, boa leitura e desculpe qualquer erro! SARANGHAAAE! <3

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Fanfic / Fanfiction Our Secret - Capítulo 1 - Capítulo Único.


        Jungkook P.O.V

 

Era de manhã, o som do alarme ecoava por todo o quarto e o sol clareava o mesmo com intensidade. Me levantei indo ao banheiro, lá tomei um banho quente e saí, me vestindo. Fui até a cozinha e peguei uma fruta, saindo de casa em seguida. Estava caminhando em passos lentos até o colégio onde estudava, era um saco estudar lá! Não falo por ter que estudar, mas porque ele está lá. Sim, ele, Park Jimin. Era impossível suportar ele! Como pode um moleque daquele tamanho, amedrontar tantas pessoas, inclusive eu?! Hurgh! Odeio pensar em tudo o que aquele filho de uma puta já fez comigo! Já apanhei tanto por ele e seus amiguinhos desgraçados, e tudo isso por pura diversão... Ahh, Park, um dia você irá me pagar!

Cheguei em frente ao portão do colégio, e de lá pude ver Taehyung e Hoseok, meus melhores amigos. Caminhei até eles, os cumprimentando.

-Eai Tae!-disse dando um abraço apertado em Taehyung.-Hoseokão!-complementei me dirigindo à Hoseok.

-Odeio que me chame de Hoseokão!-riu.-Ei Kookie, tenho algo para te dizer.

-O quê? -É sobre o Jimin.-ele disse e eu bufei.-Ele vai dar uma festa na casa dele e chamou todos os alunos do 2¤ e 3¤ Ano. A gente precisa ir!

-Essa festa promete!-Tae exclamou.

-O quê?! Vocês são loucos? Esqueceram tudo o que aquele desgraçado fez com a gente?!-Eu estava irritado e já me encontrava gritando.

-Calma Kookie!-Começou Tae.-É só uma festa, nós não vamos nos tornar amigos dele por isso. Vai ser divertido, você vai ir com a gente sim!

-Por que eu tenho que ir? Uh??

-Porque você é nosso amigo!-Hoseok disse sorrindo.

-Ta bom... Eu vou!-disse.-Mas que saco!

 

 

《|\|》

 

 

Havia tocado o sinal, e todos os alunos já iam se dirigindo para a sala de aula. Quando cheguei na sala de aula, já pude ver ele, sentado ao fim da sala, com os pés em cima da mesa e um pirulito na boca. Mas que... '

'Ele pensa que está na casa dele?!" -Pensei.

Fui até ao meu lugar, que era na janela e me sentei. A primeira aula era de História, eu odiava Historia. Ao decorrer da aula meus olhos foram se fechando, até que dormi. Me despertei com Taehyung me balançando-nada gentil-.

-Kookie! Kookie!!!

-Uh?-bocejei.-Que horas são?

-Já é o intervalo.-disse Hoseok-Vamos!

Nós saímos da sala de aula e fomos até a cantina, onde pegamos nossos lanches. Fomos até a biblioteca, onde sabíamos que ninguém nos incomodaria. Enquanto Tae e Hoseok comiam feito dois esfomeados, eu estava perdidamente concentrado em um joguinho de celular. Era realmente muito difícil, parecia um jogo do demônio! Tae acaba por interromper o meu transe com uma pergunta-que me irritou-.

-Kook-ah, com que roupa vai à festa do Jimin?

-Tanto faz,-disse.-qualquer uma serve.

-Não se importa com que roupa vestir?-Hoseok perguntou-me.

-Não. -Está todo mundo falando nessa festa Kookie, devia estar mais animado.-acrescentou Tae.

-Pois é,-soltei um riso anasalado-não estou nenhum pouco animado com está merda de festa.

Enquanto as duas bixas continuaram a conversa deles sobre com quais roupas iriam à festa, eu me preocupei mais em superar meu recorde no joguinho do demônio-vulgo Flappy Bird-.

 

 

《|\|》

 

 

As aulas haviam acabado, e eu já caminhava até o portão do colégio, se alguém não tivesse se esbarrado em mim e derrubado todos os meus materiais.

-Olha por onde anda, princesa!

Era Jimin. Meu dia não podia mesmo acabar sem isso?!

-D-desculpe...-disse abaixando-me e pegando os objetos espalhados no chão.

-A princesa devia tomar mais cuidado da próxima!-riu. Sentia vontade de socar a cara dele, mas cá entre nós, em uma briga entre eu e Jimin, tenho certeza que eu apanharia, então resolvi não o responder e ir embora.

