História Outlander - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags hashirama, Itachi, Madara, Madasaku, Naruto, Obito, Sakura, Sarada, Sasuke, Senju, Tobirama, Uchiha, Viagem No Tempo
Visualizações 379
Palavras 1.333
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Paradoxo


Nem me lembro se a comida estava boa ou não, o meu estômago estava se auto digerindo de nervosismo. Logo o almoço se encerrou e a única coisa que podia ver eram minhas mãos tremendo por debaixo da mesa, o suor frio escorrendo pelas minhas costas.

Os pratos foram retirados por serviçais diligentes, todos ostentavam com orgulho o símbolo do clã Uchiha. Constatei que só poderia estar em uma dimensão paralela, não sei com isso seria possível, mas é a única maneira de todo o clã Uchiha estar vivo, ou talvez eu esteja no meu mundo, porém em outra parte completamente diferente.

- Algum problema Sakura-san? Parece estar nervosa...– O tal madara falou, notei que os criados já haviam nos deixado, e meu estômago se embrulhou pela antecipação de estar ferrada.

- Não acredito que minhas respostas vão satisfaze-lo, nem eu mesmo sei explicar onde estou, e por que estou aqui.- Falei sinceramente.

- Basta ser verdadeira em suas respostas Sakura-san. A propósito meu nome é Izuna, sou irmão mais novo do madara aqui.- Ele aponta para o maior ao seu lado, suas feições eram leves e descontraídas ao contrário de seu irmão mais velho.

- E cuidado com o que vai dizer, o sharingan é um ótimo detector de mentiras Sakura-san.- Madara me olha com aqueles olhos carmesins como se pudesse enxergar a minha alma, seu olhar me lembrava vagamente o de Sasuke-kun, porém parecia ser muito mais letal.

 

Madara

Antes do interrogatório ter início, mandei que os criados trouxessem chá e algo doce para comer, ainda éramos gratos a ela pelas incontáveis vidas salvas naquele dia, mesmo que o pergaminho levantasse suspeitas.

Um pergaminho de aparência muito antiga sobre o estágio inicial do sharingan, nada que ninguém do clã já não saiba, mas uma arma nas mãos dos inimigos.

Podia sentir seu nervosismo através de sua respiração, quando os criados terminaram de nos servir o chá e nos deixaram sozinhos comecei.

- Quero que saiba que somos gratos pelas vidas salvas, e eu especialmente por ter salvo meu irmão, a guerra tem causado baixas no clã todos os dias, e graças a você mulheres e crianças puderam ter de volta seus maridos e pais, ou irmãos.- Não pude evitar de olhar para Izuna.

Ela deu um mínimo suspiro aliviado e logo sua feição mudou para pavor.

- GUERRA? A QUARTA GUERRA NINJA JÁ COMEÇOU? A AKATSUKI JÁ ESTÁ AQUI? ONDE O NARUTO ESTÁ? – Eu e Izuna nos olhamos atordoados, a garota parecia estar tendo um surto psicótico.

- Não sabemos quem é akatsuki e nem quem é naruto, e não diria que essa é uma quarta guerra e sim A guerra.- Izuna disse ainda confuso.

- Nosso embate com o clã Senju já dura centenas de anos.- conclui por fim e vi seu semblante ficar aterrorizado.

Sakura

‘’Embate com o clã Senju? Que porra é essa?’’

- Quem são os atuais líderes do clã Senju? - Eu tinha uma suspeita do que tinha acontecido comigo mas torcia com todas as forças do meu ser para que esse não fosse o caso.

- Hashirama é o líder.- Alguém disse, não consigo prestar atenção em mais nada, minha respiração fica desregulada e sinto meu coração falhar.

Eu tinha voltado no tempo.

Eu estava na era dos Estados combatentes.

Konoha não havia sido fundada.

Olhei para Izuna e perguntei com o resto de voz que me sobrara.

- Quem te desferiu o golpe foi Tobirama Senju?

- Sim.- MERDA.

MIL VEZES MERDA.

Finalmente me lembrei de onde já havia visto o nome de madara.

Após a morte de seu irmão madara criou uma aliança com o clã Senju e com isso konoha foi fundada.

Eu havia mudado o curso da história, konoha jamais existirá, por minha culpa!

Fechei os olhos e mordi meu lábio até sangrar, madara se irritou e bateu com o punho na mesa.

