História Outra vez - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Henriqueejuliano Sertanejo Música Amigos
Exibições 215
Palavras 931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Tá tão difícil de esconder o que eu estou sentindo!


Fanfic / Fanfiction Outra vez - Capítulo 20 - Tá tão difícil de esconder o que eu estou sentindo!

Estava a alguns dias sem ver Henrique. Mas aquele dia não saía da minha cabeça, um pouco de remorso, um medinho de estragar a nossa amizade, mas o que mais me dava angústia, com vontade de repetir. Depois daquele dia me sentia estranha, não sabendo como agir quando encontrasse Henrique de novo. Anos e anos de amizade e dessa vez eu estava sem jeito para encara-lo. 

- Rafa - Tati bateu na porta do quarto antes de abri-lá, me tirando dos pensamentos - Posso entrar? -Assenti sorrindo sem mostrar os dentes. - Aconteceu alguma coisa? - Nego abraçando o coração enorme que aliás eu tinha ganhado do Henrique antes de me mudar para os Estados Unidos. - Tem certeza? - Tati o tirou dos meus braços e o abraçou cheirando - Tem cheiro do perfume do Henrique né? - Sorrio largo com o dedo na boca. 

- Ele perfumou pra mim não esquecer dele e ainda tem o cheiro. 

 - Você está estranha nos últimos dias - Tati me olhava estranha. Neguei mais uma vez tentando sorrir grande, me senti envergonhada em contar pra minha irmã o que me angustiava. - Semana que vem vai ter show deles aqui vamos ir? - Assenti animada. - Vai ficar muda menina, responde - Ela disse rígida me fazendo cair na risada. 

- Preciso me atualizar com as músicas deles, estou por fora - Rio me divertindo. 

- Olha essa - Tati tirou o celular do bolso e colocou Dois covardes. 

- Essa eu conheço - Sorrimos juntas. 

- Eu adoro essa - Ela completou. - Depois te passo algumas, tenho todas. 

- Eu gosto da Impasse com a Mari - Digo voltando a abraçar o coração e cheirando-o. 

- Ela é gente boa né - Tati diz rindo da forma que tirei o coração das suas mãos. Ciúmes absurdo daquele mimo - A moda agora é gordinho saliente. - Rimos juntas. 

- Eles não tem jeito - Afirmo sorrindo sem olha-lá, sorriso bobo. 


Pov Henrique 

Eu tentava, eu evitava de pensar na Rafaela, não liguei, não mandei mensagem, não a via mais, mas tudo me lembrava aquela menina... Uma música no rádio, uma composição nova, as fotos espalhadas pela casa. Não sabia se era amor, mas depois de tanto tempo eu não via outra explicação... O jeito doce, o toque das mãos, o sabor dos lábios, o jeito tímido e envergonhado de fazer amor, jeito que não conheci igual naqueles três anos, mesmo vivendo de noitada em noitada tentando provar a mim mesmo que aquilo que eu sentia era apenas coisa de momento... De uma coisa eu tinha certeza, precisava tirar a Rafaela da cabeça antes que ficasse louco...

 - Vem cá - Sentei na cama e bati a mão para que Camila sentasse ao meu lado - Precisamos conversar - Digo passando as mãos nos seus cabelos. Respirei fundo, me repreendendo por ter feito aquilo com ela - Nesses dias que você estava fora, fiquei com a Rafa uma vez. - Seu sorriso enorme foi de desfazendo aos poucos. 

- Eu não sei o que te falar - Ela disse com a voz falha, apontando pra sí. 

- É que - Fechei os olhos com forças - Não foi só uns beijos. - Abri os olhos e ela estava completamente desconfortável na minha frente - Se você quiser terminar tudo bem, eu vou entender. 

- Não - Ela sorriu fraco e passou a mão no meu rosto, a segurei beijando na palma - Eu sabia onde estava entrando, e sabia que a qualquer momento isso podia acontecer. - Sorriu mais largo dessa vez - Eu disse que vou te ajudar, mas você precisa se controlar - Deu um tapa leve no meu ombro. 

- Desculpa - Continuo beijando suas mãos - Não vai mais acontecer - Beijo seus lábios de leve - Linda! - Sorrimos juntos 

- Eu vou no Thiago vai junto? - Camila negou com a cabeça - Então vou te deixar em casa e a noite a gente sai juntos pode ser? - Ela assentiu, sorrindo animada. 

             ... 

Entrei na casa do Thiago e a primeira pessoa que eu vi foi o Cristiano... Mesmo sendo meu amigo, eu estava puto da cara com ele. Não pelo fato dele ter ficado com a Rafa, mas por querer me esconder. 

- Beleza Henrique? - Cris puxou assunto depois de eu não cumprimenta-lo. 

- Beleza - Respondi sem desdém. 

- E essa cara de cu véi - Ele tentou parecer engraçado. 

- Tô de boa - Digo o encarando. 

- Chega aqui - Me chamou para um canto distante com uma cerveja na mão - Fala aí cara, o que aconteceu? 

- Não sei, me diz você - Cruzei os braços escorando as costas. 

- Rafa te contou? - Não respondi, só fiquei o olhando - Foi mal cara - Ele fechou os olhos e negou com a cabeça - Mas foi só uns beijinhos - Como se isso aliviasse, mesmo assim sorri de canto lembrando que comigo não era só uns beijinhos. 

- De boa, só não entendi porque me esconder. 

- Eu sei como você gosta dela Henrique - Cristiano colocou a mão nas minhas costas - E eu sou seu amigo, só não queria que você ficasse de cara. 

- Hei - Thiago chamou a atenção erguendo uma cerveja - Vai querer? - Fiz positivo com o dedo e voltei a cruzar os braços. 

- De boa mesmo? - Cristiano voltou a perguntar. Assenti. - De boa se eu ficar com ela então? 

- De boa - Sorri forçado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...