No caminho de casa, só conseguia pensar em como um moleque mimado que se acha melhor que todos conseguia ser tão popular. Mas eu não podia negar o quanto ele era lindo. A 'tão esperada festa do Jimin" seria no próximo sábado, ou seja eu tenho DOIS dias apenas para me preparar para toda essa merda, eu realmente não quero ir, não quero vê-lo, não quero que ele me veja.

EU ODEIO ESSA MERDA DE FESTA!

 


       Chegou. A porcaria do dia da festa chegou. Por mim eu até esqueceria, mas Taehyung e Hoseok fizeram questão de me lembrar. De manhã Taehyung me liga gritando avisando que chegou o dia da festa.

Puta merda, o que essa festa tem demais?!

☆ LIGAÇÃO ON ☆

-Alô?-digo com a voz rouca.

-Kookiieee! É hoje!

-O que é hoje Taehyung?

-A festa do Jimin, ué.-ele diz como se fosse óbvio.- Você não esqueceu não é?

-Queria ter esquecido,-comecei-mas você e Hoseok não deixaram isso acontecer.

-Ótimo!-riu.- Mais tarde passo aí com Hoseok para te buscar, para ter a certeza de que vai!

-Af! Tá bom...

☆ LIGAÇÃO OFF ☆

Desliguei o celular e voltei a dormir, era sábado, eu tinha esse direito e não vai ser uma porcaria de festa que vai tirá-lo.

 

《|\|》

 

Taehyung e Hoseok vieram ao meu apartamento mais cedo do que imaginava. A festa de Jimin seria as 20h e eles vieram para cá as 18h30. Para que toda essa animação?

-Kook-ah, você ainda nem tomou banho?!-Hoseok disse indignado.

-Não, ainda são 19h.-dei de ombros.

-Ah Jeon, pode ir direto para o banheiro!-disse Taehyung.

Obedeci suas ordens e fui para o banheiro, tomando um banho demorado. Ao sair pude ver Taehyung e Hoseok segurando os trajes que ELES escolheram para eu usar na festa. Não disse nada, apenas vesti.

-Como estou?-disse irônico.

-Deslumbrante!-disse Taehyung rindo.

-Vamos?-Hoseok acrescentou- Já são 20h15.

-Uau Jeon! Você demorou muito no banho!-disse Tae.

-É.-disse-Vamos?

-Vamos!-Taehyung e Hoseok disseram em uníssono.

Saímos de casa, adentrando o carro de Taehyung, o único entre nós que tinha habilitação, tirando de seu bolso o endereço da casa do Park. Seguimos o caminho até a casa do moreno ouvindo algumas músicas no rádio. Todos nós começamos a cantar quando o refrão da música "One and Only" do Exo começou a tocar. 

 

"(Girl you are my) Neon naega chajeuns one and one and only

            Daheun balkkeut, daheun son, daheun gonggan Modeun ge neoinde (you are my)

                                      Nal geuryeonaeneuns budeureoun songil Neoui aekja ane meomchwoisseul ttae

                                                                 Gajang pyeonanhan na

                                  Nan ne ane gathyeo I want, nae gyeote meomulleo

      Ain't nobody but you" 

 

Percebi que havíamos chegado quando vi a quantidade de carros e pessoas na porta de uma casa grande-bem grande. Taehyung estacionou o carro um pouco distante da casa, pois haviam muitos carros no local. Descemos os três, e Hoseok antes mesmo de entrar já estava surtando e dizendo como a casa era linda e a festa perfeita. Quando eu entrei dentro da casa pude ver o quão grande era, e muito linda também. A sala de estar tinha móveis rústicos e as paredes possuiam cores neutras, era realmente muito lindo. As pessoas lá falavam alto, quase gritando, e bebiam muito. Nunca pensei que veria pessoas do colegial daquele jeito. Eu já queria ir embora daquele lugar. Me virei, insinuando que iria sair, mas Hoseok me segurou.

-Onde vai Jeon?

-Para casa.

-A gente acabou de chegar, fora que você não sabe chegar em casa sozinho!

-Droga! Eu não queria estar aqui Hoseok.

-Tente se divertir.

Ele me levou para dentro da casa novamente, logo se afastando. Decidi seguir seu conselho e tentar me "divertir". Fui até o que podia se chamar de bar e peguei uma bebida, indo para onde os demais convidados estavam, lá fiquei só ouvindo a música e observando tudo a minha volta, podia ver tudo, menos Jimin. Ele não parecia estar lá...

