História Outra vez - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Henriqueejuliano Sertanejo Música Amigos
Exibições 201
Palavras 700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - As horas viram minutos!


Fanfic / Fanfiction Outra vez - Capítulo 22 - As horas viram minutos!

Comecei a guardar as compras de cima da mesa depois de passar horas conversando com Cristiano em uma ligação, quando a campainha tocou... Larguei tudo e fui abrir a porta, comecei a rir descontroladamente ao ver Henrique com a minha bolsa nas mãos. Caramba, a dias que havia esquecido no quarto do Ju e nem havia sentido falta.

- Nossa amiga, vai rodar bolsinha? - Digo sem conseguir controlar o riso. Henrique riu ironicamente. 

- Gracinha - Sorriu largo por segundos - Só não te dou uma resposta a altura por ser você. - Me entregou a bolsa e dei passagem pra ele entrar fechando a porta em seguida. 

- Já sei - Me virei pra ele depois de colocar a bolsa na bancada - Você ia dizer que já me provou a mulherzinha que é - Digo o óbvio, sabendo a resposta que estava na ponta da lingua, por conhecer Henrique muito bem. Ele sorriu com as mãos nos bolsos. - Sua namorada vai se incomodar se eu chamar o meu amigo pra assistir um filme? - Nossa vida se resumia em filmes desde crianças. 

- Acho que não - Henrique disse rouco, sorrindo grande. 

- Então vai escolhendo um enquanto guardo essas compras... 

- Difícil é achar um que você ainda não tenha assistido - Henrique diz enquanto procurava - Já assistiu esse? 

- Qual? - Parei na porta entre a sala e a cozinha. 

- O bom filho a casa torna - Henrique disse lendo a sinopse. 

- Já - Rio, ele me olhou engraçado. 

- É legal? - Assinto - Sobre o que? 

- Romance com comédia... Ele - Apontei para a televisão - É apaixonado por ela a vinte anos, desde criança, mas ela não sabe - Henrique sorriu divertido me olhando - Ele foi embora, virou apresentador de TV e agora volta para o aniversario de casamento dos pais, só que ele está noivo - Finalizo lentamente, com negação. 

- Mas eles ficam juntos no final? - Henrique perguntou ainda me olhando divertido. 

- Ficam - Sorrio maravilhada me aproximando. 

- E assistindo você torceu por isso, ou preferia que ele ficasse com a outra? - Não entendi porque tamanha curiosidade. 

- Torci pra ele ficar com ela né - Rio apontando para a televisão mais uma vez com as duas mãos - Se ele tem esse amor por ela a tanto tempo nada mais justo que ficarem juntos... - Henrique sorriu de canto dando play no filme - No final você vai ver que ela sente a mesma coisa. - Ficamos em silêncio por segundos. 

- E você? - Henrique perguntou antes de me olhar - Como anda o coração? 

- Leve, eu acho - Sorrio nervosa. 

- E o Cristiano? - Henrique perguntou parecendo desconfortável, toda vez que falava daquele menino ele agia assim. 

- Ah nada ver - Rio alto - só ficamos uma vez, e você me conhece. - Tirando o fato que ele estava me ligando e mandando mensagem todos os dias depois que passei o meu número, mas achei inconveniente dizer. - Mas e você e a Camila? Não me falou nada ainda sobre vocês. - Henrique sorriu de canto, baixou a cabeça com a mão nos cabelos. E eu o conhecia muito bem pra saber que aquilo era timidez.

- Eu gosto dela - Respondeu fraco, ainda olhando pra baixo. 

- Só isso? - Arqueei a sobrancelha abraçando o coração que ele me deu. Aonde eu ia pela casa levava aquele mimo junto, no quarto, na sala... - Henrique sorriu largo ao ver a cena e deitou a cabeça me olhando com brilho nos olhos. 

- Você me conhece - Ele disse baixinho - Eu gosto dela, mas o meu coração é complicado. 

- Deve ser mesmo - Rio divertida, deitando a cabeça da mesma forma que Henrique - Não sei nada do que se passa nesse seu coração, você é cheio de segredinhos... sempre foi. 

- Não deve ser tão difícil desvendar - Henrique respondeu passando a mão no coração entre os meus braços. 

- Pra mim, mesmo te conhecendo a vida toda é impossível - Ficamos nos olhando e sorrindo sem prestar a mínima atenção no filme.   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...