História Our Time ❥IMFACT - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IMFACT
Personagens Jeup, Jian, Jimin, Personagens Originais, Sang, Taeho, Ungjae
Tags Adolecente, Bts, Cartas, Escolar, Frases, Imfact, Jimin, Leesang, Originais, Tempo
Exibições 4
Palavras 1.666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esta fanfic será dedicada ao meu poço de felicidade, a Diva que enaltece meu obscuro dia, SraMaryFish .

Capítulo 1 - 1- Tragedy


  ◤ 18/07/2016◥  

       (~|Mary pov on|~)

               Eu sempre me perguntava, como meu futuro seria?
Bom, eu me formei na escola de meus sonhos para eu plenamente desenvolver meu potencial e assim realizar meus sonhos .Assim eu consegui um emprego na empresa de meus sonhos, consegui um bom marido e bom, consegui um bom status .
Era meu sonho ...

      Ouvindo algumas pessoas me gritarem eu acabei por sorrir aberto, muitos dos aprendizes que estavam ali me aplaudiram e assim me deram alguns papeis, provavelmente seriam promoções inúteis em países que meu marido nunca sequer deixaria eu visitar .Mas eu ainda sim sorria, por algum motivo a animação que todos sentiam ao saber que a empresa estava tendo mais progresso em vendas era minha nostalgia .

''Lutem por mais negócios, vocês não percebem que apenas a Senhorita Mary Chama trabalha, espero que nossa empresa não funcione por causa de uma mulher, apenas uma .

               Ya, seu...Machista...

-Na verdade, gostaria de agradecer a todos que contribuem para o futuro da empresa.

          Ouvindo aquilo eu ignorei as vozes e continuei a andar até minha sala, assim que fechei a porta da mesma eu acabei espirando fundo extremamente nervosa, aquela empresa não era apenas Mary e Mary, odiava que o credito fosse apenas para mim .
        comecei a trabalhar assim as ações da empresa apenas estavam aumentando e eu estava cada vez ficando mais cansada, parecia que o tempo não passava, ou passava ...eu não sei .
        Vendo que meus estagiários estavam saindo todos juntos eu acenei pra todos que estavam sorrindo.

          Assim que meu celular tocou eu o atendi automático, me arrumando em uma postura boa eu acabei falando meio suave ao perceber que era meu marido.

-Jimin, desculpe meu amor...Eu tive que ...desculpe...eu não vi que a hora passou tão...

        Eis assim que meu lindo, baixo e idiota marido havia desligado na minha  cara, não era melhor ele apenas me esperar por vinte minutos, eu havia me arrumado para hoje, sexta a noite, eu me recuso a passar mais tempo aqui. Arrumei minha bolsa que estava em algum canto e finalmente achei minhas sapatilhas que também estavam jogadas pelo escritório .

(\\Minima quebra de tempo\\)

       Eu me recusava a voltar para casa, era provável Jimin estar ali com seu ego gigante pronto para começar uma briga, nem ao menos ele trabalhava bem, mas mesmo assim esse idiota gostava de criticar meu trabalho , eu o amava, mas eu o odiava .
Eu acabei parando em uma pequena loja de posto, era noite, eu estava com sonho e meu chefe iria pegar novamente em meu pé se eu  não cobrisse o turno do filho dele que seria daqui a três horas.

       Assim que eu ouvi meu nome acabei me virando rápido e surpresa mas eu não vi nada, apenas meus estagiários que pareciam nervosos. Me abaixei depois de avistar meu chocolate preferido, assim eu o peguei fechei meus olhos frustradas, eu estava prestando atenção na conversa daqueles jovens?.Sim.

''Pouco me importa se ela chega cedo e sai tarde, eu não sou obrigada a fazer isso até por que eu não vou ganhar hora extra, o chefe estava falando que ia cortar todo o tipo de custo''.

''A gerente e disse para aprendermos com a Mary, Foda-se. Não aguento mais ela.''

''Tanto trabalho por pouco dinheiro, aish. ela apenas pode ser burra''.

'' A empresa a trata como um animal ou um robô e ela ainda trata a empresa como uma família''.

      Eu acho que me tornei uma mulher deste tipo, Uma miserável que vive pelo trabalho e que morre pelo trabalho, Quando em tinha 18 anos eu costumava rir de mulheres assim. Olhe, eu me tornei o que eu tanto odiava.

(\\Quebra minima de tempo\\)

      Chegando em casa eu respirei fundo aliviada, Jimin não estava ali.Segui até meu quarto tirando meu vestido pelo caminho e assim me joguei na cama após ligar o radio.

''Olá velhos ouvintes.''
''Você gosta de quem é o 'eu' de agora?. Quando crescemos nos tornamos interessados e loucos por responsabilidades,Nos tornamos alguém que nem ao menos nós mesmo nos reconhecemos , Você já sentiu falta do passado, naquela epoca aonde você era apenas uma criança ingenua e que se atrevia sonhar?.Sim.''
E esta parte sua? Ela esta ai?...Você se lembra daquelas pessoas que....''

