História Overdose {Taejikook} - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Taehyung, Taejikook, Vkook, Vmin
Exibições 75
Palavras 1.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Expulsão.


Eu estava congelando, minha casa ainda estava muito longe, tudo que eu conseguia fazer pra me esquentar era me abraçar com força e andar rápido. Eu estava tonto, minha visão estava escurecendo, eu não me permiti cair, abri o máximo que podia meus olhos e andei mais rápido, minha casa estava muito longe pra eu desistir e ser fraco.

- Taehyung? ai meu Deus! - Senti alguém me abraçar.

- Ba-Baek? - virei meu rosto pra trás vendo Baekhyun ao meu lado e ChanYeol abraçado a mim - Oi Dumbo - Sorri fraco.

- O que eu falei pra você ter o máximo de cuidados possíveis? - Ele me puxou na direção oposta a que eu estava.

- Desculpe - Tossi - Baek, minha casa é pra lá.

- Mas a minha não - Ele abriu a porta de trás do carro e eu entrei - E você vai pra la.

- Obrigado - Sorri ainda tremendo com frio.

O caminho foi silêncioso, Baekhyun e ChanYeol cochivavam algo que eu não podia entender porém eu acho que era sobre mim, a casa deles era quente e confortável. Baek me encheu de cobertas e ChanYeol, fez chocolate quente pra mim.

- Toma isso - Baekhyun me estendeu um comprimido.

- Pra que? - Perguntei confuso pegando o remédio de sua mao.

- Evitar um resfriado - ChanYeol explicou.

Engoli o remédio com o chocolate quente mesmo e ouvimos a campainha tocar, Baekhun logo abriu revelando jimin e jungkook afoitos.

- Nunca mais faça isso! - Jimin me abraçou.

- Não nos assuste assim - Jungkook veio até mim mancando, eu não me segurei e dei uma crise de risos deixando todo mundo sem entender.

- Você ta todo torto - Jimin e Baekhyun entenderam e começaram a rir junto comigo.

- Idiota - Ele me deu um tapa - Retardado - Ele me deu outro - Por que você sumiu? Isso é hora de ta na rua?! - Ele pôs a mão na cintura.

- Desculpe Omma - Falei com ironia ainda rindo - Eu tive que...

Não consegui terminar, tudo que eu quero agora é colocar o Hoseok pra fora da minha casa.

- Vão já está tarde - Baekhyun se sentou ao lado de ChanYeol - Tae, diga diga ahjumma eu eu vou visita-la, até porque temos que conversar sério mocinho.

- Okay - Estranhei - Obrigado Hyungs - Falei e saímos eu, Jimin e jungkook da casa deles.

Descemos e entramos no carro de Jimin, no meio do caminho passamos pela frente da casa do Yoongi e eu virei o rosto, eu nunca vou perdoa-Los por terem feito aquilo comigo.

Jimin recebeu um telefonema no meio do caminho e ficou estranho, nos deixou em casa, se despediu rapidamente e saiu catando pneus.

- O que houve? - Perguntei confuso olhando as marcas do pneu no chão.

- Eu não sei - Ele me puxou - Agora vamos entrar.

Entramos e tudo estava escuro, tiramos os nossos sapatos e o Jungkook começou a andar na ponta do pé subindo as escadas, revirei os olhos e subi normalmente, eu iria fazer barulho, muito barulho.

Entrei em meu quarto e vi Hoseok dormindo em um colchão ao lado da minha cama, acendi a luz e puxei seu cobertor o acordando.

- Tae? O que você ta fazendo? - Ele Acordou confuso.

- Não me chama de Tae - Falei rude pegando sua mala - Sai daqui, anda! - Puxei seu braço o erguendo - Precisa de um teto ate o mês acabar? Vai pra casa do seu amante, ou melhor do meu melhor amigo - Abri o guarda roupa e comecei a jogar suas roupas no chão.