Fui caminhando até a cozinha, para beber uma água, a bebida que tomei era muito forte, com gosto amargo. Lá um menino se esbarrou em mim, fazendo com que eu derrubasse meu copo.

-D-desculpe!-ele diz se abaixando e pegando meu copo-Aqui está, desculpe.

-Tudo bem... Qual seu nome?

-Lee Baeyeon. E o seu?

-Jeon Jungkook.-Digo estendendo minha mão-É um prazer.-sorrio.

-Ah, o prazer é meu-ele aperta minha mão e sorri. Ele era adorável.

 


         Eu e Lee Baeyeon, conversamos quase a festa toda e bebemos muito, não vi exatamente o tempo passar, só percebi isso quando vi que eu e Baeyeon estávamos nos beijando loucamente em cima de uma cama de casal num quarto grande e rústico. Ele estava por cima, seu beijo era bom, fechei os olhos novamente e aproveitei tudo aquilo, até que ouvi um estrondo na porta e berros logo em seguida.

Olhei para porta e congelei, era Jimin.

-Que merda é essa aqui?!-Os olhos dele ferviam em raiva.

-J-jimin, desculpe-Baeyeon começou.-não é o que está pensando, eu--

-Não é o que estou pensando?! Eu pego você me traindo com outro cara, e não é o que estou pensando?!

"O QUÊ?! PARK JIMIN É GAY?!" 

 

 

《|\|》

 

 

Eu não conseguia cogitar nada e também já não ouvia a discussão entre Baeyeon e Jimin. Eu estava sentado na cama, em choque, eu não entendia o que estava se passando ali, só queria ir embora. Eu nunca devia ter vindo a essa festa! Estava pronto para me levantar e me retirar dali, se Jimin não tivesse dirigido a palavra à mim.

-E você? Uh?!-começou. Jimin estava realmente exaltado, apesar de tudo o que ele me fez, nunca o vi assim antes.

-O que ele viu em você?!

-O que quer dizer?-eu estava calmo, não transparecia sentimento algum, como um robô.

-O que quero dizer?!-parece que o deixei mais furioso.- Eu quero dizer o que ele viu em uma criança como você, seu pirralho!

-Por que está tão nervosinho, uh? Quem te traiu foi ele, não eu!-Pronto Jungkook, cavou sua própria cova! Jimin permaneceu um curto tempo em silêncio, fitando Baeyeon e a mim, como se quisesse analisar o que faria com a gente. Seu silêncio se quebrou inesperadamente com um grito excessivamente alto.

-SAI DAQUI!

-O quê?-Baeyeon disse tão confuso quanto eu.

-Jungkook...Sai daqui! AGORA!!!-ele não me encarava mais.

Não disse nada, apenas me levantei e saí de lá, descendo as escadas tão rápido que pensei que em algum momento fosse cair. Cheguei a sala de estar, já vendo Taehyung e Hoseok um do lado do outro. Fui até eles os puxando para fora da casa.

-O que você Tá' fazendo Jeon?!-Taehyung disse.

-Temos que sair daqui agora.

-Por quê?!-Hoseok parecia desapontado.

-Porque eu quero acordar vivo amanhã, vamos!

Taehyung e Hoseok assentiram mesmo sem entender e adentramos o carro indo para minha casa. No caminho de casa ninguém disse nada, foi um total silêncio perturbador, e eu só conseguia pensar no quanto eu estava ferrado, Jimin iria me matar. Droga! 

 

 

《|\|》

 

 

O alarme tocava irritantemente, avisando que já amanhecia e se não me despertasse logo, me atrasaria para a escola. Mas eu não queria ir, tinha certeza que Jimin e seus amiguinhos iriam me dar uma surra por causa do que aconteceu na festa... Mas eu também precisava ir, droga!

Me levantei indo ao banheiro e fazendo minha higiene matinal, como sempre. Demorei um pouco mais ao tomar café por ficar pensando no que poderia acontecer hoje, fui tirado de meus devaneios por uma ligação, era Hoseok.

 

☆LIGAÇÃO ON☆

-Alô?

-Oi, kookie.-começou-Eu já liguei para o Taehyung e agora para você.

-Houve alguma coisa?

-Não, quer dizer, sim.-riu-Eu estou doente então não poderei ir para a escola, você poderia avisar a diretora?

