História Outside - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Durarara!!
Personagens Anri Sonohara, Aoba Kuronuma, Celty Sturluson, Izaya Orihara, Personagens Originais, Shinra Kishitani, Shizuo Heiwajima
Tags Drrr!, Izaya, Shizaya, Shizuo, Yaoi
Exibições 101
Palavras 1.456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Passado


Fanfic / Fanfiction Outside - Capítulo 8 - Passado

 

Anos antes ~
Delic não era um homem normal como os outros aos quais izaya adorava  se meter na vida e transformar em um bagunça  , disso o informante sempre pode ter certeza desde que seus olhos se encontraram com o sorriso do loiro falante.  Ambos se conheceram durante um viajem escolar do  moreno quando ainda estava no 1 ano do ensino médio , durante todo aquele problema com um certo ex barman irritadiço. Izaya não sabe se foi por curiosidade ou por algo ainda mais oculto que nunca diria qual é, o fato era que em poucos minutos de uma conversa Delic percebeu que algo mudaria para sempre em sua vida  . Izaya poderia nunca ter shizuo , mas ao menos alguém semelhante a ele poderia preencher seu vazio

Se perguntassem a Delic se ele deixaria que um colegial encrenqueiro entrasse sucintamente em sua vida e a transformasse em uma tremenda confusão de sentimentos e sensações, ele prontamente diria que não e talvez quem sabe desse um fim ao adolescente antes mesmo de o conhecer . Porém izaya era diferente de qualquer outro colegial comum , o moreno tinha em sua testa um grande aviso de perigo eminente , um dos diversos motivos que fez com que o loiro ignorasse o constante espaço que o mesmo abria em seu coração e vida .

Não tardou para que ambos iniciassem um pequeno caso , já que o mais velho se recusa a admitir um relacionamento com um rapaz abaixo dos 21 anos e ainda por cima problemático . Izaya não ligava , até achava divertido a forma como o loiro tentava a todo custo afasta-lo de si com Desculpas esfarrapadas e pequenos conselhos em forma de repressão logo após um beijo roubado ou consentido , sem duvidas Kaneki Delic era um homem muito contraditório .

- dorme na minha cama - foi o que Delic disse ao moreno após 4 semanas do início do "namoro"- vou ligar para o seu pai e avisar que está comigo

Era sempre essa mesma frase seguida depois de um suspiro , um manear leve de cabeça com direito a um pentear de dedos para ajeitar o cabelo e um pequeno sorriso que apenas izaya reparava

*

-toma cuidado com essas escadas - ralhou o loiro vendo o informante se esgueirar pelo portal da porta  - não acha que com uma barriga desta , deveria ficar quietinho em um canto ?

- não gosto de ficar parado Delili , é tão chato - reclamou o informante em um tom extremamente infantil - além do mais , não estou trabalhando por sua causa !

- ser X9 não é trabalho , é trançar a própria corda da sua forca ! - rebateu o mais alto se levantando da cadeira - que tipo de vida você acha que o nosso pequeno levaria ? Acha que é divertido viver com medo ? Acha mesmo que você sendo informante e eu o braço direito do shiki , podemos mesmo levar uma vida comum ?

Izaya apenas negou com a cabeça se afastando do mais alto segurando um dos braços na intenção que reeprimir aquelas malditas resposta afiadas na ponta da língua a qual sempre teve

- me desculpe , vou tomar um ar e esparear minha cabeça . Não é sua culpa  - beijou o topo dos cabelos escuros do mais novo antes de se afastar - eu te amo izaya e também amo esse bebezinho , nunca duvide disso

Naquela mesma tarde Delic não voltou ,  nem nas tardes que se seguiram . Transformando a certeza de izaya em um grande dúvida que se seguiriam nos anos seguintes de sua vida 

 

