História OverBearing (Imagine Suga Min Yoongi) - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Aventura, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Novela, Rap Monster, Romance, Submissão, Suga, Violencia
Exibições 301
Palavras 2.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Finalmente senhor! Eu voltei....E agr eu vou trazer muitos capitulos! EEHHH!
Desculpem pela minha demora e demência, mas sabem qual eh a noticia boa???
EU PASSEI DE ANO PORRA!

Fiquem com o cap, antes que eu enlouqueça!

Capítulo 32 - Hospitalization!


Fanfic / Fanfiction OverBearing (Imagine Suga Min Yoongi) - Capítulo 32 - Hospitalization!

-Então vai se assim?- Ele me olhou confuso e arrevesado- Você vai ficar em depressão de novo? Vai me abandonar e viver como antes? Como um desgraçado que não liga para absolutamente nada?

-Eu ligo para você,___!- disse-me o garoto que me magoara tanto, enquanto estava encarando no fundo dos olhos, parecendo ter pelo menos um pingo de sinceridade e eu suspirei olhando para cima, visualizando o teto.

-Se você realmente ligasse para mim, você não me teria deixado sozinha essas duas semanas, e você não estaria pensando se você ainda me ama!-almejei e lastimei, fitando lhe- Quer saber, eu cheguei a uma conclusão Yoongi!

-E qual é, ___?-Ele falou, já irradiado e agastado.

-Eu sou um brinquedo para você não é mesmo?-vertei algumas lagrimas gotejarem de meu rosto árido- Você me usa impiedosamente, brinca comigo até se cansar! Mas afinal o que eu sou pra você além disso?

-A minha vida!- Ele me abraçou – Não quero que me abandone, eu te amo, você me libertou de como eu era antes, me deu asas, e me faz muito feliz!

-Não é o que parece, Min Yoongi! Eu sei que você pediu um tempo para pensar, mas na verdade quem quer um tempo agora, sou eu!- Falei e bati o pé, com raiva- Eu vou passar um tempo sozinha e você nem venha falar comigo!

2 semanas depois...

Tudo bem eu admito! Eu não consigo viver sem o Yoongi. Satisfeitos, felizes?! Minha raiva e frustação parecem querer explodir e me levar junto pra voar longe. Aish, porque eu sou tão idiota de ter falado aquilo? É claro que ele não irá ligar, estamos falando do Min Yoongi, um homem bêbado, que não consegue superar a morte de uma filha...

Talvez muitos achem que eu esteja pegando pesado, árdua ou suja com ele, mas como eu posso dizer...ELE NÃO SAI DO QUARTO HÁ UM MÊS! E com isso eu sinto muito falta dele ao meu lado, meu coração não consegue viver sem aquele ser, folgado e irritante, que sempre fica ao meu lado, e que é bem ciumento.

Eu não estava bem, sinceramente. Meu coração não vibrava, não tangia e nem não batia mais rápido, meu humor não tinha mais animação e a única coisa que eu percebia, era que cada dia mais eu me destruía por dentro, por culpa, remorso, medo, apreensão, preocupação e mágoa.

Percebia sem mesmo encarar direito, que a cada dia longo e tenso que se passava, Hoseok e Taehyung, estavam ficando mais próximos! Estava sendo muito bom para Taehyung, ele estava com uma cara tão feliz, cheia de euforia quanto Hoseok também tinha tanto quanto a do amigo. Eles saem todos os dias para fazer algo juntos, é tão fofo, acho que eu consigo shippar!

Agora estava eu, duas da tarde de mais um dia comum. Estavam todos trabalhando, e eu estava mexendo com uma colher prateada, um pouco de café dentro da xicara.

Meu coração palpitava sem querer viver, ele e meus pulmões eram as únicas coisas que me mantinham viva, nesse momento. Se fosse pelo resto de meu corpo, eu já poderia ter morrido ou algo do tipo!

Levei aos lábios mais uma vez, a xicara de café, e tomando um hausto que acabou com todo o resto de café que ali restava. Coloquei a xicara na pia, e estalei a língua. Vejo por trás de mim, a presença de Park Na, a atual namorada de Kookie! Sim, eles estão namorando, acho que já faz uma semana, e pela descrição que ela fez foi perfeito.

Depoimento de Park Na sobre o pedido...

“Começou a uma semana atrás, Kook andava meio estranho comigo, mais eu nem ligava. As vezes seria apenas mais um problema da máfia mas nada demais. Era uma tarde de quarta feira, mais especificamente dia 23 de novembro. Eu estava andando pela mansão, para conhecer o local. Avistei o quarto de Yoongi que estava trancado, já fazia quase uma semana. Pobre ___!