-Tudo bem, eu aviso. Eu preciso ir, estou atrasado-digo quando vejo as horas no relógio preso a parede-Ah, se cuida!

-Irei. Boa aula!

☆LIGAÇÃO OFF☆

 


         Saí apressado de casa quando o relógio já marcava 7:05, com o atraso tive que ir correndo. A escola não ficava tão longe de minha casa, nem perto. Quando já estava próximo a esquina da escola, senti minhas pernas fraquejarem, diminui a velocidade e tentei ordenar minha respiração. Já na porta do Colégio pude ver Taehyung sentado em um banco próximo aos portões, fui até ele.

-Oi Tae!

-Oi Kookie!

-O que está fazendo?-perguntei ao ver que o mais velho não tirava os olhos do celular.

-Estou jogando-riu- É bem engraçado...

Enquanto conversávamos o sinal tocou, e logo nos dirigimos a sala de aula, já perto da porta eu estremeci, acabei me lembrando da festa e do que o Jimin poderia fazer comigo quando me visse. Adentrei a sala de aula e ele estava lá, ao fim da sala como sempre, seu semblante parecia ser impossível de decifrar, seu olhar estava distante de tudo ao seu redor, aquilo me fez temer mais ainda o que poderia acontecer... Fui até o meu lugar de costume e me sentei, pegando os materiais em seguida, minhas mãos suavam muito.

 

《|\|》

 

Era o Intervalo. Eu via todos os alunos saÍrem da sala de aula-inclusive Taehyung-, decidi ficar em sala, porque assim talvez Jimin não viesse a lembrar do ocorrido na festa. Eu olhei nos rostos de cada um que saía da sala, Jimin não estava entre eles. Tomei coragem o suficiente para olhar para trás, e lá estava ele, com o celular na mão, e o mesmo semblante de mais cedo, indecifrável. Tranquei o cú de verdade, quando ele desligou o celular e se levantou. Desviei o olhar na mesma hora, encarando o nada que tinha a minha frente, rezando para que ele não fizesse nada comigo. Isso até sentir suas mãos sobre meus ombros.

-Ei...-Jimin começou.

-S-sim...?-Minha voz estava tão trêmula.

-Como você conheceu o Baeyeon?-sua voz estava calma, ele parecia calmo.

-Eu... E-eu o conheci na s-sua festa.

-Ah.

-V-você gostava dele?-me arrependi no mesmo momento em que perguntei. Senti o calor de sua mão em volta de meu pescoço em um aperto dolorido, logo ouvindo as palavras que foram jogadas na minha cara.

-Escuta só! Você, a partir de hoje, vai fazer o que eu mandar, e se não fizer, vai pagar caro. Entendeu pirralho?!-Ele não falava, ele gritava.

-S-sim...-disse quase que em um sussurro.

-Eu não ouvi!

-SIM!-Gritei e fechei os olhos com demasiada força, aquilo só ajudou em fazer lágrimas descerem pelo meu rosto, o manchando.

-Muito bom!-suas mão soltaram meu pescoço, pude finalmente respirar normalmente.

Ele, sem dizer mais palavra alguma, se virou, saindo da sala de aula, me deixando lá, chorando como um bebê que perdeu a chupeta!

Como eu o odeio!!!

 

《|\|》

 

O dia se passou mais rápido que imaginei depois daquilo, o sinal tocou, avisando que a aula havia acabado, mal podia esperar por chegar em casa, tomar um banho quente e dormir. Isso claro, se ninguém tivesse dito para eu não sair de sala assim que o sinal tocasse. Jimin disse para eu não sair da sala de aula, nem mesmo respondesse Taehyung sobre isso, tudo bem, tudo legal. Mas por quê?

O QUE ELE VAI FAZER COMIGO?!

Todos saíram da sala. Todos, exceto três pessoas: Jimin, Taehyung e eu.

Jimin fingia dormir e Taehyung estava em pé, na minha frente, reclamando do porque eu não podia ir embora com ele.

-Chega Taehyung! Eu tenho que fazer "umas coisas", depois eu te ligo...-Menti, não sei se ele acreditou.

-Af! Tá', mas é para me ligar mesmo, viu?!

-Tudo bem... Tae foi embora desconfiado, olhando para mim umas quatro vezes antes de realmente ir embora. Mal sabe ele que eu estava tremendo de medo da pequena pessoa que fingia dormir ao final da sala. Jimin levantou a cabeça, analisando se não havia ninguém na sala além de nós dois, se levantando em seguida, indo até a porta e a trancando.

