História Overprotected - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~_moonlights_

Postado
Categorias One Direction
Tags Drama, Drogas, Incesto, Larrystylinson, Lilo, Louke, Mistério, Mukeclemmings, Romance, Zarry, Ziall, Ziammayne
Visualizações 30
Palavras 1.708
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Steampunk, Survival, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


**LEIAM PLEASE**
Oi oi gente!
Bem quem tá falando é a @fumacinha.
Só queria dar alguns detalhes dessa nova fanfic.
Bem essa fanfic é feita sempre por mim e pela @colori.
Não fazemos separadamente, fazemos juntas, apenas o aperfeiçoamento dos capítulos é que nós dividimos.
Esse capítulo foi editado pela @colori, mas eu lhe pedi para postar eu, para poder deixar alguns avisos.
-Primeiramente, esta fic é predominantemente Zouis. Apesar de ser brotp, o nome é dedicado a Zouis.
-Os ships que vão ser impostos aqui vão ser Zouis, Zarry, Lilo, Ziall, Louke e por fim os mais importantes Larry e Ziam. O que quero dizer com isto é que vai haver umas pegações entre todos estes casais que eu disse em cima, mas quem realmente se vai tornar um casal são os Larry e os Ziam.
-A fanfic é Mpreg
-Cada vez que houver um smut a gente vai avisar mas notas iniciais e dizer de que casal é.
-As atualizações vão ser semanalmente, a cada sexta-feira.
Obrigada pela vossa leitura, eu e a @colori agradecemos.
Boa leitura!

------

Gente só avisando que eu revisei o capitulo, mas posso ter deixado passado alguns erros, ignorem tá?

Capítulo 1 - Capítulo 0 - "Por você eu faço tudo"


Fanfic / Fanfiction Overprotected - Capítulo 1 - Capítulo 0 - "Por você eu faço tudo"

Ouviam-se gritos de todos que estavam naquela casa, os vizinhos pensavam em denunciá-los, mas nada tinham feito. Além de festas noturnas, barulhos pesados e cruéis em todas as madrugadas e xingamentos demasiados durante o dia, os filhos daquele casal destruído, não aguentavam mais viver aonde estavam.

Sempre havia homens por ali que eles nunca tinham visto e que por injustiça tremenda da parte da mãe, eles faziam o que quissessem com os filhos dela. O pai adorava descontar as frustrações no filho mais novo depois de brigar, agredir a esposa e quebrar tudo dentro da própria casa. Sempre bêbados, drogados e sem rumo algum, jogados na vida, no que esse mundo oferece chamado ''maldade'' nenhum deles e o resto de suas famílias se importavam.

Mas Zayn não suportava mais aquela casa e ter que ver aquilo todos os dias escuros de sua vida, do qual, ele sabia que nunca esqueceria e aquele pesado o perseguiria até seu último suspiro. Ele não queria mais ver seu irmão caçula sofrer. O amor que tinha pelo seus pais, agora, encontrava-se congelado em seu coração, o bastante para ele colocar Louis no colo que estava adormecido perante um desmaio após uma surra de seu pai e fugir de tudo, de todos.

Sem que alguém de sua casa pudesse perceber, Zayn corria no frio da madrugada olhando para trás, checando se nenhum daqueles maníacos - Que o encararam, o seguia. Ele sorri aliviado por apenas encontra-se ele, Louis e seu medo da tempestade que queria chegar justamente naquele instante, Zayn acabou por tropeçar em meio à pista movimentada de Londres. Ele se desesperou ao ver que seu irmão tinha caído, o medo e ansiedade o paralizou por segundos em que ouviu Louis gritar por ter se machucado, mas o transtorno perturbante só aumentou, quando o moreno olhou para trás após perceber um farol que iluminou aquela escuridão - Havia um carro vindo em sua direção; Zayn pegou Louis em seu colo novamente e correu o mais rápido que pôde, porém, o carro...

***

Zayn abriu os olhos inquieto depois daquele sonho real estar lhe perturbando outras e demais vezes.

Não suportava mais aquelas lembranças o atormentando, elas sempre voltavam, tornando-se cicatrizes que não queriam se fechar.

