História Outra vez - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Tags Henriqueejuliano Sertanejo Música Amigos
Exibições 131
Palavras 1.119
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 23 - A gente já se conhece muito bem!


Fanfic / Fanfiction Outra vez - Capítulo 23 - A gente já se conhece muito bem!

Estava distraída olhando as fotos do último show dos meninos, e eu tinha que concordar com a minha mãe e a minha irmã, eles estavam muito mudados, mais belos, mais homens... Mas o carisma de sempre, e como eu amava aqueles meninos desde que me conhecia por gente... Me perdia nas fotos do Henrique todo bobão. 

- Rafa - Tati me chamou a atenção da cozinha - Telefone de casa pra você. 

- Vou atender aqui - Gritei de volta, já pegando o fone nas mãos. 


Ligação On* 

- Alô - Atendi sem nem perguntar a minha irmã quem era, sem deixar de olhar as fotos, passava uma por uma em meio a sorrisos enormes. 

- Rafa... 

- Dona Maria - Reconheci sua voz animada, coincidência ou não, mas o momento era dos melhores para ela ligar. 

- Já falei pra parar com esse negócio de Dona - Ela disse dura, rindo em seguida - Até parece que não te vi nascer - Rimos juntas - Me diz uma coisa, você ainda faz aquelas unhas maravilhosas? 

- Faço não, mas para a senhora eu abro uma exceção. - Travei o celular. 

- Então venha rápido - ela disse autoritária, rindo mais uma vez.

- Ok, já estou chegando. 

Ligação off* 


 Peguei as minhas coisas depressa e saí sem dizer nada, o pedido daquela mulher era uma ordem... 

- Demorei? - Perguntei assim que entrei na casa. 

- Na verdade me surpreendi com a rapidez - Ela disse rindo, com os pés já na água. 

- Colocou agora? - Apontei para os mesmos sentando no banquinho a sua frente, Maria assentiu - Eu tava olhando as fotos do último show dos meninos. - Sorrio apoiando os cotovelos sobre a toalhinha nas pernas e as mãos no queixo - Cadê eles? 

- Juliano você conhece - Ela riu divertida - Não para em casa de jeito nenhum... E o Henrique saiu com a namorada - Senti um certo desanimo na sua voz e um suspiro longo. 

- Mas porque esse ânimo? - Pergunto enquanto secava seus pés - Pelo que sei a Camila é um amor - Sorrio confortante. 

- Ela é sim - Maria afirmou - De uma família ótima, mas eu conheço meu filho, ele não esta feliz como deveria e alguma coisa o incomoda mas ele não fala nada. 

- Talvez seja só impressão sua - Tento conforta-lá - O Henrique gosta dela. 

- É, mas nem tanto - Ela suspirou mais uma vez, as mãos no joelho... A olhei diminuindo o olhar, rindo - Coração de mãe não se engana... - Ela sorriu toda boba - Sempre achei que namoro mesmo ia rolar entre vocês dois - A olhei com espanto dessa vez - Sempre pensei que o Henrique gostasse de você. 

- Ta vendo como coração de mãe também se engana as vezes - Aponto a lixa de pés pra ela engraçada... 

 ...Ouvimos o carro no Henrique na garagem e logo ele e Camila entraram de mãos dadas. 

- Oi - Henrique disse com o sorriso largo. 

- Oi - Respondi aos dois ao mesmo tempo, sorrindo da mesma forma, Camila sorria gentilmente. 

- O que você não faz? - Ela apontou para os esmaltes e sentou ao meu lado. 

 - Pau pra toda obra - Henrique disse rindo, se jogando no sofá. 

- Isso soou meio estranho - Franzi a testa - Mas faço de tudo um pouco... eu acho - Camila riu. 

- Você esta livre depois? - Assenti - Borá fazer um programinha de mulheres? - Assenti mais uma vez, animada... Henrique a olhou estranho - Preciso fazer amizade com a melhor amiga do meu namorado né - Ela riu mostrando as mãos como se fosse o óbvio e piscou pra mim.

                 ... 

- Nossa, que coragem pra tantas tatuagens? - Camila se espantou assim que mostrei a ela uma por uma. - Tenho muita vontade de fazer mas morro de medo da dor - Rimos juntas 

- Depende o lugar dói mas da pra suportar - Digo sem tirar os olhos da estrada, trocando a música do rádio, parando em Nasci pra te amar dos meninos. - Adoro essa música, é a minha preferida - A olhei sorrindo - Do Henrique também. 

- Se eu te fala que é a primeira vez que to ouvindo ela - Camila riu se virando de lado no banco. 

- Sério? - Ela assentiu - É uma composição bem antiga do Henrique, cantávamos ela quando a gente saía das baladas bêbados, mesmo antes deles gravarem ela. 

- Nossa - Ela colocou a mão no peito - Você vai ter que me dar umas dicas, não sei nada sobre esse homem, ele é cheio de segredos - Rimos mais uma vez, parando na primeira sorveteria. 

- É mesmo - Rio para o nada lembrando de como Henrique sempre foi misterioso - Mas com o tempo você pega o jeito. 

- Mas mesmo assim, pra conquistar ele de verdade, preciso das suas dicas - Ela riu piscando enquanto o garçom nos entregava o cardápio. 

 - Então vou te dar algumas - Rio olhando para as opções - Banana split? 

- Pode ser - Camila respondeu doce, assenti para o garçom que saiu com os cardápios nas mãos. 

- Tá, então me fala tudo - Camila parecia empolgada - O que ele come e o que não come... 

- Não tem o que o Henrique não coma - Rimos - Aah... Tem o estrogonofe, ele só come o que eu faço - Camila me olhava desentendida - A receita, é minha - Digo baixinho, rindo. 

- Depois você me passa - Ela disse também baixinho me fazendo rir. Assenti. 

- Se você quer agradar ele, nos dias de folga não pede pra sair, ele adora ficar em casa, trancado no quarto e assistindo filmes - Sorrio mais uma vez, deslizando o dedo sobre a tela do celular. 

- Isso eu já percebi - Camila riu... Ficamos em silêncio um tempo, dando atenção apenas para o maravilhoso sorvete... - Gostei do seu perfume - Camila diz cheirando o ar. 

- É Gabriela Sabatini, adoro ele - Afirmo cheirando a ponta do vestido. 

- É bom mesmo - Ela sorriu e piscou os dois olhos gentil... - Seu cabelo é natural - Assinto enquanto ela deslizava a mão sobre o mesmo. - Estou louca pra pintar o meu de preto. 

- Mas seu cabelo é lindo, eu sou apaixonada nessa cor - Realmente, aquele vermelho combinava perfeitamente com aquele mulherão. 

- Enjoei - Camila afirmou colocando-o todo pra frente e analisando - Dessa semana não passa - Rimos alto - Vou virar morena...

...Fomos interrompidas pelo meu celular que tocou indicando ser Cristiano.!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...