História Overdose (Markson Version) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Fama, Markson, Romance, Yaoi, Yugbam
Exibições 469
Palavras 995
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Existe Você


Jackson On

Acordei assustado quando senti algo em cima de mim, respirei aliviado ao perceber que era Mark me abraçando, ele ressonava baixo e suave, alguma coisa dentro de mim pulsava quando eu o olhava, todas as vezes, mas eu não podia identificar o que era ainda, se algo tinha mudado entre nós.

Mark sempre foi muito diferente de Bambam, por mais que ele fosse mais fechado em relação à romance, as coisas pareciam ser sentidas com mais clareza, é como se os sentimentos dele pudessem ser analisados por um microscópico, onde você percebe cada mínima particula com apenas um olhar, mesmo sem ele dizer.

Mark era transparente, e eu podia perceber quando ele sentia algo, seja bom ou ruim. Seus sentimentos sendo claros, me faziam sentir tudo mais intenso, até o mínimo toque me fazia aquecer, ele realmente era como um raio de sol, era agradável e não nos queimava, apenas nos deixava ainda mais extasiado.

Por mais que eu nunca tivesse dito antes, mas ele sempre foi um dos primeiros em meu ranking de beleza do grupo, para falar a verdade eu sempre o achei o mais bonito, sua beleza era diferente, queria ser cantor mas mas não gostava de ser o centro das atenções, era tímido demais para isso, com o tempo ele se soltou um pouco mais.

-Jackie? -Ouvi sua voz suave, ele tinha os olhos pequenos e apertados tentando enxergar por causa do sono e eu sorri.

-Bom dia. Como dormiu?

-B-bem. -O rubor em suas bochechas apareceram. -E você?

-Melhor impossível, vamos levantar?

-Sim. -Levantei da cama e fui para o banheiro, depois de ter tomado banho e me arrumado devidamente saí do quarto vendo Mark enrolado nas cobertas e sorri, saí do quarto para comer. Chegando lá encontrei JB hyung e Youngjae, os únicos que acordavam realmente cedo.

-Acordou cedo hoje Jackie, caiu da cama? -Jaebum perguntou e eu ri negando.

-Não. Mark também acordou.

-Ah sim...Jackson, aquilo de ontem, eu nunca vi o Mark tão transtornado. -Jaebum disse.

-Na verdade, eu fico feliz por ele se defender sozinho e ainda ter dito todas aquelas verdades, Mark precisava disso e eu me sinto orgulhoso do meu hyung. -Youngjae comentou sorrindo. -Aquele dia eu mesmo teria batido neles se Jaebum não tivesse me parado.

-Obrigado por ter nos defendido também. -Eu falei para ele que sorriu e me abraçou. -Você parece uma omma...

Alguns minutos em silêncio se passaram até que Mark aparecesse junto de Junior falando sobre alguma música, ele estava um fofo todo cheio de roupas e touca que eu reconhecia bem e sabia que era minha, estava um gelo do lado de fora da casa. 

-Essa touca não é minha? -Perguntei e ele assentiu envergonhado. -Ficou mais fofa em você, fique com ela.

-Obrigado Jackie...

-Eu tenho uma parecida que nunca uso também, eu posso dar pra você, ficou realmente fofo. -Jaebum disse sorrindo e e ele assentiu.

Fiquei pensando no que eu poderia fazer para que o aniversário dele fosse inesquecível, nós iríamos viajar ainda na madrugada de hoje e os únicos que sabiam eram Junior e Youngjae, por que se não avisasse à eles eu sei que ficariam chateados, além do mais, Jaebum nos procuraria como louco. Os garotos compreenderam que era melhor passar longe daqui, sem correr o risco de encontrar Bambam ou Yugyeom em um dia que deveria ser feliz. Mark nao gostava de chamar atenção, algo simples e de coração o deixaria bem mais feliz do que algo grande e se tem algo que o deixaria feliz é ver a família.

-Com licença, eu tenho que atender o celular. -Menti na cara dura e saí da sala indo até o quarto. Procurei o celular dele e felizmente estava desbloqueado, vez ou outra ele sempre esquecia aberto, achei o contato da mãe dele e passei para o meu celular, fui para o banheiro e tranquei a porta discando, demorou um tempo até que finalmente pudesse atender.

-Alô? -Uma voz feminina e suave falou.

-S-senhora Tuan?

-Sim, quem é?

-Er...eu sou Jackson Wang do GOT7.

-Oh, olá querido. Aconteceu alguma coisa com meu filho?

-Não. É que o aniversário dele é amanhã, e eu sei que ele odeia coisas grandes, nós dois vamos para a China nessa madrugada e eu pensei que...a senhora e seu marido poderiam aparecer, sei o quanto ele sente falta, eu enviarei a passagem, não se preocupem com dinheiro.

-Querido...você é muito gentil, muito obrigada por nos dar a oportunidade de ver nosso filho. Você é um anjo Jackson, muito melhor do que aquele Yugyeom. -Prendi o riso. Eu lembrava de Yugyeom reclamar algumas vezes que a sogra não gostava muito dele. -Eles ainda estão juntos?

-S-somos amigos, eu e seu filho, e bem, eu fico um pouco sem graça ao falar da vida pessoal do seu filho, permita que ele mesmo lhe conte.

-Sim, tem razão, mesmo assim obrigada, eu farei as malas agora mesmo. Até mais querido.

-A-até.

Desliguei o celular e suspirei. Eu definitivamente vou fazer desse o melhor aniversário que ele já teve. Saí do banheiro e fiquei na sacada olhando para o céu nublado. Senti os braços do Mark me abraçarem e sorri involuntariamente.

-Vai ficar doente aqui fora. -Ele resmungou baixo.

-Não vou não, só estou apreciando um pouco da vista e você? 

-Bambam chegou na cozinha e eu não queria que o ambiente ficasse ainda pior.

-Ele falou algo com você? 

-Não, ele nem ao menos me olhou, seu rosto estava vermelho, eu acho que ele chorou.

-Você está com pena?

-N-Não... -Ele disse em um tom fraco.

-Você tem o coração muito gentil baby, nem mesmo o que ele fez endureceu o seu coração.

-Isso é ruim não é? É por isso que as pessoas pisam em mim.

-Isso não é ruim, só...é extremamente bom para existir em um mundo ruim como esse. -Me virei para ele, e sorri. 

-Obrigado por estar aqui comigo Jackson, não existe pessoa melhor.

-Existe você.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...