História Ovos para o Café da Manhã - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 7
Palavras 716
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Canibalismo, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


(Hey, amiga, tá aqui ;)

Capítulo 1 - Capítulo Único


2007
9 anos de idade

Todo mundo é um ovo!!! 
Eu acordei hoje de manhã e fui até a cozinha tomar café da manhã pra ir pra escola e quando eu olhei pra minha mãe eu vi um ovo cozido enorme no lugar da cabeça dela! Eu esfreguei meus olhos pra ver se não era só imaginação minha mas ela continuou com uma cabeça de ovo. Depois meu pai apareceu pra comer também e ele também tinha cabeça de ovo cozido! Então eu comecei a pensar que podia ser só com eles mas quando eu saí pra ir pra escola, todo mundo na rua também tinha cabeça de ovo!! Eu olhei no espelho pra ver se tava acontecendo comigo também mas eu tava normal. Eu acho que eu devo ter ficado o dia inteiro com a maior cara de pateta. Eu nem sei como tô me sentindo. Eu devo estar dormindo ainda. Será que isso é um tipo de super-poder? Será que eu devo contar isso pros meus pais? Isso é bom ou ruim? 

2014
16 anos de idade

Eu não devia ter dito aos meus pais que quero parar de tomar os remédios. Agora eles acham que eu quero ser assim, que eu me acho especial, que estou usando isso como uma desculpa, ou qualquer coisa que me invalide completamente. OK, eu não vou dizer que isso não me trouxe pelo menos uma coisa boa. Uma ou duas, só. Então por que eu não posso aproveitá-las? São as únicas coisas que tenho, caramba! E isso tá piorando agora: algumas pessoas não têm apenas cabeça de ovo cozido mais, eu estou começando a vê-las inteiramente como um ovo cozido gigante, alguns objetos também. Se antes eu tinha os corpos das pessoas para conseguir identificá-las, agora os recurso estão bem menores. (Não que eu precise identificar muitas pessoas...) Objetos! Eu não consigo mais identificar objetos! Minha escova de cabelo agora é um ovo cozido. Quando escovei meu cabelo com ela uma vez para testar, eu não sabia se estava realmente penteando ou só melecando tudo. Agora eu ando com o cabelo bagunçado sempre. Algumas pessoas acharam que era estilo. 
Ainda bem que não disse aos meus pais - e nem ao terapeuta - sobre essas mudanças. Eu sei que não devia parar com os remédios agora - principalmente não agora -, mas eles não fazem efeito. Não do jeito que eu preciso. Eu acho. Bem, eu sei que isso não é o tipo de problema químico que se resolve com remédios. Tudo isso. Eu não sei que tipo de problema é e nem como resolvê-lo, mas... Caralho. Foda-se. 

2017
19 anos de idade

Eu não consigo ver nada. Tudo que vejo são os ovos cozidos em todo lugar. Literalmente. É como se eles estivessem grudados aos meus olhos. É como quando você está com os olhos fechados e, no escuro das pálpebras, você consegue ver algumas imagens. Quando eu era criança, eu via fantasmas amigáveis e coloridos. 
Eu não sei que porra é essa. Eu não posso mais continuar vivendo assim. 
Na verdade, é como se estivesse cego. Eu estou cego mas vejo ovos. Ovos cozidos sendo esmagados. Estão explodindo. A clara está se misturando à gema e formando uma massa amarelada nojenta. Eu só posso dormir o dia inteiro. Ao menos quando fecho meus olhos eles desaparecem. Mas quando pego no sono, eles voltam a me atormentar. Às vezes, eu consigo sonhar com o passado distante da parte da minha infância quando eu ainda podia ver. São escassas as memórias desse tempo, mas extremamente preciosas. Só que eu não posso viver apenas de lembranças. 
Eu posso ouvir o barulho dos ovos quando eles explodem. Às vezes são tão altos que eu não consigo ouvir o mundo exterior. 
Eu devo estar cheio de machucados pelo corpo de quando eu ainda tentava fazer alguma coisa e batia em tudo. 


Eu acordei hoje com uma enorme vontade de comer ovos depois de 10 anos e me perguntei se aquilo seria algum tipo de canibalismo. Decidi que não me importava e pedi à minha mãe que me preparasse alguns. Ela não queria me dar mas depois cedeu. Eu coloquei um pedaço na boca e o cuspi depois das primeiras mastigadas. Me sinto sujo. 

Caramba, que bosta de últimas palavras, não? 


Notas Finais


Wtf

(tem um monte de erro? Provavelmente. Eu nem revisei esse trem de novo pq: wtf. Mas se quiser que eu conserto, fala aê)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...