História Our Three Little Babys -- NamJin -- Vhope -- Jikook -- - Capítulo 23


Escrita por: ~ e ~KimBerry

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, TWICE
Personagens Chanyeol, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Jungyeon, Lisa, Momo, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Alfa, Babys, Jikook, Lemon, Namjin, Ômega, Vhope
Visualizações 139
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Decidi parar de enrolação e ja fazer os bebê nascer. Espero que gostem.

Eu vou voltar pouco algumas vezes^^

Capítulo 23 - ((NamJin)) Welcome, JungSoo and YoungJae


_Autora On_


Capítulo 22- *Welcome, JungSoo and YoungJae* 

10 de Março


Sim, dessa vez tinha dado certo. Jin finalmente teve seu filho esperado, na verdade, não só um, dois. Seus queridos gêmeos, JungSoo e YoungJae. 

MinSeo com 4 anos. Claro, tinha se passado um ano. Jiwoo e DaeHyun também já tinham 1 ano.

Mas o tempo não importava, os Kim estavam felizes com os pequenos bebês. Na verdade, não só eles. 

– AÍ MEU DEUS, QUE COISAS FOFAS!! – Jimin pulava alegre, encostado no vidro da maternidade. – O JUNGSOO PARECE O NAM E O YOUNGJAE PARECE O JIN! TÃO FOFINHOOO!!! 

– Jimin, a gente 'tá em um hospital, fica quieto. – Jungkook, que segurava a filha de um ano no colo, repreendeu o ômega.

– 'Tetê! – Daehyun tentou dizer 'bebê', com a mãozinha no vidro da maternidade, sorrindo com a chupeta azul na boca. 

– Diz "oi" pro bebezinho, DaeDae! – Hoseok sorriu, pegando a mão do filho, que estava em seu colo, e fazendo o pequeno acenar. 

MinSeo tentava olhar o berçário, ficando na ponta dos pés, mas era muito pequena para aquilo. Namjoon olhou a filha tentando ver o berçário e deu um leve sorriso, pegando a filha no colo. 

– Quem é aquele?! – A pequena apontou para JungSoo, que estava enrolado em uma pequena coberta verde-claro.

– É o JungSoo, ele foi quem nasceu primeiro. – Sorriu ao explicar. Apontou para o menor, que estava enrolado em uma pequena coberta azul-claro, ao lado de JungSoo: – Aquele é YoungJae, ele é o mais novo.

– 'Min pode pegar no colo?! – Sorriu, olhando os irmãos gêmeos. 

– Em casa, aqui não. – Viu a filha fazer uma carinha triste. – Vamos ver o Omma? – Tentou alegrar a pequena, que apenas assentiu com a cabeça. – A gente vai ir ver o Jin, vão ficar aqui? – Perguntou para os outros que estavam ali. 

– Vamos dar um pouco de privacidade para vocês. A gente fica aqui. – Nari respondeu, acariciando o rosto de SungJae.

Namjoon assentiu e saiu com a filha em direção ao quarto aonde Jin estava. Chegou no fim do grande corredor e parou no quarto de porta azul, com os nomes:"Kim SeokJin, Kim JungSoo e Kim YoungJae" e entraram.

– Omma!!! – MinSeo pulou na cama de hospital, engatinhando até Jin e abraçando o mesmo.

– Onde estão os outros, Namjoonie? – Jin disse, colocando a filha no colo.

– Ficaram lá, para nos dar 'privacidade'. – Sentou-se ao lado de Jin, o abraçando. – YoungJae é bem parecido com você, Jin. 

– Omma, eles são tão 'fofinhos!! – MinSeo sorriu, olhando para Jin. – 'Min quer abraçar e pegar eles no colo!!

– Daqui a pouco você vai pegar eles no colo e esmagar com MUITO amor e cuidado!! – Jin apertou de leve as bochechas da filha, sorrindo.

– Appa disse que Min só podia pegar eles em casa. Quando a gente vai pra casa, Omma?

– O Omma e os bebês vão ficar mais uns dois dias, você e o Appa vão ir embora hoje, daqui a pouco. – Namjoon explicou, pegando a filha no colo.

– Por que?!! – MinSeo fez bico e cruzou os braços.

– Porque eles tem que ficar aqui, 'pros médicos cuidarem deles. – Namjoon faz carinho no cabelo da filha.

– 'Tão 'dodoi...?

– Não, querida. Só que os bebês estão vulneráveis, e eu também. – Jin explicou, olhando a pequena.  

A porta do quarto se abriu rapidamente e Jimin entrou correndo, pulando em cima de Jin.