Messes depois da partida do loiro ~


De fato não existia algo mais bonito para izaya do que a imensidão dos olhos róseos daquele pequeno ser deitado em sua cama amparado pelos travesseiros  , não eram tão verdes como os de Delic que pareciam conter dentro de si segredos e histórias que nunca sairiam pelos seus lábios. Muito menos os seus que por uma raridade genética de família eram de um castanho avermelhado quase como os das brasas de um grande incêndio , era um rosa da mesma cor das flores da janela do quarto que shiki o deixou ficar para poder manter ambos seguros  . Izaya nunca diria a ninguém o quanto se sentia acuado e temeroso sobre aquele lugar , desde que Delic havia ido embora sabe se lá para que lugar , shiki tomou para si a responsabilidade sobre izaya e seu filho de forma que as vezes achava que o mais velho esquecia-se de que hiroki era seu noivo

Deitou-se sobre o colchão macio ao lado do bebê de ralas madeixas tão escuras quanto as suas , desenhou o rosto menor que o seu com os dedos para poder gravar cada traço tão semelhantes aos seus e ao mesmo tempo tão diferentes .Izaya não culpava Delic por abandona-los do nada , era típico de todo o ser humano ser assim . Por essa razão amava cada vez mais os humanos,  principalmente o pequeno fruto da relação dele com kaneki

- aguente mais um pouco , logo voltaremos para ikebukuro - sussurrou baixinho - vamos visitar um amigo meu , o shizu-chan

O pequeno bebe sorriu com os pequenos dentes já prontos na parte inferior da boca , com toda certeza todos iriam se derreter se vissem o pequeno em seu colo

*

- o que está havendo ? - perguntou izaya aflito se recuperando da pequena brincadeira com o ex barman - me ligou diversas vezes ......

- eu presciso te contar a verdade - hiroki estava chorando ao outro lado da linha desesperado - o Delic não foi embora por que quis

- acho melhor conversarmos olho no olho - ainda se sentia mexido depois de todos aqueles 3 anos quando o assunto era Delic - me encontre na estação daqui a 5 minutos

- sim , claro . Estou já perto das escadas  - confirmou o rapaz ajeitando a criança sonolenta no colo olhando para todos os lados- estou levando psyche comigo  ...... NÃO,  SE AFASTEM DE NOS

- HIROKI , O QUE ESTÁ ACONTECENDO? - algo havia acontecido e izaya sabia que não era nada bom

*

Naquele mesmo dia o informante se infiltrou em meio a multidão de curiosos que formavam um círculo em  frente a linha de trem , no chão do salão havia dois corpos deitados de bruços sobre seu sangue . Um rapaz de cabelos castanhos , ao qual izaya achou estranhamente parecido com hiroki , não , hiroki nunca seria morto . Era o melhor quando se tratava de armas ,Bem ao seu lado havia um corpo menor e infantil tão parecido com o do seu pequeno Psyche , os olhos do menino se abriram para o desespero do moreno que foi acertado pela dura realidade. Izaya gritou desesperado enquanto se aproximava do seu pequeno bebe , havia muito sangue em suas vestes , era possível ver a ponta de ferro da bala que se prendia a carne do peito pequenino . Izaya levantou-se com o corpo nos seus braços e começou a correr

Correu para salvar seu pequeno , correu sem ligar se estava se sujando com o sangue  , correu sentindo seus pés queimarem e correu até ser parado por um carro que atravessou seu caminho

- entra - disse o rapaz sem fazer rodeios - eu te levo para o hospital

- por que você vai me ajudar? - perguntou o moreno para o irmão do seu odiado shizu - chan - responda !!!

- apenas não posso deixar uma criança morrer nos braços do pai , sabendo que eu o poderia ajudar - respondeu o acastanhado sem emoção alguma na face

*

- sinto muito por sua perda - sentiu a mão de kasuka sobre seus cabelos em forma de afago

- psyche .... - murmurou izaya - eu deveria tê-lo protegido ......

- foi um assalto , o cara que atirou no seu filho e no outro rapaz se assustou com o choro da criança e atirou - kasuka o trouxe mais para perto de si - os moradores fizeram justiça com as mãos e acabaram por matar o rapaz

- perdi Delic e agora perdi o que me era mais importante - deixou sua cabeça deitar sobre as pernas do ator - o que farei da minha vida ?

Kasuka nada respondeu ao informante , nunca em sua vida kasuka presenciara izaya mostrar seu lado humano a alguém . E pela primeira vez percebeu que izaya era apenas um homem cheio de feridas , que apenas precisava de uma luz ou melhor alguém para guia-lo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...