- O que você ta fazendo Taehyung?! - Jungkook entrou no quarto confuso - Ei o que houve? - Ele puxou meu braço e eu me soltei.

- Não se mete Jeon! - Continuei jogando as coisas de Hoseok no chão.

- Tae me explica - Hoseok se aproximou de mim.

- Explicar o que?! - me virei pra ele, minhas lágrimas ja caíam e eu já estava consumido pela raiva. - Explicar que você me traía com o Yoongi? EXPLICAR QUE EU FUI CORNO POR DOIS ANOS PELO MEU MELHOR AMIGO?!

- Que baderna é essa aqui? - Minha avó entrou no quarto.

- Você é podre Hoseok, eu te odeio, pode acreditar que o mísero amor que eu sentia por você se transformou em ódio - Cuspi as palavras em sua cara - Por que? POR QUE?! Me explica o por que disso? O por que de tanta mentira? Tanta dor? Era sexo? É isso? Só por que eu não quis transar com você, você foi atrás de outro? ATRAS DO MEU MELHOR AMIGO? - Gritei chorando, ele estava de cabeça baixa e chorando também.

- Me desculpe - Ele sussurrou - Por favor me desculpe.

- Pra você me trair de novo? Não, eu não sou tão trouxa quanto você pensa - Levantei seu queixo bruscamente - Por que Hoseok? Por que você fez isso? Eu te amava, mas agora eu te odeio, o pior de tudo é que dói....

- Tae...

- Não! Deixa eu falar! - interrompi Jungkook - Me diz seu desgraçado! Por que?! Quantas vezes você já me traiu? Será que todas as suas dores de cabeça era mentira e você iria se pegar com os outros por ai?! - Comecei a bater nele e jungkook me segurou - ATE O BAEK VOCE AGARROU! A SURRA QUE O CHANYEOL TE DEU FOI MAIS QUE MERECIDA! SOME DAQUI HOSEOK, SAI DA MINHA CASA, VAI PRA PUTA QUE PARIU MAS SOME DA MINHA FRENTE! - Gritei vendo ele pegar suas coisas e coloca-las dentro da mala.

- Depois eu pego o resto Ahjumma - Ele falou de cabeça baixa com a minha avó.

- Pra onde vai garoto? - Ela tinha pena no olhar.

- POR INFERNO VOVÓ! ELE E O YOONGI VAO PRO INFERNO! - Gritei tentando me soltar do Jungkook.

- SE ACALMA TAEHYUNG! QUER PERDER O NOSSO FILHO POR ACASO?! - Jungkook gritou me imobilizando em cima da cama.

- Me solta - Me debati - Me deixa desfigurar a cara desse desgraçado!

- Não, você vai se acalmar, ele já vai embora - Jungkook me segurou com mais força.

- Eu quero que ele morra, EU QUERO QUE VOCE E O YOONGI MORRAM.... - Jungkook me calou com um beijo. Não passou de um selinho porém me deixou mais calmo.

- Eu me odeio - Sussurrei de olhos fechados - Eu me odeio por ser tão trouxa, eu me odeio porque meu coração ainda dói - senti as lágrimas caírem.

- Não se odei meu amor - Ele se deitou e me colocou sobre si - Você não tem culpa de gostar dele, você não manda no seu coração.

- Eu odeio ele - respirei fundo inalando seu cheiro - Eu amo você e o jimin.

- Eu amo vocês dois e nosso bebê - Ele beijou o topo da minha cabeça - Agora relaxa amanhã eu vou conversar com o Yoongi.

- Conversar?

- É conversar - Ele me deu cafuné me fazendo pegar no sono.

Seria bom se tivesse sido realmente uma "conversa."


Notas Finais


Eu prometo gente, prometo que quando essa semana acabar responderei todos os comentários, é que as provas não estão me dando descanso. Me desculpem. Saranghae aliens.
💙👽


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...