– POSSO ROUBAR SEUS FILHOS, JINNIE?! – Gritou, abraçando Jin fortemente.

– JIMIN!! – Jungkook entrou correndo, em seguida. 

– Não, Jimin. – Jin riu. – Você já tem o seu.

– MAS ELES SÃO TÃO FOFINHOS, ESTOU APAIXONADO POR ELES!! – Jimin gritou.

– Faça outro bebê.  – Jin empurrou Jimin de leve, para que o mesmo saísse de cima de si.

– 'Nãaaao, dá trabalho. – Jimin resmungou, saindo de cima de Jin. – Jiwoo, mesmo com um ano, dá trabalho como cem bebês de cinco meses.

– Vem, Jimin. – Jungkook pegou o marido pela mão. – Desculpa atrapalhar a 'privacidade de vocês.

– Tudo bem. Eu e MinSeo já estamos indo embora mesmo. Você vai ficar bem sozinho, Jin? – Namjoon perguntou para o ômega, que assentiu.

– Se quiser, Jin, a gente fica mais um pouco com você. Não temos nada para fazer em casa. – Jungkook sorriu para Jin.

– Okay. – Jin sorri de volta.

– EU VOU VOLTAR A VER OS BEBÊS, TCHAU! – Jimin gritou, saindo do quarto correndo.

– Tchau, Jinnie. – Namjoon deu um rápido selim nos lábios, antes de sair do quarto com MinSeo. 

No fim do corredor, viu Jimin se desculpando com um homem alto e magro. Se aproximou e viu quem menos esperava, Park Chanyeol.

– Desculpa, desculpa! Estava animado e não te vi. – Jimin se reverenciava vária vezes na frente do mais alto, como um pedido de desculpa.

Namjoon passou reto, tentando ignorar ao máximo Chanyeol. Totalmente falho, já que Chanyeol, o segurou pelo braço. 

– Ei, Namjoon. Quanto tempo, não te vejo desde o Natal do ano passado! – O Park Alfa deu um sorriso. – Vejo que você e Jin tem novos bebês. São uma gracinha. – Chanyeol falava como se o abuso que ele havia tentado contra Jin um ano atrás nem tivesse acontecido. Maldito filho da puta.

– O que meus filhos te interessam, Chanyeol? – Namjoon perguntou, revirando os olhos.

– Fiquei chateado quando vocês dois não me contaram sobre o nascimento da pequena. – O alfa Park sorriu para MinSeo. – Mas fiquei um pouco contente quando Momo me contou que Jin estava grávido, então, aproveitei e perguntei a Jimin onde Jin iria ter o bebê e vim até aqui. Esperava um bebê, mas dois devem ser uma felicidade enorme para vocês dois. 

– Por que disse a ele? – Namjoon se virou para o ômega, ignorando completamente Chanyeol ali.

– ... Desculpe. Eu não pensei direito antes de dizer o endereço, só estava muito feliz e meio que escapou. Desculpe, Namjoon. – Jimin disse cabisbaixo.

– Sua filha é mesmo uma gracinha, Namjoon. – Chanyeol passava a mão pelo rosto de MinSeo, enquanto Namjoon estava distraído. – Parece um pouco você e um pouco Jin, uma misturinha. – Riu.

– Você sabe como ser falso, Chanyeol. – Namjoon riu debochado. – Não chegue perto dos meus filhos e de meu marido.

– Está com medo de que Jin se apaixone por mim e largue você? – Chanyeol sorriu provocativo.

Namjoon sentiu uma vontade enorme de espancar aquele desgramado bem ali, no meio do hospital. Pena que não podia fazer aquilo, pois poderia ser expulso do local, e também estava com a filha nos braços. 

– Pare de provoca-lo, Chanyeol!! – Jimin se intrometeu.– Vá arranjar algo para fazer, seu merda! Eu vou ir atrás dos outros. Melhor você, Chanyeol, arranjar uma vida pra se preocupar, invés de querer atrapalhar a dos outros. Namjoon, a Min deve estar cansada, acho que seria bom você levá-la pra casa. – Jimin finalizou, olhando para o alfa Kim.

– É melhor mesmo. Até, Jimin. – Namjoon saiu andando estressado do ambiente, caminhando para a saída do hospital. 

– 'Min não gosta dele... – MinSeo sussurrou, agarrada ao pescoço do pai. 

– Chanyeol? – A pequena assentiu levemente. – É. Eu também não gosto muito dele, pequena.


Notas Finais


Gostaram? Odiaram? Me digam nos comentários ^^!'


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...