História OutlawQueen Enfrentando os desafios da segunda Chance. - Capítulo 59


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Tags Outlawqueen
Visualizações 119
Palavras 3.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 59 - Capítulo 59


Robin e Regina sentados à mesa, um de frente pro outro, Regina ia enchendo suas taças com vinho tinto...

Robin: você pode beber?

Regina: não

Robin: e vai beber?

Regina: vou, mas apenas uma taça

E ela dá um sorriso encantador, ele retribui, eles começam a comer, e vão bebendo, sempre trocando olhares...

Regina: como foi seu dia?

Robin: corrido, tive que resolver umas coisas, mas já está resolvido, amanhã eu saio cedo do trabalho, e o seu dia?

Regina: foi normal, e é uma delicia passar o tempo olhando para a Clarissa, nossa filha, cada dia mais esperta! E linda!

Eles vão terminando de comer e terminam também de beber, Regina levanta da cadeira, Robin fica olhando pra ela, ela vai andando em direção à ele, passando pra trás da cadeira dele, e se inclina, beijando o pescoço dele, enquanto desliza as mãos pelo peito dele, ele acaricia os braços dela, sentindo os lábios macios dela percorrendo seu pescoço e orelha...

Regina ergue novamente o corpo, ficando ao lado dele e sem aviso ela movimenta a mão fazendo a cadeira ser arrastada pra trás, usando sua magia, Robin se assusta, se segurando na cadeira, e ela para ao ver que o espaço entre a cadeira e a mesa já é o suficiente pra ela ficar de frente pra ele... Ela dá três passos e fica junto dele, em pé, ele olha pra cima...

Robin: acho que eu tenho que permanecer sentado, né?

Regina: e calado também! Camisa de botões? Escolha muito inteligente!

Regina caminha até o balcão, pegando um tecido, e ela volta até ele, mandando ele colocar as mãos pra trás e amarra os pulsos dele, ele fica apenas sorrindo e mordendo os lábios. Ela volta a ficar de frente pra ele e se ajoelha, e enquanto olha nos olhos dele, ela vai desabotoando a camisa dele, um botão de cada vez, ao abrir todos, ela vai tirando a camisa dele até onde pode, já que as mãos amarradas não permitem que tire tudo, mas ele fica com o peito e abdômen todo descoberto, ela olha um pouco pro corpo dele e se aproxima, beijando o peito dele, sentindo o cheiro dele. Ela vai passando os lábios pelo peito dele, beijando, lambendo, descendo pro abdômen, ele fica olhando para cada movimento dela, sentindo seus lábios macios, ele fecha os olhos, sibilando. Ela vai beijando até chegar na calça, ela para, olhando pra ele, e encosta os lábios ali novamente, então ela vai subindo, lambendo, até chegar no pescoço dele, ele geme, e ela vai mordendo o queixo dele, e então o beija na boca, roçando os lábios sem deixar ele beijá-la, ela lambe ele do queixo até a boca, lambendo os lábios dele, enquanto ele continuava tentando beijá-la, tentando manter os lábios dela nos seus, ela o beija rapidamente, e suga o lábio inferior dele, e então encosta os lábios nos dele, beijando-o, enfiando a língua na boca dele, e ele a beija intensamente. Toda aquela brincadeira sensual o deixando excitado, ansioso, ela vai passando as mãos nas coxas dele, apertando, e chega com uma das mãos até o pênis dele, ela sorri satisfeita ao sentir a ereção dele já pressionando a calça, ela fica apalpando, apertando sem usar força, enquanto continua beijando ele... E ela para, se afasta um pouco e se levanta, ele apenas fica olhando pra ela, e ela vai levantando o vestido, lentamente, mostrando pouco a pouco a lingerie que ela estava usando, ele vai olhando as pernas dela, com meias pretas 7/8, uma fita na coxa dela, ela vai subindo mais o vestido, revelando uma calcinha preta bem pequena, depois ele vê um corselete preto quase transparente, um decote lindo, e ela tira o vestido e joga no chão...

Robin: você é linda! Muito gostosa!

Ela sorri e vai se ajoelhando novamente, segura nas coxas dele, e vai com as mãos até o cinto dele, ela vai abrindo, abre também o botão, o zíper, vai abrindo e ela o beija na barriga, bem próximo de onde começa a calça, ele fica sibilando, sentindo os beijos dela, então ela para o que está fazendo e enquanto sorri pra ele, ela faz a calça e a cueca dele desaparecerem, deixando ele nu, ele olha pra ela e sorri...

Robin: da última vez que você usou magia, a coisa foi intensa!

Ele morde os lábios, sorrindo pra ela...

Regina: está com medo?

Robin: estou excitado!