- Quem está sendo interrogada é você! Como você sabe tanto do clã Senju e COMO você tem esse pergaminho sobre o sharingan?! – Mesmo com os olhos fechados eu pude sentir a intensidade de seu olhar sobre mim.

O que deveria fazer? O deveria falar? O que acontecerá comigo e mais importante, o que acontecerá com meus amigos? Minha casa, minha família, a vila, todas as minhas memórias que nem haviam acontecido e jamais iriam acontecer.

Tentei me segurar e irrompi em lágrimas, o preço da minha ambição tinha sido alto demais.

Senti algo gelado em minha garganta, abri meus olhos e a única luz que pude enxergar era o tom carmesim que os olhos de madara emanavam.

- Estou esperando uma resposta.- Bradou, imponente e autoritário, sua voz arrogante me lembrava a de Sasuke, que jamais irá existir por minha causa!

Empurrei o que seria um parente muito distante de Sasuke, ele me olhou surpreso.

- Você quer uma resposta Uchiha? Eu vou te dizer o que aconteceu! EU SOU DA DROGA DO FUTURO.- Ele me olha sarcástico e descrente, jogo a porcaria da mesa pelo shoji que estava aberto para que a luz entrasse, ambos me olham assustados.- Por ter curado o seu irmão eu mudei toda a droga do futuro, e por ele estar vivo meus amigos, minha família, a vila onde eu nasci jamais irá existir.

Comecei a chorar ainda mais, vi madara vir para cima de mim, mas ser impedido por seu irmão.

Madara

 Vir do futuro? Essa é a pior desculpa que eu já ouvi, ou pelo menos foi o que eu pensei antes de ver uma mesa mais velha que meu clã e que necessitava de pelo menos vinte homens fortes para ser deslocada, voar a poucos centímetros da minha cabeça, arremessada por uma garotinha que tem a metade do meu tamanho.

Foi o que eu pensei antes de ver a dor em seus olhos sobrenaturalmente verdes, a dor que experimentei quando achei que ia perder Izuna. A mesma dor que senti quando perdi meu pai e meus irmãos mais novos para essa guerra maldita.

A mesma dor que eu senti quando, por interesses do clã tive que me afastar de Hashirama.

Izuna havia por sorte, me impedido de fazer alguma besteira.

Observava a garota chorando copiosamente no chão, enquanto meu irmão afagava suas costas com a mesma dedicação em que vigilava seu sono enquanto estava inconsciente por ter usado todo seu chakra para salva-lo.

Sabia que os criados estavam empolvorosos pelo barulho dos gritos, choro e o estrondo da mesa, mas ordens minhas jamais eram quebradas e ninguém entrou na sala.

- Sakura-san por favor se acalme.- Izuna tentava em vão acalmar a jovem.

- Você me acusou de ter destruído seu lar, por ter te obrigado a salvar meu irmão, mas se seu futuro tivesse mesmo sido destruído você não estaria existindo aqui não é mesmo? – Falei, pela primeira vez em cinco minutos ela dá um tempo na choradeira e me olha com o rosto castigado pelo choro e olhos cintilantes de curiosidade e lágrimas.

- v-você tem razão.

- Talvez possamos fazer alguma coisa para que seu futuro se cumpra mesmo que eu esteja vivo, de onde você veio? .- Izuna disse sorrindo, podia notar uma certa devoção a essa garota que caiu dos céus.

- Konoha.- franzi o cenho, nunca havia ouvido falar desse nome estranho.

- Minha vila foi fundada por dois shinobis que queriam criar um lugar sem guerras, onde crianças poderiam crescer com seus pais em casa e sem medo de serem enviadas para os campos de batalha.

- Podemos achar esses ninjas e fazer com que fundem a sua vila.- Disse a ela, concordei com o que Izuna disse, iriamos restaurar o futuro da garota como pagamento por seu serviço.

 Ela riu irônica e me irritei.

- Madara Uchiha e Hashirama Senju fundaram a vila oculta na folha, em um acordo entro os dois clãs depois que Izuna Uchiha foi mortalmente ferido em batalha por Tobirama Senju.

Ela disse sem nem ao menos desvencilhar seus olhos do meu.

E eu não pude acreditar.


Notas Finais


Vocês preferem que eu poste a fanfic esmigalhada assim que fica menos chato de ler ou querem capítulos maiores?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...