"PRECISAVA TRANCAR?!?!"-Pensei.

Ele caminhou até mim com um sorriso sarcástico no rosto, logo parando à minha frente, se pronunciando.

-Então, é o seguinte.-Começou.-Como eu disse antes, você vai fazer o que eu mandar, então...

-E-então...?-eu estava com muito medo.

-Levante-se-Ordenou. Me levantei e minhas pernas fraquejaram, eu o fitei e pude ver um sorriso mínimo no canto de sua boca.

-O-o que vai fazer?-disse assustado quando suas mãos puxaram minha cintura com força.

-Cala a boca.-Jimin me empurrou com força, me fazendo cair sobre uma mesa. Aquilo doeu muito. Depois desse empurrão, ele veio até mim, me puxando novamente, aproximando nossos rostos, senti sua boca quase colar no meu ouvido.

-Garanto que vai gostar disso.-Eu não estava vendo seu rosto, mas pude jurar que ele estava sorrindo.

-O que vai fazer?-repeti a pergunta anterior temendo sua resposta, que não veio. Jimin apenas me encarava, analisando meu rosto por completo, como se quisesse guardar cada detalhe na memoria. Me assustei quando ele voltou a se aproximar do meu corpo.

-J-Jimin! O que vai fa-- Fui interrompido por um selar.

Jimin havia me beijado... Aquele selar durou um curto tempo, até que Jimin pedisse passagem com a língua, que eu assenti sem demora, aproveitando cada segundo daquele ato pecaminoso. Jimin segurou minha cintura, apertando-a com força, meu corpo começava a ferver, seu beijo era bom, muito bom... Cessamos o beijo quando o ar se fez faltoso, Jimin nos separou, não tirando os olhos de mim. Jimin puxou-me novamente com força rente à si, aproximando seus lábios do lóbulo da minha orelha, mordendo em seguida.

-Quer saber? Você pode relaxar, porque daqui você só irá sair quando me fizer gozar.-Sussurrou e eu tremi, nunca, nenhuma frase me excitou tanto quanto aquela. Resolvi relaxar como Jimin havia dito, sendo isso, o abracei e puxei seus cabelos escuros, inalando o doce perfume amadeirado que seu corpo exalava. Jimin segurou meu maxilar e me beijou vorazmente. Aquilo tudo era tão excitante, sentia meu corpo ferver. Jimin foi intensificando o beijo, logo descendo as carícias pelo meu pescoço, mordendo e chupando levemente.

-J-jiminiee... Hum...

-O que foi Jeon?-Apertou meu membro- Uh?

-Me fode!-Eu o supliquei. Mesmo que fosse cedo demais, eu não queria vê-lo me torturar desse jeito.

-Ainda não!-Riu-Vamos brincar um pouco primeiro.-me olhou com um sorriso sacana em seu rosto.

Jimin puxou minha camiseta para cima com força, jogando-a longe, desabotoando e abaixando minha calça em seguida, deixando-me com apenas a boxer. Voltou a me beijar com luxúria, iniciando uma massagem tortuosa em meu membro, fazendo-me arfar baixo em meio ao ósculo. Levei minhas mãos à nuca de Jimin, puxando seus cabelos com força. Seus dentes raspavam contra minha boca, na tentativa de capturar meu lábio inferior. Seu beijo era tão bom, tão viciante.

 Eu poderia beijá-lo por mil anos, nunca me cansaria. Jimin cessou o beijo e se separou apenas o suficiente para que pudesse retirar suas roupas. Retirando-as lentamente, me provocando. Assim que retirou sua calça, pude notar o volume gritante de sua boxer, ele estava extremamente duro, bem na minha frente. Soltei um baixo gemido quando Jimin colou nossos corpos novamente, chupando a pele de meu pescoço. Cravei minhas unhas curtas em seu ombro, jogando minha cabeça para trás, aproveitando tudo aquilo. Sua mão voltou a masturbar meu membro ainda coberto, me fazendo arfar. Aquilo estava me deixando louco.

Eu queria senti-lo, eu queria que Jimin me fodesse ali mesmo, naquela sala de aula. Jimin levou suas mãos as minhas coxas, impulsionando-as para cima, me fazendo sentar sobre a carteira escolar. Abaixou-se até parar no meio de minhas pernas, soltei um suspiro pesado ao ver seus olhos cheios de desejo. Desejo por mim.