Ela sorri, e o beija na boca, beijando-o intensamente, ela vai com a mão acariciando o peito dele, descendo a mão até a barriga, e segura o pênis dele, já massageando, subindo e descendo a mão, já sentindo ele duro e pulsando, ele fica ofegante, de olhos fechados, beijando-a enquanto a sente estimulá-lo, masturbando-o, ele solta os lábios dela e geme, ela vai beijando o queixo dele, percorrendo o corpo dele com beijos, ele fica olhando pra ela, respirando ansioso, ela continua movimentando a mão, ela então começa a beijar a parte interna da coxa, ele geme, vendo ela tão próxima dali, ela beija e morde a coxa dele, torturando-o, então, sem aviso, ela lambe a coxa dele, percorrendo a língua em direção ao pênis, lambendo o pênis dele também, ele solta um gemido e ela para, olha pra ele...

Robin: a-ah Regina

Ela segura o pênis dele novamente, e continua olhando pra ele, e sem tirar os olhos dos dele, ela vai se aproximando, e encosta a língua na cabeça do pênis dele, já sentindo ele úmido, ela vai lambendo delicadamente, e encosta os lábios, chupando apenas a cabeça do pênis dele, ele fica hipnotizado olhando pra ela, enquanto geme, sentindo um tesão enorme crescendo... Ela continua apenas ali, lambendo, chupando, sentindo o gosto dele, então ela abre mais a boca e vai colocando o pênis dele na boca até onde ela consegue, ele sibila, se contorcendo, gemendo, e ela vai tirando de dentro da boca novamente, enquanto deixa os lábios macios, chupando, antes que ela possa tirar todo da boca ela o engole novamente, afundando a boca nele e volta de novo, dessa vez o tira da boca e ela ainda segurando com a mão, vai passando a língua lambendo ele todo sem enfiar na boca, apenas lambendo o pênis dele por fora, deixando ele todo molhado, tornando tudo mais prazeroso, ele continua gemendo, olha pra ela e depois fecha os olhos, mordendo os lábios, ela continua lambendo ele, e então volta a coloca-lo na boca, chupando, enfiando dentro de sua boca até onde ela consegue e tira e põe, tira e põe, ele vendo a cabeça dela se movimentando, ela usa a outra mão pra colocar os cabelos atrás da orelha tirando da frente da visão dele, querendo que ele a assista, ela abre os olhos, olhando pra ele, eles se olham nos olhos, enquanto ela permanece chupando ele, olhando pra ele com cara de safada, ela vai tirando da boca, ainda mantendo seu olhar safado, e fica lambendo a cabeça do pênis dele, girando a língua enquanto o provoca com os olhares, ele sorri mordendo os lábios...

Robin: nossa! Que boquinha gostosa!

Ela ouvindo isso, enfia ele todo na boca de novo, subindo e descendo com a boca, ele fecha os olhos, e começa a forçar os braços, tentando se soltar, ele nem se esforça muito e já se vê livre do tecido, ele puxa o resto da camisa, tira e joga no chão, então ele vai com as duas mãos já segurando a cabeça dela, ela abre os olhos, olha pra ele mas decide não se importar com o fato de ele ter se soltado, ela continua o que está fazendo, enquanto ele vai pegando os cabelos dela, formando um rabo de cavalo, ele segura os cabelos dela no alto da cabeça, e a incentiva a continuar com os movimentos de sobe e desce, com o pênis todo dentro da boca, ele vai com a outra mão, segurando o próprio pênis, ela solta e deixa ele conduzir, ele puxa o cabelo dela, fazendo ela tirar a boca do pênis dele, ele ainda segurando o cabelo dela e a outra mão no pênis, ele se levanta, ela de joelhos na frente dele, ele sorri pra ela e começa a bater com o pênis no rosto dela, na bochecha, ela morde os lábios, olhando pra ele, ela começa a acariciar as coxas dele, ele vai roçando o pênis nos lábios dela, ela deixa os lábios macios, e põe a língua pra fora, enquanto ele esfrega o pênis no rosto e na boca dela, então ele segura e força o pênis a entrar na boca dela, ela o recebe, chupando, ele fica movimentando os quadris, penetrando a boca dela, e ela fica chupando e gemendo, enquanto ele se movimenta, louco de tesão, excitado pelo fato de estar fodendo a boca gostosa dela, ela fecha os olhos, concentrando-se em dar prazer ao seu homem, enfiando a boca até onde ela consegue, então ele tira o pênis de dentro da boca dela...

Robin: Regina, se continuar assim vou terminar gozando, e eu quero comer você e gozar dentro de você!

Ele se inclina, segurando os braços dela e a puxa, fazendo ela se levantar, ela fica de pé, olhando pra ele, e ele a agarra, beijando a boca dela, beijando-a intensamente, chupando os lábios e a língua dela, as mãos dele desesperadas procurando onde abre o corselete, ele vai abrindo, e se afasta dela um pouco apenas para que o corselete possa cair no chão, eles vão andando, ainda agarrados, se beijando, até encostar no balcão, ele põe as mãos no balcão e balança...