Continuei a andar e cheguei no quarto de Kookie, e ele estava sentado na borda da cama com as mãos totalmente trêmulas e gélidas. Ele me chamara para um encontro e sorriu tímido ao sair pela porta. Fiquei o dia inteiro me arrumando e decidindo o que eu iria usar no encontro. Logo depois disso, me encontrei no local mencionado por ele, que era um quarto de hotel, e lá na entrada, haviam pétalas e mais pétalas pelo chão indicando um caminho para mim. Quando cheguei onde Kook estava, sentado na cama com um buquê de rosas brancas e vermelhas. Eu sorri para o mesmo que veio em minha direção e me beijou com necessidade e de uma forma calorosa. Ao me separar de seu beijo doce, vi que ele se abaixou  em minha frente, e atrás do mesmo continha um cartaz escrito “Namora comigo?”, e na hora eu disse  sim e comecei a pular para seu colo em sinal de alegria e felicidade.”

Ela era uma menina tão fofa e bonita, tão confiante de si, que ela conseguia esconder muito bem seus problemas. Respirei fundo, indo embora da cozinha, caminhando sem muita vontade ou vida e por acaso acabei me esbarrando com Park Na.

Ela estava usando uma blusa social de manga longa e larga enfeitada branca, enfeitado por pequenos corações pretos que tinha. Uma saia preta que ia até a metade de suas coxas, acompanhada de uma meia calça preta, e uma bota cano curto preta também. A mesma me lançou um sorriso simplista e fofo, largando seu celular de lado.

-Bom dia, ___!

-Bom dia Unnie Park Na!-Retribui com outro sorriso, e ela pegou uma maça.

-___, quantas vezes eu te disse que você não precisa ter formalidades comigo? Me chame apenas da Na!

-Desculpa Unni...Na!

-Enfim...e o Yoongi?

-Ainda não saiu do quarto, ele continua enfurnado dentro daquele maldito quarto. Aish... eu nem sei se ele ainda está vivo pra começar!

-Eu sei lá, mas acho que ele não está bem mesmo. Namjoon vai todas as noites no quarto dele, ver como o mesmo está, e um dos dias eu estava no escritório dos meninos, e eu acabei ouvindo, que eles tem que tirar o Yoongi de lá de qualquer jeito, porque ele tava ficando desnutrido e estava quase morrendo e que não era para contar para você...- Ela percebeu o que tinha falado e colocou as mãos na boca. Senti meus olhos ficarem marejados e ela veio em minha direção e me abraçou- Desculpa ___, não era pra eu ter te contado!

-Você está dizendo que o Yoongi está- respiro fundo- está quase morrendo?- pergunto calma, segurando as lagrimas.

-Eu não queria dizer isso, mas sim...ele está morrendo! Ele não come algo tem quase uma semana, e a única coisa que ele bebe é álcool! Se não fosse for Namjoon ele provavelmente já estaria morto!

-Eu não posso ver ele?- Ouço um barulho na porta- O que foi isso?

-N-nada!- Ela disse nervosa e gaguejando- Porque a gente não vai fazer alguma coisa?- Ela começou a mexer nas mãos suadas e eu estranhei.

-Você está me escondendo alguma coisa, Na?- Ela negou com a cabeça- Então porque você está na minha frente? Por favor me dá licença eu quero ver o que é!- Ela se colocou na frente da porta.

-Você não pode ver!- Ela me impediu de sair da porta.

-Me dá licença logo!- Empurrei ela sem muita força, e fui para a sala de estar.

Ao chegar na sala, eu vi algo que eu jamais gostaria de ter visto em minha vida. Me escondi em um dos cantos da sala para que eles não me vissem, ou que Na me achasse pelo local. Segurei minhas lagrimas, e vi Namjoon e Jin carregando Yoongi pelos braços. Colocaram o mesmo em uma maca, que estava sendo segurada por outros dois médicos. Namjoon pegou Yoongi no colo e o posicionou na maca.

Yoongi se encontrava mais pálido do que já é, e seu corpo se encontrava magro e seco. Eu quase sai de meu esconderijo, mas eu vi Na passando por lá, então continuei escondida por lá! Ela passou como se nada tivesse acontecido e foi para a direção dos quartos, e eu voltei minha atenção para Yoongi. Os médicos colocaram um aparelho respiratório no rosto de Yoongi, antes deles serem interrompidos por Namjoon.

-Certifique que ___, não saiba disso, certo Jin?- Jin assente com a cabeça- Eu nem sei como a gente irá contar isso para ela...-Ele pega no pulso de Yoongi- Não está batendo...

-O que não está batendo senhor?- Pergunta um dos médicos que segurava a maca.