Ao olhar para baixo, viu um pequeno ser dormindo em seu colo - sorriu e acariciou os cabelos macios daquela criança. Zayn costumava dizer e ter certeza, que seu irmão caçula, era a razão de tudo o que ele teria feito até o agora. Faria até mesmo o impossível para ver o sorriso naquele rosto angelical.

Uma lágrima escorreu lentamente pela sua bochecha... Pensou naquele instante, que seu irmão já tinha passado por muita coisa e que agora, ele merecia ter uma vida perfeita.

— Lou, acorda, doce. — sua voz saiu calma enquanto continuava fazendo carinho em seu irmão.

Ao sentir toques suaves, Louis pôde deduzir de quem poderia ser - O garotinho de nove anos de idade, sorriu de canto se mexendo aos poucos no colo de seu irmão. Abriu os olhos maravilhado ao ver Zayn tão perto.

— Zee... — ele falou manhoso, passando as mãos pelos olhos — Que horas são? — perguntou.

— Eu não sei, meu amor... — Zayn admirou a doce criatura à sua frente.

Costumava a pensar sobre Louis, que ele era um ''gatinho manhoso'' e isso lhe fazia sorrir sem intenção. Zayn sentou seu irmão em seu colo e pressionou o seu nariz contra o dele com um gesto de carinho, escutando uma risada leve de Louis.

— Você é a maior preciosidade da minha vid...

Mas ele e o sorriso de Louis foram interrompidos por grito que chamava seu nome e o de seu irmão.

Zayn odiava as demandas do orfanato que apenas caíam sobre eles dois. Tentava manter Louis longe de todas as crianças ali por perto, justamente por não confiar em ninguém e por cuidado exagerado que tinha com ele.

— Lou, doce, venha comigo, sim? — ordenou.

— Uhum. — Louis assentiu obedecendo tudo, embora estivesse confuso.

De mãos dadas, Zayn guiava seu irmão pelos largos corredores do orfanato, enquanto acariciava seus dedos. Chegou na cozinha encontrando a Sra. Morph que estava segundo vários objetos de limpeza.

Morph é a principal educadora das crianças e adolescentes que vivem ali, ela não gosta de nenhum deles, justamente pela demora de adoção, e com a constante chegada de mais crianças, eles acabam por lhe dar mais trabalho, pois ela sempre tem mais ''uma boca para alimentar''.

Zayn viu que seu irmão bocejava, os olhos estavam vermelhos, a noite passada não teria sido nada boa.

— Vocês dois! Vão limpar o refeitório, imediatamente! — Morph disse ríspida, entregando os produtores de limpeza, acompanhado com um balde com água e detergente.

Ao ver os garotos de mãos dadas, ela torceu o nariz, como se aquilo fosse um tipo de ''ameaça'' para suas demandas.

— Sra. Morph, o Louis está muito cansado... Não pode pedir para outra pessoa? Somos sempre nós que limpamos tudo. — Zayn disse tentando soar o mais educado possível.

Louis engoliu em seco ao ver o olhar sombriu daquela mulher sobre ele.

— Ótima ideia! — demostrou seu falso sorriso aos garotos — Então, eu fico com ele! — ela puxou Louis para perto de si, com a força que tinha — Enquanto você Zayn, faz todo o serviço!

Ela apertava o braço de Louis e começou a arrastá-lo deixando o garoto em pânico. Zayn estava revoltado ao ver aquela cena, em que parecia ser a mesma que ele teria visto antes de fugir de sua própria casa...:

Eu estava jogando video game em meu quarto, quando ouço um barulho de algo quebrando - Um pouco alarmado com o que poderia ter sido, saí do meu quarto e fui até o de Louis, pois minhas intenções levavam-me para lá. Ao abrir a porta, notei que Louis tinha acabado de juntar sua bola de futebol - Vi que havia um vaso quebrado no chão, ele certamente estava brincando e bateu com a bola no objeto sem querer.

Louis olhou para mim e começou a rir e mesmo sem entender muito bem, eu sorri por ele aparentar estar um pouquinho feliz, então, começamos a rir juntos... mas também paramos quando nosso pai entrou no quarto.

— QUEM FEZ ESSA BAGUNÇA? — a voz dele era potente e assustadora.

Eu ia me acusar do acontecido, mas o Louis foi bem mais rápido.

— Fui eu, papai. — ele admitiu determidado.