Robin: será que o balcão aguenta?

E antes que ela responda, ele suspende ela e a põe sentada, já ficando entre as pernas dela, ele vai beijando o pescoço dela, lambendo, descendo até chegar nos seios, e a beija, lambendo todo o seio dela, indo com a língua de um pro outro, chupando os mamilos, sentindo-os rígidos, ele vai chupando e involuntariamente vai bebendo o leite que saia dos seios dela, ele vai lambendo, subindo novamente para o pescoço dela, ouvindo ela gemer, ele beija e lambe o pescoço dela enquanto se esfrega vigorosamente nela, naquele sarro gostoso, ela já estava molhada, muito molhada, que já tinha molhado a calcinha, ele vai com as mãos até a calcinha dela, puxando, tentando tirar, ela se apoia com as mãos no balcão pra poder se levantar um pouco pra calcinha passar, ele vai deslizando a calcinha dela pelas pernas dela, deixando a calcinha cair no chão, ele vai acariciando as coxas dela e se inclina já colocando os braços por baixo dela, ela com as pernas abertas, e ele afunda o rosto ali, na vagina dela, lambendo ela ferozmente, engolindo aquele líquido gostoso, chupando o clitóris dela, enquanto ela geme, de olhos fechados, ela vai se inclinando pra trás, se apoiando nos cotovelos, enquanto sentia a língua dele percorrendo ela todinha, penetrando-a, ele vem beijando a barriga dela, os seios, e ergue o corpo, ficando de pé, ela abre os olhos, ofegante, olhando pra ele, ele sorri, segura o pênis e vai esfregando ele na vagina dela, ela sorri, gostando da provocação, ele continua esfregando, depois segura o pênis, dando batidinhas no clitóris dela, ela morde os lábios sabendo que ele estava querendo vê-la pedir, mas ela fica apenas mordendo os lábios, sem ceder, ele sorri também e então vai penetrando ela, devagar. Ela geme, mordendo os lábios, ele segura a cintura dela, e vai se movimentando, entrando e saindo de dentro dela, lentamente, ouvindo-a gemer, ele vai intensificando os movimentos, metendo com mais força, vendo os seios dela balançando, ele se inclina e beija o pescoço dela, lambendo, vai indo até a orelha, sugando o lóbulo da orelha, então ele a suspende, tirando ela do balcão, e vai andando com ela em seu colo, indo para o quarto, eles chegam em frente a cama e ele a joga, ela cai deitada e ri, ele vai deitando em cima dela e ela o empurra...

Regina: espera!

Robin: o que foi?

Ele fica em pé e vai vendo ela se virar e ficar de quatro em cima da cama, deixando a bunda virada pra ele, ela vira o rosto, olhando pra ele, sorri de um jeito bem safado...

Regina: eu quero dar assim!

Robin: hmm.. gostosa!

Ele morde os lábios, e vai se aproximando dela, conduz o pênis já a penetrando, empurrando tudo de uma vez, ela geme e joga a cabeça pra trás, envolvida com todo aquele tesão, ele segura a cintura dela, apertando, enquanto vai se movimentando, ele vai passando a mão pelas costas dela, sentindo a pele dela ficar suada, deixando ele com mais tesão ainda. Então ele apalpa a bunda dela, e logo em seguida a bate, dando uma tapa firme, ela geme, ele acaricia o lugar onde bateu, e em seguida bate de novo, ela grita de forma sensual e ele a bate de novo e de novo, ouvindo ela gemer, ele segura novamente a cintura dela, movimentando-se mais rápido e mais forte... Continua estocando forte, até que ela perde as forças dos braços, caindo deitada, ele vai caindo junto com ela, ele se apóia na cama e continua se movimentando em cima dela, ela tenta abrir mais as pernas, eles com as peles suadas, se esfregando, ele subindo e descendo pelo corpo dela, enquanto ia entrando e saindo de dentro dela, movimentos intensos, ele vai pondo a mão por baixo do corpo dela, acariciando a barriga dela, descendo a mão até o clitóris dela e começa a masturbá-la enquanto continua metendo com força, e esfregando a mão no clitóris dela, ela vai gemendo, sendo estimulada por dentro e por fora, ela aperta os lençóis, sentindo uma tensão enorme, seu corpo se contorcendo, pedindo pelo orgasmo, ela geme, empinando a bunda, ansiosa por sentir ele todo dentro dela, e ele a estocava com força, e então ela goza, enquanto grita, se deliciando no orgasmo intenso, ela vai com a mão e tira a mão dele da vagina dela, por sentir uma sensibilidade dolorosa pós orgasmo, ela fica ofegante, enquanto o Robin continua se movimentando até que ele goza também... Ele vai se deitando ao lado dela, ela continua deitada como estava, eles ficam respirando, ofegantes, cansados...