               ◤ 04/08/2006◥

  Respirei fundo olhando para a professora que estava escrevendo nomes dos reprovados na lousa, eu estava muito feliz, NÃO ESTOU DE RECUPERAÇÃO DEUS.
     Eu poderia pular e gritar para todas as garotas inteligentes e bonitas da sala um bonita e grande "Consegui suas ET'S plastificadas ".
    Mas eu era normal.
       Apenas sorri.
          Pessoas normais fazem isso.

-SooHyun, eu sou um Gênio da física, sua boba agora me deve um pôster do meu amado JunJin.

     Acabei mostrando entusiasmo, mesmo SooHyun estando com uma carinha de nojo. Sim, minha melhor amiga Soo era uma mão de vaca que adorava apostar coisas do nosso cantor favorito, Meu amor, meu JunJin...do Shinhwa.
    Gostávamos de todos os garotos mas o JunJin era perfeito, Amo aquele homem Lindo .

*-Ya Mary, não começa.
    Eu falei se você fechasse com sete ou mais .
        Ah, e se eu ficasse reprovada nesta matéria.

       Acabei a olhando feio e mostrei minha língua para a mesma rindo.

-Eu estou com oito, e você cinco.
Eu sou o oráculo.

      A garota apenas revirou os olhos derrotada e assim passou o poster para mim meio seca. Eu não poderia negar, eu estava animada .

*-Nunca mais aposto nada com você, eu sempre perco!.

-Tenho que ter sorte em alguma coisa né?.

      Abri o poster sorrindo ao ver meu lindo bias ali, assim que guardei meu poster embaixo da mesa, acabei puxando uma carta com o meu nome,achei estranho já que três delas estavam no chão, tinham a mesma letra .
      Poderia ser um admirador secreto ?.
          Não, não e não.
Assim que abri a carta, acabei me engasgando com minha própria saliva, deus apenas me faltava isso. Eu estou amaldiçoada?.

        ❝Mary, leia bem.❞
   
Esta carta é uma corrente vinda da africa do sul, da missionária Anthony de Croud.
Agora a boa sorte foi concedida a você, repasse as outras três cartas para as pessoas que merecem uma má sorte ou uma boa sorte.
Caso você apenas ignore esta carta, saiba que você irá ficar exposta a vários desastres.
Em 2001 o Sr.Chen não levou esta carta  a sério, ele a rasgou e logo a jogou fora .
Três dias depois ele morreu envolvido em um acidente de carro.
Em 2003 Sr.Holanda queimou esta carta e acabou zombando de seu poder, três dias depois ela descobriu que sua mãe sofria de uma doença incurável .
Repasse esta corrente, você pode ser a próxima a ter azar.

❝❀❞.

-

Droga, Droga, meu deus .EU VOU MORRER!?.

       Acabei gritando alto assustada, vendo e todas as garotas da sala me olhavam com medo eu me sentei novamente e pedi desculpas para todas.
      Me levantei com as três cartas na mão e suspirei alto tremendo, eu apenas iria destribuir aleatoriamente. Mas eu estava com dó. E se a pessoa Morresse ?. Eu iria para a cadeia ? . Minha mãe poderia me deserdar como filha !.

            (\\Quebra minima de tempo\\)

         Acabei respirando fundo, a ultima carta já havia sido entregue, mesmo eu fazendo o certo de avisar as minhas "vitimas" do conteúdo da carta, eu ainda me sentia bem culpada.

-Me desculpe...Omma não me odeie .

        Acabei falando sozinha enquanto eu chorava mentalmente, mesmo as pessoas que eu entreguei a carta fossem um tanto ruins eu me sentia culpa ainda.
•Me desculpe professor de Física louco que aplica punições loucas ...
(ಥ_ಥ)Você merece, nada explica o dia em que você bateu com a régua em minha mão apenas por que eu estava desenhando bolinhas...

•Me desculpe  Jian do terceiro B.
Eu te acho meio nojentinho, você tem cara de nunca gostar de ninguém.

•Me desculpe Lee Sang...
Você bateu no meu...Não, você bateu no TaeHo. O garoto mais perfeito da escola por NADA!.

      Acabei saindo de meus pensamentos horríveis ao ouvir vários gritos masculinos.
Acabei seguindo algumas garotas até o local do tal "desespero em grupo"assim que encontrei SooHyun eu a olhei meio confusa .

-O que aconteceu ?

*-Amiga, o Lee Sang!.
Aquele gato Bad Boy do terceiro ano caiu da escada, ele bateu a cabeça feio, ele esta lá reclamando de dor.
Ele continua lindo, mas parece estar de mal humor.

     Acabei ficando tonta naquele momento, coloquei minha mão em minha cabeça e respirei fundo chorosa.

-Meu deus, eu matei o Lee Sang.

*-O que?.Menina não viaja, vamos comprar um sorvete !.

      Eu apenas concordei com a cabeça,no momento em que eu me virei dei de cara com UnJae do primeiro ano, ele era amigo de Lee Sang, ele ouviu algo?.
       Ele apenas concordou com a cabeça como que se estivesse entendendo ou concordando algo e saiu de minha frente .

-Vamos antes que o tempo acabe.
A nossa educação física vai ser junto com o terceiro B. Meu TaeHo vai estar lá...

        Recebi um tapa de SooHyun e acabamos rindo, eu deveria parar de pensar em meu futuro marido .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...