Retirou minha boxer com leveza, fazendo meu membro saltar para fora, latejante em excitação. Eu estava deveras necessitado. Jimin sorriu maliciosamente ao ver aquela cena. Começou em seguida um vai vem gostoso pelo meu falo, passando sua língua tortuosamente por minha glande, me fazendo incapaz de segurar um gemido alto. Logo, Jimin abocanhou meu membro, lambendo, sugando e chupando com vontade.

Tudo o que eu fazia era gemer em puro deleite. Aquilo estava tão gostoso, sua boca era tão quente e úmida, sua língua era travessa e habilidosa. Eu já podia sentir espasmos por meu corpo, avisando que meu orgasmo viria em breve.

-Ji-min... E-eu vou... Eu v-vou...-antes que eu pudesse terminar a frase, Jimin tirou meu membro de sua boca, limpando o canto da mesma antes de se levantar, não tirando seus olhos do meu rosto.

-Ainda não.-ele disse, agora retirando sua própria boxer, me deixando absorto com o que via. Jimin era extremamente lindo. Levou dois de seus dedos da mão direita a minha boca, me deixando confuso.

-Chupa.-ordenou e eu obedeci prontamente, chupando com destreza os dedos de Jimin. Após julgá-los lubrificados, levou-os para a minha entrada, penetrando o primeiro dedo em seguida. O incômodo se fez presente, mas logo eu sentia apenas prazer e queria mais, gemendo em deleite. Jimin penetrou o segundo dedo, fazendo agora movimentos de tesoura, para me alargar. Aquilo doeu um pouco, mas passou mais rápido que imaginei, gemendo de prazer novamente.

Jimin fazia um vai e vem em mim com seus dedos, me fazendo gemer alto as vezes. Aquilo estava bom, mas eu queria ele, eu queria Jimin dentro de meu interior.
         -J-Jimin, por f-favor...-supliquei pela segunda vez ali, agora bem mais necessitado.

-Por favor o que, princesa?-sussurrou em meu ouvido. Sua voz rouca era tão bonita, tão melodiosa, poderia ouvi-lá sempre.

-Me f-fode...-eu não me importava de estar completamente e inteiramente submisso à ele, aquilo era bom. Eu o suplicaria quantas vezes ele quisesse. Jimin apenas sorriu de lado, retirando seus dedos de mim, levando-os a base de seu membro, presionando-o contra a minha entrada, me fazendo estremecer. Jimin foi se afundando lentamente dentro de mim, aquilo doía como o inferno, mas eu sabia que iria passar. Jimin entrou por inteiro dentro de mim, se mantendo parado por um tempo, esperando-me acostumar com o volume. Para tentar me distrair da dor, concentrei-me nas carícias que Jimin fazia, deixando leves selares por meu pescoço. A dor havia passado, e eu necessitava que Jimin se mexesse. Movi meu quadril contra seu membro, fazendo-o soltar um gemido baixo. Iniciando suas estocadas lentas, não retirando seus olhos dos meus.

Eu gemia alto em deleite, levei minhas mãos à suas costas, arranhando-a. Jimin começou a intensificar suas estocadas, fazendo-as mais fortes e rápidas. Aumentando também os meus gemidos, que agora eram extremamente altos e esganiçados. Continuamos naquilo por minutos, até que sentia novamente os espasmos pelo meu corpo. Jimin levou uma de suas mãos ao meu membro-antes esquecido- iniciando uma masturbação rápida, na mesma velocidade e intensidade que suas estocadas fortes em meu interior. Jimin estocou-me com força, atingindo minha próstata, fazendo me gritar em prazer e aquilo foi o suficiente para me fazer gozar.

Jimin continuou a me estocar por mais alguns segundos viciantes, se desmanchando em meu interior, urrando de prazer. Jimin saiu de mim lentamente, com a respiração ofegante. Olhou-me com luxúria, selando nossos lábios novamente. Adorava beijar aqueles lábios carnudos e macios. Se separou de mim em seguida, olhando-me novamente.

-Vista-se.-ordenou e se pôs a vestir suas roupas também. O obedeci prontamente, pegando minhas peças de roupa espalhadas pela sala de aula, vestindo-as depressa.

-Jungkook -Jimin chamou-me quase que em um sussurro.

-Sim?-disse virando-me para ele.

Como ele conseguia ser tão lindo...

-Esse será o nosso segredinho, okay?! 

 

 

 

 

☆♡☆


Notas Finais


AMÉM JIKOOK!
ESPERO QUE GOSTEM!
postei e saí correndo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...