-O pulso dele...- ele rapidamente coloca a mão no coração do Yoongi- Também não está batendo...Rápido peguem o desfibrilador, eu estou o levando para a ambulância!- Os médicos saem correndo, e Namjoon sai correndo enquanto carrega a maca.

Fiquei alguns segundos a mais paralisada sem muito o que dizer ou pensar. Como assim Min Yoongi estava morrendo? Como ele estava tão desnutrido e abalado? Fui eu quem causou isso nele? Sai de meu esconderijo assim que a porta foi fechada, e vi Jin ainda olhando para frente, meio abalado. Eu cheguei por trás do mesmo, e toquei em seu ombro, fazendo-o dar um pequeno pulo para trás. Ri da cena do mesmo e comecei a falar como se não tivesse visto ou ouvido algo que acabara de acontecer.

-Tudo bem, Jin?- Perguntei simplista.

-S-sim, está tudo bem ___! Não aconteceu nada por aqui!- Ele disse gaguejando, tentando esconder a verdade.

-Não é o que parece! Pode me contar o que é!

-Não, ___! Eu juro que esta tudo bem. Não há com o que se preocupar. Quer fazer algo diferente hoje?

-Como assim algo diferente Jin?- Perguntei desorientada e sem entender nada.

-Sei lá, algo que não seja ficar o dia inteiro dentro de casa, esperando o Yoongi sair do quarto. Você está muito presa dentro de casa, veja já está ficando até mais branca- ele apontou para minha pele- Vem eu vou te levar para sair!- Ele me puxa pelo braço até seu carro.

-Para onde vamos, Jin?- Perguntei curiosa.

-Vamos a um parque que tem por aqui perto! Você vai tomar sol, eu vou te pagar um sorvete e você deixa de ficar em casa, tudo bem?- assinto com a cabeça.

Ficamos quietos a viagem inteira sem trocar  palavra alguma, até que passamos pelo hospital de Seul. Fiquei olhando pensativa para o local, e vi que Jin percebeu isso. Ele me encarou e parou o carro.

-Quer visitar alguém que conhece, não é?- ele disse calmo e simplista.

-Sim eu quero! Mas primeiro eu posso?- perguntei confiante e com duvidas.

-Claro que pode! De qualquer maneira você estará saindo de casa e vendo alguém diferente.

Ele seguiu o carro até o hospital e estacionou. Assim que desligou o carro, eu respirei fundo tentando me acalmar para não chorar novamente, enquanto pensava na situação do Yoongi. Ele abriu a porta do carro para mim, e me deu a mão para sair. Jin como sempre sendo um cavalheiro de primeira.

Ele me levou até a secretária e me deixou ao seu lado. Falou com a moça que queria visitar alguém e ela assentiu, só precisava do nome do paciente.

-___, quem você quer visitar?- Perguntou em um tom direto.

-Com licença, eu gostaria de visitar um paciente que chegou a pouco tempo- fiz uma pausa- o nome dele é Min Yoongi!- Jin me olhou de olhos arregalados, não acreditando no que eu tinha dito.

-Ah, sim! Eu posso dizer que ele está bem melhor de que quando ele chegou e sua saúde está bem estável! O quarto dele é o 217, no segundo andar.

-Okay muito obrigada!- Sai em disparada, ignorando o Jin, e fui logo para o quarto onde ele estava. Bati na porta, e ouvi um grito. Eu ainda com um pouco de medo, abri a porta na esperança que não havia sido ele que gritara.

Ao entrar no quarto pude ver Yoongi de cabelos totalmente suados, e totalmente molhados.. como a enfermeira disse, ele estava muito melhor, mas ele estava tão estranho e diferente. Seus braços e pernas eram presos a algemas que ficavam na cama. Ele estava sentado, mas em sua cintura também havia um cinto que o prendia.

Ele sorriu como um psicopata para mim, e vi que em seus olhos, ele estava como um psicopata louco. Seu sorriso sortido e maliciosa me causavam medo, mas eu sem entender a situação continuei confiante.

-___?- ele sorriu- Me solta daqui!

-Eu não posso Yoongi!

-Sua desgraçada, me solta! Eu vou te matar, você vai ver! Vou acabar com você e te torturar até você morrer!- ele riu maligno.

-Esse não é você Yoongi!- Questionei abismada.

-__? O que faz aqui?- Namjoon me toca pelo ombro e me tira da sala.

-O que ele tem?- perguntei assustada.

-Depois de ficar duas semanas no quarto, ele ficou louco! Ele quer matar, quer sangue.

-E o que a gente vai fazer com ele?

-Ele vai ser levado para um manicômio!- Ele fala sorrindo de canto e me abraçando.


Notas Finais


Oxi...Eu volto já dando tiro!
Anyway...Espero que tenham gostado!
BJS!

Comentem pelo meu Comeback!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...