História OverBearing (Imagine Suga Min Yoongi) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Aventura, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Novela, Rap Monster, Romance, Submissão, Suga, Violencia
Exibições 779
Palavras 2.035
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu voltei depois de dois dias!
E estou quase morrendo pelo comeback ainda, e estou infertando por faltar 15 favoritos para 500!
Okay obg, é só isso!
BJS!

Capítulo 27 - A Special Day For Mi-Cha!


Fanfic / Fanfiction OverBearing (Imagine Suga Min Yoongi) - Capítulo 27 - A Special Day For Mi-Cha!

-T-tae, eu sei que você quer que eu faça isso, mas você não acha melhor você adotar uma filha ou um filho?- Eu disse ainda meio chocada e nervosa.

-Você não entende ____! Eu não quero adotar uma criança assim “pronta”, podemos dizer. Eu quero me sentir um “pai”, ver o crescimento da criança na barriga da “mãe”.

-Mas você acha que Min Yoongi, ciumento do jeito que ele é vai aceitar uma coisa dessas?- Disse dando uma enorme ênfase no ciumento- Ele nunca vai aceitar isso!

-Eu sei, eu sei! As chances são menores do que eu descobrir o que é baskara, mas se por algo do universo ele aceitasse, você aceitaria?- Falou sendo direto e breve- Eu juro que eu vou cuidar bem da criança, e que você só vai precisar amamenta-la até os seis meses, e ela não saberá que você é a mãe dela.

-Eu não sei Tae! É muita informação para o momento. Eu vou pensar, até você arrumar um jeito de falar com o Yoongi- Disse simplista e sai do cômodo, indo para meu quarto.

Mais que ideia idiota é essa do Tae? Ele acha que é assim fácil? Me usar para ter um filho, acompanhar o crescimento da criança, quando ainda sou casada. Ele só pode estar ficando maluco. Eu estava deitada na cama toda despojada, com meu pijama, um short de malha branco e uma blusa escrito “I Love Mustang”, que se refere a aquele bigode. Sim eu resolvi trocar de pijama, pois estava muito calor. Estava com a cabeça encostada na cama, pensando no nada. Me levanto e bocejo levemente, colocando a mão sobre a boca. Olho para a porta que foi se abrindo levemente, e ao se abrir eu vejo Mi-Cha, com a cabeça abaixada e com _ _ _ em suas mãos. Sorrio de leve para a mesma, e ela vem em minha direção, sentando na minha cama.

-___, eu posso dormir aqui com você?- Ela disse apertando _ _ _, me olhando com cara de sofrimento enquanto fazia bico.

-Claro que você pode, mas porque?- Perguntei cruzando as pernas.

-É que eu não consegui entrar no quarto onde minha Omma, e eu estava ouvindo barulhos lá de dentro e parecia que ela não estava sozinha!- Ai meu deus! Tadinha da Mi-Cha. Então quer dizer que a Seo é a prostituta que eles estavam falando naquele dia.

-Ah...-fiquei sem graça, e não soube o que dizer- aqui pequena, deite-se do meu lado!- Ela se deitou em uma parte do travesseiro, enquanto eu deitei na outra.

-___, eu queria que você fosse minha Omma! Você é tão carinhosa comigo. Eu queria que minha Omma fosse assim, que ela me desse atenção, ou que ela brincasse comigo- Ela abaixou os olhos lacrimejando.

-Mais eu meio que sou sua mãe, sabia?- Ela me olhou desentendida- Eu sou sua madrasta. Só que eu sou uma madrasta boa!

-Então quer dizer que você está casada com o meu Appá?- Seu sorriso iluminado como o de um anjo voltou quando eu assenti com a cabeça- Mas então porque você não dorme na mesma cama que ele?

-Ah, eu sei lá! A gente não tem essa mania de casal, a gente vive ocupado no dia a dia, mas a gente sempre está junto.

-Você é a melhor madrasta do mundo! Eu te amo- Meu coração se acelerou ao ouvir aquelas palavras saírem de sua boca. Eu meio que tinha uma filha agora.

Depois de mais alguns minutos conversando, eu vi Mi-Cha cair no sono e dormir profundamente. Fiquei algum tempo mexendo em seu cabelo negro e liso. Eu achava que a mesma havia dormido, mas enquanto mexia em seu cabelo, ela acordou para me dar um aviso que ela disse ser importante.

-Antes de eu dormir, eu queria te falar algo!