Papai pegou no braço de Louis e saiu lhe arrastando para fora do quarto... Tudo o que eu consegui acompanhar, foi o olhar de tremor do meu irmãozinho e sua feição segurando-se para não chorar, por medo do dobro que iria lhe acontecer naquela noite.

***

Zayn não poderia deixar aquilo acontecer novamente... sua mente lhe mostrava tudo o que tinha acontecido naquela noite assombrosa com seu irmão caçula. Imprudente, ele correu em direção a Louis, agarrou em seu braço e o puxou para longe dali, correndo o mais rápido que podia, sem se importar com os gritos da Sra. Morph.

Aos treze anos, sempre agindo sem pensar, corajoso o suficiente para enfrentar qualquer coisa; Este é Zayn Malik e um pouco mais do que muitos não sabem e ele esconde perfeitamente.

Louis tinha se livrado de uma encrenca consigo mesmo, mas tinha medo de ter colocado seu irmão em outra pior. Enquanto corria com Zayn para os fundos do orfanato, eles ignoravam algumas freiras que os chamavam e os olhares confusos dos jovens por ali. Zayn puxou seu irmão para um lugar bem reservado do jardim, sentou-se embaixo de uma árvore por trás de grandes arbustos, afim de se esconderem ali.

Louis respirava ofegante no colo de seu irmão mais velho, imaginando que tudo poderia dar errado a qualquer momento.

— Por que fez isso? — questionou o pequeno com a voz baixa e chorosa — Zee, a Sra. Morph vai nos achar... Eu tenho medo de que ela possa castigar você, e...

Sem palavras para o que pensava, Louis abraçou Zayn apertado, sentindo o moreno o corresponder de forma confortante.

— Não se preocupe Lou, eu sei o que eu estou fazendo. — Zayn acariciava a bochecha de seu irmão e logo em seguida, apertou-o contra seu peito, beijando seus cabelos.

O que andou planejando há meses, finalmente, o momento teria chegado. Zayn queria colocar seu plano em prática e tentar pela terceira vez, viver em paz com seu irmão em outro lugar.

Olhou para atrás das árvores que eles estavam, percebendo que havia o limite do jardim, logo ali. Ele sabia que as cercas elétricas de proteção lhe machucaria... Mas não tinha outra saída.

— Paras as minhas costas, Louis! Vamos, rápido! — ele pediu e sem entender nada, o garoto o obedeceu — Segure-se firme e não me solte por nada.

Zayn deu seus primeiros passos escalando aquele muro alto do orfanato, ao pegar na cerca elétrica, começou a levar choques, pensando em desistir daquela ideia maluca, suas mãos já sangravam devido as feridas que faziam.

''Louis não tem paz aqui...'' ''Nós não temos paz aqui...'' ... ''Não...''

Decidiu continuar, afim de fazer tudo por seu irmão caçula, que chorava ao ver que Zayn estava se machucando, enquanto ele estava em suas costas, super protegido. Zayn continuou subindo e fez isso ainda mais rápido quando ouviu a voz das freiras do orfanato. 

Quando chegou ao topo, não esperou muito para pular com Louis agarrado em suas costas.

Zayn desabou no chão, vendo Louis se encolher contra ele. Com seus últimos esforços, ele puxou Louis até uma moita que havia ali perto e apagou-se no mesmo instante.

— Zayn! Não! — Louis tocava no rosto de seu irmão vendo-o desacordado e gravemente ferido. — Por favor... Zee... Não me deixa... acorda,...!

Chorando, negou com a cabeça envolvendo seus braços no pescoço de Zayn, dizendo vários ''Obrigado'' em seu ouvido, sem conseguir conter o choro e a culpa.

Um minuto de silêncio, Louis conseguia ouvir os batimentos cardíacos de seu irmão e sua respiração agora, batia contra seu pescoço. O menor sorriu agradecendo agora, em pedidos de oração.

Discretamente, observou aonde eles se encontravam agora; Nas ruas novamente, fora e longe das obrigações e agressões do orfanato, ele se perguntava como seriam os próximos dias... o que seria dele e seu irmão.

Abaixou a cabeça encolhendo-se bem ao lado de Zayn, abraçando seu corpo apertado. Louis pedia mentalmente, para que ele acordasse logo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores!
Qualquer dúvida é só comentar.
Por favor nos deixem saber o que estão achando!
Beijos da @fumacinha e @colori


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...