Minutos depois, ela vai se virando, indo pra perto dele, deita a cabeça no braço dele e ele fica acariciando ela...

Robin: muito obrigado!

Regina: pelo quê?

Robin: por ser minha! Por me amar! Eu não sei como eu estava sobrevivendo sem ter você!

Regina: também me sinto assim... não sei o que estava fazendo da vida antes de ter você!

Ela levanta o rosto e olha pra ele, eles sorriem de forma apaixonada, e ele a puxa pra mais perto e a beija na boca, ele vai acariciando o braço dela, abraçando-a, vai se virando, ficando um pouco por cima dela, continua beijando, acariciando os seios dela, quando ele sente alguma coisa molhando a mão dele, ele olha o seio dela e vê saindo leite, ela sorri...

Regina: meu peito sabe o horário que a Clarissa mama, e fica vazando se ela não mamar

Robin: então deixa que eu mamo!

Ele se abaixa, colocando a boca no mamilo dela e ele se deita, chupando, tomando o leite dela, ela sorri, fica olhando e vê ele sereno, olhos fechados, mamando sem maldade, ela sorri achando engraçado e deita a cabeça, fica acariciando os cabelos dele, minutos depois ele para e olha pra ela...

Robin: o que foi?

Regina: nada, só que eu queria ligar pra Sara, preciso saber da Clarissa

Robin: então ligue meu amor, pode ligar, é nossa filha, claro que estamos preocupados, ligue

Ela sorri e levanta apressada, procura o celular e liga quase desesperada, ela vai falando com a Sara, respirando aliviada ouvindo a Sara falar que a Clarissa tinha aceitado a mamadeira e estava dormindo, elas desligam. 

Regina olha pro Robin, sorrindo...

Regina: está tudo bem!

Robin: sim, graças a Deus, agora vem aqui!

Ela vai engatinhando na cama, até chegar perto dele, ele a abraça, beijando os cabelos dela..

Robin: amor, eu posso te dizer uma coisa

Regina: sim, claro

Robin: eu tenho certa curiosidade de saber sobre você, sobre sua vida, antes de me conhecer, antes de se tornar a Evil Queen, tenho certeza de que sua história deve ser interessante...

Regina: eu conto a você, mas também quero saber sobre a sua vida, quem era você e porque se tornou o destemido Robin Hood, the Thief!

Robin: é uma história bem excitante sabia? Você vai terminar se apaixonando por mim

Regina: mais do que já sou apaixonada? Acho impossível! Acho o contrário, quando eu souber da sua história, não vou mais querer você!

Robin: ah é? Ah é, sua safada!

Ele aperta ela, fazendo cócegas e ela ri, tentando fugir dele, ele vai ficando por cima dela, segurando os braços dela, prendendo ela na cama, eles se olham nos olhos, sorrindo...

Robin: diga que me ama!

Regina: eu não amo você, ladrão!

Robin: é o quê?

E ela fica dando risada.. Ele se abaixa, beijando o pescoço dela, chupando com força, ela ri e se sacode, sabendo que aquilo deixaria uma marca... Robin olha pra ela novamente...

Robin: diga que me ama!

Regina: Robin, meu pescoço vai ficar roxo!

Robin: resposta errada!

E ele se abaixa novamente, chupando agora o outro lado do pescoço dela, ela ri e fica gritando pra ele parar... Ele olha pra ela...

Regina: eu te amo Robin Hood!

Robin: hmm.. ok, eu também amo você!

Ele solta os braços dela e ela já se levanta, virando por cima dele, ele ri sendo pego de surpresa, ela sobe em cima dele, segurando os braços dele...

Regina: minha vez de torturar você!

Robin: aí você acha que tem mais força que eu? Sério isso?

Eles ficam se olhando e rindo... E ele se levanta de repente, ela solta ele e se desiquilibra, ele fica sentado com ela em seu colo, ele a abraça, ela ri...

Robin: viu que você não tem força!

Regina: não valeu não, você trapaceou!

E eles ficam rindo, ele vai acariciando as costas dela, e a beija na boca, eles sorrindo e beijando, até que o riso cessa, ela começa a se esfregar nele, eles se beijam intensamente, até que ele a gira, colocando ela deitada...

Robin: eu quero você! De novo!

Regina: você me tem! Sempre!

Ele a penetra, lentamente, e eles se movimentam juntos, no mesmo ritmo, na mesma sintonia, gemendo, se beijando, e fazem amor novamente...


Notas Finais


Gostaria de agradecer todos os comentários.
Fico feliz que estejam gostando.
Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...