-E o que é pequena?- Falei em um tom curioso.

-Amanhã é meu aniversário de quatro anos!- Ela sorriu fraco para mim.

-Sua Omma vai fazer uma festa para você?

-Ela não irá se lembrar, assim como meu Appá, por isso decidi contar a você. Sei que te conheço a pouco tempo, mas acho que pelo menos amanhã você me dará um parabéns.

-Tudo bem, anjinho!- Beijei sua testa- Dorme, okay?- ela assentiu e fechou os olhos.

5:30 da manhã...

Acordei bem cedo, para preparar um bolo para Mi-Cha. Coitada, ela merece um aniversário feliz, afinal é uma criança. Eu sei lá, me sinto na responsabilidade de cuidar dela. Mesmo que eu não seja a mãe dela, eu gosto muito dela e posso considera-la minha filha de sangue. Ao abrir meus olhos, encontro a pequena garota abraçada ao Kumamon, e eu dei um pequeno sorriso, me levantando e tentando não fazer barulho para ir a cozinha. Não fiz nenhum barulho até ir na cozinha, e ao chegar lá, fui ao armário pegando todos os ingredientes necessários.

Fiz a massa do bolo de brigadeiro, já que a pequena havia gostado tanto da sobremesa. Ao terminar de fazer o bolo, o coloquei na geladeira, enquanto esperava que ele esfriasse um pouco. Enquanto esperava por uns 15 minutos o bolo esfriar, derreti chocolate para colocar em cima do bolo.  Quando o bolo esfriou, eu o coloquei em cima de um prato de bolo todo branco, com espirais nas bordas. Passei a calda de chocolate em todo o bolo e depois peguei pasta americana e comecei a fazer formato de flores da cor rosa, de diferentes tamanhos. Depois de umas 34 eu parei e comecei a distribui-las em torno do bolo.

No final das contas o bolo ficou perfeito. Nem eu sabia que podia fazer bolos tão bem. Procurei nos armários e eu achei 4 pequenas velas. Coloquei-as enfileiradas no bolo, e comecei a dar os toques finais no bolo. Uma ajeitadinha ali, outra aqui, até que o bolo ficasse perfeito. Quando olhei para o relógio vi que eram 8:30 e que logo todos acordariam. Ouvi alguns barulhos vindo do Hall central. Era de uma voz feminina bem fofa. Mi-Cha acabara de acordar e agora estava vindo para a cozinha.

-___? Você está na cozinha?- ela falou um pouco alto.

-Sim eu estou querida! Vem cá- Disse me escondendo atrás da porta da cozinha.

Antes que ela pudesse entrar na cozinha, eu tapei seus olhos impedindo que ela visse o bolo que eu tinha preparado para ela. Eu a peguei nos olhos ainda tampando seus olhinhos e acendi as velas com a minha outra mão livre. Após acende-las sussurrei no ouvido de Mi-Cha “Espere só mais um momento”. A sentei na cadeira e soltei minha mão de seu olho.

-Saengil chukhahamnida, Saengil chukhahamnida, sarangha-neun Mi-Cha, Saengil chukhahamnida!- Cantei parabéns para a mesma em coreano e ela começou a bater palmas junto comigo. Ela assoprou as velas, e depois me deu um abraço muito apertado.

-Obrigada Omma!- Ai meu deus. Ela me chamou de Omma! Que fofa.

-Feliz quatro anos, filhinha!- Falei brincando- Agora, antes da gente devorar esse bolo, você vai tomar um café saudável- Pensei por um segundo- Você gosta de frutas? Eu posso fazer um prato cheio de frutas pra você. Ou qualquer coisa que você queira!

-Sério?- Ela perguntou radiante e eu assenti com a cabeça- Eu vou querer só as frutas mesmo.

 Fui até a fruteira da cozinha e lá peguei uva, maça, banana (aquela carinha) e laranja. Coloquei as uvas no prato e descasquei a maça, a cortando em pedaços e também colocando no prato. A banana eu coloquei no prato e coloquei em cima um pouco de aveia, e com a laranja fiz um suco. Coloquei na frente da mesma e ela pediu para que eu desse em sua boca.

Colocava as frutas em sua boca e ela comia sem nenhum problema. Algumas vezes eu comia um pouco também, e ela que dava em minha boca. Quando estávamos na metade do prato, Yoongi chegou na cozinha com cara de cansaço e encarou a gente com uma cara de suspeita. Olhou para o bolo e para nós duas e arqueou as sobrancelhas.

