História Outlaw - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Festa Rachas Dinheiro Sexo Adolescente Colegial
Exibições 17
Palavras 1.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite
Esse horário de verão ta matando
E minha cidade virou uma sauna com prédios kkkk
Como esta o tempo na cidade de vocês?

Capítulo 28 - 1980


Fanfic / Fanfiction Outlaw - Capítulo 28 - 1980

Kaue On~
Quinta feira as aulas já haviam acabado, só a equipe de natação, os jogadores de futebol e as lideres de torcida e alguns nerds estavam na escola, estava perambulando pelo corredor a procura da Srt. Camryn, precisava de no minimo 7 pontos para me recuperar na matéria, fui até a sala dela e havia apenas um zelador recolhendo o lixo.
  - Sabe onde está a Srt.Camryn?
  - Ela esta no laboratório do quarto andar. - Respondeu devagar gesticulando com os braços, definitivamente ele precisava se aposentar!
   - Obrigado - Agradeço e saio subindo as escadas até o quarto andar.
    Adentro a sala e lá esta ela, com uma saia mais curta que o normal, óculos caídos próximo ao nariz e uma camisa social branca bem colada por sinal, ela se vira e me encara, seus olhos sorri amigavelmente para mim e ela para de escrever no quadro e me da total atenção.
     - Sr.Collins, achei que não viria!
     - Eu realmente preciso dessa nota
     - Sente-se - Pediu
     A sala estava mal iluminada devido a ser o laboratório menos usado do colégio, sentei em uma das bancadas e esperei para rever milhares de questões sobre fatos ocorridos totalmente intediantes li as primeiras questões e respondi tranquilamente. Na questão 20 fiquei com dúvidas.
- Srt. Camryn?- Ela abaixou o rosto lentamente e me olhou por cima dos óculos. Ela levantou e veio caminhando até minha mesa, lentamente. Eu realmente estava me concentrando.
-Sim Kaue- Parou diante de mim.
-Na questão 20, a questão é sobre 1980 ou 1986?
- Deixa eu ver - Ela agachou diante de mim, sua camisa estava aberta deixando a mostra seus seios cobertos por uma langerie vermelha de renda…droga! Preciso me concen…o cheiro de rosas entrou em meu nariz…merda merda merda!
  Ela olhou pra mim com os olhos inocentes, e respondeu:
-1980!- Caminhou de volta para a mesa
  Era a última questão, pensei enquanto tentava me concentrar, comecei a olhar em volta na esperança de esquecer a visão de seus seios no meio das minhas pálpebras, ela cruzou as pernas e pude ver toda a sua deslumbrada coxa, e eu já esqueci totalmente o motivo pelo qual eu estava sentado diante de várias palavras e números.
    Ela sorriu para mim e não aguentei, meu membro estava totalmente ereto não tinha maneira alguma de esconder isso dela, ela me olhava com cara de uma das atrizes de videos pornográficos, aquilo estava realmente acabando comigo.
    - Aconteceu alguma coisa querido? - Disse se levantando e parando na frente de sua mesa.
    - E-Eu não sei - Gaguejei
    - Quer ajuda - Disse se aproximando e parando diante de mim.
     - Não precisa se incomodar - Sorri
     - Tudo bem - Dito isso ela "deixou o lapis cair" e se abaixou lentamente para pegar bem na minha frente, quando se levantou fez questão de apoiar a mão no meu membro. Puta que pariu essa mulher é maravilhosa. Ela se levantou e me olhou, nossos olhos estavam pegando fogo de puro desejo, minha vontade era jogar ela naquela mesa e deixar nela cada gota de mim, quando me levantei a porta se abriu, ela rapidamente arrumou a blusa e pegou minha prova. - Pronto, mando sua nota por e-mail.
     A morena invadiu nosso campo de visão então a reconheci, era a garota nova, Camila, ela tinha um jaleco apoiado no braço e livros na mao do mesmo.
    - Me desculpa, eu não conheço a escola ainda, é…eu atrapalhei alguma coisa? - Disse apontando para a mão da professora que continuava no meu membro.
     - É, não claro que não - Disse ela afobada tentando se explicar - Eu apenas tropecei e o Kaue me ajudou. - Sorriu nervosa indo para sua mesa.
    - Tudo bem, eu posso voltar depois, só vou deixar o jaleco no armário - Disse colocando o jaleco no armário.
    - Você já pode ir Kaue - Sorriu Camryn.
    Sai da sala e corri até a Isabella que estava no final do corredor.
    - Camila - Chamei. Fui ignorado. - Camila - Disse do teu lado.
     - Oi - Sorriu
     - Eu só queria pedir que….
     - Que não contasse a ninguém sobre sua quase orgia com a prostituta de história? Quer dizer Substituta. - Sorriu
     - E..eu não…
     - Relaxa eu também não. - Disse e saiu
Kaue Off~
Rodrigo On~
  Tinha acabado de sair do treino, estava suado e nojento, fui até o meu armário mas esqueci meu celular no outro armário, resolvi tomar uma banho rápido e voltar para pegar o meu celular, o corredor do colégio é bem assustador no final da tarde sem ninguém passando por eles, e os corredores parecem bem maiores também, nunca chegava no meu armário meu deus, virei o corredor finalmente feliz por encontrar o meu armário e ver infelizmente um casal se beijando loucamente nele, me aproximei devido a liz fraca, vi Jack do time de futebol e a…Ariel?…Parei diante dos dois, ela estava contra meu armário enquanto ele beijava seu pescoço ela mantinha os olhos fechados murmurando alguma coisa, seus olhos abriram e ela me encontrou, sua pupila dilatou e o pânico passou em seus olhos, ela afastou Jack que parou e olhou pra mim.
   - Oi cara eu….- Não deixei que ele terminasse a frase, soquei seu queixo e sua cabeça bateu com força no armário ao lado, seu corpo impotente caiu ao chão desmaiado, minha visão estava turva de raiva, abri o armário e peguei meu celular.
   - Digo….eu…eu…
   - CALA A BOCA!! - Disse batendo a porta do armário.
   - Eu posso explicar….eu… - Disse tentando segurar meu braço
   - JA DISSE PRA CALAR A DROGA DESSA BOCA! - gritei tirando meu braço de sua pegada - NÃO QUERO OUVIR NADA DE VOCÊ AGORA. - Disse e sai andando furioso pro meu carro.
    Já estava escuro cerca de umas 19:00 da noite, estávamos no verão e o movimento era caótico na avenida principal, eu só queria ir pra droga da minha casa sera que isso é demais hoje em dia? Virei na estadual e acelerei a pista estava bem vazia, desviei dos carros como os pontos de uma máquina de costura, imagens dela sendo beijada daquela maneira, sendo pressionada contra o armário daquele jeito, do meu armário por sinal, sua boca, nenhum sinal de resistência, ela sabia o que estava fazendo, 180….200…220……240…. Foi o maximo que consegui chegar ate ver uma luz forte e depois o impacto, depois tudo apagou.
Rodrigo Off~
   
  
    
     
   


Notas Finais


Espero que estejam gostando
Beijokas
Qual personagem preferido de vocês?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...