-Mi-Cha, quantas vezes eu terei que te dizer que não é para você incomodar as pessoas que moram na casa?- Yoongi disse frio para a filha, que me encarou.

-Yoongi, não seja duro assim com ela. Ela foi no meu quarto a noite, e ela dormiu comigo, e enquanto isso ela me contou que hoje era aniversário dela, então eu fiz um bolo para ela e agora estou dando o café da manhã especial!- Retruquei ao mesmo.

-É hoje não é mesmo?- Assenti com a cabeça- Feliz aniversário filha!- Ele foi na direção da mesma e lhe deu um abraço, e a mesma retribuiu muito feliz- Eu sei que seu Appá não te dá muita atenção, mais agora as coisas estão melhores e a gente poderá ficar junto, tudo bem?-Ela fez sim com a cabeça.

-Appá, eu amei minha nova Omma!- Ela apontou para mim- Ela é muito carinhosa e me trata muito bem! Eu amei ela. Quero ficar com vocês dois mais tempo, não só dois dias a cada dois meses, é muito tempo!

-Ah querida, mas isso não depende de mim! Sua Omma que está com sua guarda, e só ela pode determinar a quantidade de tempo que você pode ficar comigo!- Mi-Cha se sentou no colo do Appá, e o abraçou- Mas vamos deixar isso para outra hora. Que tal a gente comer o bolo?- Ela assentiu e eu fui pegar uma faca para cortar o bolo (A: Não uma faca para cortar o Yoongi no meio), e os pratos.

Cortei o bolo e coloquei um enorme pedaço no prato de cada um, porque família mais gorda que essa nunca se viu. Comemos o bolo, e depois eu deixei os dois na mesa enquanto eu lavava a sujeira que eu acabara de fazer, e a deles também! Depois de terminar de lavar e enxugar as coisas vi  alguém entrar na cozinha. E quando vi lá, estava a Seo. Ela me encarou por um segundo e me viu com minha roupa atual que era, uma blusa branca larga com o número 29 e um short preto.

-Min Yoongi, sua nova empregada é muito bonita e nova! Não vai me dizer que você obrigou ela a trabalhar aqui- Ela disse sarcástica, e debochando de mim.

-Ela não é minha empregada, Seo!- Peguei um pano e limpei a cara de Mi-Cha que estava toda suja de chocolate.

-Vocês estavam dando chocolate para minha filha, sem a minha permissão. Lembre-se de nosso contrato Min Yoongi!- Pronto, mais uma coisa para eu descobrir- Aposto que é essa sua empregadinha de merda, vagabunda!- Olhei para o teto e suspirei bem fundo, tentando me acalmar com a mesma- Aposto que você também usa ela para fazer suas necessidades não é mesmo- Eu sei se eu pudesse eu já tinha enfiado uma faca nessa mulher, mas eu tenho que manter a calma, porque...ah sei lá. Onde tá a faca- Você não vai dizer nada, empregadinha?

-Mi-Cha, aonde você quer ir passear hoje? Eu te levo e a gente aproveita e fica o dia inteiro juntas!- Falei ignorando Seo. Eu não vou me importar com uma puta como ela, é perda de tempo.

-Você vai me ignorar? Me respeita sua empregadinha, eu mando em você!- Na verdade eu acho que é o contrário não é mesmo querida, mas só pensa assim.

-PARA DE FALAR ASSIM DA ___, OMMA!- Mi-Cha diz se pronunciando e me defendendo.

-Porque você está defendendo essa empregada, Filhinha?- Ela perguntou em tom falso.

-Porque ela é minha madrasta!- Seo encarou para mim surpresa e eu mexi as sobrancelhas- E eu prefiro ela como Omma do que você! Pelo menos ela não esqueceu do meu aniversário.

-Tá e daí que hoje é seu aniversário filha? Você não tem amigos, ninguém gosta de você! Você não é importante para ninguém- A pequena começou a chorar. Fui em sua direção e a peguei no colo.

-Shii- sussurrei no ouvido dela- Você é importante para mim, seu Appá e Taehyung. A gente te ama, nós somos seus amigos.

-Seo, eu posso ter uma conversa com você no meu escritório?- Yoongi perguntou irradiado, e ela assentiu seguindo ele.

___ P.O.V OFF/ Yoongi P.O.V On


Notas Finais


Eita Xente!
S2
Comentem!
Beijinhos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...